Jean-Philippe Rameau (1683 – 1764), Gaspard Le Roux (1660-1707), Joseph Nicolas Pancrace Royer (1705-1755), Jacques Duphly (1715 – 1789) – Música Francesa para Cravo

Mais um grande CD vindo dos dedos do holandês Gustav Leonhardt. O nome do trabalho é grandioso: Masterpieces of French Harpsichord Music. Tal título não é perturbado quando ouvimos o CD. Trata-se de composições raras e belas, dignas do cravista que encarnou Bach (sim, como ator!) num filme de 1968, Chronik der Anna Magdalena Bach. Leonhardt é hoje um velhinho de 80 anos e participará de várias gravações que apresentarei a seguir. É uma involuntária homenagem a seu recente aniversário, em 30 de maio. Mais Gustav Leonhardt, aqui, no desNorte.

Masterpieces of French Harpsichord Music – Gustav Leonhardt

Jean-Philippe Rameau (1683 – 1764)
01. Les tendres plaintes
02. La Folette
03. L’entretien des Muses
04. Les Tourbillons
05. Menuets
06. Sarabande
07. L’Enharmonique

Gaspard Le Roux (1660-1707)
08. Suite en fa majeur Prelude
09. Allemande
10. Courante
11. Menuet
12. Chaconne

Joseph Nicolas Pancrace Royer (1705-1755)
13. Les tendres sentiments
14. La Majestueuse
15. La Sensible

Jacques Duphly (1715 – 1789)
16. Courante do mineur (La Boucon)
17. Menuet Do mineur
18. La Du Buq
19. Les Colombes, Rondeau
20. La De Vaucanson
21. La Pothouin, Rondeau

Gustav Leonhardt, cravo

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

8 comments / Add your comment below

  1. PQP,

    não escreva mais que acordou Polyanna hoje.
    Você já reclamou que alguns imbecis questinarama a sua sexualidade, então , é melhor dizer que anda pertubado porque prometeu postar o cd do amado bastista e ficou só na intenção.
    Poste a Anne Sofie cantando abba.
    Quanto a Clara, não a provoque, os capitalistas selvagens portugueses já prestam este serviço com tal maestria que ultimamente ela não posta mais nada!

  2. O grande Gustav Leonhardt foi capa e matéria da DIAPASON de Maio incluindo-se uma entrevista e um CD brinde que conta co ninguém menos do que Harnoncourt e Alfred Deller tido como o maior contra-tenor do SÉC XX . O disco foi realizado em 1954 e é uma raridade que graças a Deus a revista nos propiciou ouvir. Ouvir Deller no AGNUS DEI da Missa Bachiana é uma dádiva divina,sem ter o timbre tão bonito como Scholl ,Deller é perfeito na dicção.
    Tentarei reproduzir a entrevista na comunidade.

  3. Rameau tem um importante TRATADO DE HARMONIA feito concomitantemente com o WTC Bachiano, que permitiu a afinação[ou tempero] igual dos instrumentos diversos ; na verdade Bach e Rameau ”fraudaram” o sitema tonal ”espremendo” as doze notas em uma oitava;desde então Dó sustenido ficou igual a Ré Bemol,quando na verdade são levemente diferentes. Interessante que as duas obras foram feitas ao mesmo tempo sem que um tivesse comunicação com o outro. O SÉC XX foi injusto com RAMEAU assim como o SÉC XVIII o foi com BACH, hoje em dia só se fala no WTC.

Deixe uma resposta