Ariel Ramírez (1921-2010): Misa Criolla (com José Carreras); Guido Haazen (1921-2004): Missa Luba; Anônimo: Misa Flamenca + Guido Haazen (1921-2004): Missa Luba e Canções Congolesas [link atualizado 2017]

SEN-SA-CIO-NAIS!!!
As missas que ora apresentamos são obras emblemáticas e históricas! As três, belíssimas, marcam a abertura da Igreja Católica após o Concílio Vaticano 2º (1962-1965), quando, entre outras tantas mudanças, o rito romano deixou de ser em latim e passou a se celebrar nas línguas locais.
Cronologicamente, a primeira das três peças é a Missa Luba, composta pelo missionário belga Guido Haazen (nome de batismo Mauritz Jan Lodewyjk Haazen) em 1958, quando ele estava em missão no Congo. Haazen adaptou os cânticos tradicionais da missa católica, ainda em latim, aos ritmos e instrumentos locais, o que em si, em época ainda anterior ao Concílio, era bastante arrojado e provavelmente não seria aceito pela Igreja se já não se estivessem indicando sinais de mudanças. A sua missa alterna entre comoventes momentos de placidez e de lamento, com uma formação extremamente singela: um coro e 4 instrumentos de percussão (para que mais que isso, se ele consegue efeito tão belo?).
Seguindo a linha do tempo, a talvez primeira missa completa composta na língua do país tenha sido a Misa Criolla, de Ariel Ramírez, um dos grandes compositores da Argentina. foi terminada ainda em 1964, antes do fim do Concílio. Ramírez mescla à formação e impostação clássica de coro os instrumentos andinos de sua terra, de forte ligação com os povos indígenas de lá, tomando ainda o cuidado para que cada cântico tivesse as características de um ritmo tradicional platino diferente. Disso resulta uma obra riquíssima, ainda mais valorizada com a presença da potente e precisa voz de José Carreras, na gravação que ora lhes oferecemos, e na qual o compositor está presente no piano e na harpa! Detalhe: a Misa Criolla é a peça argentina mais gravada e conhecida mundialmente. Há uma outra versão aqui no PQPBach, ainda mais arrebatadora que a de Carreras, com Mercedes Sosa, mas eu recomendo que vocês conheçam as duas gravações.
Por fim, a mais recente de todas, mas organizada apenas dois anos depois do dito concílio, a Misa Flamenca, é um arranjo de Ricardo Fernandez de Latorre, José Torregrosa e José María Moreno de músicas da missa para o ritmo tão característico da Andaluzia, resultando em sonoridades extremamente ricas e inusitadas, dado que o flamenco é geralmente cantado em solo e, em geral, não admite coros, que nesta peça harmonizaram-se perfeitamente com a forma tradicional. É interessante perceber o tanto que os volteios e meirismos característicos do ritmo guardam das canções árabes: a influência musical dos mouros muçulmanos, que por séculos dominaram a Península Ibérica, transparece até mesmo na música católica! É uma dessas belas misturas que o mundo nos proporciona!
Há uma outra versão, de sonoridade bastante distinta, da Missa Luba, regida pelo próprio padre Guido Haazen. Quando o missionário chegou ao Congo, formou, unindo 45 crianças de 9 a 14 anos e 15 professores da escola de Kamina, um coro que recebeu o nome de Les Troubadours du Roi Baudouin (Os Trovadores do Rei Baudouin). Esse grupo acabou por apresentar-se por seis meses na Europa, levando a música da África para terras distantes e não acostumadas àquela sonoridade. Nessa gravação, diferentemente do som encorpado e redondo que predomina nas técnicas tradicionais da música de concerto, aparecem as vozes rasgadas, típicas dos cantos africanos, distanciando a percepção da música do padrão erudito e acercando-a da forma tradicional dos povos negros. Há ainda, uma reunião de sete músicas cerimoniais congolesas, que mantém, após a audição da missa, a ligação com o divino.
Confira as sonoridades que esses autores proporcionaram à humanidade! Ouça!

Misa Criolla (1964)
Ariel Ramirez (Santa Fé, 1921 – Buenos Aires, 2010)
01. Misa Criolla – Kyrie (vidala-baguala)
02. Misa Criolla – Gloria (carnavalito-yaraví)
03. Misa Criolla – Credo (chacareira trunca)
04. Misa Criolla – Sanctus (carnaval cochabambino)
05. Misa Criolla – Agnus Dei (estilo pampeano)

Missa Luba (sobre temas tradicionais do Congo) (1958)
Padre Guido Haazen (Antuérpia, 1921 – Bonheiden, 2004)
06. Missa Luba – Kyrie
07. Missa Luba – Gloria
08. Missa Luba – Credo
09. Missa Luba – Sanctus
10. Missa Luba – Agnus Dei

Missa Flamenca (1967)
Anônimo
Arr. Ricardo Fernandez de Latorre, José Torregrosa, José María Moreno
11. Misa Flamenca – Kyrie (La Caña)
12. Misa Flamenca – Gloria (Cantes de Málaga)
13. Misa Flamenca – Credo (Cantes Gitanos)
14. Misa Flamenca – Sanctus (Cantes del Campo)
15. Misa Flamenca – Agnus Dei (Cantes de Cádiz)

Misa Criolla
José Carreras, tenor
Grupo Huancara, instrumentos latinos (Ariel Ramírez, piano e harpa; Domingo Gura, Jorge Padín, percussão; Arsenio Zambrano, charango; Lalo Gutierrez, violão; Raúl Barboza, acordeom)
Coral Salvé Laredo
José Luís Ocejo, regente
Sociedade Coral Bilbao
Gorka Sierre, regente
José Luís Ocejo, regente

