O fim do Rapidshare…

Queridos, amados e venerados internautas do P.Q.P.Bach,

Como vocês devem estar sabendo, o Rapidshare está mudando, cada vez mais para pior, dificultando o download e agora, quintuplicando o valor da assinatura da conta Pro. Isso atingiu em cheio os postulantes deste blog que ainda confiavam no serviço desse hospedeiro, mas como nenhum de nós é um nababo que nada em grana, estamos pulando fora: o Rapidshare morreu pra nós. Na verdade, ele próprio está definhando, como mostra a reportagem dos portugueses do Exame Informática (leia aqui).

Bom, estamos passando aos poucos os arquivos para o jovenzão Mega (que não tem contador de downloads, o que nos dava um retorno da popularidade da postagem, mas vá lá), para o velho Mediafire e para outros menos famosos. Já deu pra aprender, também, que não dá pra hospedar num só repositório, pois eles costumam cair mais que patinador bêbado. Uns vão demorar menos pra fazer a transição, outros mais: especialmente o Avicenna e o sumo-sacerdote PQP têm muuuuita coisa lá.

No fim das coisas, vocês vão gostar muito mais que a gente, pois o download dos arquivos, que estava sendo atravancado pelo Rapidshare, vai ficar muito mais fácil. Confiem! O P.Q.P.Bach dá lá suas tropeçadas (e leva umas rasteiras), mas não cai fácil, não.

Aproveitem! Continuem nos prestigiando! Comentem! Nos alimentem com a paixão pela música!

 

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 01 a 11 de 70: Gaetano Donizetti (1797-1848), Vincenzo Bellini (1801-1835), Richard Wagner (1813-1883), Amilcare Ponchielli (1834-1886), Giacomo Puccini (1858-1924) e Pietro Mascagni (1863-1945) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL MESMO !!!

Agora em hospedeiro próprio! Viva o PQPQShare!

Essa semana resolvemos jogar pesado aqui no PQPBach!

Depois da postagem do Avicenna (logo abaixo desta), da formação do Acervo PQPBach de Música Colonial e Imperial Brasileira, coisa de embasbacar qualquer um, trago essa humilde coleçãozinha da Maria Callas… Hehehe!

Sendo assim, solenemente vos anuncio:

Regozijai, ó, callistas! Hoje, finalmente, após tantas promessas e protelações, este mortal que vos fala consegue inciar com base e categoria a série de SETENTA (isso mesmo, nada menos que setenta) álbuns com todas as gravações realizadas por Maria Callas em estúdio. Serão dez CDs por postagem a partir de hoje e pelas próximas seis terças-feiras (hoje temos até o número 11 para não quebrar a Tosca de Puccini).

Ah, Maria Callas, a grande diva, a divina, etc… Já lhes disse que ela não é nem de longe a soprano que mais gosto? Explico: Callas era uma soprano spinta, ou seja, uma soprano “empurrada”, na tradução literal, ou forçada, no nosso português. Tinha uma tessitura muito extensa que a fazia interpretar personagens que exigiam desde mezzo-soprano (Carmen, por exemplo) até o soprano ligeiro (como em Lakmé) e, com isso, muitas vezes lhe faltava peso para fazer as personagens mais graves e, especialmente, leveza em papéis mais agudos.

Seu timbre também não é dos mais belos e puros… Mas o que então tanto encanta em Maria Callas? O que tem que tanto cativa?

Creio que ela foi, acima de tudo uma intérprete fenomenal! Conseguia dar o exato ponto, o peso, a sustentação perfeita da nota, a respiração mais apropriada em suas interpretações, e que interpretações! Sua desenvoltura e performance em palco forçaram outros cantores líricos a melhorarem suas apresentações a representarem melhor as músicas que cantavam. Grande mulher, que por esses e outros motivos acabou por arrastar multidões a suas récitas, dos príncipes aos plebeus. conseguiu fazer de uma cantora de ópera uma popstar!

Bah! Nem quero falar mais! Callas dispensa muitos comentários (mas nem por isso deixem de comentar essa postagem), e farei mais colocações nas próximas postagens. Por agora, curta esse material, que já dá mais que um CD por dia até a semana que vem.

Ouça! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CD 01
Primeiro Recital (1 CD)

Richard Wagner (1813-1883)
01. Tristão e Isolda – Liebestod: Dolce e Calmo (3º ato) – Wagner, Richard
Vincenzo Bellini (1801-1835)
02. Norma – Casta Diva
03. Norma – Ah! Bello a Me Ritorna
04. I puritani – O, Rendetemi La Speme
05. I puritani – Qui La Voce Sua Soave
06. I puritani – Vien, Diletto, e In Ciel La Luna

Orchestra Sinfonica Nazionale della RAI
Arturo Basile, regente
Novembro de 1949, Turim

CDs 02-03-04
Amilcare Ponchielli (1834-1886)
La Gioconda

CD 02:
01. Preludio
02. Feste e Pane! (1º ato)
03. e Cantan Su Lo Tombe!
04. Figlia, Che Reggi Il Tremulo Pie
05. L’Ora Non Giunse Ancor Del Vespro Santo
06. Gloria a Chi Vince
07. Questi e L’Uom Ch’io Cerco
08. Suo Covo e Un Tugurio
09. Ribellion!
10. Voce Di Donna O d’Angelo
11. Enzo Grimaldo, Principe Di Santafior, Che Pensi?
12. O Grido Di Quest’ Anima
13. Maledici? Sta Ben…L’Amor T’Accieca
14. O Monumento!
15. Carneval! Baccanal!
16. Angele Dei

CD 03:
01. Ho! He! Ho! He! Fissa Il Timone! (2º ato)
02. Pescator, Affonda L’Esca
03. Sia Gloria Ai Canti Dei Naviganti!
04. Cielo e Mar!
05. Ma Chie Vien?
06. Deh! Non Turbare
07. e Il Tuo Nocchiere Or La Fuga T’Appresta
08. Stella Del Marinar!
09. e Un Anatema!
10. L’Amo Come Il Fulgor Del Creato!
11. Il Mio Braccio T’Afferra!
12. Laura! Laura, Ove Sei?
13. Tu Sei Traditio! …Noto M’e Il Rombo

CD 04:
01. Si! Morir Ella De’ ! (3º ato)
02. Ombre Di Mia Prosapia
03. Qui Chiamata M’Avete? …Bella Cos?, Madonna
04. Morir! e Troppo Orribile!
05. e Gia Che Ai Nuovi Imeni
06. O Madre Mia, Nell’ Isola Fatale
07. Benvenuti Messeri! Andrea Sagredo!
08. Grazie VI Rendo Per Le Vostre Laudi
09. Prodigio! Incanto!
10. Vieni! Lasciami!
11. d’un Vampiro Fatal
12. Preludio (4º ato)
13. Nessun V’ha Visto?
14. Suicidio!
15. Ecco, Il Velen Di Laura
16. Enzo, Sei Tu
17. O Furibonda Jena
18. Ten Va Serenata
19. La Barca S’Avvicina
20. a Te Questo Rosario
21. Ora Posso Morir. Tutto e Compiuto
22. Si, Il Patto Mantengo

Maria Callas, soprano
Fedora Barbieri, mezzo-soprano
Gianni Poggi, tenor
Paolo Silveri, barítono
Orchestra Sinfonica  e Coro Nazionali della RAI
Antonino Votto, regente
Setembro de 1952, Turim

CDs 05-06
Gaetano Donizetti (1797-1848)
Lucia di Lammermoor (2 CDs)

CD 05:
01. Preludio
02. Percorrete Le Spiagge Vicine (1º ato)
03. Tu Sei Turbato! e N’ho Ben Donde
04. Cruda, Funesta Smania
05. Il Tuo Dubbio e Omai Certezza
06. La Pietade In Suo Favore
07. Maestoso
08. Ancor Non Giunse?
09. Regnava Nel Silenzio
10. Quando Rapito In Estasi
11. Egli S’Avanza
12. Sulla Tomba Che Rinserra
13. Qui Di Sposa Eterna Fede
14. Ah, Talor Del Tuo Pensiero
15. Verranno a Te Sull’ Aure

CD 06:
01. Moderato-Lucia Fra Poco a Te Verra (2º ato)
02. Appressati, Lucia
03. Il Pallor Funesto, Orrendo…A Ragion Mi Fe’ Spietato
04. Nobil Sposo…Cessa, Cessa!
05. Soffriva Nel Pianto
06. Che Fia? Suonar Di Giubilo
07. Se Tradirmi Tu Potrai
08. Per Te d’Immenso Giubilo…Per Poco Fra Le Tenebre
09. Dov’e Lucia? …Qui Giungere Or La Vedrem
10. Ecco Il Tuo Sposo
11. Chi Mi Frena In Tal Momento
12. T’Allontana, Sciagurato…Rispettate In Me Di Dio
13. Sconsigliato! In Queste Porte Chi Ti Guida?
14. Esci, Fuggi, Il Furor Che M’Accende
15. d’Immenso Giubilo (3º ato)
16. Ah! Deh, Cessate Quel Contento! Dalle Stanze Ove Lucia
17. Oh! Qual Funesto Avvenimento!
18. Oh Giusto Cielo! Il Dolce Suono
19. Ohime! Sorge Il Tremendo
20. Ardon Gli Incensi_ Splendon Le Sacre Faci
21. Spargi d’Amaro Pianto
22. Maestoso-Tombe Degli Avi Miei
23. Fra Poco a Me Ricovero
24. Oh, Meschina! Oh, Fato Orrendo!
25. Dove Corri, Sventurato?
26. Tu Che a Dio Spiegasti L’Ali
27. Che Facesti?

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Tito Gobbi, barítono
Coro e Orquestra del Maggio Musicale Fiorentino
Tullio Serafin, regente
Fevereiro de 1953, Florença

CDs 07-08
Vincenzo Bellini (1801-1835)
I puritani (2 CDs)

CD 07:
01. Sinfonia
02. All’ Erta! All’ Erta! (1º ato)
03. O Di Cromvel Guerrieri
04. a Festa!
05. Or Dove Fuggo Io Mai?
06. Ah! Per Sempre Io Ti Perdei
07. T’Appellan Le Schiere…Bel Sogno Beato Di Pace e Contento
08. O Amato Zio, O Mio Secondo Padre!
09. Sai Com’ Ardein Petto Mio
10. Odi…Qual Suon Si Desta?
11. Ad Arturo Onore
12. a Te, O Cara, Amor Talora
13. Il Rito Augusto Si Compia Senza Me
14. Com’io, VI Unisca
15. Son Vergin Vezzosa
16. Sulla Virginea Testa
17. Ferma. Invan Rapir Pretendi
18. e Gia Al Ponte-Passa Il Forte
19. Ah Vieni Al Tempio-Fedele Arturo
20. Ma Tu Gia Mi Fuggi?

CD 08:
01. Ah…Dolor! Ah, Terror! (2º ato)
02. Qual Novella?
03. Cinta Di Fiori e Col Bel Crin Disciolto
04. e Di Morte Lo Stral Non Sara Lento
05. O Rendetemi La Speme…Qui La Voce Sua Soave Mi Chiamava
06. Vien, Diletto, e In Ciel La Luna!
07. Il Rival Salvar Tu D?i
08. Se Tra Il Buio Un Fantasma Vedrai
09. Riccardo! Riccardo!
10. Suoni La Tromba
11. Son Salvo, Alfin Son Salvo (3º ato)
12. a Una Fonte Afflitto e Solo
13. Qual Suon! Alcun S’Appressa
14. Son Gia Lontani
15. Fini…Me Lassa!
16. Ch’ei Provo Lontan Da Me?
17. Vieni Fra Queste Braccia
18. Alto La! Fedel Drapello
19. Cavalier, Ti Colse Il Dio
20. Credeasi, Misera!
21. Suon d’Araldi?

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Nicola Rossi-Lemeni, baixo
Rolando Panerai, barítono
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Março de 1953, Milão

CD 09
Pietro Mascagni (1863-1945)
Cavalleria rusticana (1 CD)

01. Preludio
02. O Lola Ch’ Haidi Lattila Cammisa
03. Preludio
04. Gli Aranci Olezzano
05. Dite, Mamma Lucia
06. Il Cavallo Scalpita
07. Beato Voi, Compar Alfio
08. Regina Coeli, Laetare: Alleluja!
09. Inneggiamo, Il Signor Non e Morto
10. Voi Lo Sapete, O Mamma
11. Tu Qui, Santuzza?
12. Fior Di Giaggiolo
13. Ah! Lo Vedi, Che Hai Tu Detto?
14. No, No, Turiddu, Rimani, Rimani Ancora
15. Oh! Il Signore VI Manda, Compar Alfio!
16. Intermezzo
17. a Casa, a Casa, Amici
18. Viva Il Vino Spumeggiante
19. a Voi Tutti, Salute!
20. Mamma, Quel Vino e Generoso

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Agosto de 1953, Milão

CDs 10-11
Giacomo Puccini (1858-1924)
Tosca (2 CDs)

CD10:
01. Ah! Finalmente! (1º ato)
02. e Sempre Lava!
03. Sante Ampolle! Il Suo Ritratto!
04. Dammi I Colori…Recondita Armonia
05. Gente La Dentro
06. Mario! Mario! Mario! …Son Qui
07. Ora Stammi a Sentir
08. Or Lasciami Al Lavoro
09. Ah, Quegli Occhi…Quale Occhio Al Mondo
10. Mia Gelosa!
11. e Buona La Mia Tosca
12. Sommo Giubilo, Eccellenza!
13. Un Tal Baccano In Chiesa!
14. Tosca? Che Non Mi Veda
15. Ed Io Venivo a Lui Tutta Degliosa
16. Tre Sbirri, Una Carrozza

CD11:
01. Tosca e Un Buon Falco! (2º ato)
02. Ha Piu Forte Sapore
03. O Galantuomo, Come Ando La Caccia?
04. Meno Male!
05. Ov’e Angelotti?
06. Ed Or Fra Noi Parliam Da Buoni Amici
07. Sciarrone, Che Dice Il Cavalier?
08. Orsu, Tosca, Parlate
09. Floria! Amore
10. Salvatelo! Lo? Voi!
11. Se La Giurata Fede Debbo Tradir-Gia Mi Struggea L’Amor
12. Come Tu Mi Odi!
13. Vissi d’Arte
14. Vedi, Le Man Giunte Io Stendo a Te!
15. Io Tenni La Promessa
16. Tosca, Finalmente Mia!
17. Or Gli Perdono!
18. Andante Sostenuto-Lo De’ Sospiri (3º ato)
19. Lento
20. Largo-Mario Cavaradossi? a Voi
21. e Lucevan Le Stelle
22. Moderato Con Moto-Ah! Franchigia a Floria Tosca
23. O Dolci Mani Mansuete e Pure
24. Senti, L’Ora e Vicina
25. Amaro Sol Per Te M’Era Il Morire
26. e Non Giungono
27. Com’e Lunga L’Attesa!
28. Presto! Su, Mario!

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Tito Gobbi, barítono
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Victor de Sabata, regente
Agosto de 1953, Milão

Só para os gulosos! BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE  – PQPShare – 698Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 12 a 20 de 70: Vincenzo Bellini (1801-1835), Giuseppe Verdi (1813-1901) e Ruggero Leoncavallo (1857-1919) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Segunda das sete terças-feiras que postamos essa coleção show de bola das gravações em estúdio de Maria Callas.

Hoje temos uma sequência de óperas das mais montadas da história, mas aqui com montagens especiais. Callas interpreta a cortesã Violeta Valery, em La Traviata, o dificílimo papel da sacerdotisa Norma, na ópera homônima de Bellini, a enfadada Nedda, que trai Canio em Pagliacci, e a sofrida Leonora de La forza del Destino… Um papel mais interessante e desafiador que o outro, mostrando grande domínio técnico, desenvoltura cênica e versatilidade vocal, além de estar sempre acompanhada de outros cantores brilhantes, de grandes elencos e grandes orquestras.

