Gioacchino Antonio Rossini – Seis Aberturas, Giuseppe Verdi – Três Prelúdios – Abbado

Fuçando meus cds, encontrei esta gravação misteriosa, que traz Claudio Abbado regendo aberturas de óperas de Rossini, além de Prelúdios de Óperas de Verdi. Lembro que comprei esse cd em banca de revista, pertence a uma coleção intitulada “Deutsche Grammophon Collection”, e na verdade, creio tratar-se de uma montagem da editora, pois nem no site da DG encontrei tal cd. De qualquer forma, o cd que está indicado aí ao lado no link da amazon traz apenas as aberturas de Rossini.
Sabemos que Claudio Abbado é um grande especialista no repertório operístico italiano, e se encontra em seu elemento quando está regendo Rossini e Verdi.
Esse cd traz algumas das mais famosas aberturas de óperas de Rossini, entre as quais poderíamos destacar, é claro, “Il Barbieri di Siviglia”, “La Cenerentola”, “La Gazza Ladra”.
Trata-se de um cd leve, que traz toda a beleza da música destes dois grandes compositores italianos, amados por uns, odiados por outros, e creio que serviu de porta de entrada para muita gente no tal mundo da música erudita.
Uma postagem para relaxar, sem maiores pretensões. É para divertir e entreter.

Gioacchino Antonio Rossini – Seis Aberturas, Giuseppe Verdi – Três Prelúdios – Abbado

01 Il Barbieri di Siviglia
02 La Cerenterola
03 La gazza ladra
04 L’italiana in Algeri
05 Signor Bruschino
06 L’assedio di Corinto
07 Macbeth
08 Un ballo in maschera
09 Aida

London Symphony Orchestra
Coro e Orquestra do Teatro alla Scala
Claudio Abbado – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

9 comments / Add your comment below

  1. Tenho toda a coleção de 101 cds da DG que saíram nas bancas. Há quem diga que essa coleção faz parte do “lixo” da DG, mas se leva o selo DG é porque têm alguma qualidade. Qualquer dia desses postarei alguns deles…

  2. Obrigado pela postagem!

    Só tenho uma correção a fazer: o primeiro nome de Rossini era Gioacchino (como consta na capa do CD da Amazon), e não Giacomo – que era o primeiro nome de Puccini.

    Pequena firulinha, enfim 🙂

  3. Marcelo:

    Só comprei dois cds da coleção e gostei muito. A Nona Sinfonia de Beethoven com o Bohm e a Filarmônica de Viena em um versão nitidamente mais lenta que o normal me chamou a atenção.

  4. As aberturas de Verdi e Rossini são bem interessantes e de fácil digestão. Muito bom.

    Essa história de que a DG das bancas são o lixo da DG é só um mito, tem muita gravação boa, inclusive tenho muitas repetidas de outras “séries” da DG.

  5. Eu particularmente não conhecia essa historia de que essa coleção da DG Collection era o lixo da DG. Tenho outros volumes da série e são todas de excelente qualidade. Inclusive alguns estão na lista de espera de futuras postagens, entre eles um Mozart com o Gilels que é referência.

  6. Calma pessoal. Deve ser “lixo” de primeiro mundo onde a obsoletização produzida pelo consumo e o gosto suprerfical da moda fazem as coisas envelhecer rápido demais. Aqueles com ouvido mais apurado talvez encontrem algum violinista espirrando enquanto aguarda a vez ou um leve desencontro de uma flauta em algum solo, vá saber. O disco é muito bom. Abraço e parabéns por mais uma ótima postagem

  7. Cara, nem me lembre dessa deutsche grammophon collection, pq logo no quarto cd ela parou de sair na minha cidade..
    Em pleno domingo de manhã eu e minha mãe indo em todas as bancas de Ribeirão Preto caçando a bendita revista.. trauma de infância.. 8D
    Vou aproveitando o comentário pra agradecer imeeeensamente a existência desse blog, que tem sido terapia pra esse meu trauma de infância =), e que me possibilitou conhecer bem mais da música erudita..
    Obrigado por existirem!

Deixe uma resposta