Antonio Carlos Gomes (1836-1896), Giuseppe Verdi (1813-1901), Charles Gounod (1818-1893) e Giacomo Puccini (1858-1924) [Acervo PQPQBach] [link atualizado 2017]

ES-TU-PEN-DO !!!

(postado originalmente em 15 de novembro de 2012)

P.Q.P.Bach, SEIS anos, com Carlos Gomes na pauta. Acredito que vocês, nossos ilustríssimos usuários/ouvintes, apreciarão.

Já vos aviso que este CD é um de meus prediletos! Guardei-o para uma ocasião especial e, como posto às quintas e o aniversário do P.Q.P.Bach foi cair justo nesse dia da semana, ei-lo aqui.

Para começar, o que mais um violista (mesmo que frustrado, como eu), amante das cordas e das óperas, poderia achar de um CD de compositores operísticos que se arriscaram nas peças de câmara? É simplesmente maravilhoso!

E aqui temos os corajosos e belíssimos trabalhos para grupos de cordas compostos pelo nosso conterrâneo Carlos Gomes e contemporâneos seus: Verdi, Gounod e Puccini, que se aventuraram nessa área, com a qual não tinham muita experiência, e se saíram muito, mas muito bem.

O Quarteto em Mi Menor, de Verdi, é passional, romântico, como não poderia deixar de sê-lo vindo de um compositor italiano: uma joia. O Quarteto em Lá Menor, de Gounod é tenso, visceral, problemático: parece que ele quer resolver algo e não consegue, resultando em uma música instigante e que prende inevitavelmente nossa atenção e nosso interesse. Já a Crisantemi, de Puccini, é obra mais sencilha, melancólica e sofrida, há muito sentimento em suas notas bem escritas. Cativante.

O ponto alto, não querendo ser bairrista, mas inexoravelmente o sendo, é a Sonata em Ré, a conhecida Burrico de Pau, de Carlos Gomes (quem é da região de Campinas vira e mexe ouve seu primeiro movimento quando aparece a propaganda do “Concertos EPTV”: repare). Essa é uma obra de gênio, sinceramente: jovial, vibrante (e Carlos Gomes já estava doente) e, pelo que percebo, a de mais difícil execução de todo o álbum. Pizzicatos, estacatos, pulos da primeira para a quarta corda, percussão das costas dos arcos nas cordas… Muito difícil e, pra melhorar, muito bonita. O último movimento, que dá nome à sonata, foi composto quando Carlos Gomes viu a sobrinha brincando com um cavalinho de madeira. Ele estava em seu auge composístico, com as obras mais melódicas e mais refinadas de sua carreira.

Para melhorar ainda mais, esse conjunto de peças inspiradas é executado pelo Quarteto Bessler-Reis, nome por demais importante no cenário camerístico nacional. Os que possuem um ouvido mais apurado perceberão um errinho, uma pequena escorregadela aqui ou lá, mas não se poderá negar que a execução do Besser-Reis tem o que é mais essencial à música: paixão. A execução é vibrante, carregada: eles tocam com vontade, mesmo, não são meros executores; há muito sentimento e as músicas saem com as cores mais vivas que a paleta musical as poderia pintar.

Um baaaaita CD! Digno da comemoração dos SEIS anos de existência deste blog. Ouça, ouça! Faça seu dia, sua semana melhor!

Palhinha: o Quarteto Vox Brasiliensis (não achei vídeo com o Bessler-Reis) tocando o Burrico de Pau:

Quarteto Bessler-Reis
Carlos Gomes e seus Contemporâneos

Antonio Carlos Gomes (Campinas, SP, 1836 – Belém, PA, 1896)
01. Sonata em Ré “O Burrico de Pau”, I. Allegro animato
02. Sonata em Ré “O Burrico de Pau”, II. Allegro Scherzoso
03. Sonata em Ré “O Burrico de Pau”, III. Adagio lento e calmo
04. Sonata em Ré “O Burrico de Pau”, IV. (Vivace) O Burrico de Pau
Giuseppe Verdi (Roncole, Itália 1813 — Milão, Itália, 1901)
05. Quarteto em Mi menor, I. Allegro
06. Quarteto em Mi menor, II. Andantino
07. Quarteto em Mi menor, III. Prestissimo
08. Quarteto em Mi menor, IV. Scherzo-fuga (allegro assi; mosso)
Charles Gounod (Paris, França, 1818 – Saint-Cloud, França, 1893)
09. Quarteto nº3 em Lá menor, I. Allegro
10. Quarteto nº3 em Lá menor, II. Allegreto quasi moderato
11. Quarteto nº3 em Lá menor, III. Scherzo
12. Quarteto nº3 em Lá menor, IV. Final. Allegreto
Giacomo Puccini (Lucca, Itália, 1858 – Bruxelas, Bélgica, 1924)
13. Crisantemi

Quarteto Bessler-Reis
Rio de Janeiro, 1999


BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

MP3  (238Mb)
FLAC  (421Mb)

Partituras e outros que tais? Clique aqui

…Mas comente… Não me responda apenas com o vazio do silêncio…

Bisnaga

8 comments / Add your comment below

  1. Baixando agora!!! Parabéns aos 6 anos do PQP Bach! Essa postagem também não podia deixar de ser boa. Essas obras não são as mais ouvidas desses compositores, são praticamente “esquecidas”. Se se saíam tão bem nas óperas, na certa devem ter sido uma beleza também na música de câmara. Ou estou enganado? Que a música responda!

  2. PESSOAL, PARABÉNA PELOS SEIS ANOS, QUE SE TRANSFORMEM EM SEIS DÉCADAS….E, MUITO, MAS MUITO OBRIGADO MESMO PELO QUE FAZEM EM NOME DA AMIZADE MUSICAL…ABRAÇOS

  3. O que é que eu posso falar? Ante uma sumidade da música clássica que nos brinda com essas belezas, talvez o silêncio mudo da emoção, marejada, falasse mais alto, não em decibéis, mas buscando no nosso mais interior aquilo que de melhor temos para agradecer. E , deixar a emoção que molhe nossos olhos…..

  4. Prezado Bisnaga,
    Não está sendo possível baixar o disco. Aparece uma mensagem como limite de tempo esgotado, já que o contato com o blog, para baixar o arquivo, não se inicia.
    Obrigado pela atenção.
    Nilton

    1. Nilton, deve ser alguma instabilidade do servidor.
      Usar o PQPQShare nos dá uma segurança de não termos mais nossas contas limpas ou bloqueadas nas nuvens virtuais onde colocávamos os álbuns, mas como somos pequenos e temos um computador apenas escondido num apartamento de São Paulo, às vezes dá queda de energia ou do sinal da internet.
      Tente de novo. Deve dar certo.
      se continuar dando problema, me escreva novamente pra eu tentar entender melhor o que ocorre.

      Um abraço

  5. Muchas gracias por esta oportunidad de conocer mejor a António Carlos Gomes. Y felicitaciones por los 6 años de esta hermosa labor de difusión.

  6. hehehe

    Ya se fueron 8 años, Julio… Es un repostaje que hice para regalarlos con los archivos flac de esta hermosa obra de Carlos Gomes.
    Agradesco los cumplimentos y espero verte siempre aqui en PQPBach a prestigiar nuestros álbumes de música latinoamericana!
    Un abrazo

Deixe uma resposta