Béla Bartók (1881-1945): Pierre Boulez conducts Bartók – CD 4 de 8

Link revalidado por PQP, o qual simplesmente não admite que estas gravações fiquem fora de nosso blog.

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Voltei a trabalhar depois de 15 dias de férias, e confesso que ainda estou me adaptando. O corpo da gente se recusa a fazer certas coisas depois de tantos dias de ócio. E o interessante é que os planos que eu tinha feito para as férias, como terminar de ler alguns livros, parados sobre a estante, ouvir alguns cds ainda não ouvidos, começar a fazer a catalogação de meu acervo de mp3, nada disso consegui fazer. Na verdade, até terminei de ler um dos livros, e avancei bastante em outro, mas os cds ainda estão aguardando. Ah, consegui recuperar o HD que havia “perdido”, e está tudo lá, sem perda nenhuma. Comecei bem o ano.

Mais um discaço da série da DG “Boulez conducts Bartók” . O fantástico Concerto para Dois pianos, percussão e Orquestra com certeza é o grande momento desse CD. Trata-se de uma obra extremamente original, e que tem dois grandes solistas ao piano, Tamara Stefanovich e o eterno fiel escudeiro de Boulez, Pierre-Laurent Aimard.
Tenho certeza de que os senhores irão apreciar.

Bela Bartók – Boulez Conducts Bartók – CD 4-8 – Concerto for two pianos, Percussion and Orchestra, Concerto for violin and Orchestra 1, Concerto for viola and Orchestra

01 – Concerto for two pianos, Percussion and Orchestra – 1 Assai Lento
02 – Concerto for two pianos, Percussion and Orchestra – 2 Lento Ma Non Troppo
03 – Concerto for two pianos, Percussion and Orchestra – 3 Allegro Ma Non Troppo
04 – Concerto for violin and Orchestra 1 – 1 Andante Sostenuto
05 – Concerto for violin and Orchestra 1 – 2 Allegro giocoso
06 – Concerto for viola and Orchestra – 1 Moderato
07 – Concerto for viola and Orchestra – 2 Adagio Religioso
08 – Concerto for viola and Orchestra – 3 Allegro vivace

Tamara Stefanovich – Piano I
Pierre-Laurent Aimard – Piano II
Nigel Thomas – Percussion I
Neil Percy – Percussion II
London Symphony Orchestra
Pierre Boulez – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Béla Bartók
Béla Bartók

FDPBach

15 comments / Add your comment below

  1. Vale lembrar que o Concerto para dois pianos, percussão e orquestra é uma transcrição, até certo ponto bastante tímida, da Sonata para dois pianos e percussão, uma das grandes obras-primas de Bartók.

  2. Sabe, eu tenho bastante dificuldade em ouvir Bartok. Não sei porque. Tenho que ouvir com bastante concentração para conseguir captar algumas coisas. Isso aconteceu também quando comecei a ouvir Britten. Mas com britten depois eu me adaptei e hoje ouço e me delicio. Vou fazer mais uma experiência hoje. Depois conto o que achei.

  3. Ah pessoal do PQB Bach! Tesão demais o site! melhor do Brazil com certeza!

    gostaria de dar uma opinião, na esperança de contribuir para a melhoria:

    Por que não postar os discos em formato Lossless (flac, ape,alac ou qualquer outro). Mp3 ja é uma tecnologia ultrapassada.
    e olha que esse comentário não tem nada ver com aquela falcatrua de “audiofilo” e “high fi” nada.

    abraços

  4. Tio Barnabé, o principal motivo pelo qual eu, FDPBach, não posto em ape, flac, etc, é a baixíssima qualidade da internet que tanto eu quanto milhares de nossos leitores-ouvintes temos em casa. Um exemplo: para subir este arquivo do Bartók para o Megaupload, lembrando que ele foi ripado a 320 kbp/s, demoro em média hora e meia. Se fosse em flac, ou ape, a demora seria no mínimo três vezes maior. Ou seja, dentro da realidade que 90% da população brasileira, que nem internet tem, quanto mais um pacote de 10 m/s da GVT, por exemplo, teremos de seguir utilizando o padrão mp3. Existem milhares de blogs especializados que oferecem aqueles formatos, sugiro sempre o avaxhome. E não é por opção que tenho uma internet vagabunda, é por falta de opção mesmo. Segundo a OI, tenho mais é de agradecer aos céus o fato de conseguir adsl onde moro.
    Para teres uma idéia, muita gente ainda usa o acesso discado. Como bem sabes, os arquivos naquele formato ficam bem maiores do que o formato mp3. Além disso, muita gente não têm paciência para ficar convertendo os arquivos, nem pretende gravá-los em formato cd. E nem sabem como fazê-lo.

  5. Sò para completar, a situação é tão absurda que no centro da minha cidade a GVT, e creio que também a própria OI, oferecem velocidades de 30 m/s. Meu plano é de 1 m/s, e como bem deves saber, a velocidade real é de 10%, ou seja, 100 kbp/s para download e ridículos 30 kbp/s para upload. Já imaginou subir uma Paixão segundo Matheus, por exemplo, com três cds, ripado em ape, ficaria um monstro de 900 mb, pelo menos. ou seja, numa conta simples, eu demoraria no mínimo 7 horas para subir o arquivo, no mínimo, contando que não ocorram oscilações na velocidade, ou que a conexão não caia.

  6. Barnabé, formatos lossless só fazem sentido dentro daquilo que você chama de “falcatrua de ‘audiófilo’ e ‘hi-fi'”. A qualidade de som é justamente a única vantagem deles!

  7. São raros os que possuem EQUIPAMENTOS bons o suficiente que possam notar a diferença de qualidade entre um arquivo .mpe 320 kbps e um .ape, .flac.

    São raros os que possuem OUVIDOS bons o suficiente que possam notar a diferença de qualidade entre um arquivo .mpe 320 kbps e um .ape, .flac, alac.

  8. Voltando ao que realmente interessa, gostaria de dizer que o Boulez é um cretino e que ele tem O PODER meus caros(etenda cretino por eu ser fã e achar o cara muito bom), é um dos meus preferidos, junto o o Karajan, e o Von Clidows. Se alguém tiver algum material a mais com o Boulez na direção me avisem por favor!!!

  9. Enoque, estou postando os 8 cds da coleção em que ele rege Bartók, o Carlinus postou 5 cds dele tocando Debussy, ainda aguardam na fila a caixa do Stravinsky.. tá bom ou precisa de mais? Dependendo da minha vontade, ainda virá o novissimo cd dele tocando Szimanovsky, lançado no final do ano, talvez algum Mahler seu.. será que nós do PQP também somos fãs do cara?

  10. esse cd de Szymanowski sob a leitura de Boulez é excelente!

    a minha impressão é que Boulez consegue ser conciso sem perder a qualidade lírica (diferente de Haitink em várias de suas leituras, que é conciso e pouco lírico/expressivo).

  11. Pessoal do PQP!
    primeiramente eu queria agradecer por vocês existirem e nos proporcionar toda essa vasta discografia dos grandes compositores.
    Não estou conseguindo fazer o download deste CD… tem como alguém conferir o link pra ter a certeza que está tudo certo?
    Muito obrigado e parabéns ao site incrível.
    forte abraço

Deixe uma resposta