Kabalevsky: Cello Concerto No. 2; Khachaturian: Cello Concerto; Rachmaninov: Vocalise

Infelizmente, Rostropovich não gravou este excelente concerto de Kabalevsky. Kaba prova que é um sub-Shostakovich de respeito. E o que faz este menino Lidström também é sensacional! E no Khachaturian então? O Concerto de Khacha não é tão bom quanto o de Kaba, mas faz-lhe belo par. Anotem este nome: Mats Lidström é um grande celista. Tanto que quase consegue salvar Rachmaninov!

Ah, deixa eu contar pra vocês. O CD que ora posto tem quase o mesmo repertório que este aqui. Devia tê-los postado juntos, mas esqueci completamente…

Kabalevsky: Cello Concerto No. 2; Khachaturian: Cello Concerto; Rachmaninov: Vocalise 

Cello Concerto No. 2 in C major, Op. 77 — Dmitry Kabalevsky
1. Molto sostenuto – Allegro molto e energico – Tempo 1 – attacca 10:08
2. Cadenza 1 (Tempo I Rubato – Allegro molto agitato) – attacca 1:44
3. Poco marcato – attacca 5:33
4. Cadenza 2 (L’istesso tempo – Molto sostenuto) – attacca 2:36
5. Andante con moto – Allegro agitato – Molto tranquillo 7:30

Cello Concerto in E minor — Aram Khachaturian
6. Allegro moderato 14:24
7. Andante sostenuto – attacca 7:52
8. Allegro 9:08

9. Vocalise, song for voice & piano, Op. 34/14 — Sergey Rachmaninov 6:30

Mats Lidstrom, cello
Gothenburg Symphony Orchestra
Vladimir Ashkenazy

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Mats Lidström: fodão, ao menos no violoncelo
Mats Lidström: fodão, ao menos no violoncelo

PQP

6 comments / Add your comment below

  1. Tadinho do Rachmaninov. rss

    Mas ele era meio “melado” mesmo, um romântico fora de época. Não que fosse o único, mas, mal ou bem, suas obras – ao menos as mais famosas – são presença fácil no repertório da maioria das grandes orquestras até hoje.

    Talvez o problema de Rachmaninov à sua época era a inevitável sensação de pieguice, diante da efervescência da música clássica moderna. Era um homem do séc. XIX compondo no séc. XX. Mas passado tantos anos, a música dele soa tão “canônica” como a de Tchaikovski ou Rimsky-Korsakov. Essa espécie de deslocamento se perdeu com o passar dos anos.

    E, vamos e venhamos, ele compôs coisas realmente bonitas, ainda que não muito sofisticadas ou “arrojadas”.

  2. Hmm… Um tanto irônico que até agora ninguém tenha falado nem do Kabalevsky nem do Khachaturian, cujas obras compõem a maior parte do CD. Concordo com sua afirmação de Kabalevsky ser um “sub-Shostakovich”, mas há de se lembrar que há diferenças marcantes entre as músicas de ambos. A do Kaba parece ser um pouco mais marcada do que melódica, já a do Shosta o contrário. Bem, não sei se estou equivocado ou se alguém discorda, mas tudo bem. E quanto ao Khacha, sua música também é fantástica. Simplesmente isso. Quanto ao Rachmaninov, realmente não vou dizer nada, já disseram tudo.

  3. Olá, o link está com erro. Tem como revalidar, por gentileza? Adoraria ouvir este, assim como o outro link, também inválido, “Kabalevsky (1904-1987): Cello Concerto No. 2 Op. 77 / Khachaturian (1903-1978): Cello Concerto / Glazunov (1865-1936): Chant du Menestrel Op. 71”. Pode ser? Muito obrigada!

  4. Outro link, também inválido é o “Kabalevsky (1904-1987): Cello Concerto No. 2 Op. 77 / Khachaturian (1903-1978): Cello Concerto / Glazunov (1865-1936): Chant du Menestrel Op. 71”. Pode revalidá-lo também? Mais uma vez, muito obrigada!

Deixe uma resposta