Music of the Gothic Era – Early Music Consort of London – David Munrow

David Munrow (1942-1976) é uma espécie de lenda da música antiga. Viveu apenas 33 anos, gravou dezenas de discos, escreveu livros sobre música, fez inúmeras viagens para pesquisar instrumentos esquecidos e produziu e apresentou os programas Ancestral Voices (BBC) e Early Musical Instruments (ITV), que acabaram transmitidos postumamente. Munrow suicidou-se em 1976, logo após a morte de seu pai e de seu padrasto, a quem dedicou seu último livro.

O CD que postamos é uma esplêndida coletânea de música polifônica medieval francesa (1160-1390) já fora de catálogo. O CD que mostramos acima é uma nova edição ampliada. É um CD duplo.

Music of the Gothic Era

01. Leonin: Viderunt omnes
02. Perotin: Viderunt omnes
03. Anon: Alle, psallit e cum luya
04. Anon: Amor potest
05. Anon: S’on me regarde
06. Anon: In mari miserie
07. Anon: O mitissima
08. Petrus de Cruce: Aucun ont trouve
09. Adam de la Halle: De me dame vient
10. Adam de la Halle: J’os bien a m’amie parler
11. Anon: Le mesnie fauveline
12. de Vitry: Impudentur circumivi
13. de Vitry: Cum statua
14. Anon: Clap, clap, par un
15. Anon: Febus mundo oriens
16. Machaut: Qui es promesses
17. Machaut: Lasse! comment oublieray
18. Anon: Inter densas deserti meditans
19. Machaut: Hoquetus David

The Early Music Consort of London
David Munrow

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

6 comments / Add your comment below

  1. poxa PQP… Há algumas semanas dei uma sugestão sobre colocar Chorinho neste blog, e até citei umas transcrições de Bach, Mozart, Beethoven e Chopin para chorinho feitas por, se não me engano, Altamir Carrilho… e até agora vcs não responderam…
    peço, com humildade, que considerem minha sugestão (estou suplicando…)
    a minha sugestão era exatamente esta:

    “ola, senhores FDP e PQP e Senhora Clara,
    venho lhes fazer um humilde pedido:
    falta neste blog o Chorinho – inegável limite entre o Popular e o Erudito… e onde esse limite não existe…

    já ouvi numa rádio daqui do Rio umas interpretações de, se não me engano, Altamiro Carrilho, de obras de Bach, Beethoven, Chopin e Mozart transcritas para Chorinho… pô, são interpretações lindas…
    existem dois CD´s que foram lançados com esse tema: Clássicos para o Chorinho… gostaria que vcs os postassem

    e peço humildemente que, daqui em diante, também coloquem CD´s de Chorinho neste Blog… homens como Pixinguinha e Jacob do Bandolin também são gênios a sua maneira…

    espero o vosso parecer sobre isto.

    Um abraço.”

  2. Nós não temos critérios, programa, segundas e nem primeiras intenções. E somos hostis a pautas e a estresse…

    Eu, pessoalmente, acho que todas as músicas étnicas estão muito próximas da música erudita, podendo ser consideradas elos entre o popular e o erudito, mas não pretendo explorá-las todas. A postagem da música cigana húngara foi justificada pela presença de gravações realizadas pelo próprio Bartók. Bach também utilizou-se à exaustão da música popular alemã.

    Não sou dono da verdade e não imponho minhas opiniões aos co-autores do blog. Posso estar errado, mas vejo que o jazz é o gênero mais identificado com os clássicos e vice-versa e, sendo apreciado em todo o mundo, não pode mais entrar na categoria étnica.

    Sem a menor irritação, numa boa mesmo, sugiro que você crie um blog para postar o que gosta. Nada contra Altamiro e os chorões, em absoluto.

    Se o ofendi, peço antecipamente desculpas, pois não foi minha intenção. Ouvi chorinhos em casa durante toda minha infância e juventude e quase nada de Jacob e Pixinguinha me é estranho. Penso que o último seja o maior compositor brasileiro de todos os tempos, só que seu local talvez não seja aqui.

    Há um extraordinário blog especializado em música brasileira, cujo link está entre nossos favoritos: é o UM QUE TENHA, de meu amigo Fulano Sicrano, com o qual costumo trocar arquivos. Ali há, por exemplo, 14 CDs de Pixinguinha.

    Um abraço.

  3. Pedrão,
    Assino embaixo a resposta de PQP, infelizmente, apesar de também gostar muito de choros, infelizmente não possuo nada do gênero. Esse blog que meu irmão citou acima é maravilhoso, um trabalho e tanto,,,
    A seu dispor,
    FDP Bach.

Deixe uma resposta