Domenico Scarlatti (1685-1757) – Sonatas für Cembalo

 Frons S

Por algum motivo ignorado, até agora nada tinhamos postado de nenhum dos Scarlattis.
Este belo cd, só encontrado no site da amazon francesa e alemã, tem algumas peculiariedades interessantes. O pianoforte utilizado por Aline Zilberajch foi fabricado na mesma época em que Scarlatti vivia, por um elemento chamado Bartolomeo Cristofori, que é considero o inventor do piano. Sugiro a leitura do encarte do cd, que contém uma interessante descrição do processo de criação e fabricação do instrumento.
Reconheço que até então nunca tinha ouvido falar em Aline Zilberajch, mas fiquei surpreso ao conhecer seu currículo. Sua especialidade é exatamente este período da história da música, séculos XVII e XVIII, e é uma das principais intérpretes deste instrumento. Ah, para alegria de Clara Schumann, é uma das grandes intérpretes dos seus amados Rameau, Couperin, entre outros tantos compositores franceses que viveram entre estes séculos.

1. Sonate für Cembalo f-moll K 481 (L 187): Andante è cantabile
2. Sonate für Cembalo f-moll K 386 (L 171): Presto
3. Sonate für Cembalo D-Dur K 282 (L484): Allegro
4. Sonate für Cembalo d-moll K 213 (L 108): Andante
5. Sonate für Cembalo g-moll K 43 (L40): Allegrissimo
6. Sonate für Cembalo C-Dur K 308 (L 359): Cantabile
7. Sonate für Cembalo C-Dur K 49 (L 301): Presto
8. Sonate für Cembalo C-Dur K 133 (L 282): Allegro
9. Sonate für Cembalo g-moll K 93 (336): Fuga
10. Sonate für Cembalo D-Dur K 45 (L 265): Allegro
11. Sonate für Cembalo d-moll K 32 (L 423): Aria
12. Sonate für Cembalo d-moll K 517 (L 266): Prestissimo
13. Sonate für Cembalo G-Dur K 144: Cantabile
14. Sonate für Cembalo G-Dur K 391 (L 79): Minuet
15. Sonate für Cembalo D-Dur K 490 (L 206): Cantabile
16. Sonate für Cembalo A-Dur K 220 (L 342): Allegro
17. Sonate für Cembalo E-Dur K 216 (L 273): Allegro
18. Sonate für Cembalo e-moll K 291 (L 61): Andante

Aline Zilberajch – Pianoforte

CD – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

BOOKLET – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 

12 comments / Add your comment below

  1. Ai gente (estou agora endireitando minha franginha emo e olhando ao retrado de Byron na parede, ao som de um meloso noturno de Chopin, já me preparando para cortar meu delicado pulso)…
    que tal aquela postagem do Concerto para Piano de Schumann junto com o de Grieg ?
    ai por favor…

  2. então obrigado F D P!!!

    mas já que já agradeci ao PQP, que custa ele postar outro CD com Sonatas de Scarllati (na versão original para cravo)???
    já agradeci mesmo…

  3. Meu querido FDP,
    Gosto de Scarlatti. O Piere Hantai tb toca as sonatas para cravo maravilhosamente.
    Outro motivo de alegria: Scarlatti esteve ao serviço de um rei potuguês, D. João V, seguindo, posteriormente, para Madrid, ao serviço da princesa portuguesa, futura rainha de Espanha, D. Maria Bárbara, filha do rei q citei. Aliás, esta princesa era uma dedicada mecenas, apadrinhando n só Scarlatti cmo o famoso “castrati” Farinelli. Foi tb a essa princesa q Scarlatti dedicou as sonatas para cravo. 🙂

    Bjos mto agradecidos, Vossa,
    Clara Schumann

  4. Como sempre, Clara Schumann oculta fatos.

    Scarlatti era amante de Maria Bárbara (também nome da mãe de WF, CPE, JC, etc.). Afinal, de Farinelli não dava para esperar muita coisa. Scarlatti dedicava sonatas e horas e horas à princesa.

    Seja veraz, Clara, sempre veraz.

    Mecenas…

    :¬))))

  5. Pelo que li no livrinho do CD, o piano usado nesta gravação NÃO foi construído por Cristofori, é sim uma cópia baseada num desses (penso que) 3 fortepianos sobreviventes.
    Podem ouvir alguns exemplos áudio do piano Cristofori de 1720 bem como de muitos outros instrumentos históricos (somente ORIGINAIS) AQUI

    Um abraço e obrigado pelo(s) post(s)
    Pianoman

  6. Que bom. Já faz um tempo que procuro por Scarlatti nas lojas aqui em BH, sem sucesso. É inevitável, terei que me acostumar a realizar compras pela internet.

    Gostaria de fazer um pedido a vocês: Vocês teriam o Fischer-Dieskau interpretando “Winterreise” e “Schwanengesang”? Sei que ele gravou com o Gerald Moore, o Brendel da Clara, entre outros. Aliás, falando em Clara, esse seria um post que ela faria não?

    Obrigado e um abraço!

  7. Por que é tão difícil achar gravações de peças escritas originalmente para cravo executadas em cravo?

    Aliás, é no mínimo lógico que músicas escritas para um determinado instrumento sejam executadas neste instrumento. Por que com o cravo isso não acontece? Aversão das pessoas ao som desse adorável instrumento? O número reduzido de cravos existentes em relação a quantidade do seu primo mais favorecido?

Deixe uma resposta