Já são quatro óperas de tirar o chapéu. Gostaria até de escrever mais sobre elas, mas como já é bem tarde estou caindo de sono, deixo-vos com essa sequência de pérolas, sem maiores avanços nas letras! Desculpem-me por esta apresentação tão sucinta, indigna de Callas. Vinguem-se ouvindo-a !!!

Ouça! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Palhinha: Maria Callas canta Casta Diva, de Norma:

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CDs 12-13
Giuseppe Verdi (1813-1901)
La traviata (2 CDs)

CD 12
01. Preludio
02. Dell’ Invito Trascorsae Gial’ Ora (1º Ato)
03. Libiamo, Ne’ Lieti Calici
04. Che e Cio?
05. Un di Felice, Eterea
06. Ebben? Che Diavol Fate?
07. Si Ridesta In Ciel L’Aurora
08. e Strano! e Strano!
09. Ah, Fors’e Lui Che L’Anima
10. Follie! Follie! Delirio Vano e Questo!
11. Sempre Libera
12. Lunge Da Lei (2º Ato)
13. De’ Miei Bollenti Spiriti
14. Annina, Donde Vieni? Alfredo? Per Parigi Or Or Partiva
15. Pura Siccome Un Angelo
16. Non Sapete Quale Affetto
17. Un Di, Quando Le Veneri
18. Ah! Dite Alla Giovine
19. Imponete…Non Amarlo Ditegli
20. Morro! la Mia Memoria
21. Dammi Tu Forza, O Cielo!
22. Che Fai? …Nulla
23. Ah, Vive Sol Quel Core All’ Amor Mio!
24. di Provenza Il Mar

CD 13
01. Avram Lieta di Maschere la Notte
02. Noi Siamo Zingarelle
03. di Madride Noi Siam Mattadori
04. Alfredo! Voi!
05. Invitato a Qui Seguirmi
06. Ogni Suo Aver Tal Femmina
07. di Sprezzo Degno S? Stesso Rende
08. Alfredo, Alfredo, di Questo Core
09. Preludio (3º Ato)
10. Annina? Commandate?
11. Teneste la Promessa
12. Addio, Del Passato
13. Largo Al Quadrupede
14. Signora! Che T’Accadde?
15. Parigi, O Cara
16. Ah, Non Pi?, a Un Tempio
17. Ah! Gran Dio! Morir Si Giovine
18. Ah, Violetta! Voi, Signor!
19. Prendi, Quest’e L’Immagine
20. Se Una Pudice Vergine

Maria Callas, soprano
Francesco Albanese, tenor
Ugo Savarese, barítono
Orchestra Sinfonica Nazionale della RAI
Gabriele Santini, regente
Setembro de 1953, Turim

CDs 14-15-16
Vincenzo Bellini (1801-1835)
Norma (3 CDs)

CD 14
01. Sinfonia – Bellini, Vincenzo
02. Introduzione: Andante Grave-Ite Sul Colle, O Druidi ( º Ato) – Bellini, Vincenzo
03. Dell’ Aura tua Profetica – Bellini, Vincenzo
04. Svanir Le Voci! – Bellini, Vincenzo
05. Meco All’ Altardi Venere – Bellini, Vincenzo
06. Odi? i Suoi Riti a Compiere – Bellini, Vincenzo
07. Me Protegge, Me Difende – Bellini, Vincenzo
08. Allegro Assai-Norma Viene – Bellini, Vincenzo
09. Sediziose Voci – Bellini, Vincenzo
10. Casta Diva – Bellini, Vincenzo
11. Fine Al Rito, e Il Sacro Bosco – Bellini, Vincenzo
12. Ah! Bello a Me Ritorna – Bellini, Vincenzo
13. Andante-Sgombra e la Sacra Selva – Bellini, Vincenzo
14. Deh! Proteggimi, O Dio!
15. Eccola-Va, Mi Lascia
16. Va, Crudele
17. Vieni In Roma

CD 15
01. Allegro Agitato-Vanne, e Li Cela Entrambi
02. Adalgisa! Alma, Costanza
03. Oh, Rimembranza!
04. Ah Si, Fa’ Core, Abbracciami
05. Ma Di: L’Amato Giovane
06. Oh, di Qual Sei Tu Vittima
07. Perfido!-Or Basti!
08. Vanne, Si, Mi Lascia, Indegno

CD 16
01. Introduzione: Allegro Assai Moderato (2º Ato)
02. Dormono Entrambi!
03. Ola! Clotilde!
04. Mi Chiami, O Norma?
05. Deh! Con Te, Con Te Li Prendi
06. Mira, O Norma
07. Cedi, Deh Cedi!
08. Si, Fino All’ Ore Estreme
09. Allegro Maestoso…Non Parti?
10. Guerrieri! a Voi Venirne
11. Ah! Del Tebro Al Giogo Indegno
12. Andante Maestoso-Ei Tornera! Si!
13. Squilla Il Bronzo Del Dio!
14. Guerra! Guerra!
15. N? Compi Il Rito, O Norma?
16. In Mia Man Alfin Tu Sei
17. Ah, Crudele! In Sen Del Padre
18. Dammi Quel Ferro!
19. Qual Cor Tradisti
20. Norma! Deh Norma! Scolpati
21. Deh! Non Volerli Vittime

Maria Callas, soprano
Mario Filippeschi, tenor
Ebe Stignani, mezzo-soprano
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Abril de 1954, Milão

CD 17
Ruggero Leoncavallo (1857-1919)
Pagliacci (1 CD)

01. Si Puo? Si Puo?
02. Son Qua! ( º Ato)
03. Un Grande Spettacolo a Ventitre Ore
04. Un Tal Gioco, Credetemi, e Meglio Non Giocarlo
05. i Zampognari! Din, Don. Suona Vespero
06. Qual Fiamma Avea Nel Guardo-Hui! Stridono Lassu
07. Sei La! Credea Che Te Ne Fossi Andato
08. So Ben Che Lo Scemo Contorto Son Io
09. Nedda! Silvio! a Quest’ Ora Che Imprudenza
10. e Fra Quest’ Ansiein Eterno Vivrai
11. Non Mi Tentar!
12. e Allor Perche, Di’ ,tum’ Hai Stregato
13. Derisione e Scherno!
14. Recitar! Mentre Preso Dal Delirio
15. Vesti la Giubba
16. Intermezzo
17. Presto, Affrettiamoci (2º Ato)
18. Pagliaccio, Mio Marito
19. Ah! Colombina, Il Tenero
20. di Fare Il Segno Convenuto
21. Arlecchin! Colombina!
22. Coraggio! Un Uomo Era Con Te
23. No, Pagliaccio Non Son
24. Suvviam Cosi Terribile

Giuseppe di Stefano, tenor
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Maio de 1954, Milão

CDs 18-19-20
Giuseppe Verdi (1813-1901)
La forza del destino (3 CDs)

CD 18
01. Sinfonia
02. Buona Notte, Mia Figlia ( º Ato)
03. Temea Restasse Qui Fino a Domani!
04. Me Pellgrina Ed Orfana
05. M’Aiuti, Signorina, Piu Presto Andrem
06. Ah, Per Sempre, O Mio Bell’ Angiol
07. Vil Seduttor! Infame Filgia!
08. Hola, Hola, Hola! Ben Giungi, O Mulattier (2º Ato)
09. la Cena e Pronta
10. Che Vedo! Mio Fratello!
11. Viva la Guerra!
12. Al Suon Del Tamburo
13. Padre Eterno Signor
14. Viva la Buona Compagnia!
15. Poich’e Imberbe L’Incognito
16. Son Pereda, Son Ricco d’Onore
17. Sta Bene
18. Sono Giunta! Grazie, O Dio!
19. Madre, Pietosa Vergine
20. Chi Siete?
21. Chi Mi Cerca?
22. Infelice, Delusa, Rejetta
23. Il Santo Nome di Dio Signore Sia Benedetto
24. la Vergine Degli Angeli

CD 19
01. Attenti Al Gioco, Attenti, Attenti Al Gioco (3º Ato)
02. la Vita e Inferno All’ Infelice
03. O Tu Che In Seno Agli Angeli
04. Al Tradimento!
05. All’ Armi
06. Piano…Qui Posi…Approntisi Il Mio Letto
07. Solenne In Quest’ Ora
08. Morir! Tremenda Cosa!
09. Urna Fatale Del Mio Destino
10. e S’Altra Prova Rinvenir Potessi?
11. Comoagni, Sostiamo
12. Ne Gustare, M’e Dato Un’ Oradi Quiete
13. Lorche Pifferi e Tamburi Par Che Assordino la Terra
14. Qua, Vivandiere, Un Sorso
15. a Buon Mercato Chi Vuol Comprare?
16. Pane, Pan Per Carita!
17. Nella Guerra e la Follia
18. Toh! Toh! Poffare Il Mondo! Che Tempone!
19. Rataplan, Rataplan, Della Gloria

CD 20
01. Fate la Carita, e Un’ Ora Che Aspettiamo! (4º Ato)
02. Giunge, Qualcuno, Aprite
03. Invano Alvaro Ti Celasti Al Mondo
04. Le Minaccie, i Fieri Accenti
05. Pace, Pace Mio Dio
06. Io Muoio! Confessione!
07. Non Imprecare, Umiliati a Lui Ch’e Giusto e Santo

CDs 18-19-20
Giuseppe Verdi (1813-1901)
La forza del destino (3 CDs)

Maria Callas, soprano
Richard Tucker, tenor
Carlo Tagliabue, barítono
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Agosto de 1954, Milão

Só para os gulosos!
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE  – PQPShare – 504Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 21-31 de 70: Luigi Cherubini (1760-1842), Gasparo Spontini (1774-1851), Giacomo Meyerbeer (1791-1864), Gioachino Rossini (1792-1868), Vincenzo Bellini (1801-1835), Giuseppe Verdi (1813-1901), Léo Delibes (1836-1891), Arrigo Boito (1842-1918), Alfredo Catalani (1854-1893), Giacomo Puccini (1858-1924), Francesco Cilea (1866-1950) e Umberto Giordano (1867-1948) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Terceira das sete terças-feiras (ops, hoje é quarta) que postamos essa coleção show de bola das gravações em estúdio de Maria Callas.

E… Meu Deus! Não consigo dizer que este grupeto de dez CDs é melhor que o anterior ou o próximo! Tem tanta coisa embasbacadora nessa coleção…

Pra não sair da rotina dessa série, só tem peso-pesado nas peças de hoje: temos o felicíssimo encontro de Callas com Karajan, na Madame Butterfly de Puccini, além das regências inspiradas de Tulio Serafin e as vozes marcantes dos tenores: Gedda, Di Stefano e Tucker dão show, show esse compartilhado/ofuscado por Gobbi (barítono) e Rossi-Lemeni (baixo).

Callas cintila, soberba, tanto nas óperas como nos três álbuns de árias nos quais resgata e apresenta outros compositores não tão conhecidos intercalados aos famosos. As óperas de hoje estão no topo da lista das mais necessárias, das básicas que todo iniciante no meio operístico deve conhecer e todo experiente deve revisar: Il Turco in Italia, Madama Butterfly, Aida e Rigoletto.

Ouça! Está do caraglio hoje! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Palhinha: Maria Callas canta Oh, mio babbino caro, da ópera Gianni Schicchi, de Puccini (faixa 08 do CD 23):

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CDs 21-22
Gioachino Rossini (1792-1868)
Il turco in Italia (2 CDs)

CD 21
01. Sinfonia
02. Nostra Patria e Il Mondo Intero (1º Ato)
03. Ho Da Fare Un Dramma Buffo
04. Ah! Se Di Questi Zingari L’Arrivo
05. Vado In Traccia Di Una Zingara
06. Chi Vuol Farsi Astrologar?
07. Ah, Mia Moglie, San Chi Sono
08. Non Si Da Follia Maggiore
09. Voga, Voga, A Terra, A Terra
10. Bella Italia, Alfin Ti Miro
11. Serva…Servo
12. Amici…Soccorretemi
13. Un Marito-Scimunito!
14. Ola, Tosto Il Caffe. Sedete
15. Siete Turchi, Non VI Credo
16. Lo Stupisco, Mi Sorprende
17. Come! Si Grave Scorno Soffrir Potete In Pace?
18. Un Vecchio Far Non Puo Maggior Follia
19. Per Piacere Alla Signora
20. No, Mia Vita, Mio Tesoro
21. Gran Meraviglie
22. Per La Fuga e Tutto Lesto
23. Perche Mai Se Son Tradito
24. Evviva d’Amore Il Foco Vitale
25. Chi Servir Non Brama Amor S’Allontani
26. Qui Mia Moglie Ha Da Venire
27. Ah! Che Il Cor Non M’Ingannava
28. Vada Via, Si Guardi Bene Di Cercar L’Amante Mio

CD 22
01. A Proposito, Amico (2º Ato)
02. d’un Bell’ Usodi Turchia
03. Se Fiorilla Di Vender Bramate
04. Non V’e Piacer Perfetto Se Nol Procura Amor
05. Che Turca Impertinente!
06. Credete Alle Femmine Che Dicon d’Amarvi!
07. In Italia Certamente Non Si Fa L’Amor Cosi
08. Fermate…Cosa C’e?
09. E Selim Non Si Vede!
10. Oh! Guardate Che Accidente!
11. Dunque Seguitemi
12. Questo Vecchio Maledetto
13. Si, Mi e Forza Partir
14. Son La Vite Sul Campo Appassita
15. Rida A Voi Sereno Il Cielo
16. Restate Contenti

Maria Callas, soprano
Nicolai Gedda, tenor
Nicola Rossi-Lemeni, baixo
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Gianandrea Gavazzeni, regente
Setembro de 1954, Milão

CD 23
Giacomo Puccini (1858-1924)
Puccini Arias (1 CD)

01. Manon Lescaut – In Quelle Trine Morbide
02. Manon Lescaut – Sola, Perduta, Abbandonata
03. Madama Butterfly – Un Bel Di Vedremo
04. Madama Butterfly – Con Onor Muore
05. La Bohème – Si. Mi Chiamano Mimi
06. La Bohème – Donde Lieta Usci
07. Suor Angelica – Senza Mamma
08. Gianni Schicchi – O Mio Babbino Caro
09. Turandot – Signore, Ascolta!
10. Turandot – In Questa Reggia
11. Turandot – Tu Che Di Gel Sei Cinta

Maria Callas, soprano
Philharmonia
Tullio Serafin, regente
Setembro de 1954, Londres

CD 24
Lyric and Coloratura Arias (1 CD)

Francesco Cilea (1866-1950)
01. Adriana Lecouvreur – Ecco: Respiro Appena. Lo Son L’Umile Ancella
02. Adriana Lecouvreur – Poveri Fiori
Umberto Giordano (1867-1948)
03. Andrea Chénier – La Mamma Morta
Alfredo Catalani (1854-1893)
04. La Wally – Ebben? Ne Andro Lontana
Arrigo Boito (1842-1918)
05. Mefistofele – L’Altra Notte In Fondo Al Mare
Gioachino Rossini (1792-1868)
06. Il barbiere di Siviglia – Una Voce Poco Fa
Giacomo Meyerbeer (1791-1864)
07. Dinorah – Ombra Leggera
Léo Delibes (1836-1891)
08. Lakmé – Dov’e L’Indiana Bruna?
Giuseppe Verdi (1813-1901)
09. I vespri siciliani – Merce, Dilette Amiche

Maria Callas, soprano
Philharmonia
Tullio Serafin, regente
Setembro de 1954, Londres

CD 25
Callas at La Scala (1 CD)

Luigi Cherubini (1760-1842)
01. Medea – Dei Tuoi Figli
Gasparo Spontini (1774-1851)
02. La Vestale – Tu Che Invoco
03. La Vestale – O Nume Tutelar
04. La Vestale – Caro Oggetto
Vincenzo Bellini (1801-1835)
05. La sonnambula – Compagne, Teneri Amici…Come Per Me Sereno
06. La sonnambula – Oh! Se Una Volta Sola…Ah! Non Credea Mirarti…Ah! Non Giunge

Maria Callas, soprano
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Junho de 1955, Milão

CD 26, 27
Giacomo Puccini (1858-1924)
Madama Butterfly (2 CDs)

