Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Piano Concertos nºs 3 & 4 – Maria João Pires, SRDO, Harding

frontMaria João Pires já se estabeleceu como um dos grandes nomes do instrumento deste novo século. Tenho acompanhado de perto sua carreira, desde que adquiri pela primeira vez um cd dela. Tratavam-se dos Impromptus schubertianos, um cd chamado “Le Voyage Magnifique”, o nome já diz tudo, que assim que possível lhes trago.
Mas a portuguesa completou 70 anos de idade, imaginem. Nem aparenta, talvez devido ao cabelo curto, que dizem remoçar as pessoas. Ou então à incrível energia que se consegue extrair de seu piano. É incrível. Um fenômeno, eu diria, se não fosse a idade. Na verdade, trata-se de talento nato, que foi esculpido no correr dos anos pela experiência. Era uma das pianistas favoritas de Claudio Abbado.
Mas Claudio Abbado se foi, infelizmente, mas a vida continua, e Maria João segue em frente com sua carreira impecável. Então neste ano de 2014 juntou-se ao jovem Daniel Harting para gravar Beethoven, seus concertos de nº 3 e de nº 4. Apenas.
Tenho certeza de que os senhores estarão em boas mãos, afinal de contas é Beethoven, ora pois, nas mãos de uma das maiores pianistas da atualidade.

01. Piano Concerto no.3 in C minor op.37 – I. Allegro con brio
02. Piano Concerto no.3 in C minor op.37 – II. Largo
03. Piano Concerto no.3 in C minor op.37 – III. Rondo Allegro
04. Piano Concerto no.4 in G major op.58 – I. Allegro moderato
05. Piano Concerto no.4 in G major op.58 – II. Andante con moto
06. Piano Concerto no.4 in G major op.58 – III. Rondo Vivace

Maria João Pires – Piano
Swedish Radio Symphony Orchestra
Daniel Harting – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

4 comments / Add your comment below

  1. Há uma série de anos atrás Maria João Pires mandou à merda Portugal, e deixou o Centro Cultural de Belgais que ela fundou, certamente zangada com os políticos e a falta de apoios. Na altura disse-se que foi viver para a Baía. Eu compreendo-a!

  2. Vejam só – as publicações neste blog são TANTAS, que eu nem vi quando você publicou isto, colega FDP Bach. Ou talvez não tenha me chamado a atenção, porque em alguns casos interpretações de Maria João Pires haviam me soado maneiristas, algo artificiais.

    Aí o leitor/ouvinte Rui, de Portugal, recomendou este disco em comentário à minha postagem dos mesmos concertos de Beethoven com Paul Lewis, e fui ouvir uma amostra no YouTube. Para minha surpresa, achei PERFEITO, de uma simplicidade sofisticada e ao mesmo tempo sincera comparável à la leitura de Guiomar Novaes destes mesmos concertos.

    Foi aí que descobri que já tínhamos esta preciosidade aqui desde dezembro! Valeuzaço, colega!! Muitíssimo obrigado mesmo!

Deixe uma resposta