Niza de Castro Tank – Árias de Mozart, Delibes, Donizetti, Verdi e Carlos Gomes

Hoje é o aniversário de Niza de Castro Tank e, embora as mulheres odeiem que se diga a idade, aviso que está esta soprano soprando 81 velinhas neste dia (tá, a piadinha soprano soprando é infame, mas não resisti).
Niza o quê?“, dirão alguns. Essa frase, infelizmente, será muito repetida, pois conhecemos ainda muito pouco dos nossos compositores eruditos e menos ainda de nossos intérpretes. Para os amantes de ópera, Niza é nome obrigatório: é uma das grandes divas do Brasil, dona de uma das vozes mais leves que nossos teatros e outras tantas salas de concerto da América do Sul, Europa e Oriente Médio viram. Uma flauta! Em nível de fazer bonito até mesmo ao lado de vozes como Natalie Dessay e Diana Damrau.
.

Vivendo no interior de São Paulo, tive a oportunidade de vê-la (melhor ainda, de ouvi-la) em três ocasiões em sua terra natal, Limeira. Em uma dessas, junto com a orquestra sinfônica de lá, vi Niza deixar o público “absurdado” e sem fôlego com seu fôlego absurdo: ela me segura a última nota, muito aguda, do final d’A Floresta do Amazonas (de Villa-Lobos) por míseros 22 segundos!!! (parece pouco? Tente fazer isso em casa…) E já tinha, na época, 72 anos! Pra se ter uma ideia, na gravação existente dessa peça, a fantástica Bidu Sayão mantém aquela nota por 10 segundos, o que já é difícil…
Sobre sua técnica, impecável, há um comentário que resume tudo no youtube:

Marvelous! Wonderful voice and flawless technique. A trully coloratura for sure. Amazing pianos, breathtaking trills (and really high pianissimo trills), perfect staccatto, celestial agility, a really high range, exquisite portamentos, classy glissandos, and what is probably one of the most perfect pianissimos I’ve ever seen. I’m astonished. Simply unbelievable. There’s not even a single flaw. Bravissima!

Ou  seja:

Maravilhoso! Voz maravilhosa e técnica impecável. Uma verdadeira coloratura, com certeza. Pianos surpreendentes, trinados de tirar o fôlego (e realmente trinados muito pianíssimos) estacatos perfeitos, agilidade celestial, uma tessitura muito extensa, portamento requintado, glissandos elegantes, e o que é provavelmente um dos pianíssimo mais perfeitos que eu já vi. Estou espantado. Simplesmente inacreditável. Não há nem mesmo uma única falha. Bravissima!

Aqui, uma palhinha de seu timbre límpido, cantando a Ária das Campainhas (ou das sinetas) da ópera Lakmé:

E Niza, com sua longeva voz, ainda se apresenta com certa regularidade, especialmente nas cidades próximas: Campinas, onde vive (foi também professora de canto na Unicamp e formou muitos cantores líricos); Limeira, sua terra natal; Piracicaba, onde lecionou por muito tempo; e na capital, onde passou parte de sua vida. Soube que, às vésperas de completar os 80 anos, esteve em Piracicaba solando o Stabat Mater de Pergolesi… E deu show, claro!

Em tempo: isto não é um CD, mas uma reunião de árias encontradas em vários lugares, a maior parte delas avulsa. Alguns registros não são muito bons, por vezes até meio caseiros, mas há poucos registros de Niza (ou seja, nem dá pra escolher muito). Conheça esta senhora tão simples do interior, com sua voz estupendamente encantadora!
Um BAITA SOPRANO! Não perca! (= IM-PER-DÍ-VEL!)

Niza de Castro Tank (Limeira, SP, 1931 – )
Árias de Mozart, Delibes, Donizetti, Verdi e Carlos Gomes

01. A. Carlos Gomes – C’era una volta un principe – Il Guarany
02. A. Carlos Gomes – Gentile di Cuore – Il Guarany
03. A. Carlos Gomes – Sento una Forza Indómita – Il Guarany
04. A. Carlos Gomes – Nele Regno delle Rose – Odalea
05. A. Carlos Gomes – Cavattina de Joanna – Joanna de Flandres
06. G.Verdi – Tutte le feste al tempio – Rigoletto
07. G.Verdi – Caro Nome – Rigoletto (déc. 1970)
08. G.Verdi – Caro Nome – Rigoletto (déc. 1990)
09. W.A.Mozart – Der Hölle Rache (ária da rainha da Noite) – A Flauta Mágica
10. G.Donizetti – Quando rapito in estasi – Lucia de Lammermoor
11. G.Donizetti – Cena da loucura – Lucia de Lammermoor
12. C.P.L.Delibes – Dov’è l’indiana bruna (Ária das Campainhas) – Lakmé

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 96Mb

Ah, há uma biografia de Niza: “Niza, apesar das outras“, pela Imprensa Oficial. Tem o e-book aqui.

Ouça! Deleite-se!

Bisnaga

0 ideias sobre “Niza de Castro Tank – Árias de Mozart, Delibes, Donizetti, Verdi e Carlos Gomes

  1. Por acaso hoje é meu aniversário também e ao abrir a página me deparo com esse fantástico presente! Tive o privilégio de assistir a algumas apresentações de Niza aqui em Campinas. Quem a ouviu cantando certamente sabe que presenciou algo extraordinário, único.
    Quem não a ouviu não sabe que há anjos entre nós.
    Parabéns, Niza!
    E parabéns, bisnaga, pela postagem. Muito obrigado!

  2. Olá caros blogueiros, há uns três anos que não entrava aqui, mas apesar de ter mudado de micro e não ter o blog nos meus favoritos mais, não me esqueci do endereço e dos bons tempos que vinha até aqui buscar música que tornasse a rotina mais suave. Na verdade coloquei o blog como a home da internet este ano, mas mesmo assim não tive tempo de ler. Uma pena! Hoje finalmente parei pra ler umas coisinhas novamente e, como antes, me sinto por demais agraciada. Obrigada pelo serviço!

  3. Bisnaga, estou sem palavras. Sou limeirense, como já devem saber, e já ouvi falar de Niza de Castro Tank. É considerada a maior intérprete de “O Guarani” de Carlos Gomes, internacionalmente. Ouvi dizer que ela recusou um convite para um cargo vitalício na Filarmônica de Viena, não sei porquê. Pena que nem todos os brasileiros a conheçam, e nem todos os limeirenses. Tomo isso como uma homenagem a nós no campo da música erudita. Pena eu nunca ter conhecido nem ouvido-a pessoalmente. Mas, quem sabe, né?
    Só um toque: “(…) uma das grandes divas do Brasil, dona de uma das vozes mais leves que nossos E teatros e outras tantas salas de concerto da América do Sul, Europa e Oriente Médio viram.” Acho que seria melhor sem aquele “e” e acho que os palcos e salas de concerto a “ouviram”, não é? Desculpe-me, isso nunca sai de mim por completo. Quem manda ser observador…

  4. SENSACIONAL!!!!!!! Sou discípulo desse site e admirador de música clássico-erudita, jazz, pop, mpb… – para nada faltar. Até antes da perseguição, leia-se fechamento de nuvens, já havia baixado milhares de músicas. PARABÉNS pelo site, que deveria ser Patrimônio Público Universal – e obrigado por essa riqueza. A voz dessa brasileira é algo sem valor, uma obra prima.

  5. Excelente.
    Linda voz, só pelo video da aria das campainhas, pode-se ter uma excelente noção do que se trata.
    Pena as gravações postadas não terem a qualidade adequada para esta voz, mas mesmo assim vale pela voz!
    Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>