Missa Luba
Muungano Nacional Choir (Quênia)
(acompanhado de percussão com djembe, conga, ngoma e guiro)
Boniface Mganga, regente

Misa Flamenca
Andalusian Instrumental Ensemble (Rafael Romero, Pericón de Cádiz, Chocolate, Pepe “El Culata”, Los Serranos, vocais; Victor Monje “Serranito”, Ramón Algeciras, violões)
Coro Maitea
Coro Easo
José Torregrosa, regente

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (96Mb)
Mas deixe um comentariozinho…

Missa Luba e Canções Tradicionais do Congo
Padre Guido Haazen (Antuérpia, 1921 – Bonheiden, 2004)
01. Missa Luba – Kyrie
02. Missa Luba – Gloria
03. Missa Luba – Credo
04. Missa Luba – Sanctus
05. Missa Luba – Benedictus
06. Missa Luba – Agnus Dei
07. Dibwe Diambula Kabanda (canção de matrimônio)
08. Lutuku Y a Bene Kanyoka (canto de tristeza/luto)
09. Ebu Bwale Kemai (dança de casamento)
10. Katumbo (Dança)
11. Seya Wa Mama Ndalumba (celebração conjugal)
12. Banana (canção de guerreiros)
13. Twai Tshinaminai (canto de trabalho)

Les Troubadours du Roi Baudouin
Guido Haazen, regente

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (64Mb)

Ouça! Deleite-se!

Bisnaga

17 comments / Add your comment below

  1. Adoro quando são postadas coisas raras! E adorei ler os comentários feitos na postagem de Sosa! Vou ouvir tudo com atenção, obrigada por fazer meu dia mais feliz.

  2. Magnífico, só não entendi esse preço na AMAZON, nunca comprei tanto cd de música clássica como agora, o site nos incentiva para a boa musica e com isso as gravadoras lucram, os poderosos da terra devem pensar mais, “O site disponibiliza alguns cds e com isso nos leva a tomar gosto pela música, e a partir dai comprar cds como loucos”.

    Abraços.

  3. Gosto particularmente de José Carreas, afinal, era um dos três tenores. Só não gosto muito quando ele tenta dar aquele sentimentalismo na música, e daí canta de um jeito meio “choroso”, digamos. Acho que o canto devesse ser mais natural, em especial o lírico. Quando o cantor a bem dizer chega a cochichar quando canta, acho o fim. Bom, mas há quem goste.

    Valeu.

  4. Quando ouvi pela primeira vez a Misa Criolla ao vivo numa apresentação na igreja matriz na minha cidade lá pelo início dos anos de 1990, apaixonei-me pela obra (cantada como no original a duas vozes), alguns anos mais tarde quando ainda era muito difícil encontrar Cd’s de música erudita e eles eram a preços exorbitantes, apareceu-me o Cd com uma igrejinha rústica na capa. Era a tal obra na voz de Carreras, quase implorei para minha mãe comprar. Resultado, tenho essa grande obra ainda hoje.
    Graças a esse maravilhoso site podemos encontrar obras desse porte. Obrigado e tenham vida longa.
    Ps. A obra com a Mercedes Soza também é ótima.

  5. QUERIDOS AMIGOS DO PQP, SOU UM VERDADEIRO ESPONJA, ABSORVO TUDO QUE É BELO EM TERMOS DE ARTE, PRINCIPALMENTE MUSICAL. AGORA FICOU FACIL ENCONTRAR GULOSEIMAS DELICIOSAS, POIS ESTÃO TODAS REUNIDAS COMO NUM SUPERMAERCADO, AQUI NESSA MARAVILHA DE SITE, PARABENS MESMO, PELA GRANDE IDEIA, PELA VIVENCIA (5ANOS), E ESPERO QUE ESSE SUCESSO PERDURE POR MUITO TEMPO, TAL E QUAL AS OBRAS, POR VOCES APRESENTADAS. SOU UM GRÃO DE AREIA NESSA PRAIA, MAS VISITO ESSE SITE TODOS OS DIAS, E MINHA COLEÇÃO SÓ CRESCE E EU ME DELEITO SEM MUITO TRABALHO DE PESQUISA, POIS JÁ ESTÁ PRONTA A BUSCA NO SEU ACERVO.!!!

  6. Grande postagem, Bisnaga!

    PS. Acho que na primeira ligação tem um “h” de mais (hhttp://rapidshare.com/files/3065408791/BIS-2012.02.05a-Ramirez_%20Haazen_%20Anônimo-Missas%20Criolla_%20Luba%20e%20Flamenca.rar)

    mompou

  7. Há muito que flertava com esse gênero musical, todavia sempre priorizando a aquisição de outras coisas – medalhões da música erudita, por exemplo. Agora vejo o quanto perdi tempo me eximindo de conhecer esta maravilha. Muito bonito, muitíssimo grato.

    1. Wellington,
      Acredito que, para compreender bem a música clássica, é necessário conhecer os medalhões, primeiramente, como você fez, depois descer para águas mais profundas, diversificar, para se ter um bom entendimento e uma boa fruição.
      Não perdeste teu tempo: anytes adquirimos base e aí que passamos a conhecer a música riquíssima que a “periferia” dos países produziu, com outras sonoridades e ritmos.

      Eu, particularmente, gosto mesmo de ouvir os compositores da tal periferia, recuperar alguns poucos conhecidos. Isso dá um prazer enorme!

Deixe uma resposta