CD 26
01. E Soffitto…E Pareti (1º Ato)
02. Questa e La Cameriera
03. Dovunque Al Mondo
04. Quale Smania VI Prendre!
05. Quanto Cielo! Ancora Un Passo Or Via
06. Gran Ventura
07. L’Imperial Commissario
08. Vieni, Amor Mio!
09. Leri Son Salita Tutta Sola
10. Ed Eccoci In Famiglia
11. Vieni La Sera
12. Bimba Dagli Occhi Pieni Di Malia
13. Vogliatemi Bene, Un Bene Piccolino
14. E Lzaghi Ed Izanami (2º Ato)
15. Un Bnel Di Vedremo
16. C’e. Entrate
17. Non Io Sapete Insomma

CD 27
01. A Voi Pero Giurerei Fede Costante
02. Ora A Noi
03. E Questo? E Questo?
04. Che Tua Madre Dovra
05. Io Scendo Al Piano
06. Vespa! Rospo Maledetto!
07. Una Nave Da Guerra
08. Scuoti Quella Fronda Di Ciliegio
09. Or Vienmi Ad Adornar
10. Coro A Bocca Chiusa
11. Oh Eh! Oh Eh! Oh Eh! (3º Ato)
12. Gia Il Sole!
13. Povera Butterfly!
14. Io So Che Alle Sue Pene
15. Addio, Fiorito Asil
16. Glielo Dirai?
17. Che Vuol Da Me?
18. Come Una Mosca Prigioniera
19. Con Onor Muore

Maria Callas, soprano
Nicolai Gedda, tenor
Lucia Danielli, mezzo soprano
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Herbert von Karajan, regente
Agosto de 1955, Milão

CD 28, 29
Giuseppe Verdi (1813-1901)
Aida (2 CDs)

CD 28
01. Preludio
02. Si, Corre Voce Che L’Etiope Ardisca (1º Ato)
03. Se Quel Guerriero Io Fossi!
04. Celeste Aida
05. Quale Insolita Gioia Nel Tuo Sguardo!
06. Vieni, O Diletta, Appressati
07. Alta Cagion V’Aduna
08. Su! Del Nilo Al Sacro Lido
09. Ritorna Vincitor!
10. Possente Ftha…Tu Che Dal Nulla Hai Tratto
11. Immenso Ftha! …Mortal, Diletto Ai Numi
12. Nume, Custode E Vindice
13. Chi Mai Fra Gl’ Innie I Plausi (2º Ato)
14. Danza Degli Schiavi Mori
15. Vieni, Sul Crin Ti Piovano
16. Fu La Sorte Dell’ Armia’ Tuoi Funesta
17. Pieta Ti Prenda Del Mio Dolor
18. Su! Del Nilo Al Sacro Lido…Numi, Pieta
19. Gloria All’ Egitto,ad Iside
20. Marcia Trionfale
21. Ballabile
22. Vieni, O Guerriero Vindice

CD 29
01. Salvator Della Patria
02. Che Veggo! Egli? Mio Padre! Anch’io Pugnai…Ma Tu, Re, Tu Signore Possente
03. Il Dolor Che In Quel Volto Favella
04. O Re, Pei Sacri Numi…Gloria All’ Egitto
05. O Tu Che Sei d’Osiride (3º Ato)
06. Vieni d’Iside Al Tempio
07. Qui Radames Verra!
08. O Patria Mia
09. Ciel! Mio Padre!
10. Rivedrai Le Foreste Imbalsamate
11. Pur Ti Riveggo, Mia Dolce Aida
12. Nel Fiero Anelito Di Nuova Guerra
13. Fuggiam Gli Ardori Inospiti…La, Tra Foreste Vergini
14. Ma Dimmi: Per Qual Via
15. L’Aborrita Rivale A Me Sfuggia (4º Ato)
16. Gia I Sacerdoti Adunansi
17. Ohime! Morir Mi Sento!
18. Spirto Del Nume
19. A Lui Vivo, La Tomba…Sacerdoti: Compiste Un Delitto!
20. La Fatal Pietra Sovra Me Si Chiuse
21. Vedi? Di Morte L’Angelo…Immenso Ftha
22. O Terra, Addio

Maria Callas, soprano
Richard Tucker, tenor
Fedora Barbieri, mezzo soprano
Tito Gobbi, barítono
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Agosto de 1955, Milão

CDs 30-31
Giuseppe Verdi (1813-1901)
Rigoletto (2 CDs)

CD 30
01. Preludio
02. Della Mia Bella Incognita Borghese (1º Ato)
03. Questa O Quella
04. Partite? Crudele!
05. In Testa Che Avete
06. Gran Nuova! Gran Nuova!
07. Ch’io Gli Parli
08. O Tu Che La Festa Audace
09. Quel Vecchio Maledivami!
10. Pari Siamo!
11. Figlia! Mio Padre!
12. Ah, Veglia, O Donna
13. Giovanna, Ho Dei Rimorsi
14. E Il Sol Del’ Anima
15. Addio! Speranza Ed Anima
16. Gualtier Malde! Silenzio!
17. Riedo! …Perch?? …Silenzio
18. Zitti, Zitti, Moviamo A Vendetta
19. Soccorso, Padre Mio!

CD 31
01. Ella Mi Fu Rapita! (2º Ato)
02. Parmi Veder Le Lagrime
03. Duca, Duca! Ebben?
04. Povero Rigoletto!
05. Cortigiani, Vil Razza Dannata
06. Mio Padre! Dio! Mia Gilda!
07. Tutte Le Feste Al Tempio
08. Compiuto Pur Quanto
09. Si, Vendetta, Tremenda Vendetta
10. E L’Ami? (3º Ato)
11. La Donna e Mobile
12. Un Di, Se Ben Rammentomi
13. Bella Figlia Dell’ Amore
14. Venti Scudi Hai Tu Detto?
15. E Amabile Invero
16. Della Vendetta Alfin Giunge L’Istante!
17. Chi Mai, Chi e Qui In Sua Vece?

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Tito Gobbi, barítono
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Setembro de 1955, Milão

Só para os gulosos!
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE  – PQPShare – 622Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 32-41 de 70: Gioachino Rossini (1792-1868), Vincenzo Bellini (1801-1835), Giuseppe Verdi (1813-1901) e Giacomo Puccini (1858-1924) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Uhú! Quarta das sete terças-feiras que postamos essa coleção show de bola das gravações em estúdio de Maria Callas.

Como hoje está uma correria, apelei e colei abaixo um trecho do Wikipedia que fala de Callas. Achei-o bem correto na análise:
Callas possuía uma voz poderosa e amplitude fora do comum. Isto permitia à cantora abordar papéis desde o alcance do mezzo-soprano até o do soprano coloratura. Com domínio perfeito das técnicas do canto lírico, possuía um repertório incrivelmente versátil, que incluía obras do bel canto (Lucia di Lammermoor, Anna Bolena, Norma), de Verdi (Un ballo in maschera, Macbeth, (La Traviata) e do verismo italiano (Tosca), e até mesmo Wagner (Tristan und Isolde, Die Walküre).
Apesar destas características, Callas entrou para a história da ópera por suas inigualáveis habilidades cênicas. Levando à perfeição a habilidade de alterar a “cor” da voz com o objetivo de expressar emoções, e explorando cada oportunidade de representar no palco as minúcias psicológicas de suas personagens, Callas mostrou que era possível imprimir dramaticidade mesmo em papéis que exigiam grande virtuosismo vocal por parte do intérprete – o que usualmente significava, entre as grandes divas da época, privilegiar o canto em detrimento da cena.
Muitos consideram que seu estilo de interpretação imprimiu uma revolução sem precedentes na ópera. Segundo este ponto de vista, Callas seria tributária da importância que assumiram contemporaneamente os aspectos cênicos das montagens. Em particular, é claramente perceptível desde a segunda metade do século XX uma tendência entre os cantores em favor da valorização de sua formação dramatúrgica e de sua figura cênica – que se traduz, por exemplo, na constante preocupação em manter a forma física. Em última análise, esta tendência foi responsável pelo surgimento de toda uma geração de sopranos que, graças às suas habilidades de palco, poderiam ser considerados legítimos herdeiros de Callas, tais como Joan Sutherland ou Renata Scotto.

Callas, nos anos dessas gravações, em fins dos anos 1950, estava no seu auge vocal e cênico, e sempre muito bem acompanhada nas orquestreas e nos duetos, como neste Trovatore de hoje, com Di stefano. Ainda temos o prazer de vê-la representando divinamente em La bohème, Un ballo in maschera, Il barbiere di Siviglia e La Sonnambula. Grandes jóias!
Preciso ir-me. O meu tempo acabou. Eu volto na quinta com Carlos Gomes e terça que vem, com Callas de novo…

Ouça! Como está bom! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Palhinha: Maria Callas canta “D’amor sull’ali rosee”, de Il Trovatore, de Verdi (faixa 10 do CD 33):

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CDs 32-33
Giuseppe Verdi (1813-1901)
Il trovatore (2 CDs)

CD 32
01. All’ Erta! All’ Erta! (1º Ato)
02. Di Due Figli Vivea Padre Beato
03. Abbietta Zingara, Fosca Vegliarda!
04. Brevi E Tristi Giorni Visse
05. Sull’ Orlo Dei Tetti
06. Che Piu T’Arresti?
07. Tacea La Notte Placida
08. Quanto Narrasti Di Turbamento M’ha Piena L’Alma!
09. Di Tale Amor
10. Tace La Notte!
11. Il Trovator! Io Fremo! …Deserto Sulla Terra
12. Anima Mia! …Più Dell’ Usato
13. Di Geloso Amor Sprezzato
14. Vedi! Le Fosche Notturne (2º Ato)
15. Stride La Vampa!
16. Mesta e La Tua Canzon!
17. Soli Or Siamo
18. Condotta Ell’ Erain Ceppi
19. Non Son Tuo Figlio!
20. Mal Reggendo All’ Aspro Assalto
21. L’Usato Messo Ruiz Invia! …Mi Vendica!
22. Perigliarti Ancor Languente
23. Tutto e Deserto
24. Il Balen Del Suo Sorriso
25. Qual Suono! Oh Ciel!
26. Per Me Ora Fatale
27. Ah! Se L’Error T’Ingombra
28. Perchè Piangete? …O Dolci Amiche
29. E Deggio E Posso Crederlo?

CD 33
01. Or Co’ Dadi,ma Fra Poco (3º Ato)
02. In Braccio Al Mio Rival!
03. Giorni Poveri Vivea
04. Deh! Rallentate, O Barbari
05. Quale d’Armi Fragor
06. Ah Si, Ben Mio, Coll’ Essereio Tuo
07. L’Onda De’ Suoni Mistici Pura Discendaal Cor!
08. Di Quella Pira, L’Orrendo Foco
09. Siam Giunti_ Ecco La Torre (4º Ato)
10. d’Amor Sull’ Ali Rosee
11. Miserere…Quel Suon, Quelle Preci
12. Di Te, Di Te Scordarmi Di Te
13. Udiste?
14. Mira, d’Acerbe Lagrime
15. Conte! Nè Basti!
16. Colui Vivra…Vivra! Contende Il Giubilo
17. Madre, Non Dormi?
18. Si, La Stanchezza M’Opprime
19. Ai Nostri Monti Ritorneremo
20. Che! Non M’Inganna
21. Parlar Non Vuoi? …Ha Quest’ Infamel’ Amor Venduto
22. Ti Scosta!
23. Prima Che d’Altri Vivere

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Rolando Panerai, baritono
Fedora Barbieri, mezzo soprano
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Herbert von Karajan, regente
Milão, Agosto de 1956

CDs 34-35
Giacomo Puccini (1858-1924)
La bohème (2 CDs)

CD 34
01. Questo Mar Rosso Mi Ammollisce E Assidera (1º Ato)
02. Abbasso, Abbasso L’Autor!
03. Si Puo? …Chi e La?
04. Al Quartiere Latin Ci Attendre Momus
05. Non Sono In Vena
06. Che Gelida Manina!
07. Si. Mi Chiamano Mimi
08. Ehi! Rodolfo! …O Soave Fanciulla
09. Aranci, Datteri! (2º Ato)
10. Chi Guardi? Odio Il Profano Volgo
11. Beviam…Ch’io Beva Del Tossico!
12. Quando Men’vo
13. Chi L’ha Richiesto? …Vediam

CD 35
01. Ohe, La, Le Guardie…Aprite! (3º Ato)
02. Mimi? ! …Speravo Di Trovarvi Qui
03. Marcello. Finalmente
04. d’Onde Lieta Usci Al Tuo Grido d’Amore
05. Dunque e Proprio Finita?
06. In Un Coupé? …Con Pariglia E Livree (4º Ato)
07. O Mimi, Tu Più Non Torni
08. Che Ora Sia?
09. C’e Mimi…C’e Mimi Che Mi Segue E Che Sta Male
10. Vecchia Zimarra, Senti
11. Schaunard, Ognuno Per Diversa Via
12. Sono Andatl?
13. Oh Dio! Mimi! …Che Avvien?

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Anna Moffo, soprano
Rolando Panerai, baritono
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Antonino Votto, regente
Milão, agosto-setembro de 1956

CDs 36-37
Giuseppe Verdi (1813-1901)
Un ballo in maschera (2 CDs)

CD 36
01. Preludio
02. Posa In Pace, A’Bei Sogni Ristora (1º Ato)
03. S’Avanza Il Conte
04. La Rivedra Nell’ Estasi
05. Il Cenno Mio Di La Con Essi Attendi
06. Alla Vita Che T’Arride
07. Il Primo Giudice
08. Volta La Terrea
09. Ogni Cura Si Doni Al Diletto
10. Zitti…L’Incanto Non Dessi Turbare…Re Dell’ Abisso, Affrettati – Verdi, Giuseppe
11. Arrivo Il Primo! E Lui, e Lui!
12. Su, Fatemi Largo, Saper Vo’il Mio Fato
13. Rallegrati Omai
14. Che V’Agita Cosi?
15. Della Citta All’ Occaso
16. Consentimi, O Signore
17. Figlia d’Averno, Schiudi La Chiostra
18. Su, Profetessa, Monta Il Treppie
19. Di’tu Se Fedele
20. Chi Voi Siate, L’Audace Parola
21. E Scherzo Od e Follia
22. Finisci Il Vaticinio
23. Preludio (2º Ato)
24. Ecco L’Orrido Campo Ove S’Accoppia
25. Ma Dall’ Arido Stelo Divulsa
26. Teco Io Sto
27. Nonm Sai Tu Che Se L’Anima Mia
28. Oh, Qual Soave Brivido

CD 37
01. Ahime! S’Appressa Alcun
02. Amico, Gelosa T’Affido Una Cura
03. Odi Tu Come Fremono Cupi
04. Seguitemi
05. Ve’ ,sedi Notte Qui Colla Sposa
06. A Tal Colpa e Nulla Il Pianto (3º Ato)
07. Morro, Ma Prima In Grazia
08. Alzati! La Tuo Figlio
09. Eri Tu Che Macchiavi Quell’ Anima…o Dolcezze Perdute!o Memorie
10. Siam Soli. Udite
11. Dunque L’Onta Di Tutti Sol Una
12. d’Una Grazia VI Supplico
13. Qual e Dunque L’Eletto? …Ah! Del Conte La Morte Si Vuole!
14. Il Messaggio Entri
15. Ah! Di Che Fulgor, Che Musiche
16. Forse La Soglia Attinse
17. Ma Se M’e Forza Perderti
18. Ah! Dessa e La
19. Fervono Amori E Danze
20. Saper Vorreste Di Che Si Veste
21. Fervono Amori E Danza
22. Ah! Perchè Qui! Fuggite
23. E Tu Ricevi Il Mio!
24. Ella e Pura: In Braccio A Morte

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Tito Gobbi, baixo
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Antonino Votto, regente
Milão, setembro de 1956

СDs 38-39
Gioachino Rossini (1792-1868)
Il barbiere di Siviglia (2 CDs)

