Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Symphonies 40 & 41 – Fricsay

Sei que é chover no molhado, mas que baita regente Ferenc Fricsay foi…!!! Seu Beethoven é sensacional, mas seu Mozart é genial.
Esqueçam as orquestrações peso pesados de Böhm e Karajan e se atenham às minúcias e detalhes deste CD que ora vos trago. Pequenos detalhes destas sinfonias, que se escondiam atrás das gravações mais conhecidas, como as citadas acima, aparecem aqui, e você fica se perguntando: mas de onde surgiu esse oboé, ou essa flauta. Sim, elas estavam lá, porém ficavam escondidas atrás da grande massa sonora que as cordas da Filarmônica de Berlim produziam. Fricsay realça estes detalhes numa interpretração leve, despretensiosa, mas que mostra toda a beleza e genialidade destas sinfonias.
Detalhe: não confundam as orquestras: ele está regendo aqui a Sinfônica de Viena, e não a Filarmônica de Viena. E aí reside outro fator importante desta gravação: Fricsay está à frente de um conjunto de não tão boa qualidade e expressão, mas extrai dele o que poderia existir de melhor. Eis uma gravação definitivamente IM-PER-DÍ-VEL e histórica. E um regente no apogeu de sua carreira, precocemente interrompida aos 46 anos de idade. É de se lamentar, mas graças à tecnologia felizmente temos acesso a estes verdadeiros tesouros que são suas interpretações.

1 – Symphony No. 41 – Allegro vivace
2 – Symphony No. 41 – Andante cantabile
3 – Symphony No. 41 – Menuetto. Allegretto
4 – Symphony No. 41 – Finale_ Molto Allegro
5 – Symphony No. 40 – Allegro Molto
6 – Symphony No. 40 – Andante
7 – Symphony No. 40 – Menuetto. Allegro
8 – Symphony No. 40 – Allegro Assai

Vienna Symphony Orchestra
Ferenc Fricsay – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
FDPBach

12 comments / Add your comment below

  1. Olá, fdp. Vc tem toda razão. A gravação é mesmo imperdível por conta da concepção de Fricsay: nitidez e total transparência nas linhas, sem o peso da orquestra romântica. Todavia, te pergunto: Franz Bruggen já fazia isso no início deste século, com a Orquestra do Séc. XVIII. Vc ainda não postou nada dele? Abs

    1. Gosto muito do Bruggen, já postei coisas dele aqui no pqpbach, há muito tempo atrás. Tenho gravações dele interpretando Haydn das quais gosto muito. Infelizmente não tenho suas leituras de Mozart.

  2. Uma Pérola.
    Me pareceu que as sinfonias estão com a numeração trocada bem como a sequência dos movimentos da 40 !!!!!
    Um abraço do Dirceu.

    1. Dirceu, por algum motivo que apenas a gravadora pode explicar, a ordem das sinfonias é essa mesma: primeiro a de nº 41 e depois de nº40.

  3. FDP:

    No blog “Sentidos”, o Julio postou um CD duplo da DG com as sinfonias 29, 39, 40 e 41 com o Ficsay e a Sinfônica de Viena (http://juliosbv.blogspot.com.br/2011/02/mozart-sinfonias-n-29-n-39-n-40-y-n-41.html)

    Encontrei outra preciosidade, agora do blog “Branle de Champaigne”: A integral da sinfonias de Mozart pelo Hogwood. Quando falo em INTEGRAL , é porque é INTEGRAL MESMO. Inclui 68 obras, com as 41 conhecidas e aquelas que a autoria ainda é discutida. Nessa coleção IMPERDÍVEL encontra-se a famosa Sinfonia nº 37, que se reduz a um único movimento e que foi completada por Michael Haydn, além das duas versões que o Mozart fez para as Sinfonias 31, 35, e 40. (http://passacaille.blogspot.com.br/2012/07/wamozart-meets-mrhogwood.html) Na página há a integral que citei e vários outros CDs de obras do Mozart interpretadas pelo Hogwood.

    1. Tenho o Hogwood já há algum tempo, e alguns daqueles cds que o bibixy disponibilizou, principalmente as gravações com a Emma Kirkby. São belíssimas.

  4. Considero a 9º de Beethoven sob a batuta de Fricsay a mais esplêndida versão da obra-prima do Mestre de Bonn. Estou realmente curioso para ouvir o seu Mozart.

Deixe uma resposta