P.Q.P. Bach agita-se

Gostaríamos orgulhosamente de anunciar que, nos próximos dias, agregaremos um novo personagem aos três que postam neste blog. Seu nome é Blue Dog e peço a vocês não estranharem a falta de maiores referências à musica erudita na alcunha escolhida…

…pois Mr. Blue Dog não postará música erudita, mas jazz.

Esta era uma vaga aspiração do fundador P.Q.P e que recebeu forte apoio de F.D.P. Bach e de Clara Schumann. Não, não, não pensem que nosso repertório esgotou-se ou que há qualquer problema, nada disso. Postaremos um pouco mais e agregando jazz, só isso. O que ocorre é que amamos jazz e achamos saudável sua companhia no blog. Aliás, eventualmente, postaremos jazz junto com Blue Dog.

Mas há um problema, não posso negar…

Minha família que insiste em chamar Blue Dog de Blauerhund. Depois de longas explicações de que é absurdo chamar o cara de “cão azul”, passaram a chamá-lo de Trauriger Hund. Menos mal.

PQP Bach.

8 comments / Add your comment below

  1. Auf, auf! (Como será que os cães latem em alemão?)Preciso aprender TUDO sobre jazz.Dizem que tem a ver com Bach e seus contrapontos…Rameau

  2. É importante que as pessoas conheçam o Jazz, uma manifestação popular refinada e com uma história bem rica. Mas a história do Jazz é apenas importante pelos seus grandes músicos e criadores (Louis Amstrong, Ella Fitzgerald, Miles Davis, Coltrane,…)muito mais que a escola [de clichês] que criou. Não há nada mais enfadonho que ouvir jovens músicos brincando de improvisar no piano. Mas para um ouvinte sério de música clássica (de Machaut até Boulez), às vezes é bom ouvir Jazz como um refresco. Apesar de pessoalmente não encontrar mais tempo para ouvir.

  3. Existem muitos sites sobre Jazz (http://www.clubedejazz.com.br/; http://www.jazzbossa.com/), muitos sites com MP3s de Jazz (http://jazzmanmp3.blogspot.com/), mas poucos sites sobre música erudita (o Allegro e o Movimento.com fecharam) e poucos sites com MP3s de música erudita (a comunidade do orkut foi fechada e intimidada).Eu gosto de jazz, mas também gosto da autoridade que uma proposta de recorte consciente assume, e o PDQ sempre representou redondinho essa autoridade: posts que eram quase o testemunho de uma biblioteca do patriarca Fócio para a música erudita.Confesso, sendo chato mas ao mesmo tempo apaixonado pelo espaço, que gostava da idéia desse recorte… Agora imagino como que – e peço licença humildemente, baixando gravemente o chapéu pra usar a expressão – certa “promiscuidade!”…, os labels à direita…, etc…Eis, eis um resmungo aos queridos amigos…Abraços.

  4. Mas que cocô hein? Hoje é importante que conheçam o jazz, amanhã estão postando Ray Conniff… e assim vamos, a barbárie vai tomando conta de tudo…Ass: T. Adorno

  5. Bem, para que nosso “triste cão” não permaneça triste, venho cá postar-me ao seu lado e vou rosnar em sua defesa. Como explanado pelo honorável PQP, a companhia do Jazz se dá por uma questão de afinidade com o espírito do proprietário deste espaço. Deixe o alemão e sua família escutarem um pouco de música “moderna” irmãos!

  6. Eu adoro, mas por que misturar o banheiro masculino com o feminino?, por que misturar o almoço com a sobremesa?, por que misturar o banheiro com a cozinha?!PQP Blog era uma janela perfeita, apolínea e representativa, agora vai virar uma chaminé caótica, aberta pra tudo o que passar por cima da cabeça dos donos!Sugiro um blog irmão, tão fácil e organizado que seria.[]’s.

  7. se fossem inovar, preferiria q colocassem mais musica moderna!!>.. jazz eh otro campo neh pessoal: tao vasto e amplo q caberia muitos blogs pra ele… como ja existem. a busca no site ficara mais dificil, e procurar coisas em blogs mistos eh sempre uma enrolaçao do caramab…. enfim… apenas mais um fã, nao necessariamente purista…. mas organizado quem sabe….

Deixe uma resposta