José Antônio de Almeida Prado morre em São Paulo aos 67 anos

Acabo de ler a notícia da morte do Almeida Prado (AQUI). Acho que muito cedo: 67 anos. Não sou um grande conhecedor da sua obra, mas do que conheci sempre me agradou seu empenho em unir as técnicas de composição contemporâneas com uma postura poética, até lírica (no sentido poético da palavra, não no do canto).

Vi Almeida Prado ao vivo uma única vez: num concerto da Orquestra Sinfônica de Santos, sua cidade natal, em comemoração aos seus 60 anos. Foram tocados o seu Concerto para Violino, solado por sua própria filha – que privilégio mais lindo! – e além disso a Sétima de Beethoven, obra indicada por ele, a pedido da orquestra, como sua favorita de Beethoven. Não há como não me emocionar ao lembrar disso agora e… sim, sete anos depois disso foi pouco, muito pouco.

Mas agora começa a NOSSA parte: não deixar esquecer. Goste-se mais, goste-se menos, não importa: trata-se, sim, de um criador cultural brasileiro de primeira linha, e não acho que seria digno da nossa parte deixar de investir no conhecimento da sua obra por questões de gosto pessoal. Mas infelizmente as poucas coisas dele que tenho estão em vinil: alguém da nossa turma terá opções mais fáceis de postar?

http://i959.photobucket.com/albums/ae78/ranulfus/almeidaprado_2005.jpg

Ranulfus

6 comments / Add your comment below

  1. Meu Deus, eu fiquei chocado quando li, aqui: http://osespturne2010.tumblr.com/post/1642847315/dia-de-luto-para-a-musica-brasileira-minutos . Achei que o teríamos durante muito tempo ainda entre nós. É uma enorme perda.

    Nosso eterno silencioso agradecimento a todos estes nomes que compõe esta lista lateral que enche nossas vidas de verdade e sonho. E a vocês, que perpetuam e polinizam os trabalhos dessas grandes mentes. Muito obrigado.

  2. Tive o privilégio de conhecê-lo em Ribeirão Preto, numa aula de alta interpretação pianística quanto toquei para ele e recebi ali, muitas “dicas” para bom desempenho nos Estudos de Chopin,que utilizo até hoje.
    Embora incompreendido por muitos acerca de suas obras, foi uma alma musical de enorme visão. Uma perda irreparável no maravilhoso univerwso da Música.

Deixe uma resposta