Alfred Deller: Portrait of a voice

Alfred Deller foi o dono de uma das belas vozes que já existiram. O extraordinário contra-tenor inglês foi, praticamente sozinho, o responsável pelo renascimento da música para contra-tenor no século XX . Também foi um pioneiro na popularização da prática da música antiga com instrumentos originais. Durante os primeiros anos de sua carreira, Deller concentrou-se sobre o barroco inglês, principalmente em Purcell (de quem foi o maior divulgador) e Dowland. Sua enorme erudição e musicalidade trouxeram-lhe muitos admiradores. Em 1950, Deller formou seu próprio conjunto vocal e instrumental, o Deller Consort. De 1955 a 1979, o grupo trouxe a música da Renascença e do Barroco a um novo público que simplesmente desconhecia aquele gênero. Durante este período, Deller e seu grupo fizeram mais de 50 gravações para a Harmonia Mundi. Graças a estas gravações, sua voz excepcionalmente expressiva ainda pode ser apreciada.

Alfred Deller, Solo Songs

Anon.: Twelfth night, V, 1
1 The Wind and the Rain (When that I was)

Thomas Morley: As you like it, V, 3
2 It was a lover and his lass

Thomas Morley: Twelfth night or what you will, II,3
3 O mistress mine

Anon.: Othello, IV, 3
4 Willow song

Anon.: Henry V, mentioned at IV, 4
5 Caleno custure me

Anon., 17th c.:
6 Miserere my Maker

Thomas Campion:
7 I care not for these ladies

John Bartlett:
8 Of all the birds

Philip Rosseter:
9 What then is love

John Blow:
10 The Self-banished

Jeremiah Clarke:
11 The glory of the Arcadian groves

John Dowland:
12 Fine knacks for ladies
13 Flow my tears

Henry Purcell
14 If music be the food of love (Z 379a)

Henry Purcell: The Comical History of Don Quixote (Z 578)
15 (Act V) From rosy bow’rs

Henry Purcell:
16 O Solitude (Z 406, 1685)

Alessandro Scarlatti/Giulio Caccini:
17 Pien d’amoroso affetto

Alessandro Scarlatti/Saracini:
18 Pallidetto qual viola

Giulio Caccini:
19 Amarilli mia bella

Alessandro Scarlatti:
20 Infirmata vulnerata

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Alfred Deller: grande voz e grande pioneiro!
Alfred Deller: grande voz e grande pioneiro!

CVL

23 comments / Add your comment below

  1. CD
    Alfed Deller, Solo Songs
    Anon.: Twelfth night, V, 1
    # The Wind and the Rain (When that I was)

    Thomas Morley: As you like it, V, 3
    # It was a lover and his lass

    Thomas Morley: Twelfth night or what you will, II,3
    # O mistress mine

    Anon.: Othello, IV, 3
    # Willow song

    Anon.: Henry V, mentioned at IV, 4
    # Caleno custure me

    Anon., 17th c.:
    # Miserere my Maker

    Thomas Campion:
    # I care not for these ladies

    John Bartlett:
    # Of all the birds

    Philip Rosseter:
    # What then is love

    John Blow:
    # The Self-banished

    Jeremiah Clarke:
    # The glory of the Arcadian groves

    John Dowland:
    # Fine knacks for ladies
    # Flow my tears

    Henry Purcell
    # If music be the food of love (Z 379a)

    Henry Purcell: The Comical History of Don Quixote (Z 578)
    # (Act V) From rosy bow’rs

    Henry Purcell:
    # O Solitude (Z 406, 1685)

    Alessandro Scarlatti/Giulio Caccini:
    # Pien d’amoroso affetto

    Alessandro Scarlatti/Saracini:
    # Pallidetto qual viola

    Giulio Caccini:
    # Amarilli mia bella

    Alessandro Scarlatti:
    # Infirmata vulnerata

    é isso será?

      1. E se for português, Fernando Lopes-Graça assim?

        Eu falaria André Mehmari, se ele já não deixasse as obras sinfônicas dele à disposição no site dele… Eu gosto muito, apesar de não gostar do trabalho dele no piano solo, tocando música popular. Você conhece?

        1. Confesso minha total ignorância sobre música clássica portuguesa. Conheço o Lopes-Graça e o Jorge Peixinho só de nome (pra falar a verdade, tenho um CD de obras do período clássico para cravo e cordas que nunca ouvi direito).

          Estive em Lisboa mês passado e esnobei tudo o que via à minha frente (as obras portuguesas, digo) em favor do Ligeti abaixo e outros mais conhecidos meus.

        2. De música portuguesa conheço bem o Joly Braga Santos, que é um Respighi-cum-Vaughan Williams muito curioso (e otimamente escrito, apesar de derivativo), e o Lopes-Graça, excelente compositor (ele se insere em uma linha “neo-clássica folclórica” bartókiana, tal qual o nosso Camargo Guarnieri).

