J. S.Bach (1685-1750): Variações Goldberg

IM-PER-DÍ-VEL !!!!

É comum comparar Glenn Gould a Angela Hewitt. Ambos são canadenses e tocam maravilhosamente Bach ao piano. No caso de Gould, tocava. Algumas frases são de efeito e nos fazem pensar. Uma que li dia desses dizia mais ou menos assim: “Quando Gould toca Bach, fica claro que o pianista é genial; enquanto que, quando Hewitt toca Bach, fica claro o quanto o autor é genial”. Bem, eu não sei, mas ouvindo essas Goldberg — para mim uma das três melhores composições de todos os tempos — fico meio hesitante entre escolher um e outro, mas acho que ainda ficaria com a segunda gravação de Gould. Minha hesitação é um tremendo elogio a Hewitt. Como melhor versão — incluindo as versões nos mais diversos instrumentos (já tivemos até harpa, acordeon e instrumentos de metal nas Goldberg aqui no PQP) — , ainda fico com a de Pierre Hantaï, ao cravo, claro.

J. S. Bach (1685-1750): Variações Goldberg

01. Aria
02. Variation 1
03. Variation 2
04. Variation 3: Canona all’unisono
05. Variation 4
06. Variation 5
07. Variation 6: Canone alla seconda
08. Variation 7
09. Variation 8
10. Variation 9: Canone alla terza
11. Variation 10: Fughetta
12. Variation 11
13. Variation 12: Canona alla quarta
14. Variation 13
15. Variation 14
16. Variation 15: Canona alla quinta
17. Variation 16: Ouvertüre
18. Variation 17
19. Variation 18: Canona alla sesta
20. Variation 19
21. Variation 20
22. Variation 21: Canona alla settima
23. Variation 22: Alle breve
24. Variation 23
25. Variation 24: Canona all’ottava
26. Variation 25
27. Variation 26
28. Variation 27: Canona alla nona
29. Variation 28
30. Variation 29
31. Variation 30: Quodlibet
32. Aria

Angela Hewitt, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

PQP

6 comments / Add your comment below

  1. Como disse antes, Hewitt faz Bach ficar “entendível” no piano; não torna a obra mecanica e nem comete floreios inconsistentes pra uma obra barroca.
    E também prefiro Hantai no cravo, mas no piano, Hewitt reina absoluta … por enquanto.
    Agora um porém,. das Variações Goldberg tem uma obra sensacional para Guitarra (Violão no Brasil) de József Eötvös, beleza de transcrição.

  2. Caro P.Q.P. [ou alguém da equipe P.Q.P]
    Estava pensando em iniciar minha discoteca e queria algumas informações, principalmente onde posso adiquirir louváveis gravações a preços compatíveis ao rendimento de um estudante.
    Ficaria extremamente grato com algumas indicações.
    Obrigado

  3. Mais uma vez agradeço a oportunidade de desfrutar tão Linda música de Bach. Tenho elas aqui para clavicórdio, que adoro, porém a polifonia de Bach nesse instrumento confunde um principiante. toda aquela harmonia tocada com aquele timbre cheio de reverberação meio que nos coloca num labirinto. Mas que grata surpresa saber que temos uma versão dela para violão, esse instrumento de som tão humilde,mas belíssimo. Aliás, vou contar um segredo: Muitas obras de Bach prefiro tocadas ao violão. Um Abraço à Todos e Gratidão!

Deixe uma resposta para Prado Cancelar resposta