Cussy de Almeida (1936 -2010), Clóvis Pereira (1932), César Guerra-Peixe (1914-1993), Waldemar de Almeida (1904-1975), Luiz Gonzaga (1912-1989) e Humberto Teixeira (1915-1979) – Orquestra Armorial (1994) [link atualizado 2017]

ORQ aRMORIALMUITO BOM !!!

Pra quem se lembra do CD com a Grande Missa Armorial de Capiba [calma, calma que o Bisnaga está preparando a repostagem da missa, que sai no domingo – UPDATE: já saiu faz tempo], aqui vai outro CD lançado pela Orquestra Armorial revival em 1994, sob regência de Cussy de Almeida.
Disco obrigatório para compreender melhor o movimento armorial e sua proposta musical.

Sivuca (1897-1986)

Orquestra Sinfônica da Paraíba & Sivuca (1999)

Cussy de Almeida (1936 -2010)
1. Aboio
Clóvis Pereira (1932)
2. Cantiga
Luiz Gonzaga (1912-1989) e Humberto Teixeira (1915-1979)
3. Asa Branca – Arr. Cussy de Almeida
César Guerra-Peixe (1914-1993) e Clóvis Pereira (1932)
4. Mourão
Cussy de Almeida (1936 -2010)
5. Kyrie, da Missa Nordestina
6. Gloria, da Missa Nordestina
7. Reino da Pedra Verde
Waldemar de Almeida (1904-1975)
8. Dança de índios
César Guerra-Peixe (1914-1993)
9. Galope, no estilo de cantoria
Cussy de Almeida (1936 -2010)
10. Cipó branco de Macaparana
César Guerra-Peixe (1914-1993)
11. Velame
Cussy de Almeida (1936 -2010)
12. Cirandância
César Guerra-Peixe (1914-1993)
13. Terno de pífanos
Capiba (1904 -1997)
14. Suíte sem lei nem rei – I. Chamada (moderato)
15. Suíte sem lei nem rei – II. Aboio (Largo)
16. Suíte sem lei nem rei – III. Galope esporeado (Allegro)

(Solistas não identificados no Kyrie e no Gloria)
Orquestra e Coro Armorial
Cussy de Almeida, regente

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Já viu nossos mais de 100 endereços para baixar partituras? Clique aqui

CVL
Repostado/recauchutado por Bisnaga

20 comments / Add your comment below

  1. Realmente, tenho sido egoista ao não comentar os “posts” do P.Q.P.Bach! valeu a “chamada”!
    Aprecio muito TODOS os discos, pois o bom gosto e a qualidade são inquestionáveis. E tenho um gosto musical diversificado, que prima pela qualidade do que ouço.
    Vocês fazem um contribuição infinitamente grande para meu prazer de ouvir música, e por isso estou mais uma vez agradecendo.
    Gostaria que todos os internautas passassem por aqui para receberem as verdadeiras aulas que nos proporcionam.

  2. Realmente estão de MUITO parabéns. Isso é um incrível achado.

    Agora… nesse arquivo, da Orquestra Armorial (1994) a última música está corrompida ou não posso extraí-la do arquivo compactado. É possível corrigirem?

    Mantenham esse ótimo trabalho! Precisam de algo?

    Grande abraço!

  3. Importante resgatar esse Movimento Armorial… mas acho que o melhor deles foi DE LONGE o primeiro disco do Quinteto Armorial. Por sua coerência não tão colcha-de-retalhos e pela qualidade invariavelmente altíssima da execução (o que não é o caso da orquestra) avalia o trabalho do Quinteto como muito mais… “clássico”, digamos assim.

    Fico me perguntando se foi transformado em CD. Se não foi, entra no meu projeto de cópias de vinil que em janeiro espero finalmente poder começar a implementar (e cuja estrela mais importante, avalio, será o primoroso disco ‘Bach na Viola Brasileira’, um projeto de Ascendino Theodoro Nogueira e Geraldo Ribeiro realizado em 1971).

    1. Esse CD aí é de um revival da Orq. Arm. na década de 90, quando Cussy assumira pela segunda a direção do Conservatório Pernambucano de Música. A OA original, da década de 70, tem cinco LPs gravados. O primeiro deles tão antológico quanto o primeiro do Quinteto Armorial. Só não o posto porque a gravação é muito ruim.

  4. Desculpem-me, ainda estou tentando voltar minha mandíbula pro lugar e meus olhos para as órbitas, por isso estou meio desorientado. Acabei de descobrir o blog (é até indigno usar essa palavra para um site de tamanha solenidade).