          Tenho cá gravações de uma obra muito legal do Lopes-Graça que é sua Sinfonia, e de outra peça muito bonita que é a primeira “Suíte sobre temas populares portugueses”.

  2. Pois é, eu também só conheço de nome, mas sempre tive curiosidade de ouvir, porém nunca achei nada na rede.

    Bom, assim sendo, não sei. Qualquer coisa brasileira recente de algum compositor novo me deixa feliz.

  3. Mas isso aqui tá bom dimaaaais, merrmão! Não bastasse a maravilha do CD de voz solista do Couperin e do Campra, agora você “me” traz de presente o autor que faltava, daquele inincontrável disco de Fischer-Dieskau: a cantata “Infirmata, Vulnerata” de Alessandro Scarlatti! Em outra tessitura, é verdade (e preciso confessar que preferia a carícia grave do Dieskau nos meus ouvidos…) mas mesmo assim, beleza rara!

    Quanto à questão de compositores portugueses, verdade que a gente não conhece quase nada, não? Acho que só conheço as toccatas para cravo de Carlos Seixas e as peças litúrgicas a capella de Francisco Martins (1620-1680) – belas, mas conheço de partitura, não sei de gravação.

    Por outro lado, eu mesmo já tenho “uploadado” o CD “Cantigas da Corte de Dom Dinis”, com Paul Hillier e o Theatre of Voices, que inclui 6 das cantigas do próprio, das entre 10 e 20 que foram descobertas nos anos 90. C

    onfesso que não gostei da abordagem de Hillier às cantigas, sem nenhum senso de espírito ibérico, mas a raridade e significado histórico do material valem o interesse. Se tiverem interesse é só falar que eu mando o link!

      1. Vou ter que mandar um pouco mais tarde, 21, 22 horas, pode ser? Prefere que mande por aqui mesmo ou por email? O meu, não sei se vc tem acesso aí, é rrtrop[ARROBA]gamil.com

        Detalhe: acompanha scan de todos os textos em galego-português, com comentários, de modo que o post não exigiria muitos mesmo! Abraços

      2. Desculpe: fui verificar e vi que esse CD estava na minha fila de upload, mas ainda não tinha subido. Estou enviando agora, mas a net parece estar lenta para isso. É provável que só amanhã no correr do dia eu possa lhe enviar o link e as linhas – mas de qualquer modo está garantido. (PS: pra qualquer coisa, o email acima evidentemente era gmail, não “gamil”)

  4. Muito bom este site!
    Por acaso alguém teria a CHRONOCHROMIE, de Olivier Messiaen? E alguma coisa do nosso compositor brasileiro José Antônio Rezende de Almeida Prado?

  5. OK, CVL. Vou uploadear algo do Joly Braga Santos, mais o Fernando Lopes Graça mencionado, e posto os links aqui nos comments.

    Há alguns dias tentei colocar o link do Concerto para piano no. 4 de Martinu e não consegui. Simplesmente o comentário não era publicado. Vamos ver se tenho mais sucesso desta vez.

  6. Vamos lá, começando por Lopes-Graça:

    Fernando LOPES-GRAÇA (1906-1994)
    Sinfonia “per orchestra”, op. 38
    Suíte rústica no. 1, sobre temas folclóricos portugueses, op. 64

    Orquestra Sinfônica Nacional Húngara
    Tamás Pal, regente

    http://sharebee.com/a4e1f5ac

    (A gravação tem um som meio “de lata”, equalização alta – parece de música popular – e pobreza de detalhes. Ela faz parte de uma série de registros de música portuguesa realizada nos anos 90 no Leste Europeu, principalmente Hungria. É bastante curioso. Adoraria ouvir essas peças em som moderno e com intérpretes mais refinados. As sinfonias de Braga Santos tiveram mais sorte e foram magnificamente gravadas pela Marco Polo/Naxos.)

  7. OLá amigos, aqui é o bachólatra que gosta de se desencaminhar de vez em quando. Pensei numa coisa: vcs prestaram uma homenagem a B B King?
    Tenho um plano: um disco maravilhoso B.B.King Live at the Regal. A Amazon tem mas o preço é meio salgado. Vcs poderiam postá-lo, ok? Ah! Baixei o disco e vou ouvi-lo com todo prazer, sei que gostarei, vcs são impresionantes, parabéns e vida longa.

  8. O homem canta bem, gostei da postagem. Já o ouvi várias vezes. Parabéns.
    Não me responderam sobre a homenagem a BB King e sobre o disco. Lembram-se? B.B.King Live at the Regal, na Amazon vcs encontram. Abs.

Deixe uma resposta