CD 38
01. Ouverture
02. Piano, Pianissimo, Senza Parlar (1º Ato)
03. Ecco Ridente In Cielo
04. Ehi, Fiorello?
05. Mille Grazie, Mio Signore
06. Gente Indiscreta!
07. La Ran La Le Ra, La Ran La La. Largo Al Factotum
08. Ah, Che Bella Vita!
09. Se Il Mio Nome Saper Voi Bramate
10. Oh, Cielo!
11. All’ Ideadi Quel Metallo
12. Piano, Piano…Un’ Altra Idea!
13. Oh, Il Meglio
14. Ah, Che d’Amore La Fiamma
15. Una Voce Poco Fa
16. Si, Si, La Vincero
17. Ah, Disgraziato Figaro!
18. Ah! Barbiere d’Inferno
19. La Calunnia e Un Venticello
20. Ah! Che Ne Dite?
21. Ma Bravi! Ma Benone!
22. Dunque Io Son
23. Fortunati Affetti Miei
24. Ora Mi Sento Meglio
25. A Un Dottor Della Mia Sorte

CD 39
01. Finora In Questa Camera
02. Ehi, Di Casa, Buona Gente
03. Ah, Venisse, Il Caro Oggetto
04. Dunque, Lei Vuol Battaglia?
05. Che Cosa Accadde, Signori Miei
06. Fermi Tutti, Nessun Si Muova
07. Fredda Ed Immobile
08. Ma Signor…Ma Un Dottor
09. Ma Vedi Il Mio Destino! (2º Ato)
10. Pace E Gioia Sia Con Voi
11. Insomma, Mio Signore, Chi e Lei
12. Venite, Signorina
13. Contro Un Cor Che Accende Amore
14. Bella Voce! Bravissima!
15. Quando Mi Sei Vicina
16. Bravo, Signor Barbiere, Ma Bravo!
17. Don Basilio! …Cosa Veggo!
18. Buona Sera, Mio Signore
19. Orsu, Signor Don Bartolo
20. Che Vecchio Sospettoso!
21. Il Vecchiotto Cerca Moglie
22. Temporale
23. Alfine Eccoci Qua
24. Ah, Qual Colpo Inaspettato!
25. Zitti, Zitti, Piano, Piano
26. Ah, Disgraziati Noi!
27. Insomma Io Ho Tutti I Torti
28. Di Si Felice Innesto

Maria Callas, soprano
Luigi Alva, tenor
Tito Gobbi, baixo
Philharmonia Orchestra
Alceo Galliera, regente
Londres, fevereiro de 1957

CDs 40-41
Vincenzo Bellini (1801-1835)
La sonnambula (2 CDs)

CD 40
01. Viva! Viva Amina! …Tutto e Gioia, Tutto e Festa (1º Ato)
02. In Elvezia Non V’ha Rosa
03. Care Compagne
04. Come Per Me Sereno…Sempre, O Felice Amina
05. Sovra Il Sen La Man Mi Posa
06. Il Piu Di Tutti, O Amina
07. Perdona, O Mia Diletta
08. Prendi: L’Anel Ti Dono
09. Scritti Nel Ciel Gia Sono…Ah! Vorrei Trovar Parole
10. Domani, Appena Aggiorni
11. Come Noioso E Lungo Il Cammin…VI Ravviso, O Luoghi Ameni…E Gentil, Leggiadra Molto
12. Contezza Del Paese
13. A Fosco Cielo, A Notte Bruna
14. Basta Cosi. Ciascuno Si Attenga
15. Elvino! E Me Tu Lasci
16. Son Geloso Del Zefiro Errante
17. Davver, Non Mi Dispiace
18. Che Veggio?
19. O Ciel! Che Tento?
20. Osservate: L’Uscio e Aperto
21. E Menzogna
22. d’un Pensiero E d’un Accento
23. Non Più Nozze

CD 41
01. Qui La Selva e Più Folta Ed Ombrosa (2º Ato)
02. Reggimi, O Buona Madre
03. Vedi, O Madre…e Afflitto E Mesto
04. Viva Il Conte!
05. Ah! Perchè Non Posso Odiarti
06. E Fia Pur Vero, Elvino
07. Signor Conte, Agli Occhi Miei
08. Signor? …Che Creder Deggio?
09. Oh! Se Una Volta Sola
10. Ah! Non Credea Mirarti
11. No, Più Non Reggo
12. Ah! Non Giunge Uman Pensiero

Maria Callas, soprano
Eugenia Ratti, soprano
Fiorenza Cossotto, mezzo soprano
Nicola Monti, tenor
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Antonino Votto, regente
Milão, março de 1957

Só para os gulosos!
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE  – PQPShare – 718Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 42-51 de 70: Luigi Cherubini (1760-1842), Gaetano Donizetti (1797-1848), Vincenzo Bellini (1801-1835), Ambroise Thomas (1811-1896), Giuseppe Verdi (1813-1901) e Giacomo Puccini (1858-1924) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Quinta das sete terças-feiras que postamos essa coleção show de bola das gravações em estúdio de Maria Callas.

Esta semana está sensacional! é difícil não ficar meio abobado. Callas está potentíssima na escura Turandot, dramática em Manon Lescaut, brilhante em Medea e fantástica em Lucia de Lamermoor! Além de encantar em um CD exclusivo de árias de Verdi e arrepiar num álbum apenas de cenas de loucura. Passional como era, e como pouquíssimas foram, suas interpretações são geniais. Nem tenho muito o que falar. Só peço que a ouça!

Ouça! Ouça! Está fenomenal! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Palhinha: Maria Callas canta a Cena da Loucura de Lucia de Lamermoor, de Gaetano Donizetti (faixa 01 do CD 49 e 16 do 51):

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CDs 42-43
Giacomo Puccini (1858-1924)
Turandot (2 CDs)

CD 42
01. Popolo Di Pekino! (1º Ato)
02. Padre! Mio Padre!
03. Perduta La Battaglia
04. Gira La Cote! Gira!
05. Perche Tarda La Luna?
06. La, Sui Monti Dell’ Est
07. O Giovinetto!
08. Figlio, Che Fai?
09. Fermo! Che Fai? T’Arresta!
10. Silenzio, Ola!
11. Guardalo, Pong!
12. Non Indugiare!
13. Signore, Ascolta!
14. Non Piangere, Liu!
15. Ah! Per L’Ultima Volta!
16. Ola, Pang! Ola, Pong! (2º Ato)
17. O Cina, O Cina
18. Ho Una Casa Nell’ Honan
19. O Mondo, Pieno Di Pazzi Innamorati!
20. Addio, Amore!
21. Noi Si Sogna
22. Gravi, Enormi Ed Imponenti
23. Un Giuramento Atroce Mi Costringe
24. Diecimila Anni Ai Nostro Imperatore!
25. In Questa Reggia
26. Straniero, Ascolta! Nella Cupa Notte
27. Guizza Al Pari Di Fiamma
28. Gelo Che Ti Da Foco
29. Gloria, O Vincitore!
30. Figlio Del Cielo!
31. Tre Enigmi M’Hai Proposto!
32. Ai Tuoi Piedi Ci Prostriam

CD 43
01. Cosi Comanda Turandot (3º Ato)
02. Nessun Dorma!
03. Tu Che Guardi Le Stelle
04. Principessa Divina!
05. Quel Nome!
06. L’Amore? …Tanto Amore, Segreto E Inconfessato
07. Tu, Che Di Gel Sei Cinta
08. Li?…Bonta!
09. Principessa Di Morte!
10. Che e Mai Di Me? Perduta!
11. Del Primo Pianto, Si…La Mia Gloria e Il Tuo Amplesso!
12. Diecimila Anni Al Nostro Imperatore!

Maria Callas, soprano
Elisabeth Schwarzkopf
Eugenio Fernandi
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Tullio Serafin, regente
Milão, julho de 1957

CDs 44-45
Giacomo Puccini (1858-1924)
Manon Lescaut (2 CDs)

CD 44
01. Ave, Sera Gentile (1º Ato)
02. Tra Voi, Belle, Brune E Bionde
03. Ma Bravo!
04. Discendono, Vediam!
05. Cortese Damigella, Il Priego Mio Accettate
06. Donna Non Vidi Mai
07. La Tua Ventura Ci Rassicura
08. La Tua Proserpina Di Resisterti
09. Vedete? Io Son Fedele Ale Parola Mia
10. Non C’e Piu Vino?
11. Cavalli Pronti Avete?
12. Dispettosetto Questo Riccio! (2º Ato)
13. Sei Splendida E Lucente!
14. In Quelle Trine Morbide
15. Poiche Tu Vuoi Saper
16. Che Ceffi Son Costor?
17. Paga Costor!
18. VI Prego, Signorina
19. Oh, Saro La Piu Bella!
20. Ah! …Affe, Madamigella
21. Ah, Manon, Mi Tradisce
22. Lescaut! …Tu Qui?

CD 45
01. Intermezzo
02. Ansia Eterna, Crudel (3º Ato)
03. Manon! …Des Grieux!
04. All’ Armi! All’ Armi!
05. Il Passo M’Aprite!
06. Rosetta!
07. Presto In Fila! Marciate!
08. Ah, Non V’Avvicinate! …Come Io Piango Ed Imploro
09. Tutta Su Me Ti Posa (4º Ato)
10. Manon, Senti, Amor Mio! …Vedi, Son Io Che Piango
11. E Nulla! Nulla!
12. Sola, Perduta, Abbandonata

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Tullio Serafin, regente
Milão, julho de 1957

CDs 46-47
Luigi Cherubini (1760-1842)
Medea (2 CDs)

CD 46
01. Sinfonia
02. Che? Quando Gia Corona Amor (1º Ato)
03. O Amore, Vieni A Me!
04. No, Non Temer
05. O Bella Glauce
06. Colco! Pensier Fatal!
07. Or Che Piu Non Vedro
08. Ah, Gia Troppo Trubo
09. Pronube Dive
10. Signor! Ferma Una Donna
11. Qui Tremar Devi Tu
12. Taci, Giason
13. Dei Tuoi Figli La Madre
14. Son Vane Qui Minacce
15. Nemici Senza Cor – Cherubini, Luigi

CD 47
01. Introduzione (2º Ato)
02. Soffrir Non Posso
03. Date Almen Per Pieta
04. Medea, O Medea!
05. Solo Un Pianto Con Te Versare
06. Creonte A Me Solo Un Giorno Da?
07. Figli Miei, Miei Ascolto
08. Hai Dato Pronto Ascolto
09. Ah! Triste Canto! …Dio Dell’ Amor!
10. Introduzione (3º Ato)
11. Numi, Venite A Me
12. Del Fiero Duol Che Il Cor Mi Frange
13. Neris, Che Hai Fatto
14. E Che? Io Son Medea!

Maria Callas, soprano
Renata Scotto
Mirto Picchi
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Tullio Serafin, regente
Milão, setembro de 1957

CD 48
Árias de Verdi I (vol. 1 de 3) (1 CD)
Giuseppe Verdi (1813-1901)

01. Macbeth – Nel Di Della Vittoria…Vieni! T’Affretta
02. Macbeth – La Luce Langue
03. Macbeth – Una Macchia e Qui Tuttora
04. Nabucco – Ben Io T’Invenni…Anch’io Dischiuso Un Giorno
05. Ernani – Surta e La Notte…Ernani, Ernani, Involami
06. Don Carlo – Tu Che Le Vanita

Maria Callas, soprano
Philharmonia
Nicola Rescigno, regente
Londres, setembro de 1958

CD 49
Cenas de Loucura

Gaetano Donizetti (1797-1848)
01. Lucia de Lamermoor- Piangete Voi? …Al Dolce Guidami Castel Natio
Ambroise Thomas (1811-1896)
02. Hamlet – A Vos Jeux…Partagez-Vous Mes Fleurs…Et Maintenant écoutez Ma Chanson –
Vincenzo Bellini (1801-1835)
03. Il Pirata – Oh! S’io Potessi…Col Sorriso d’Innocenza

Maria Callas, soprano
Philharmonia
Nicola Rescigno, regente
Londres, setembro de 1958

CDs 50-51
Gaetano Donizetti (1797-1848)
Lucia di Lammermoor (2 CDs)

CD 50
01. Preludio
02. Percorrete…Percorriamo Le Spiagge Vicine (1º Ato)
03. Tu Sei Turbato! …E N’ho Ben d’Onde
04. Cruda, Funesta Smania
05. Il Tuo Dubbio e Omai Certezza…Come Vinti Da Stanchezza
06. La Pietade In Suo Favore
07. Ancor Non Giunse?
08. Regnava Nel Silenzio Alta La Notte E Bruna
09. Quando Rapito In Estasi
10. Egli S’Avanza…Lucia, Perdona Se Ad Ora Inusitata
11. Sulla Tomba Che Rinserra Il Tradito Genitore
12. Qui Di Sposa Eterna Fede…Ah, Soltanto Il Nostro Foco
13. Ah, Talor Del Tuo Pensiero Venga Un Foglio Messaggero
14. Verranno A Te Sull’ Aure I Miei Sospiri Ardenti

CD 51
01. Lucia Fra Poco A Te Verra…Tremante L’Aspetto (2º Ato)
02. Appressati, Lucia…Il Palor Funesto, Orrendo
03. Soffriva Nel Pianto…Un Folle T’Accese
04. Che Fia? Suonar Di Giubilo
05. Se Tradirmi Tu Potrai…Tu Che Vedi Il Pianto Mio
06. Per Te d’Immenso Giubilo…Per Poco Fra Le Tenebre Spari La Vostra Stella
07. Dov’e Lucia? …Qui Giungere Or La Vedrem
08. Piange La Madre Estinta
09. Chi Mi Frena In Tal Momento
10. T’Allontana, Sciagurato…Rispettate In Me Di Dio
11. Sconsigliato! In Queste Porte Chi Ti Guida?
12. Esci, Fuggi, Il Furor Che Mi Accende
13. d’Immenso Giubilo S’Innalzi Un Grido (3º Ato)
14. Dalle Stanze Ove Lucia Tratta Avea Col Suo Consorte
15. Oh! Qual Funesto Avvenimento!
16. Il Dolce Suono Mi Colpi Di Sua Voce! …Ardon Gli Incensi
17. Spargi d’Amaro Pianto
18. Tombe Degli Avi Miei
19. Fra Poco A Me Ricovero Dara Negletto Avello
20. Oh, Meschina! Oh, Fato Orrendo!
21. Tu Che A Dio Spiegasti L’Ali

Maria Callas, soprano
Ferruccio Tagliavini
Piero Cappuccilli
Philharmonia Chorus & Orchestra
Tullio Serafin, regente
Londres, março de 1959

Só para os gulosos! BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE  – PQPShare – 755Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 52-60 de 70 – Marc Antoine Charpentier (1643-1704), Christoph Willibald Gluck (1714-1787), Ludwig Van Beethoven (1770-1827), Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), Carl Maria Von Weber (1786-1826), Vincenzo Bellini (1801-1835), Hector Berlioz (1803-1869), Ambroise Thomas (1811-1896), Charles Gounod (1818-1893), Amilcare Ponchielli (1834-1886), Camille Saint-Saëns (1835-1921), Georges Bizet (1838-1875), Jules Massenet (1842-1912) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Repostagem original de 27 de novembro de 2012.

Hoje Callas brilha em La Gioconda. A gravação do grupeto de 3 Cds é de 1959, período em que Maria Callas já era uma popstar do canto lírico, mais que consagrada. Suas apresentações causavam frisson onde ocorriam e atraíam multidões. Ela estava no auge!

Em seguida, a segunda gravação de difícil Norma com Maria Callas nesta coleção. Foi um de seus papéis mais marcantes, além de ser considerado um dos papéis tecnicamente mais difíceis para soprano. A ópera trata do embate entre os gauleses e os romanos no século 1º d.C. e da história de amor não correspondido e traição entre a sacerdotisa gaulesa Norma e o centurião romano Pollione. Tudo certo para um bom libreto, que Bellini musica com maestria e que regente, orquestra e solistas do Scala executam com enorme brilho. 

Nos demais álbuns desse grupeto de hoje, Maria Callas já tinha atingido fama e reconhecimento que talvez nenhuma soprano lírica sequer teve em vida. Como afirmado em outras postagens, ela tornara-se uma popstar. Era incrível o afluxo de pessoas e a concorrência para vê-la. Para além disso, Callas possuía um porte esguio (mostrou que cantoras líricas não precisavam ser aquelas matronas italianas gordinhas e muitas vezes desleixadas) e uma elegância ímpar: era vestida pelos mais afamados estilistas e usava joias para ela desenhadas, o que fazia com que fosse frequentemente convidada para récitas e recepções em castelos, palácios, casas de príncipes e reis. Estava o tempo todo cercada por nobres, o que elevava ainda mais a sua fama e o seu status de divina.
As gravações que ora trazemos são de 1961 a 1964, três discos em que Callas encara uma produção mais ao restilo blockbuster: não grava óperas inteiras, mas faz récitas de árias pinçadas de várias obras, algo mais popular e que atingiria (mesmo que não fosse o intuito principal) públicos menos específicos, não tão ligados à ópera. Nesses álbuns, também teve a oportunidade, para quem gravara quase exclusivamente ópera romântica do século XIX, de fazer o registro sonoro de peças de autores barrocos, classicistas e pré-modernos. Com isso temos Charpentier, Gluck, Mozart, Saint-Säens, e até uma rara peça de Beethoven para soprano.

Pôxa, demais! Ouça! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Palhinha: Maria Callas canta a Mozart (genial!): In Quali Eccessi, O Numi! …Mi Tradi Quell’ Alma Ingrata (faixa 06 do CD 60):

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CDs 52-54
Amilcare Ponchielli (1834-1886)
La Gioconda (3 CDs)
CD 52
01. Preludio
02. Feste E Pane! (1º Ato)
03. E Cantan Su Lor Tombe!
04. Figlia, Che Reggi Il Tremulo Pie
05. L’Ora Non Giunse Ancor Del Vespro Santo
06. Polso Di Cerro!
07. Suo Covo e Un Tugurio
08. Che? La Plebe Or Qui Si Arroga
09. Voce Di Donna O d’Angelo
10. Enzo Grimaldo, Principe Di Santafior, Che Pensi?
11. O Grido Di Quest’ Anima
12. Maledici? Sta Ben…L’Amor T’Accieca
13. O Monumento!
14. Carneval! Baccanal!
15. Angele Dei

CD 53
01. Ho! He! Ho! He! Fissa Il Timone! (2º Ato)
02. Pescator, Affonda L’Esca-
03. Pescator, Affonda L’Esca
04. Sia Gloria Ai Canti Dei Naviganti!
05. Cielo E Mar!
06. Ma Chi Vien?
07. Laggiu Nelle Nebbie Remote
08. E Il Tuo Nocchiere Or La Fuga T’Appresta
09. Stella Del Marinar!
10. E Un Anatema!
11. La Attesi E Il Tempo Colsi
12. L’Amo Come Il Fulgor Del Creato!
13. Il Mio Braccio T’Afferra!
14. Maledizion! Ha Preso Il Vol!
15. Vedi La, Nel Canal Morto

CD 54
1. Si! Morir Elle De’ ! (3º Ato)
2. Ombre Di Mia Prosapia
3. Qui Chiamata M’Avete? …Bella Cosi, Madonna
4. Morir! e Troppo Orribile!
5. La Gaia Canzone
6. O Madre Mia, Nell’ Isola Fatale
7. Benevenuti Messeri! Andrea Segredo!
8. Grazie Vo Rendo Per Le Vostre Laudi
9. Prodigio! Incanto!
10. Vieni! Lasciami!
11. Gia Ti Veggo Immota E Smorta
12. Nessun V’ha Visto? (4º Ato)
13. Suicidio!
14. Ecco, Il Velen Di Laura
15. Ridarti Il Sol, La Vita!
16. O Furibonda Jena
17. Ten Va Serenata
18. La Barca S’Avvicina
19. Quest’ Ultimo Bacio Cheil Pianto
20. Ora Posso Morir. Tutto e Compiuto
21. Vo’ Farmi Più Gaia, Più Fulgida Ancora

Maria Callas, soprano
Fiorenza Cossotto
Piero Cappuccilli
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Antonino Votto, regente
Milão, setembro de 1959

CDs 55-57
Vincenzo Bellini (1801-1835)
Norma (3 CDs)
CD 55
01. Sinfonia
02. Ite Suol Colle…Dell’ Aura Tua Profetica (1º Ato)
03. Svanir Le Voci!
04. Meco All’ Altardi Venere
05. Odi? I Suoi Riti A Compiere
06. Me Protegge, Me Difende
07. Norma Viene
08. Sediziose Voci
09. Casta Diva
10. Fine Al Rito, E Il Sacro Bosco
11. Ah! Bello A Me Ritorna
12. Sgombra e La Sacra Selva
13. Eccola-Va, Mi Lascia
14. Va, Crudele
15. Vieni In Roma

CD 56
01. Vanne, E Li Cela Entrambi
02. Adalgisa! Alma, Costanza
03. Oh, Rimembranza!
04. Ah Si, Fa Core, Abbracciami
05. Ma Di’ …l’Amato Giovine
06. Oh, Di Qual Sei Tu Vittima
07. Perfido! …Or Basti!
08. Vanne, Si, Mi Lascia, Indegno

CD 57
01. Introduzione (2º Ato)
02. Dormono Entrambi!
03. Ola! Clothilde!
04. Mi Chiami, O Norma?
05. Deh! Con Te, Con Te Li Prendi
06. Mira, O Norma
07. Cedi…Deh Cedi!
08. Si, Fino All’ Ore Estreme
09. Non Parti?
10. Guerrieri! A Voi Venirne
11. Ah! Del Tebro Al Giogo Indegno
12. Ei Tornera. Si!
13. Squilla Il Bronzo Del Dio!
14. Guerra! Guerra!
15. Ne Compi Il Rito, O Norma?
16. In Mia Man Alfin Tu Sei
17. Gia Mi Pasco Ne’ Tuoi Sguardi
18. Dammi Quel Ferro!
19. Qual Cor Tradisti
20. Norma! Deh! Norma, Scolpati!
21. Deh! Non Volerli Vittime

Maria Callas, soprano
Christa Ludwig, mezzo-soprano
Franco Corelli, tenor
Coro e Orchestra della Scalla di Milano
Tullio Serafin, regente
Milão, setembro de 1960

CD 58
Callas à Paris I (1 CD)

Christoph Willibald Gluck (1714-1787)
01. Orphée et Eurydice – J’ai Perdu Mon Eurydice
02. Divinites Du Styx – Divinites Du Styx
Georges Bizet (1838-1875)
03. Carmen – L’Amour Est Un Oiseau Rebelle
04. Carmen – Pres Des Remparts de Seville
Camille Saint-Saëns (1835-1921)
05. Samson et Dalila – Printemps Qui Commence
06. Samson et Dalila – Samson, Recherchant Ma Presence…Amour! Viens Aider Ma Faiblesse!
07. Samson et Dalila – Mon Coeur S’Ouvre a Ta Voix
Charles Gounod (1818-1893)
08. Romeo et Juliette – Ah! Je Veux Vivre Dans Ce Reve
Ambroise Thomas (1811-1896)
09. Mignon – Ah, Pour Ce Soir…Je Suis Titania
Jules Massenet (1842-1912)
10. Le Cid – De Cet Affreux Combat…Pleurez, Mey Yeux!
Marc Antoine Charpentier (1643-1704)
11. Louise – Depuis Le Jour

Maria Callas, soprano
Orquestra Nacional da Rádio da França
Georges Prêtre, regente
Paris, março-abril de 1961

CD 59
Callas à Paris II (1 CD)

Christoph Willibald Gluck (1714-1787)
01. Iphigenie en Tauride – O Malheureuse Iphigenie
Hector Berlioz (1803-1869)
02. La Damnation de Faust – d’Amour L’Ardente Flamme
Georges Bizet (1838-1875)
03. Les pêcheurs de perles – Me Voila Seule…Comme Autrefois
Jules Massenet (1842-1912)
04. Manon – Je Ne Suis Que Faiblesse…Adieu, Notre Petite Table
05. Manon – Suis-Je Gentille Ainsi? …Je Marche Sur Tous Les Chemins
06. Werther – Werther! Qui M’Aurait Dit…Des Cris Joyeux
Charles Gounod (1818-1893)
07. Fausto – Je Voudrais Bien Savoir…Il Etait Un Roi De Thule…O Dieu! Que De Bijoux…Ah! Je Ris

Maria Callas, soprano
Orquestra do Conservatório de Paris
Georges Prêtre, regente
Paris, maio de 1963

CD 60
Mozart, Beethoven & Weber (1 CD)

Ludwig Van Beethoven (1770-1827)
01. Ah, Perfido, op. 65 (Concerto-ária para soprano e orquestra)
Carl Maria Von Weber (1786-1826)
02. Oberon – Ocean! Thou Mighty Monster
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
03. Le nozze di Figaro – Porgi, Amor
04. Don Giovanni – Or Sai Chi L’Onore
05. Don Giovanni – Crudele? …Non Mi Dir
06. Don Giovanni – In Quali Eccessi, O Numi! …Mi Tradi Quell’ Alma Ingrata

Maria Callas, soprano
Orquestra do Conservatório de Paris
Nicola Rescigno, regente
Paris, dezembro de 1963 e janeiro de 1964

Só para os gulosos!
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE  – PQPShare – 748Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 61-64 de 70: Gioachino Rossini (1792-1868), Gaetano Donizetti (1797-1848), Giuseppe Verdi (1813-1901) e Georges Bizet (1838–1875) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

É, no fim acabei tendo que dividir as sete postagens das gravações em estúdio de Maria Callas em dez. Ia dividir em mais partes, por conta das restrições ao volume de downloads imposta pelo Rapidshare, mas não achei justo ceifar-lhes a alegria de ter a coleção completa neste Natal que se aproxima. Assim sendo, está é a penúltima postagem da série e semana que vem, dia de Natal, ho-ho-ho!, presente do Papai Noel: o ciclo se fecha, a coleção EMI de Maria Callas se completa! Enfim!

Hoje, Callas mostra toda a sua dramaticidade nas pesadas árias verdianas e nas obras não tão conhecidas de Rossini e Donizetti, mas ainda assim de grande beleza. Mas, a meu ver, o grande destaque destes quatro CDs de hoje é, sem dúvida, sua interpretação fidelíssima ao papel boêmio, irônico, fugaz e encantador da cigana Carmen. e esse é um papel para mezzo soprano, papel que não seria o mais adequado para Callas, não fosse sua tessitura tão extensa. E as notas graves saem com propriedade, com corpo. ela tinha total domínio da voz!

Ouça! Maria Callas era realmente foda! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Palhinha: Maria Callas canta L’amour est un oiseau rebelle, de Carmen, de Bizet (faixa 06 do CD 63), com uma perfeição na expressão, na ironia da personagem…

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CD 61
Árias de Verdi (vol. 2 de 3) (1 CD)
Giuseppe Verdi (1813-1901)

01. Otello – Mi Parea…Mia Madre Aveva Una Povera Ancella
02. Otello – Piangea Cantando
03. Otello – Ave Maria Piena Di Grazie
04. Aroldo – Ciel, Ch’io Respir! …Salvami, Salvami Tu, Gran Dio!
05. Aroldo – O Cielo! Dove Son Io
06. Don Carlos – Non Pianger, Mia Compagna
07. Don Carlos – O Don Fatale

Maria Callas, soprano
Orquestra do Conservatório de Paris
Nicola Rescigno, regente
Paris, dezembro de 1963 e fevereiro de 1964

CD 62
Árias de Rossini & Donizetti (1 CD)

Gioachino Rossini (1792-1868)
01. La Cenerentola – Nacqui All’ Affanno…Non Più Mesta
02. Guglielmo Tell – S’Allontanano Alfine…Selva Opaca
03. Semiramide – Bel Raggio Lusinghier
Gaetano Donizetti (1797-1848)
04. La Figlia Del Reggimento – Convien Partir
Gioachino Rossini (1792-1868)
05. Lucrezia Borgia – Tranquillo Ei Posa…Com’e Bello
06. Sigismondo – Prendi, Prendi_ Per Me Sei Libero

Maria Callas, soprano
Orquestra do Conservatório de Paris
Nicola Rescigno, regente
Paris, abril de 1964

CDs 63-64
Georges Bizet (1838–1875)
Carmen (2 CDs)

CD 63
01. Prelude
02. Sur La Place (1º Ato)
03. Avec La Garde Montante
04. C’est Bien La, N’Est-Ce Pas
05. La Cloche A Sonné…Dans L’Air, Nous Suivons Des Yeux La Fumee – Bizet, Georges
06. L’Amour Est Un Oiseau Rebelle
07. Carmen! Sur Tes Pas, Nous Nous Pressons Tous!
08. Quels Regards! Quelle Effronterie!
09. Parle-Moi De Ma Mere!
10. Reste La, Maintenant, Pendant Que Je Lirai
11. Que Se Passe-T-Il Donc La-Bas? …Au Secours! Au Secours!
12. Mon Officier, C’Etait Une Querelle
13. Pres Des Remparts De Seville
14. Voici L’Ordre_ Partez
15. Entr’ Acte
16. Les Tringles Des Sistres Tintaient (2º Ato)
17. Messieurs, Pastia Me Dit
18. Vivat! Vivat Le Torero!
19. Votre Toast, Je Peux Vous Le Rendre
20. La Belle, Un Mot
21. Eh Bien! Vite, Quelles Nouvelles? Nous Avons En Tête Une Affaire

CD 64
01. Mais Qui Donc Attends-Tu?
02. Halte La!
03. Enfin, C’est Toi! …Tout Doux, Monsieur, Tout Doux
04. La Fleur Que Tu M’Avais Jetee…Non, Tu M’Aimes Pas
05. Hola Carmen! Hola! Hola!
06. Entr’ Acte
07. Ecoute, Ecoute, Compagnon, Ecoute (3º Ato)
08. Reposons-Nous Une Heure Ici, Mes Camarades
09. Melons! Coupons!
10. Eh Bien?
11. Quant Au Douanier, C’est Notre Affaire
12. C’est Des Contrebandiers Le Refuge Ordinaire…Je Dis Que Rien Ne M’Epouvante
13. Je Ne Me Trompe Pas…C’est Lui Sur Ce Rocher
14. Quelques Lignes Plus Bas…Hola, Hola! Jose
15. Entr’ Acte
16. A Deux Cuartos! A Deux Cuartos! (4º Ato)
17. Les Voici! Voici La Quadrille!
18. C’est Toi! …Carmen, Il Est Temps Encore…Viva! Viva! La Course Est Belle!

Maria Callas, “mezzo soprano”
Nicolai Gedda
Robert Massard
Orquestra da Ópera de Paris
Georges Prêtre, regente
Paris, abril de 1964

Só para os gulosos!
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE PQPShare – 365Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 65-70 de 70: Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), Carl Maria Von Weber (1786-1826), Gioachino Rossini (1792-1868), Gaetano Donizetti (1797-1848), Vincenzo Bellini (1801-1835), Giuseppe Verdi (1813-1901) e Giacomo Puccini (1858-1924) (NOVOS LINKS)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Não, não é uma postagem natalina, na acepção da palavra…

Bisnaga, num rompante de momento-ovelha-negra-da-família resolveu por bem que melhor seria acabar com a angústia de quem esperava completar a coleção EMI da Maria Callas do que colocar algo mais natalino: corais, crianças e tal…

E assim finalmente o ciclo se completa: esta é a última das sete terças-feiras que viraram dez por causa das restrições rapidsharianas. Vamos então logo com os últimos 6 CDs da esfuziante diva, Maria Callas. Acredito que este já seja, de minha parte, um bom presente de Natal a todos vocês, fãs da Divina.

Ah, e ela não poderia ir-se de nós sem interpretar a Tosca de Puccini! Que coisa!

Depois, mais um compêndio de árias do mestre Verdi e dois álbuns chamados “Raridades EMI”, com gravações muito pouco ou até então nunca difundidas, guardadas no estoque da gravadora como um bom vinho do Porto deixando para ser apurado com a passagem dos anos…

O 70º álbum é meio uma picaretagem pra dar um número redondo: trata-se de um volume sem música, com os dados e libretos das óperas interpretadas nessa série. Fiz ainda um arquivo pequeno com os encartes pra vocês.

