Ernesto Nazareth (1863-1934), 150 anos! – por Dilermando Reis, violão [Acervo PQPBach] [link atualizado 2017]

Há 150 anos nascia Ernesto Nazareth, e o PQPBach não poderia deixar essa data passar em branco!

Capas da primeira e segunda edições deste álbum

Ernesto Nazareth! Como esse cara era bom! A meu ver, é um dos compositores em que é mais difícil de dissociar-se o ponto exato onde termina o erudito e começa o popular, tal a fusão que ele fez da música das ruas com a técnica pianística extremamente refinada que possuía. Nazareth, por exemplo, estudou e dedicou-se a executar Chopin por toda a sua vida, mas a cultura popular estava fortemente introjetada em seu dia-a-dia, o que fez com que suas composições não conseguissem escapar disso. E daí saíram obras brilhantes!

Tá, mas se eu tanto falei, fiz tanto blá-blá-blá do Ernesto Nazareth como pianista, porque estou postando logo um álbum em que sua música é executada ao violão?

Bom, meus caros, primeiramente porque ainda estou preparando uma postagem pianística das obras dele (realmente, não deu tempo de digitalizar o disco duplo…), e, principalmente, porque estas versões de sua obra para violão trazem outro intérprete/compositor com características muito semelhantes a Nazareth: Dilermando Reis foi mais um desses que ficou no limbo entre o popular e o erudito. Assim como o nosso sesquicentenário homenageado, Dilermando (os dilermandos que me desculpem, mas, ô, nome feio…) é considerado um intérprete erudito pelos chorões e um chorão pelos eruditos, pois não se encaixava corretamente em nenhum desses rótulos, estava no meio disso, com um pé em cada lado. Além de tudo, é um dos grandes violonistas de nosso rol de artistas desse instrumento, incansável divulgador do violão e de todas as suas possibilidades técnicas e melódicas.

Tocando Ernesto Nazareth, só podia sair um disco IM-PER-DÍ-VEL !!!

Show de bola! Ouça! Ouça! Deleite-se!

Homenagem a Ernesto Nazareth

Dilermando Reis

01. Odeon
02. Favorito
03. Tenebroso
04. Brejeiro
05. Floreaux
06. Escorregando
07. Apanhei-te, Cavaquinho
08. Escovado
09. Ouro sobre prata
10. Bambino
11. Espalhafatoso
12. Biciclete Club

Dilermando Reis, violão
Dino 7 Cordas, violão de sete cordas
1973

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FLAC encartes em 3.0Mpixel (151Mb)
MP3 encartes em 3.0Mpixel (78Mb)

Veja o site com as partituras do Ernesto Nazareth Clique aqui

Mais partituras e outros que tais? Clique aqui

…Mas comente… Não me deixe apenas com o silêncio…

Oha só de quem o Herbert von Karajan copiou o topetinho!

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

24 ideias sobre “Ernesto Nazareth (1863-1934), 150 anos! – por Dilermando Reis, violão [Acervo PQPBach] [link atualizado 2017]

  1. Show de bola mesmo! Obrigadíssima, mas só consegui postar esse agradecimento na terceira tentativa…não estou reclamando, é só para voces não acharem que somos quase todos mal-agradecidos.

  2. Ah! Dilermando é desses artistas esquecidos por todos, não sei se pelas cordas de aço que ele usava, pelo tratamento antigo e religioso que ele dava as músicas mas é genial. Pena que não conste o nome de quem compartilhava com ele as gravações, acho que era o Meira, outro esquecido.
    Sim, obrigado pelo disco, vc sempre posta coisas boas, acho que vc tá ficando velho. Tenho 63 e gosto dos que envelhecem. Abs fraternos.
    P.S. Já conhecia o disco, quase toda a obra dele, não o conhecia em cd, relembrarei meus tempos de seresteiro.

  3. Bem, faço uma correção pedindo desculpas e tenho o maior respeito pelo engano. O violão que acompanha Dilermando Reis é do Dino 7 cordas, quando ouvi Odeon descobri que era um 7 cordas, saquei que não era o Meira, grande seis cordas, Prof. de Baden Powell e Raphael Rabello. Está desvendado o mistério.abs fraternos.

    • Estou tentando voltar a ser um bom menino…
      E quero dar um atacão e terminar de atualizar todos os links das minhas postagens ainda neste feriado prolongado. Não garanto que eu consiga, mas tentarei com todas as minhas forças!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *