Franz Schubert (1797-1828): Quinteto "A Truta", D. 677 / Movimento para Quarteto de Cordas D. 703

Sim, o fantástico Quinteto para Piano “A Truta” de Schubert!

Como estou meio ocupado, transcrevo um excelente texto explicativo encontrado neste blog:

Esta peça em Lá Maior foi composta quando Schubert tinha apenas 22 anos embora tenha sido publicada em 1829 – um ano após a sua morte.

A peça é composta à volta de um conjunto de variações de um Lied anterior de Schubert Op.32 (D.550) e é formada por cinco andamentos. Tal como em muitas das obras de Schubert podemos criticar uma composição pouco perfeita , como uma espécie de esquisso. A esta obra em particular é frequentemente apontado o facto de existir uma fraca coesão entre andamentos e de serem frequentes longas repetições de material temático com pouca ou nenhuma transformação. A composição do quinteto é pouco usual pela presença do contrabaixo tendo permitido a Schubert a exploração de outras sonoridades.

1º Andamento (Allegro vivace) : Este andamento está escrito na forma de sonata. A explicação sobre o significado deste termo está prometida para um destes dias.

2º Andamento (Andante) : Este andamento está construído com base em diálogos entre instrumentos que por várias vezes parecem estar a terminar mas que depois recomeçam transmitindo algum humor (pela repetição do fim anunciado … )

3º Andamento (Scherzo – Presto) : Este andamento é rápido como o nome indica transmitindo um grande vigor a que se junta um melancólico trio para balancear o andamento.

4º Andamento (Andantino – Allegretto) : Este andamento é baseado em variações sobre a canção de que falámos no início deste post. Cada um dos instrumentos toca a melodia a seu tempo.

5º Andamento (Allegro giusto) : Semelhante na construção ao segundo andamento mas por vezes considerado excessivamente repetitivo (em alguns casos os interpretes optam mesmo por não fazer as repetições marcadas pelo compositor).

Franz Schubert (1797-1828): Quinteto “A Truta”, D. 677, e Movimento para Quarteto de Cordas D. 703

Quintet for Piano, Violin, Viola, Cello and Double-bass in A major, D 667 “The Trout”

1. 1. Allegro vivace – 1. Allegro vivace 13:41
2. 2. Andante – 2. Andante 7:17
3. 3. Scherzo (Presto) – 3. Scherzo (Presto) 4:02
4. 4. Thema – Andantino – Variazioni I-V – Allegretto – 4. Thema – Andantino – Variazioni I-V – Allegretto 8:00
5. 5. Finale (Allegro giusto) – 5. Finale (Allegro giusto) 6:20

6. Quartet Movement in C minor, D 703

Emil Gilels
Amadeus Quartett

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

O Quarteto Amadeus espera que a Truta seja imediatamente servida

PQP

6 comments / Add your comment below

  1. Este quinteto de Schubert é fantástico, com o Amadeus + Gilels então nem se fala. Não sei se já postaram aqui, mas outro quinteto fenomenal de Schubert, é o quinteto de dó maior D.956, só que este é para somente cordas, foi considerado por um crítico que não lembro agora o nome, como o “Diploma da música Romântica”. Experimentem ouvir com este timaço: Stern e Schneider nos violinos, Katims na viola e Casals e Tortelier nos cellos.

Deixe uma resposta