    Enfim, sendo mais objetivo, eu estava visitando os posts do Anel dos Nibelungos e queria aproveitar para pedir a opinião de vcs (PQP, FDP ou sei lá quem que manja de Wagner…). Estou muito motivado a comprar um box de DVDs com o ciclo completo do Anel. Após pesquisar bastante, acabei me decidindo pela gravação do MET, direção de James Levine

    http://www.amazon.com/Wagner-Nibelungen-Levine-Metropolitan-Complete/dp/B00006L9ZT/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=dvd&qid=1261276566&sr=8-1

    Que acha(m)? Queria uma versão tradicional antes de me aventurar pelas mais modernas (na verdade sou um ouvinte totalmente leigo de ópera, mas um long-time fanático por mitologia, fantasia, heavy metal e música erudita). Outra dúvida que não sei se saberia ajudar, o fato de ser região 1 seria um problema para passar nos DVDs daqui do Brasil? Eu nem tenho um aparelho de DVD ainda mas estou obcecado por adquirir esse box logo, está MUITO barato (74 dólares por 7 DVDs!!!)…

    No mais, muito prazer, ainda voltarei muitas vezes nesse site. Pena não ter tanto tempo nem espaço no HD para apreciar tudo que vcs oferecem de bom.

    Aguardo opiniões e sugestões
    Obrigado e abraço
    Renato M. Passos, 26a, médico em SP
    sengirr@ig.com.br

  5. Renato, aprecio Wagner, mas não sou nenhum especialista. O que podsso te recomendar com relação à Wagner é a versão do Pierre Boulez, mais conceituada que a do Levine, que é muito criticada pelos especialistas wagnerianos. A seu favor, digamos, esta versão do Levine foi lançada no Brasil, claro que o preço será consideravelmente maior, mas pelo menos você não vai pagar as taxas absurdas de importação e impostos (encarece em quase 60% o valor final).
    Não sei o preço dela na amazon, mas sugiro tomares cuidado com relação à um detalhe: este preço vai aumentar consideravelmente devido às taxas de importação e impostos.
    Outra sugestão que posso lhe dar é procurares a comunidade Richard Wagner Brasil no Orkut. Ali você vai ter uma enxurrada de possibilidades de download de todas as óperas de Wagner. Além disso, tem gente altamente especializada no assunto que pode te orientar melhor.

  6. Não se trata de uma solicitação, pois sei do “humor” da equipe quanto a isso. Mas, acaba sendo, pois a faixa 14 (14. Suíte Sem lei nem rei (Capiba)- I. Chamada (moderato)- II. Aboio (Largo) e III. Galope esporeado (Allegro) estão corrompidas. Gostaria de completar a obra. Seria possível!
    mais uma vez, grato por tudo.

  7. FDP, estou a esperar a aprovação na comunidade de orkut para pesquisar melhor, mas pelo que vi o Anel do Chereau/Boulez é ambientado num cenário moderno (França do séc XIX!) e não tradicional, como é previsto nas notas originais! Continuo tendencioso ao Levine…

  8. Parabens por tudo isso que vejo. Isso é a melhor coisa que se pode fazer pela música de qualidade que todos gostariam de ouvir e não consegue porque não conhecia até então. Eu sou um fã do movimento armorial, cheguei a comprar pela internet mais de 16 lps desses compositores, que mandaram pra mim de Recife, O eixo principal desse movimento. Pra mim todos esses discos deveriam fazer parte do patrimonio universal da musica brasileira e deveriam serem relançados todos em cd e colocado em todo mercado nacional pela importancia e uma das melhores qualidade da musica instrumental brasileira, incluido dentro da música classica, feito dificil de se ver.
    Moro em São José do Rio Preto/SP e vou divulgar o site de você pra quem quer ouvir a melhor música desse planeta.
    Grande abraço a todos.,
    Weldon.

  9. This is again a very nice insight in new music (to me)!
    The last track is corrupt. Could you maybe fix it. Capiba’s Suite seems very
    nice….
    Thanks
    Jan

    1. Hello, Jan.
      The Brazilian Northeast produces a very interesting music that uses many influences from the popular music.
      Enjoy!

      A big Brazilian hug for you.

  10. Dear Bisnaga
    Thanks for the trouble!! It was absolutely worth it, the suite is just gorgeous and
    malkes my tired bones dancing…what a nice swing!!
    Big hug from South Africa!

  11. Achei essa postagem sensacional, estava em busca de obras de música clássica brasileira e me deparo com o monumento musical que são esses compositores, o que mais me agradou é a presença de temas do Nordeste, minha região, que eu considero fantásticos e com uma ritmicidade única, que é a junção de temas africanos, com europeus e indígenas, entre outras influências.

    Estou imensamente grato pela disposição de vocês de nos disponibilizarem estes monumentos artísticos tão ricos.

  12. Gente que ótimo site vcs tem aqui!! realmente o melhor lugar pra se procurar uma musica de qualidade.muito obrigado e que o Eterno continue abençoando a todos os envolvidos nesse processo. um abraço a todos.

  13. CVL, ótimo post. Gostaria apenas de, se você me permitir, fazer uma ou outra correção. As faixas 11. Velame e 13 Terno de pífanos não são de Guerra-Peixe, mas de Clóvis Pereira. Velame era inédita até esse disco. Depois Clóvis Pereira revisaria a peça e a rebatizaria como “O Prinspo Alumioso”. Abraços.

  14. Afinal, conseguiram identificar os solistas? Achei curioso que os três arquivos da Suíte sem Lei nem Rei têm uma lista de solistas vocais, embora ela seja instrumental. Então, não sei se os solistas vocais indicados são os que cantam na Missa do mesmo CD ou não. Podem esclarecer por favor?!?!?

Deixe uma resposta