E assim, melancolicamente e num dia de Natal, finda-se a epopeia de Maria Callas aqui no P.Q.P.Bach, que nos mostrou toda a versatilidade e dramaticidade dessa estupenda cantora.

Ouça! Se perdeu alguma postagem, veja lá embaixo que deixamos os links das anteriores! Está bom demais da conta! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Palhinha: Maria Callas canta Vissi d’arte, de Tosca, de Puccini (faixa 09 do CD 66):

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CDs 65-66
Giacomo Puccini (1858-1924)
Tosca (2 CDs)

CD 65
01. Ah! Finalmente! (1º Ato)
02. Dammi I Colori…Recondita Armonia
03. Gente La Dentro!
04. Mario! Mario! Mario!
05. Ah, Quegli Occhi…Quale Occhio Al Mondo Puo Star Di Paro
06. E Buona La Mia Tosca
07. Un Tal Baccano In Chiesa!
08. Or Tutto e Chiaro…Tosca? Che Non Mi Veda…Mario! Mario!
09. Ed Io Venivo A Lui Tutta Dogliosa
10. Tre Sbirri, Una Carrozza

CD 66
01. Tosca e Un Buon Falco! (2º Ato)
02. Ha Più Forte
03. Meno Male!
04. Dov’e Dunque Angelotti?
05. Ed Ora Fra Noi Parliam Da Buoni Amici…Sciarrone, Che Dice Il Cavalier?
06. Orsú, Tosca, Parlate
07. Nel Pozzo…Nel Giardino
08. Se La Giurata Fede Debbo Tradir
09. Vissi d’Arte
10. Vedi, Le Man Giunte Io Stendo A Te!
11. E Qual Via Scegliete?
12. Io De’ Sospiri (3º Ato)
13. Mario Cavaradossi? A Voi
14. E Lucevan Le Stelle
15. Ah! Franchigia A Floria Tosca
16. O Dolci Mani Mansuete E Pure
17. E Non Giungono
18. Com’e Lunga L’Attesa!
19. Presto! Su, Mario! Mario! Su! Presto! Andiam!

Maria Callas, soprano
Carlo Bergonzi, tenor
Tito Gobbi, baixo
Orquestra do Conservatório de Paris e
Orquestra da Ópera de Paris
Georges Prêtre, regente
Paris, dezembro de 1964

CD 67
Árias de Verdi (vol. 3 de 3) (1 CD)
Giuseppe Verdi (1813-1901)

01. I Lombardi alla prima Crociata – O Madre, Dal Cielo Soccorri
02. Attila – Liberamente Or Piangi…Oh! Nel Fuggente Nuvolo
03. Il Corsaro – Egli Non Riede Ancor…Non So Le Tetre Immagini
04. Il Corsaro – Ne Sulla Terra…Vola Talor Dal Carcere…Verrò…Ah Conforto e Sol La Speme
05. Il Trovatore – Tacea La Notte Placida…Di Tale Amor
06. I Vespri siciliani – Arrigo! Ah, Parli A Un Core
07. Un Ballo in maschera – Ecco L’Orrido Campo…Ma Dell’ Arido Stelo Divulsa
08. Un Ballo in maschera – Morro, Ma Prima In Grazia
09. Ainda – Ritorna Vincitor!

Maria Callas, soprano
Orquestra do Conservatório de Paris e
Orquestra da Ópera de Paris
Nicola Rescigno, regente
Paris, gravado de 1964 a 1969

CDs 68-69
Raridades EMI (2 CDs)

CD 68
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)
01. Don Giovanni – Non Mi Dir
02. Don Giovanni – Non Mi Dir
Giuseppe Verdi (1813-1901)
03. Macbeth – Una Macchia e Qui Tuttora
Gioachino Rossini (1792-1868)
04. Semiramide – Bel Raggio Lusinghier
Giuseppe Verdi (1813-1901)
05. Ivespri siciliani – Arrigo! Ah Parli A Un Core
Gaetano Donizetti (1797-1848)
06. Lucrezia Borgia – Tranquillo Ei Posa…Com’e Bello
Gioachino Rossini (1792-1868)
07. Guglielmo Tell – S’Allontanano Alfine…Selva Opaca
08. Semiramide – Bel Raggio Lusinghier
Vincenzo Bellini (1801-1835)
09. Il Pirata – Sorgete…Lo Sognai Ferito, Esangue

CD 69
Giuseppe Verdi (1813-1901)
1. Don Carlo – O Don Fatale
Gioachino Rossini (1792-1868)
02. La Cenerentola – Nacqui All’ Affanno…Non Più Mesta4
Carl Maria Von Weber (1786-1826)
03. Oberon – Ocean! Thou Mighty Monster
Giuseppe Verdi (1813-1901)
04. Aida – Pur Ti Riveggo, Mia Dolce Aida
05. I lombardi alla prima crociata – Te, Vergin Santa
06. Il trovatore – Vanne…d’Amour Sull Ali Rosee
07. I Vespri Siciliani – Arrigo! Ah, Parli A Un Core
08. Attila – Liberamente Or Piangi!
09. I lombardi alla prima crociata – Te, Vergin Santa

Maria Callas, soprano
Várias Orquestras e regentes

CD 70
CD-ROM com Libretos e galeria de fotos de Maria Callas (=1 CD)

Só para os gulosos!
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE PQPShare – 449Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO DO CÃO…


Essas narigudas têm mesmo um charme especial, não?

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Aaron Copland (1900-1990) – Concerto For Clarinet, Leonard Bernstein (1918-1990) – Prelude, Fugue & Riffs, Morton Gould (1913-1996) – Derivations For Clarinet And Band, Artie Shaw (1910-2004) – Concerto For Clarinet, George Gershwin (1898-1937) – Summertime, They all Laughed, The Man I Love, I Got Rythm – Sharon Kam, LSO, Gregor Bühl

411Lrl-pL3LNeste quarto cd da coleção, Sharon Kam mostra seu talento e versatilidade em um repertório exclusivo de compositores norte-americanos do século XX. Uma belezura, nem precisaria dizer mais.
Começando com o belo Concerto for Clarinet & String Orchestra, de Aaron Copland e terminando com arranjos de canções de Gershwin para o clarinete, Kam nos deixa encantados com sua versatilidade, sensibilidade e delicadeza nas passagens mais delicadas, como o primeiro movimento da obra de Copland, e ainda nos brinda com toda a sua técnica e maestria em todo o cd. Uma musicista completa, sem dúvida alguma.

01 – Aaron Copland – Concerto For Clarinet and String Orchestra, with Harp and Piano
02 – Leonard Berstein – Prelude
03 – Leonard Berstein – Fugue
04 – Leonard Berstein – Riffs
05 – Morton Gould – Derivations For Clarinet And Band – Warm-Up
06 – Morton Gould – Derivations For Clarinet And Band – Contrapontual Blues
07 – Morton Gould – Derivations For Clarinet And Band – Rag
08 – Morton Gould – Derivations For Clarinet And Band – Ride-Out
09 – Artie Shaw – Concerto For Clarinet
10 – George Gershwin – Summertime (arr. Gregor Bühl)
11 – George Gershwin – They All Laughed (arr. John Cameron)
12 – George Gershwin – The Man I Love (arr. John Cameron)
13 – George Gershwin – I Got Rythm (arr. John Cameron)

Sharon Kam – Clarinet
London Symphony Orchestra
Gregor Bühl – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Missa de Nossa Senhora da Conceição & Credo em si bemol: Pe. José Maurício Nunes Garcia (1767-1830) – Acervo PQPBach

Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 (CPM 106) & Credo em si bemol (CPM 129)

O Kyrie da missa é tripartido. Na primeira parte, Kyrie eleison, já temos o José Maurício bastante característico. Uma escrita vocal homofônica, em contraposição à escrita da orquestra bastante refinada e com riqueza de timbres, variando sobre um tema que se repete e se transforma. Como movimento intermediário, um extenso e impressionante fugato no Christe eleison. É um momento que realmente se consolida como uma sofisticação da mesma forma já utilizada nas duas missa anteriores. É um fugato com stretto e pedal que prepara a volta do Kyrie, apresentado como uma volta simplificada à primeira parte, seguida de uma pequena coda que finaliza o movimento.

No Gloria in excelsis, a introdução da orquestra é brilhante e festiva, sendo a mais extensa presente em obra sua até então. O coro em uníssono, remete a uma figura temática que será usada sobre mesmo texto na Missa pastoril de 1811, abrindo a escrita do coro a quatro vozes quando na repetição da palavra Gloria, e intercalado com intervenções do tenor solista. O Et in terra pax, em andamento mais lento, caracteriza-se pelos diálogos entre as madeiras e pela utilização dos cantores solistas, ligando-se diretamente a uma repetição do Gloria anterior, porém sem a introdução orquestral, que se encaminha para a coda final.

O Laudamus te é uma ária para soprano em dois movimentos: Andante e Allegro. É uma das árias mais sofisticadas que José Maurício escreveu. Ainda distante da extrema virtuosidade do mesmo trecho na Missa de Santa Cecília, de 1826, a escrita vocal está muito mais próxima da utilizada no moteto para soprano solo e orquestra Te Christe solum novimus, de 1801. É rica em modulações e coloraturas, porém sem os extremos de extensão exigidas na de Santa Cecília.

O Gratias agimus tibi é bipartido. O movimento lento, sofisticado nos diálogos das madeiras com o restante da orquestra e coro, prepara o Allegretto do Propter magnam gloriam, que será caracterizado por uma escrita contrapontística que remete a uma forma de fugato bastante simplificado. Este recurso é utilizado pelo compositor em muitas de suas obras. Um exemplo pode ser encontrado na Missa de N. Sra. do Carmo, de 1818, no mesmo momento litúrgico.

O Domine Deus é um exemplo único de sexteto solista nestes moldes em sua produção, caracteriza-se pelo virtuosismo de forte influência operística. Numa escrita vocal que remete a de compositores como Perez e Jomelli, é a estréia de um modelo de escrita para conjuntos solistas que estará presente em suas obras mais significativas. Neste movimento podemos encontrar elementos melódicos que serão utilizados em obras posteriores, como no Te Deum, de 1811.

O Qui tollis é uma ária em dois movimentos para tenor e coro concertato. A primeira parte, Andante sostenuto em sol menor, é totalmente “modinheira” na sua escrita melódica e na ambientação. O tema apresentado pelos fagotes e depois repetido pelo tenor se assemelha ao tema que será usado na introdução do Dignare Domine do Te Deum de 1811. A segunda parte pode ser considerada uma cabaletta ao estilo das óperas belcantiscas de Jomelli e Marcos Portugal.

O Qui sedes é um dueto para tenor e contralto, que mais uma vez mostra as possibilidades técnicas dos cantores da Real Capela, principalmente dos castratti.

O Quoniam é uma grande ária para baixo, escrita provavelmente para o grande cantor João dos Reis Pereira, para o qual José Maurício escreverá ainda grandes solos, principalmente o Quoniam da Missa de Santa Cecília. É o primeiro grande solo de baixo escrito por José Maurício, com coloraturas de extrema dificuldade e uma escrita orquestral em que é bem evidente o já referido trabalho de orquestração operando entre violoncelos e fagotes. A idéia melódica dos violinos na segunda parte remete a uma mesma idéia melódica utilizada na Abertura Zemira, em mi bemol maior, mesmo tom da ária.

O Cum Sancto Spiritu é talvez um dos momentos mais surpreendentes e felizes da produção mauriciana. Uma introdução lenta precede a maior e mais bem acabada fuga escrita por José Maurício. Com 218 compassos de extensão, é a prova contundente da assimilação do estilo e da linguagem grandiloqüente da Real Capela. Esta fuga surpreende pelas várias seções e progressões harmônicas que se sucedem, sem diminuir o interesse. Após o pedal, o compositor se utiliza de uma de suas marcas registradas em outros momentos de finalização de obras com fugatos: a inserção de um tema de caráter popular, cantado em uníssono pelo coro, dialogado com a orquestra. A fuga final da Missa da Conceição faz com que caia por terra a idéia pejorativa de que estes fugatos, antes ditos mauricianos, seriam a forma de escrever fugas de alguém que não teve uma formação contrapontística adequada. Isto ocorre ao vermos que estas fugas não tiveram como modelos as centro européias, difundas por Bach e Handel e que influenciaram Mozart e Haydn, sendo vistas pelas escolas alemãs de musicologia (Musikwissenschaft), no início do séc. XX, como o modelo “correto” a ser seguido. Na realidade, este tipo de fuga era o mesmo utilizado pelos napolitanos Jomelli e Perez, que serviram de modelo para brasileiros e portugueses, representando uma visão mais moderna e iluminista da forma clássica de fuga, de acordo com a idéia da simplificação do discurso musical para atender a funcionalidade.

O Credo em Si bemol (C.P.M. 129), sem data, é uma obra bem menos pretensiosa do ponto de vista de extensão e dificuldades técnicas que a Missa da Conceição. Cada texto litúrgico é tratado dentro de uma forma musical bastante concisa. A orquestração é a mesma usada para a missa, o que dá mais brilho à obra.

O Credo in unum Deum é entoado em gregoriano. Segue o Patrem omnipotenten, com um tema em uníssono apresentado pela orquestra e depois pelo coro. Esta idéia permeia toda a obra, numa espécie de rondó, vindo a ser repetida em outros momentos, deste e dos outros movimentos.

O Et incarnatus est é um pequeno solo de soprano que prepara o Cruxifixus para vozes, flautas, fagotes e trompas somente – instrumentação esta bastante peculiar. Segue-se o Et ressurexit, vindo a finalizar o movimento com o Et vitam venturi numa espécie de alla breve, em que José Maurício utiliza novamente tema de cunho popular.

O Sanctus é dividido em quatro partes: uma pequena introdução, seguida por um breve fugato em Hosana in excelsis. O Benedictus para solistas segue a prática mauriciana de ser bastante breve, não ultrapassando os 15 compassos. Após o qual, repete-se o Hosana in excelsis.

O Agnus Dei utiliza a mesma idéia musical do início do Credo, o que dá um sentido de unidade à obra. Finaliza o movimento em grande tranqüilidade, com elementos melódicos nas cordas, que remetem às obras de sua primeira fase.

(Maestro Ricardo Bernardes, cuja excelente e completa análise desta obra está AQUI)

Palhinha: ouça 01 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 1. Kyrie

.

Missa de Nossa Senhora da Conceição e Credo
Pe. José Maurício Nunes Garcia (1767-1830, Rio de Janeiro, RJ)
01 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 1. Kyrie
02 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 2. Gloria
03 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 3. Laudamus
04 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 4. Gratias
05 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 5. Domine Deus
06 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 6. Qui Tollis
07 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 7. Qui Sedes
08 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 8. Quoniam
09 – Missa de Nossa Senhora da Conceição para 8 de dezembro de 1810 – 9. Cum Sancto Spiritu
10 – Credo em si bemol – 1. Credo
11 – Credo em si bemol – 2. Et Incarnatus
12 – Credo em si bemol – 3. Crucifixus
13 – Credo em si bemol – 4. Et Ressurrexit
14 – Credo em si bemol – 5. Cujus Regni
15 – Credo em si bemol – 6. Et Vitam Venturi
16 – Credo em si bemol – 7. Sanctus
17 – Credo em si bemol – 8. Hosanna
18 – Credo em si bemol – 9. Benedictus
19 – Credo em si bemol – 10. Hosanna
20 – Credo em si bemol – 11. Agnus Dei

Missa de Nossa Senhora da Conceição e Credo – 2008
Orquestra Sinfônica Brasileira da Cidade do Rio de Janeiro, maestro Roberto Minczuk
Coro Sinfônico do Rio de Janeiro, maestro Julio Moretzsohn

História, vida, discografia do Pe. José Maurício, AQUI

Partituras e outros que tais? Clique aqui

 


.
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 279,9 MB | HQ Scans 9,9 MB |

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 128,8 MB – 54,2 min
powered by iTunes 10.4.1

.

