Darius Milhaud (1892 -1974): La création du monde, Le boeuf sur le toit

Conheço e gosto de Jazz. Não tanto quanto em outros tempos. Pois apreciava o gênero nos bares, com amigos e boas mulheres, com muita bebida e fumaça…Depois que esta bendita fase passou, sentar numa poltrona de vovô, com suco de laranja e canudo, está cada vez menos atraente, principalmente para a audição do bebop e suas ramificações. No entanto ainda aprecio muito o Jazz um pouco menos requintado, aquele anterior a formação camerística, das grandes orquestras e de maior alegria.

Dessa fase interessante do Jazz, o compositor francês Milhaud, nos anos de 1920, encontrou nos clubs noturnos do Harlem fonte riquíssima para sua mais importante e celebrada composição, La création de monde. Esta obra vai além do Ebony Concerto de Stravinsky na mistura desses dois mundos. Pois na obra pós-classicista do russo, só em poucos momentos, a música parece tangenciar o Jazz, já na Création do francês há núcleos de puro Jazz e alegria, como se a orquestra clássica fosse invadida por um grupo de arruaceiros que dão sentido a uma das mais tristes e tocantes aberturas da música clássica.

Depois dessa fascinante obra, encontramos Milhaud respirando o Brasil no seu Le bouef sur le toit. Essa música brasileiríssima dos maxixes do começo de século XX é um rondó dividido em 12 seções, cujos temas serão facilmente reconhecidos pelos ouvintes de outras épocas, de João Pernambuco, Catulo da Paixão Cearense,…Aliás quanto perdemos com a “sofisticação” da música popular brasileira. Nos 50 anos de Bossa Nova, o melhor resumo que encontrei para definir o que ela significa foi enviado por um primo por e-mail. Vejam se há melhor resumo da MPB do que esse ?

A gravação é excepcional (melhor que Bernstein) e as duas outras obras do disco que não comentei são também dignas de estarem aqui.

1. La Creation du monde, Op. 81
2. Le Boeuf sur le toit, Op. 58
3 – 10. Suite provencale, Op. 152b
11 – 18. L’Homme et son desir, Op. 48

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CDF

6 comments / Add your comment below

  1. Caro CDF
    Hermes e Renato(?) traduziram na caricatura a essência da dita música popular brasileira que chegar ao perfeito “precisa modular os pedais” para ser mais pseudo erudito.Achei uma ironia ótima de portuguesa que dizia para ser cantora da mpb era necessário declarar-se lésbica, dizer que andou com a guarda da Portela( Karl-Heinz Stockhausen nos resguarde)e outros chavões. Por que cantoras pops cantam iguais e de menos. Na UOl saiu um estudo que as pessoas que ouvem musica clássica e jazz são mais inteligentes com o perfil semelhantes aos metaleiros, enquanto quem só escuta o pop infelizmente anda com os chavões.
    dr cravinhos

  2. Há uns tempos atrás escutei uma obra orquestral curtinha, bem bulerca e muito interessante, um projeto do grupo de compositores franceses intitulado Le Six, era um trecho da obra Les Mariés de la Tour Eiffel. Será que alguém tem alguma coisa por aí?

  3. o resumo da mpb com o link para o youtube está direcionando com o aviso: conta de usuário desativada. Fiquei curioso para ver o resumo da mpb mas tudo bem, parabéns pelo site!!! é minha referencia em musica erudita e sempre recomendo.

Deixe uma resposta