Johannes Brahms (1833-1897): Haydn Variations · Waltzes · Sonata in F minor

Baita disco, baita disco. Argerich e Rabinovitch enfrentam esplendidamente as três peças de Brahms, todas transcrições de obras para um número maior de instrumentos. A grande surpresa, em minha opinião, é a transcrição do extraordinário Quinteto para Piano Op.34, que desconhecia. As Valsas são levadas com grande elegância e as Variações sobre Haydn — peça mais conhecida da coleção — há anos faz parte do repertório de Argerich, a qual gosta de parcerias pianísticas. Meses atrás, postamos a mesma obra com ela e Nelson Freire. Aqui, ela está mais sanguínea.

Baita CD!

Brahms · Haydn Variations · Waltzes · Sonata in F minor

Haydn Variations for two pianos, Op.56b
1. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Chorale St. Antoni: Andante
2. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 1: Andante con moto
3. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 2: Vivace
4. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 3: Con moto
5. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 4: Andante
6. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 5: Poco presto
7. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 6: Vivace
8. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 7: Graziosos
9. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Var. 8: Poco presto
10. Variations On A Theme by Joseph Haydn For Two Pianos, Op. 56b: Finale: Andante

Sonata for two pianos in F minor, op.34b
11. Sonata For 2 Pianos In F Minor, Op. 34b: Allegro non troppo
12. Sonata For 2 Pianos In F Minor, Op. 34b: Andante, un poco adagio
13. Sonata For 2 Pianos In F Minor, Op. 34b: Scherzo: Allegro – Trio
14. Sonata For 2 Pianos In F Minor, Op. 34b: Finale: Poco sustenuto – Allegro non troppo

Waltzes, op.39 Version for two pianos
15. Waltzes, Op. 39: No. 1 In B Major: Tempo giusto
16. Waltzes, Op. 39: No. 2 In E Major
17. Waltzes, Op. 39: No. 3 In B Minor
18. Waltzes, Op. 39: No. 4 In G Sharp Minor
19. Waltzes, Op. 39: No. 5 In A Flat Major

Martha Argerich & Alexandre Rabinovitch, pianos

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

6 comments / Add your comment below

  1. Essas valsas são pérolas maravilhosas de Brahms, injustamente ofuscadas pelas danças húngaras. É um sufoco encontrar até mesmo gravações até mesmo de seleções das valsas, quanto menos de todas as 16. Aliás, recomendo a gravação de Ragna Schirmer das 16 valsas (ela toca a transcrição para piano solo).

    Aliás, as valsas têm a ENORME vantagem de serem bem mais fáceis de tocar, pois Brahms, num raro momento de consideração para com os vermes rastejantes não virtuoses, fez uma transcrição facilitada para duas mãos!

    Mesmo assim, algumas são bastante difíceis, especialmente a 4 e a 14, mas outras, como a 2, 3, 9 e 15 são relativamente fáceis e imensamente recompensadoras.

    O fim didático das valsas também fica claro porque, embora não ordenadas, elas claramente trabalham pontos técnicos muito específicos. Por exemplo, a 1 trabalha grandes distâncias no piano (prestem atenção ao acorde grave inicial da reexposição da 1ª parte); a 2, ritmos “desencontrados” (a mão direita segue uma marcação rítimica diferente da esquerda); 10, 11 e 14, notas duplas (aaaaaaaaaaaaaargh!); 9 e 16 são fáceis de tocar, mas difíceis de interpretar (curiosamente, ambas em ré menor); a 15 é um enorme e delicioso exercício de acordes em Lá; e por aí vai…

    Cada uma delas carrega a facilmente reconhecível assinatura harmônica do barbudo-mor, e muitas também trazem sua peculiar saltitância (especialmente a 1 e a 14).

    Ave Brahms!

  2. Parabéns pela postagem. A transcrição do seu Quinteto, para mim, o melhor quinteto para piano de todos os tempos (novidade… rs), se transformou na melhor sonata para piano de Brahms.

  3. Os dois pianistas estão em tamanha sintonia que parece haver sómente um tocando.A sonata é o ponto alto da gravação e contagiosa desde a primeira audição.Grande post pqp.Grato.Abraços do Dirceu.

Deixe uma resposta