Boa audição.

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Dominica in Palmis – Office, Passion et Messe pour le Dimanche des Rameaux – Lobo de Mesquita (1746-1805) – Acervo PQPBach

Dominica in Palmis – Office, Passion et Messe pour le Dimanche des Rameaux

(Domingo de Ramos)

Dominica in palmis, 1782, dans sa beauté et singularité de sytle, est une pièce essentielle dans l’histoire de la musique classique brésilienne. Destinée à illustrer le déroulement des cérémonies et processions du dimanche des rameaux, cette oeuvre étonne par sa sincérité directe, sa profondeur et le sentiment jubilatoire qu’elle inspire. Le credo, pièce maîtresse de l’oeuvre, propose une cohérence exceptionnelle, jamais entendue et l’éclat harmonique et instrumental développé par le choeur à 4 voix mixtes et l’orchestre (cordes, cors et continuo). (http://www.lanuittransfiguree.com/pages/catalogue/cdr_lobo.htm)

José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita (Vila do Príncipe, 1746- Rio de Janeiro, 1805)
01. Dominica in Palmis (1782) – 1. Asperges me/Domine hyssopo
02. Dominica in Palmis (1782) – 2. Miserere
03. Dominica in Palmis (1782) – 3. Hosanna
04. Dominica in Palmis (1782) – 4. Collegerunt
05. Dominica in Palmis (1782) – 5. Et venient romani
06. Dominica in Palmis (1782) – 6. Sanctus, Benedictus
07. Dominica in Palmis (1782) – 7. Hosanna
08. Dominica in Palmis (1782) – 8. Pueri hebraerum I
09. Dominica in Palmis (1782) – 9. Pueri hebraerum II
10. Dominica in Palmis (1782) – 10. Gloria Laus
11. Dominica in Palmis (1782) – 11. Israel es tu Rex
12. Dominica in Palmis (1782) – 12. Cætus
13. Missa – 1. Introito: Domine ne longe
14. Missa – 2. Kyrie
15. Missa – 3. Credo
16. Missa – 4. Offertorium: Improperium
17. Missa – 5. Sanctus, Benedictus
18. Missa – 6. Hosanna
19. Missa – 7. Agnus Dei

Manoel Joaquim Moreira
20. Memento mei Deus
Anonyme
21. Motets

Dominica in Palmis – Office, Passion et Messe pour le Dimanche des Rameaux – 1999
Ensemble Musica Antiqua & Choeur Henri Duparc
Directeur: Jean-Paulo Salanne
Production: La Nuit Transfigurée


BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 200,8 MB | HQ Scans 10,8 MB |

BAIXE AQUI- DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 153,7 MB – 40,3 min
powered by iTunes 9.0

.

Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

 

 

 

 

 

.

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Manuscritos de Ernesto Nazareth (1863-1934) são reconhecidos como Patrimônio da Humanidade pela Unesco

GÊNIO!

Vai com alguns dias de atraso, mas essa notícia não poderia deixar de ser estampada aqui no PQPBach!

Ernesto Nazareth foi, para além de exímio pianista, um compositor responsável por peças que desafiam os amantes do piano pelo mundo afora. Sua dificuldade não está na velocidade, nas mãos cruzadas, etc. Ela está nos ritmos todos quebrados, entrecortados, influência clara da música de raiz africana disseminada, sincretizada e amalgamada no modo musical brasileiro, que Nazareth lia como poucos. Não à toa, suas obras são objeto de estudo para pianistas do mundo todo. Agora seus manuscritos, estudados e preservados por Luiz Antonio de Almeida – e digitalizados todos pelo Instituto Moreira Sales, disponíveis para consulta e download (cujo link disponibilizamos aqui) – são reconhecidos como Patrimônio da Humanidade!
Dá-lhe Ernesto Nazareth!!
Os manuscritos de Ernesto Nazareth agora são patrimônio cultural da humanidade, integrando a categoria Memória do Mundo, da Unesco, à qual pertencem documentos raros e de grande importância, como a Bíblia de Gutenberg, a Nona Sinfonia de Beethoven, as partituras de Brahms e os textos filosóficos de Rousseau, além de outros manuscritos, negativos de filmes e registros discográficos históricos, totalizando 300 itens essenciais da produção cultural do mundo.

Os manuscritos já estão disponíveis em alta resolução no site da Biblioteca Nacional Digital. Além deles, o site Nazareth 150 anos, desenvolvido pelo Instituto Moreira Salles (IMS), traz a esperada pesquisa biográfica desenvolvida pelo especialista Luiz Antonio de Almeida, que passou 38 anos estudando a vida de Nazareth. Nos anos 1980, ele se aproximou de dois parentes do músico, tornando-se herdeiro do seu acervo, aos cuidados do IMS desde 2005.
O instituto promoveu uma ampla programação no ano passado para comemorar os 150 anos de nascimento de Ernesto Nazareth e realiza, na quinta-feira, no Rio, o evento Ernesto Nazareth 150+ 1, que inclui uma roda de choro nos jardins do IMS. O encontro musical faz uso de peças do repertório das 120 primeiras composições já catalogadas em seu site e disponíveis em dois volumes para download (o compositor deixou mais de 200 músicas).
Outra novidade disponível a partir de quinta, no site do IMS, é a hemeroteca com 100 recortes de textos jornalísticos publicados até 1943, que inclui material da coleção particular do compositor, mantida pelo instituto, e a hemeroteca digital da Biblioteca Nacional. Entre os textos raros está uma reportagem sobre sua passagem pelo Teatro Municipal de São Paulo, em 1926, apresentado pelo escritor e também músico Mario de Andrade, um dos idealizadores da Semana de Arte Moderna. O site do IMs também publica agora o segundo volume das adaptações em formato de melodia e cifra de mais de 60 peças musicais de Nazareth.
Ernesto Nazareth foi um dos mais originais compositores brasileiros, nascido em 1863, no Rio. Filho de um despachante aduaneiro e de uma pianista amadora, começou a aprender música com a mãe, aos três anos. Após sua morte, o pai o proibiu de tocar, mas, escondido dele, continuou seus estudos e compôs sua primeira música aos 14 anos, a polca-lundu Você Bem Sabe. Foi em 1909 que Nazareth compôs seu maior sucesso, Odeon, cujo título faz referência ao cinema no qual Nazareth ganhava a vida acompanhando os filmes mudos lá exibidos. Ele morreu em 1934, afogado na represa próxima à Colônia Juliano Moreira, para tratamento de doentes mentais. (reportagem d’O Estado de São Paulo).

Ah, quer ver as partituras dele e de outros brasileiros? Clique aqui

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Missa C-dur KV 317 ‘Kronungsmesse’, Vesperae solennes de confessore KV 339, Litaniae Laurentanae KV 109

Para uma quinta-feira, enquanto estou atualizando algumas informações e serenando da refrega da semana, decidi postar um CD de muita relevância espiritual. Traz três belas e enlevantes obras de Mozart, esse gênio construtor de catedrais sublimes. Temos aqui o KV 317, KV 339 e KV 109. Adoro estas obras. Acredito que elas façam parte desse momento de minha existência, que anda tão imerso em necessidades sacralizantes. Tudo isso faz um bem enorme para a nossa interioridade. Não uma espiritualidade dogmática, baseada em “chavões” gastos e bolorentos, mas algo belo, suave, crivado de uma tristeza solene e uma apoteose estética. Peças como estas de Mozart são importantes para nos humanizar. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – 

Missa C-dur KV 317 ‘Kronungsmesse’

01.  I. Kyrie
02. II. Gloria
03. III. Credo
04. IV. Sanctus
05. V. Benedictus
06. VI. Agnus Dei

Vesperae solennes de confessore KV 339
07. I. Dixit
08. II. Confitebor
09. III. Beatus vir
10. IV. Laudate pueri
11. V. Laudate Dominum
12. VI. Magnificat

Litaniae Laurentanae KV 109
13. Litaniae Laurentanae KV 109

Collegium Aureum
Tölzer Knabenchor, regente
Rolf Reinhardt, regente (KV 109)


BAIXAR AQUI

null

Mozart. Gênio. Isso basta!

Carlinus

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Carl Maria von Weber (1786-1826) – Clarinet Concerto, n°1, op. 73, Clarinet Concerto n°2, op. 74, Gran Duo Concertante in E Flat major, op. 48 – Sharom Kam, Gewandhausorchester, Masur, Golan

411Lrl-pL3LContinuo a trazer o talento e a beleza de Sharon Kam e seu clarinete. Neste terceiro cd temos obras de Carl Maria von Weber, importante compositor do período do clacissismo alemão, autor de obras muito interessantes e belas, como algumas óperas e estes seus concertos para clarinete.
Kam está muito bem acompanhada neste cd pela maravilhosa Gewandhausorchester Leipzig, uma das mais antigas e importantes orquestras européias, e o regente é o lendário Kurt Masur. Uma belezura de cd, em outras palavras. Espero que apreciem.

1 Klarinettenkonzert No.1 in f-moll op. 73 (J 114) – 1. Allegro
2 Klarinettenkonzert No.1 in f-moll op. 73 (J 114) – 2. Adagio ma non troppo
3 Klarinettenkonzert No.1 in f-moll op. 73 (J 114) – 3. Rondo_ Allegretto
4 Klarinettenkonzert No.2 in Es-Dur op. 74 (J 118) – 1. Allegro
5 Klarinettenkonzert No.2 in Es-Dur op. 74 (J 118) – 2. Romanza_ Andante
6 Klarinettenkonzert No.2 in Es-Dur op. 74 (J 118) – 3. Alla Polacca
7 Grand Duo concertant für Klavier und Klarinette op.48 (J 204) – 1. Allegro con fuoco
8 Grand Duo concertant für Klavier und Klarinette op.48 (J 204) – 2. Andante con moto
9 Grand Duo concertant für Klavier und Klarinette op.48 (J 204) – 3. Rondo: Allegro

Sharon Kam – Clarinet
Itamar Golan – Piano
Gewandhausorchester Leipzig
Kut Masur – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Clarinet Concerto n°1, in A major, K. 622 – Franz Krommer – Clarinet Concerto, in F flat major, op. 36 – Sharom Kam, Württembergisches Kammerorchester Heillbronn – Jörg Faerber

411Lrl-pL3LEsse é o segundo cd da coleção da clarinetista Sharon Kam. Aqui temos a obra prima mozartiana, o Concerto para Clarinete K. 622, última obra composta pelo gênio de Salzsburg. A outra obra é de um contemporâneo de Mozart, Franz Krommer. Mas a jóia da coroa mesmo aqui é o concerto de Mozart.
Gosto do timbre do clarinete de Sharon Kam, ele é suave, não agride os ouvidos, e o considero o ideal para essa obra de Mozart. A suavidade e delicadeza da melodia encaixa perfeitamente, tudo é correto, nada falta ou sobra. Música ideal para relaxar num final de tarde, depois de um dia cansativo. Músicos do porte de Karl Leister, talvez o maior clarinetista do século XX, ou mais recentemente Sabine Meyer, também realizaram gravações fundamentais dessa obra, e não temo em colocar estas três gravações no mesmo nível.
Mesmo sendo até então desconhecida por mim, assim como seu regente, a Württembergisches Kammerorchester Heillbronn faz um acompanhamento um tanto quando discreto, mas isso não a descredencia, talvez seja uma questão de escolha do maestro e até mesmo da solista. Um bom exemplo disso é o magnífico adagio mozartiano,  tão suave e delicado que parece muitas vezes que flutuamos entre nuvens. Mas, enfim, encontrar o equilíbrio entre solista e orquestra é o grande segredo de todas as interpretações, e neste cd Kam encontra em Faerber um parceiro à altura de seu talento.

1 W.A. Mozart – Clarinet Concerto in A major K. 622 – 1. Allegro
2 Adagio
3 Rondo_ Allegro
F.V. Krommer – Clarinet Concerto in E flat major op. 36 – 1. Allegro
2 Adagio
3 Rondo – Allegro moderato

Sharom Kam – Clarinet
Württembergisches Kammerorchester Heillbronn
Jörg Faerber – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Andrew Lloyd Webber (1948):
Jesus Christ Superstar (uma Paixão contemporânea?) – link revalidado

Jesus Christ Superstar 1974 - capaHoje, 14.03.2014, estreia em São Paulo a segunda montagem brasileira desta chamada ‘rock opera’ – passados 45 anos de sua composição, 43 da estreia mundial, 42 da primeira montagem brasileira, e 40 da gravação apresentada aqui, regida por André Previn, como trilha de filme dirigido por Norman Jewison.

Achei um bom momento para revalidar o link desta postagem feita originalmente em 21.04.2011 – acrescentando um vídeo sobre a atual montagem brasileira (cujo protagonista – segredo aqui entre nós! – é parente de um membro da nossa equipe). SEGUE O TEXTO ORIGINAL DA POSTAGEM:

.  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .
Eu devia ter 17 anos e viajei a São Paulo especialmente para ouver a São Mateus no Teatro São Pedro (tudo em família…)

Ainda não tinha o menor preparo para avaliar a regência do Eleazar de Carvalho – só lembro que achei atroz a pronúncia do alemão do evangelista estadunidense que ele havia trazido. E que na volta do intervalo meu vizinho de cadeira, um senhor português pelo menos 40 anos mais velho, puxou papo e, me tratando de “o senhor”, acabou perguntando se eu já havia visto Jesus Christ Superstar, que havia entrado há pouco nos cinemas, quatro anos depois de estrear no palcos de Londres rotulada como ópera em rock.

Devo ter feito uma espécie de cara de nojo, pois meu vizinho se apressou em dizer que também tinha ido ver com muita resistência, mas havia sido conquistado e saído do cinema encantado. O resultado foi que, de volta a Curitiba, fui quase que envergonhadamente ao Cine Condor – e saí também eu debaixo de uma espécie de sortilégio que me levou ao cinema mais quatro vezes em duas semanas.

Achei tão bom assim? Não, o ponto não era “ser bom” – o que também não quer dizer que achei ruim! Acho que primeiro de tudo foi uma experiência estética – musical e cênica – diferente de tudo o que eu já tinha ouvisto. Segundo, era uma maneira totalmente diferente – uma maneira minha contemporânea – de se relacionar com o material mítico cristão, de que quase cada minuto da minha formação havia sido impregnada.

É evidente que hoje percebo que o material temático é bastante limitado para 1 h 36 min de música – o que pode ser visto tanto como insuficiência quanto como virtude -, e que ao lado de trechos onde a linguagem blues-rock soa forte e autêntica há alguns de um “popismo” quase constrangedor… Seja como for, confesso que, no mínimo pelo papel que desempenhou em minha própria descoberta do mundo, não consigo deixar de ter estima pela obra.

E aqui me apresso a esclarecer que não empreguei o adjetivo “contemporâneo”, no título da postagem, como sinônimo de “experimental” com referência à linguagem musical – sentido em que Paixão segundo São Lucas de Penderecki, do ano anterior, seria muito mais legitimamente “uma Paixão contemporânea”.

No entanto Penderecki coloca em uma nova linguagem musical apenas palavras e sentimentos ortodoxamente católicos, que poderiam ter sido sentidos de modo idêntico mil anos antes, enquanto que o libreto de Tim Rice tenta se aproximar do material mítico cristão de uma forma questionadora, embora não sem uma tentativa de compreensão compassiva – ou seja: de uma forma tensa, complexa, de certa forma comparável à que Saramago apresentará depois no seu Evangelho segundo Jesus Cristo – e é nisso que eu vejo sua contemporaneidade – no meu ver ainda não esgotada neste 42.º ano da obra.

Pra terminar quero contar por quê não escolhi a gravação da versão de palco original de Londres, feita em 1970, e sim esta regida por André Previn, que é a trilha do filme de Norman Jewison lançado em 1974: foi sobretudo pra não abrir mão do timbre e da força interpretativa inesquecíveis com que Carl Anderson abre a obra, em seu papel de Judas –

… o que na época gerou polêmicas de todos os lados: conservadores atacavam a obra como demoníaca por apresentar um Judas tão atraente e razoável, militantes a taxavam de racista por atribuir o papel de Judas a um negro (mesmo não sendo o único no elenco). E confesso a vocês que o fato de incomodar pra todos os lados tende a ser visto por mim como uma virtude artística em si.

