2 comments / Add your comment below

  1. Grande contribuição, Avicenna! Tô gostando cada vez mais desse Crowl – sujeito lúcido, sô!

    A entrevista toda vale a pena, mas pra mim o melhor foi o seguinte – que não sei se ele disse como provocação intencional ou saiu candidamente, sem nem perceber:

    “Tenho admiração por muitos compositores atuais, mas a minha preferência ainda recai sobre compositores da velha guarda, ou seja, da primeira metade do século XX. Citaria Ives, Villa-Lobos, Schönberg, Berg, Debussy, Stravinski, Messiaen e Lutoslawski.” – !!!!!

Deixe uma resposta