Béla Bartók (1881-1945): Pierre Boulez conducts Bartók – CD 5 de 8

UM DOS MELHORES CDs DESTA SÉRIE IM-PER-DÍ-VEL !!!

Link revalidado por PQP, o qual simplesmente não admite que estas gravações fiquem fora de nosso blog.

O quinto cd da coleção “Boulez Conducts Bartók” traz o genial segundo concerto para violino, um de meus favoritos. E o solista Gil Shaham, para variar, dá um show, esbanjando virtuosismo. Eis um cd muito bom para ser apreciado num final de tarde chuvoso e abafado como o de hoje aqui em minha cidade, lendo um bom livro. Ou apenas apreciando a qualidade da música e da sua interpretação. Já ouvi diversos intérpretes deste concerto, e Shaham consegue se destacar, com certeza. Um detalhe: infelizmente tenho de concordar com alguns comentaristas da amazon: o problema desta gravação é o Boulez. Não sei explicar que acontece. Em alguns momentos aparenta um desânimo desconcertante.. será que é impressão minha e não consigo, ou não consegui captar o que o francês desejava? A Chicago Symphony é uma excepcional orquestra, e supre estes “lapsos” com certo desasossego, eu diria, parece que os músicos estão meio incomodados. Como consigo captar isso? Sei lá… às vezes, quando o violino entra pulsante, cheio de vida, a resposta da orquestra no começo é meio tímida, mas depois meio que pega no tranco.

Por favor, gostaria de saber a opinião dos senhores. Será que esta impressão é só minha?

As duas rapsódias para violino e orquestra novamente destacam a paixão de Bartók pelo folclore de seu país. E o violino está sempre em primeiro plano, flanando, livre, sem preocupações, virtuosístico sempre, afinal de contas temos aqui música húngara. E nenhum instrumento expressa melhor a cultura húngara do que o violino.

Bela Bartók – Boulez Conducts Bartók (Cd 5 de 8) Concerto for Violin and Orchestra,  Rhapsody for Violin and Orchestra no 1 and Rhapsody for Violin and Orchestra no.2

01 – Concerto for Violin and Orchestra no.2 Sz112 – 1. Allegro non troppo
02 – 2. Andante tranquillo
03 – 3. Allegro molto
04 – Rhapsody for Violin and Orchestra – 1. Lassú. Moderato
05 – 2. Friss. Allegretto moderato
06 – Rhapsody for Violin and Orchestra no.2 Sz90 – 1. Lassú. Moderato
07 – 2. Friss. Allegro moderato

Gil Shaham – Violin
Chicago Symphony Orchestra
Pierre Boulez – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Bela Bartók
Bela Bartók

FDP Bach

0 comments / Add your comment below

  1. Acho que concordo com o FDP. Não é só nesse cd. Estive ouvindo outras peças dos outros cds e é possível ouvir um bartok mais adocicado. Parece que boulez tira um pouco do vigor nos assentos, amolda um pouco as brusquidões, marcas tão em nossos ouvidos de bartok. É um modo diferente de interpretar, penso. Não é mal, mas há horas que a gente sente falta de mais pancada. Acho que o boulez é bem mais à vontade em Debussy. Por isso é que os cantables ficam muito bem feitos. Penso que a frieza não é uma coisa adequada para bartok. É preciso ser vigoroso acima de tudo.

  2. Um baita CD! O concerto de Bartok é uma obra-prima, ao lado dos concertos de Sibelius, Shostakovich n1 e Alban Berg, é um dos maiores concertos para violino do século XX. O Boulez é mais cerebral que agressivo, e Bartok é muito agressivo. Para o meu gosto, ficou muito bom, sem falar nos solos do Shaham. Vale a pena conferir a gravação da Anne-Sophie Mutter. Valeu!

  3. As duas caixas do Boulez que vocês estão disponibilizando são maravilhosas. Muito obrigado.
    Gostaria de dar duas sugestões:
    1-Coloquem os cds mais rápido, a espera é angustiante.
    2-Existe uma caixa, desta série, Boulez conducts Stravinsky, se vocês possuirem, coloquem no PQP.

  4. Helio, agradeço as sugestões, uma delas logo irá se concretizar, ou seja, a caixa do Stravinsky, mas com relação às postagens tens de entender que somos trabalhadores, labutamos diariamente, e que o nosso tempo é pequeno para uma dedicação maior ao blog. Alguns de nós ainda estudam, ou seja, podes imaginar a dificuldade. Eu particularmente, só consigo postar no final de semana, pois com a correria da semana muitas vezes torna-se difícil até mesmo ler os comentários, então imagina postar alguma coisa. E tenho certeza que com os outros colegas do blog acontece o mesmo.

Deixe uma resposta