Mas agora é com vocês, aí vai!

Andrew Lloyd Webber (1948): JESUS CHRIST SUPERSTAR (1969)
Versão regida por André Previn em 1973-74
para a versão filmada por Norman Jewison

(mais informações no arquivo)
DISC 1:
01. Overture
02. Heaven On Their Minds
03. What’s The Buzz
04. Strange Thing Mystifying
05. Then We Are Decided
06. Everything’s Alright
07. This Jesus Must Die
08. Hosanna
09. Simon Zealotes
10. Poor Jerusalem
11. Pilate’s Dream
12. The Temple
13. I Don’t Know How To Love Him
14. Damned For All Time / Blood Money

DISC 2:
01. The Last Supper
02. Gethsemane (I Only Wanted To Say)
03. The Arrest
04. Peter’s Denial
05. Pilate And Christ
06. King Herod’s Song
07. Could We Start Again, Please?
08. Judas’ Death
09. Trial Before Pilate
10. Superstar
11. The Crucifixion
12. John Nineteen: Forty-One

. . . . . . . BAIXE AQUI – download here

ENQUANTO BAIXA, ASSISTA O MAKING-OF DA ATUAL MONTAGEM BRASILEIRA. Contém observações sobre a música que me surpreenderam!

Ranulfus
Publicado originalmente em 21.04.2011

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Antonio Carlos Gomes (1836-1896): Seleção das óperas Fosca e Lo Schiavo [Acervo PQPBach]

AH, ÓPERA!

CD do acervo do musicólogo Prof. Dr. Paulo Castagna. É mais um daqueles que não tem preço!!!

Sempre que posto alguma coisa dele, que acabo revisando as postagens sobre ele, dá aquele apertinho no coração de ver como esse nosso compositor é, talvez, (como afirma nosso internauta Jam, da África do Sul), “o mais negligenciado compositor de óperas da história”. Suas composições eram, realmente, acima da média. O desabafo de Lauro Gomes, contido no encarte, não deixa de ser verdade:

Carlos Gomes é o maior compositor de óperas das Américas. Foi o único a fazer sucesso e a brilhar intensamente no maior centro operístico do mundo: Milão. Foi julgado pelos mais importantes críticos, compositores e músicos da sua época. Jamais foi considerado um “selvagem” no meio operístico e sim um inovador, cuja obra é impregnada de originalidade e, por mais estranho que possa parecer a alguns, cheia de brasilidade. Ele sempre buscou inspiração no nosso folclore. Foi o pioneiro em nosso país neste sentido ao usar em sua brasileiríssima obra pianística, repleta de modinhas, polcas, valsas e quadrilhas, a famosa congada “cayumba”. Na canção, suas modinhas são inesquecíveis. É claro que tudo isso se refletiria em sua obra no exterior. Os que tentam denegrir sua arte, infelizmente na sua grande maioria, brasileiros, o fazem por puro preconceito e inveja. Nunca se deram ao trabalho de analisar suas obras como fizeram seus colegas contemporâneos. Esquecem da admiração de músicos do porte de um Mascagni, de Gounod, Verdi, Ponchielli e Liszt, entre outros, pelas óperas do mestre brasileiro. Esquecem da força com que ele cantou “Eu fui no tororó beber água, não achei” num dos momentos culminantes de “O Guarani”, o célebre dueto “Sento una forza indomita”, que encerra o 1º ato da ópera e que também aparece com os dois temas entrelaçados quase ao final da esplêndida protofonia. Quando compunha “O Escravo”, Carlos Gomes passeava pelo centro do Rio de Janeiro, anotando os pregões dos vendedores ambulantes, e andava pelas alamedas arborizadas ouvindo o canto dos nossos pássaros, para usar em sua nova ópera. Um dia encontrei-me, nos corredores da nossa Rádio MEC, com Guerra Peixe e perguntei-lhe: “Mestre, qual é o maior compositor brasileiro?” E ele, sem pestanejar, respondeu: “Carlos Gomes”.

Nosso maior regente de óperas, Santiago Guerra, que conduziu mais de oitenta por cento das obras levadas à cena no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, no período áureo daquela casa de espetáculos, e que conhece praticamente todo o repertório operístico, me disse que Carlos Gomes tinha só um grande defeito: “ser brasileiro”. Se ele fosse norte-americano, a conversa seria outra e sua obra seria conhecida mundialmente.
(texto de Lauro Machado Gomes, extraído do encarte)

E temos aqui gravações antigas, remasterizadas e melhoradas, com nomes que são sumidades no canto lírico, como a divina Idda Micolis ou o poderoso Lourival Braga. Supimpa!

Ouça! Ouça! Deleite-se!

Antonio Carlos Gomes (1836-1896)
Seleção das óperas Fosca e Lo Schiavo

Fosca
01. D’Amore Le Ebbrezz
02. Cara Cittá Natia
03. Soli, Del Mondo Immemori
04. Quale Orribilie Peccato
05. A Qual Sorte Serbata Son Io
06. Orfana E Sola
07. Ah! Se Tu Sei Fra Gli Angeli
Lo Schiavo
08. El Partirá
09. T’Apressa Nula A Temer
10. Conservi Ognor Fedele
11. Quando Nasceti Tu
12. Sob O Céu Do Paraíba
13. Fragile Cor Di Donna
14. Come Serenamente

Paulo Fortes, barítono (faixa 01)
Leda Coelho de Freitas, soprano (faixas 02, 04 e 06)
Armando Assis Pacheco, tenor (faixas 02, 03 e 07)
Aracy Bellas-Campos, soprano (faixas 03, 05 e 06)
Idda Micolis, soprano (faixas 08, 10, 12 e 14)
Alfredo Colosimo, tenor (faixas 09, 10 e 11)
Lourival Braga, barítono (faixas 09 e 13)
Orquestra sinfônica da Rádio do MEC
Nino Stinco, regente
Rio de Janeiro, 1962

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQPShare – MP3 encartes em 5.0Mpixel (212Mb)
PQPShare – FLAC encartes em 5.0Mpixel (365Mb)

 

Partituras e outros que tais? Clique aqui

…Mas comente… Não me deixe apenas com o silêncio…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Domingos de Farias Machado (Sto. Amaro da Purificação, 1819 – Salvador, 1872): Novena de Nossa Senhora da Purificação (Acervo PQPBach)

Novena de Nossa Senhora da Purificação
Coral Santa Cecília & Músicos convidados
2º Tenor solista: Caetano Veloso

Padre Jerônimo Pinto Nogueira – Santo Amaro – BA 1789-id. 1854, compositor, regente e flautista, foi o responsável pelo ensino de música nas escolas de Santo Amaro, por volta de 1820. Em 1830, aproveitando o seu prestígio como pároco da cidade, pediu que cada família colocasse, pelo menos, dois filhos para estudarem música. Com esta iniciativa, formou vários músicos.

Um deles, o mais importante, foi o autor da Novena, Domingos de Farias Machado. Domingos nasceu em Santo Amaro – BA em 1819 e faleceu em Salvador no dia 4/7/1872.

Além de excelente aluno do Pe. Jerônimo, Domingos diplomou-se em Farmácia. Foi proprietário e redator-chefe do jornal O Patriota. Escreveu “A Crise Financeira”, sátira política. Publicou em 1858 ‘Impressões Religiosas’ e em 1859 ‘Harpa do Trovador’. Compôs um Memento em 1854 para os funerais do seu Mestre Pe. Jerônimo..Autor do “Canto de Guerra do Voluntário Baiano” (1866) e do poema sinfônico “A Tomada de Vileta”, composto para festejar uma vitória brasileira na guerra do Paraguai.

Domingos de Farias Machado é o autor da Novena de Nossa Senhora da Purificação de Santo Amaro na Bahia.

Estas informações estão contidas na Enciclopédia da Música Brasileira Erudita, Folclórica e Popular.

Segundo o Professor Édio Souza “…não se tem dele notícia biográfica completa. Tornou-se Domingos de Farias Machado um personagem quase lendário, cuja obra mais conhecida é a Novena, executada todos os anos nas festas de fevereiro em Santo Amaro.”

Nelson Varon Cadena escreveu no jornal A Tarde de 4/11/81: “A notícia mais velha que se tem dele é de 1847 como jornalista ao fundar um novo órgão de imprensa intitulado ‘O Rabeco’, onde se percebe a sua afinidade com a música. É como jornalista panfletário a sua maior fama”.

Gustavo Viana em artigo de 7/3/1945 em A Tarde escreveu: ‘Domingos de Farias Machado, exímio musicista patrício, foi excelente compositor, poeta, jornalista, dramaturgo, uma inteligência verdadeiramente privilegiada’.

É o que temos sobre o autor.

(Roberto Sant’Ana, extraido do encarte.)

Domingos de Farias Machado (Sto. Amaro da Purificação, BA, 1819 – Salvador, 1872)
Novena de Nossa Senhora da Purificação
01. Purgatione
02. Christus Ejus
03. Veni Sancte Spiritus
04. Ave Maria
05. 1ª Jaculatória (solista: Fernando Portari)
06. Ladainha/Pater et Spiritus
07. Sancta Maria (solista: Fernando Portari)
08. Ramos
09. Consolatrix (solista: Fernando Portari)
10. Regina
11. Agnus Dei
12. Tota Pulchra (solista: Luiz A. Vilas Boas)
13. 2ª Jaculatória (solista: Caetano Veloso)
14. 3ª Jaculatória (solista: Luiz A. Vilas Boas)
15. 4ª Jaculatória (solista: Luciano Fiúza)
16. Tantum Ergo
17. Hino

Novena de Nossa Senhora da Purificação – 1997
Coral Santa Cecília & Músicos convidados
Regente: Pino Onnis
2º Tenor solista: Caetano Veloso


BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 208,6 MB | HQ Scans 5,8 MB |

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 90,5 + 5,8 MB – 35 min
powered by iTunes 11.1.5

.

Mais outro CD do acervo do musicólogo Prof. Paulo Castagna. Não tem preço !!!

 

 

 

 

 

 

 

.

Boa audição.

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

Altino Pimenta (1921-2003): Projeto Uirapuru [Acervo PQPBach]

MÚSICA DA AMAZÔNIA!

Fonogramas entusiasticamente cedidos por Raphael Soares. Não têm preço!

Altino Pimenta Nasceu em Belém do Pará a 3 de janeiro de 1921, realizando os estudos básicos de Piano e Música com Mário e Beatriz Neves em sua terra natal. Jovem, ainda, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde estudou Harmonia e Composição com Iberê Lemos e aperfeiçoou-se em piano com Magdalena Tagliaferro, Herminia Roubaud e Maria do Carmo Ney.
Posteriormente, em Belo Horizonte, desenvolveu estudos de Musicologia com Ernest Schurmann e George Kulmann. Em 1943, foi distinguido com uma bolsa de estudos em Londres, prejudicada pela 2ª Guerra Mundial. Convidado pelo Governo do Amapá, iniciou sua trajetória de educador musical, fundando o Conservatório Amapaense de Música. Em Minas Gerais, onde teve destacada atuação, empenhou-se, também, por vários anos, em atividades de educação musical, visando ao desenvolvimento cultural da região do Vale do Aço, incluindo Monlevade, Acesita e Usiminas.
Em 1973, a convite da Universidade Federal do Pará, assumiu a direção do Serviço de Atividades Musicais, hoje, Escola de Música, colocando em prática, por cerca de 10 anos, dinâmica administração, que resultou na reativação do meio musical, criação dos Encontros de Arte e na formação de uma nova geração de instrumentistas. Em 1989, recebeu título especial como Professor de Cursos de Graduação em Música, pela Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais, homologado pela UFPA.
Dedicando-se, ultimamente, à composição, suas obras têm sido apresentadas com marcantes êxitos em Minas, Rio de Janeiro e outros Estados, já tendo sido gravadas em disco na série “Os Originais” da UFPA. Em 1992, foi convidado pela Escola Superior de Música de Stuttgart para realizar palestras sobre música brasileira e concertos de suas obras, participando, também, a convite da Universidade de Ulm, do concerto comemorativo ao V Centenário da Descoberta da América, naquela cidade da Alemanha. Naquela ocasião, realizou, em Paris, palestras para professores e estudantes da École Normal de Musique, sobre o desenvolvimento da cultura musical brasileira. Em 1995, a convite do College of Music da Loyola University de New Orleans, apresentou suas obras em dois concertos naquela cidade americana. Repercutindo seu trabalho nos Estados Unidos, foi convidado pelo Consulado Geral do Brasil em New York e pelo The Brazilian Connection Club para realização, em setembro de 1996, de concerto e palestra sobre música brasileira na New York University, e em outubro de 1997 apresentou-se em Washington, no The Brazilian American Cultural Institute. Em 1998, realizou concertos na Universidade de Missouri, apresentando-se, também, na Webster University de Saint Louis, tendo como intérpretes a cantora norte americana JoElla Todd e o oboísta, professor Dan Willett. Na ocasião, Altino Pimenta foi convidado pela Universidade de Missouri a gravar, com os mesmos intérpretes, um CD, o que se concretizou no ano de 2000. O referido CD será divulgado entre as universidades americanas como exemplo de música brasileira. Sob os auspícios da Luzo Brazilian Students Association, um concerto de suas obras no Rogers Whitmore Recital Hall, com a participação de vários musicistas brasileiros, abriu as comemorações dos 500 anos da Descoberta do Brasil, ocasião em que o autor também proferiu um Master Class, no Fine Arts.
Este CD, lançado pela Secretaria de Cultura do Governo do Pará, tem a participação do próprio autor e de importantes intérpretes brasileiros, como a pianista Gabriella Affonso e o tenor Marcos Aguiar, com quem Altino Pimenta tem-se apresentado em New York e várias outras cidades dos Estados Unidos. Ao longo de sua carreira, Altino Pimenta tem recebido condecorações e honrarias, destacando-se a Palma Universitária da UFPA; os títulos de Honra ao Mérito da Câmara Municipal e da Assembléia Legislativa do Pará e as Medalhas “Francisco Caldeira Castelo Branco” e “Mérito Grão Pará”, as mais altas condecorações do Município de Belém e do Governo do Estado.
(texto extraído do encarte)

Ouça! Ouça! Deleite-se!

Altino Pimenta (1921-2003)
Projeto Uirapuru, o Canto da Amazônia

01. Romancello
02. Toada da canoa
03. A Bela e a Fera
04. Soneto à lua (poema: Bruno de Menezes)
05. A Uma gaivota (poema: João de Jesus Paes Loureiro)
06. Suíte amazônica nº2, I. Preludio e Toada
07. Suíte amazônica nº2, II. Acalanto para o Saci
08. Suíte amazônica nº2, III. Arrasta-pé
09. O uirapuru e o violão (vocalize)
10. Súplica (letra: Milton Camargo)
11. Canção do perdão (texto: Izadora Avertano Rocha)
12. Canto para Astor Piazzolla
13. Para Celson
14. Olympia
15. Noturno do igarapé n°3
16. Lundu marajoara
17. Estilhaços (texto: Acyr Castro)
18. Dúvida (texto: Acyr Castro)
19. Contigo (texto: Gustavo J. de Souza)
20. Panema (texto: José Wilson Malheiros)
21. Ecos selvagens (texto: Antônio Tavernard)
22. Estrela
23. Balada para o grande rio

Altino Pimenta, piano(faixas 01 a 05, 09 a 23)
Gabriella Affonso, piano (faixas 06 a 08)
Marcos Aguiar, tenor (faixas 01 a 05)
Carmen Monarcha, soprano (faixas 09 a 12)
Celson gomes, violino (faixas 13 a 15)
Dione Colares, soprano (faixas 16 a 22)
Belém, Pará, 2000

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQPShare – MP3  (168Mb)
PQPShare – FLAC  (308Mb)

Partituras e outros que tais? Clique aqui

…Mas comente… Não me deixe apenas com o silêncio…

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!