Modest Mussorgsky – Uma noite no Monte Calvo (Leibowitz) & Quadros de uma Exposição (Ravel) – The Power of the Orchestra

Vocês querem mais uma versão de Uma Noite no Monte Calvo? Na verdade, pra mim, essa versão do Leibowitz, não é apenas mais uma, e sim, a versão definitiva – do caralho mesmo! Extremamente agressiva e sem aquelas trombetinhas chatas , no estilo de cavalaria que só servem para dar uma quebra na ideia da obra (me perdoem os mais conservadores), da versão original. A versão orquestrada por Ravel de Quadros de Uma Exposição, ficou ainda mais interessante nas mãos de René Leibowitz e a Royal Philharmonic Orchestra.

Esclarecimento: Apesar da Amazon apontar Stokowski como o autor do arranjo de Uma noite no Monte Calvo gravado nesse álbum, essa versão é na realidade de René Leibowitz, sendo essa é a mais famosa de suas orquestrações/arranjos. Vide: http://www.angelfire.com/music2/reneleibowitz/rl.html

.oOo.

The Power of the Orchestra
Mussorgsky: Pictures at an Exhibition, Night on Bare Mountain

01 Night on Bare Mountain (arr. Leibowitz)
02-16
Pictures at an Exhibition (arr. Ravel)

Royal Philharmonic Orchestra, René Leibowitz

BAIXE AQUI / DOWNLOAD HERE Rapidshare

BAIXE AQUI / DOWNLOAD HERE Mediafire

Marcelo Stravinsky

9 comments / Add your comment below

  1. Há muito tempo tenho procurado uma gravação de Pictures que me agrade por completo. Por incrível que pareça essa me agradou. Muito Obrigado !
    Abraços !

  2. Também gostei muito dessa gravação de Quadros, Gabriel. Mas esse arranjo de Uma Noite no Monte Calvo está realmente espetacular. O interessante é que eu comecei com esta versão. Possuo uma coleção de 12 discos de vinil com obras ditas, Música Clássica Ligeira, e em um dos vinis tem essa gravação dessa obra de Mussorgsky. Lembro muito bem de quando eu ouvi, pela primeira vez, a versão original (Quando eu já estava acostumado com essa versão do Leibowitz, claro.) e estranhei muito aquela passagem executada pelos metais que fazem referência a festa na cidade pela chegada do dia de São João. Fiquei realmente sem entender nada, pois aquilo não se encaixava na minha cabeça. Sempre que eu ouvia Uma Noite no Monte Calvo, lembrava disso, e me perguntava: será que alguém do blog já atentou para essa versão, que de certa forma, é bem parecida com a versão do Stokowvski? E acabava deixando passar, mas hoje decidi não deixar passar e postar a versão que marcou minha infância.

  3. Uma noite no monte calvo é uma das obras primas de Mussorgsky. Ele a escreveu primeiramente para orquestra, sendo que esta versão só foi descoberta ha mais ou menos 35 anos.Diversos maestros excelentes como Abbado, Dohnanyi e Salonen ja gravaram esta versão, que acaba tornando obsoletas as transcriçoes de Stokovsky e Leibowitz. Posteriormente Mussorgsky adaptou , com coro e baritono solista, e com um final diferente para a ópera A Feira de Sorotchisky.Esta versão bem digerente em certos detalhes foi gravada por Abbado ( com Anatoly Kotscherga) para o selo Sony. A orquestração é de Chebalin,mas houve um completo respeito à harmonia e ao ritmo de Mussorgsly.Quanto a Korsakow me admira que alguem ainda use esta versão.Criminosa, bombastica, desrespeita as formulas ritmicas extremamente modernas do autor. Para a versão origina, orquestrada pelo autor, sugiro Abbado ( duas vezes, com a Sinfonica de Londres e com a Filarmonica de Berlim. Para a versão com coro sugiro a terceira gravação de Abbado, com a Filarmonica de Berlim (Sony).

  4. Acho que a versão que tenho de “Uma Noite no Monte Calvo” é a que foi “retocada” por Rimsky-Korsakov. Não havia informação no CD sobre isso, mas ao ouvir a versão original, pensei nem se tratar da mesma música…Bem, muita gente deve concordar com o veredito dos contemporâneos de Mussorgsky, de que sua música deixaria patente uma formação técnica débil, já que não só Rimsky como outros músicos, pelo que vejo, fizeram novos arranjos para essa obra…

  5. Encontrei o encarte da minha coleção Festival de Música Clássica Ligeira das Seleções Readers Digest e descobri que a primeira versão que ouvi de Uma Noite no Monte Calvo foi com o Sir Adrian Boult e a Nova Sinfônica de Londres. Já vi que existe um cd com esta versão chamado SIR ADRIAN BOULT – CONCERT FAVORITES, mas infelizmente só consegui encontrar no Torrent e ninguém tem o arquivo completo. É engraçado que no encarte diz que é a versão do Rimsky-Korsakov, mas nessa versão foram suprimidas aquelas cornetinhas que dão uma quebra na música.

  6. Mussorgsky não era fraco em termos de formação.A orquestração de Uma Noite no monte calvo original prova isso.Mussorgsky era tremendamente moderno para sua época , com alternãncias de compassos que só serão feitas por Stravinsky por volta de 1912/1913. Korsakow e outros achavam que podiam corrigir.Estas correções são quase que totalmente desprezadas hoje em dia.Nenhum teatro de qualidade ,hoje em dia.monta Boris na versão de Korsakow. Mussorgsky foi o maior talento musical da Russia no século dezenove.Posso mostrar em detalhes, com uma partitura na mão, as coisas monstruosas que Korsakow e outros fizeram nas Cançoes e dansas da Morte, No quadros de uma exposição, Noite no monte calvo, Boris e Khowanshina.As exceções ao grotesco e à falsificação são : 1 – A magnifica orquestração de Ravel dos Quadros. 2- A magnifica orquestração de Shostakovich da Kowanschina.Esta ópera , que não foi orquestrada por Mussorgsky, foi ainda mais retalhada por Korsakow, com a desculpa de que o autor não tinha orquestrado.

Deixe uma resposta