Vivaldi (1678-1741): As Quatro Estações / Tartini (1692-1770): O Trilo do Diabo

É óbvio que eu amo Anne-Sophie Mutter, que a acho linda e que adoraria tê-la comigo em todas as noites após seus concertos e não-concertos. É óbvio que ela é uma extraordinária violinista, mas nada vai me impedir de dizer que este CD é uma porcaria, apesar do excelente repertório. O primeiro problema é o andamento marcial dado à obra de Vivaldi. Há pássaros e borboletas marchando em fila indiana sobre o arvoredo. Parece desenho animado. Em segundo lugar, há um fato pessoal. Eu não consigo mais ouvir música barroca tocada em instrumentos de hoje. Ao vivo, ainda dá para engolir, mas em disco não dá mais, me desculpem. Neste disco, parece que estão serrando Vivaldi em dois. Uma pena. Qualquer um pode discordar sem problemas, mas só depois de ouvir, tá?

Vivaldi (1678-1741): As Quatro Estações / Tartini (1692-1770): O Trilo do Diabo

1. Concerto for Violin and Strings in E, Op.8, No.1, R.269 “La Primavera” – 1. Allegro 3:36
2. Concerto for Violin and Strings in E, Op.8, No.1, R.269 “La Primavera” – 2. Largo 3:14
3. Concerto for Violin and Strings in E, Op.8, No.1, R.269 “La Primavera” – 3. Allegro (Danza pastorale) 4:21

4. Concerto for Violin and Strings in G minor, Op.8, No.2, R.315 “L’estate” – 1. Allegro non molto – Allegro 6:17
5. Concerto for Violin and Strings in G minor, Op.8, No.2, R.315 “L’estate” – 2. Adagio – Presto – Adagio 2:20
6. Concerto for Violin and Strings in G minor, Op.8, No.2, R.315 “L’estate” – 3. Presto (Tempo impetuoso d’estate) 2:33

7. Concerto for Violin and Strings in F, Op.8, No.3, R.293 “L’autunno” – 1. Allegro (Ballo, e canto de’ villanelli) 6:19
8. Concerto for Violin and Strings in F, Op.8, No.3, R.293 “L’autunno” – 2. Adagio molto (Ubriachi dormienti) 2:59
9. Concerto for Violin and Strings in F, Op.8, No.3, R.293 “L’autunno” – 3. Allegro (La caccia) 3:52

10. Concerto for Violin and Strings in F minor, Op.8, No.4, R.297 “L’inverno” – 1. Allegro non molto 3:39
11. Concerto for Violin and Strings in F minor, Op.8, No.4, R.297 “L’inverno” – 2. Largo 2:49
12. Concerto for Violin and Strings in F minor, Op.8, No.4, R.297 “L’inverno” – 3. Allegro 3:50

13. Sonata for Violin and Continuo in G minor, B. g5 – “Il trillo del diavolo” – 1. Larghetto affettuoso 3:56
14. Sonata for Violin and Continuo in G minor, B. g5 – “Il trillo del diavolo” – 2. Allegro 3:25
15. Sonata for Violin and Continuo in G minor, B. g5 – “Il trillo del diavolo” – 3. Andante – Allegro 1:12
16. Sonata for Violin and Continuo in G minor, B. g5 – “Il trillo del diavolo” – 4. Allegro assai 8:26

Anne-Sophie Mutter (violin & conductor)
Trondheim Soloists

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Anne-Sophie Mutter foi flagrada mandando PQP Bach tomar no cu

PQP

11 comments / Add your comment below

  1. Mutter é uma grande violinista, mas você tem razão quanto ao CD.
    Para depois dos concertos e não concertos ainda prefiro a Mullova.
    Obrigado pelo seu blogue.

  2. Eu tenho as 4 estações de vivaldi com ela ainda bem jovem e Von Karajan com a VPO. Sinceramente, não gosto dela tocando Vivaldi, e tenho tb o dvd com ela tb e Karajan com BPO. Não gosto. O repertório dela que eu gosto é o tradicional romantico. Tem mais haver com ela.

  3. Olha, PQP: Chamar esse CD de “porcaria” é um crime! Pois o CD é muito bom! E não acho nada de marcial, peraí! Eu também pensava que barroco tem que ser com instrumentos originais, mas depois de conhecer tantas limitações estou novamente adorando ouvir barroco nos instrumentos mais desenvolvidos de hoje. Não que rejeite os instrumentos antigos, mas simplesmente por sentir um certo alívio em sair um pouco das limitações. É como ouvir Bach com o piano maravilhoso da Hewitt ou ouvir o Bach do Rilling! Tudo maravilha!
    Obrigado pela postagem!

  4. “É óbvio que eu amo Anne-Sophie Mutter, que a acho linda e que adoraria tê-la comigo em todas as noites após seus concertos e não-concertos.”

    Também é óbvio que sua mulher vai te bater se ler isso! rsrsrsrs

  5. Tenho as 4 estações de Vivaldi com o Szeryng, não troco por nenhum outro. Quanto a Mutter, respeito o tesão que a maioria aqui tem por ela, mas das violinistas atuais, melhor ficar com a Kyung-Wha Chung, tudo bem é feia, mas dá de 10 x 0 na Mutter.

    Prefiro até mesmo a Hilary Hahn, ouçam com ela a Chacona de Bach, sua interpretação nesta peça não fica a dever nada até mesmo aos “monstros sagrados” do violino.

    abçs

  6. Outra gravação que destaco pela excelente qualidade sonora e time
    é I MUSICI com Pina Carmirelli ao violino ,selo Philips/Polygram.
    Um abraço do Dirceu.

Deixe uma resposta