Anton Bruckner (1824-1896) – Sinfonia No. 3 in D minor e Symphony No. 8 in C minor

Ouvi este baita CD há pouco e percebi que era fundamental compartilhá-lo. Percebo dois momentos da vida de Bruckner aqui escancarados: (1) A Sinfonia no. 3 é um trabalho repleto de “idealismos”. Foi dedicada a Richard Wagner. Possui bons momentos; passagens daquilo que seria trabalhada a partir da Quarta Sinfonia – momento em que os grandes trabalhos se sucederiam numa progressão assustadora. (2) A poderosa Oitava Sinfonia, um dos trabalhos mais atordoadores de toda a história das composições sinfônicas, é uma marca do gênio de Bruckner. As sinfonias números 7, 8 e 9 de Bruckner são portais que nos levam ao paraíso. Acredito (sem exagero) que essas sinfonias serão tocadas na “Nova Jerusalém” – nomenclatura utilizada pelo livro de Apocalipese para descrever o “Novo Céu”. Ultimamente tenho ouvido muita coisa com George Szell e me impressiona a qualidade desse regente. Boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) – Sinfonia No. 3 in D minor e Symphony No. 8 in C minor

DISCO 01

01. Mehr bewegt, misterioso
02. Andante. Bewegt, feierlich, quasi Adagio
03. Scherzo. Ziemlich schnell
04. Finale. Allegro

Symphony No. 8 in C minor, WAB 108

01. I. Allegro moderato

DISCO 02

01. II. Scherzo. Allegro moderato
02. III. Adagio. Feierlich langsam_ doch nicht schleppend
03. IV. Finale. Feierlich, nicht schnell

Cleveland Orchestra
George Szell, regente

BAIXAR AQUI CD01

BAIXAR AQUI CD02

Carlinus

6 comments / Add your comment below

  1. Só de pensar que no início de minha caminhada como melômano eu não possuía a menor paciência para ouvir Bruckner… Hoje, como é bom ouvi-lo! Bruckner é assim: à medida que você treina o seu ouvido, você vai admitindo-o.

    Obrigado pelo comentário!

  2. Tenho a coleção das nove Sinfonias de Anton Brucker, mas a única que tive tempo e coragem de “enfrentar” foi a Sexta, que já ouví dezenas de vezes.

    Realmente, como diz o Carlinus, o trabalho do vienense parece à primeira vista uma parede indevassável, mas que pode se tornar um “Portal em direção ao Paraíso” para os valentes e pacientes… Só essa Sexta que eu citei já traz pelo menos uma dezena de temas melódicos capazes de tirar o fôlego de qualquer um!

Deixe uma resposta