Johann Sebastian Bach (1685-1750): Bradenburg Concertos – Tafelmusik

frontIM-PER-DÍ-VEL !!!

Um assombro essa gravação dos Concertos de Brandenburgo com o conjunto Tafelmusik. Os caras dão um show de competência e virtuosismo, trazendo novas sonoridades e possibilidades para estes concertos que a gente pensava conhecer tão bem.

Tenho algumas gravações favoritas destas obras, que claro, passam pelos ingleses da Academy of Ancient Music do Christopher Hogwood, pelo English Concert, do Pinnock e dos English Baroque Soloists do Gardiner. Todas gravações de excelente qualidade, mas esta do canadenses do Tafelmusik tem um que a mais, que não sei explicar. Eles não são óbvios em suas escolhas, tanto que certo comentarista fala em ‘refreshing recordings’ ou seja, um sopro de vitalidade e energia na interpretação de obras tão gravadas e tão conhecidas.

Com certeza, este é um CD que eu escolheria para levar para uma ilha deserta.

Baixem e ouçam, e depois me digam se esta não é uma das melhores gravações que os senhores já ouviram destas obras imortais e eternas.

Johann Sebastian Bach (1685-1750): Bradenburg Concertos – Tafelmusik

Disco 1

1 Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: I. [ ]
2 Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: II. Adagio
3 Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: III. Allegro
4 Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: Concerto No. 1 in F Major, BWV 1046: IV. Menuetto – Trio – Polonaise – Trio
5 Concerto No. 2 in F Major, BWV 1047: Concerto No. 2 in F Major, BWV 1047: I. [ ]
6 Concerto No. 2 in F Major, BWV 1047: Concerto No. 2 in F Major, BWV 1047: II. Andante
7 Concerto No. 2 in F Major, BWV 1047: Concerto No. 2 in F Major, BWV 1047: III. Allegro assai
8 Concerto No. 3 in G Major, BWV 1048: Concerto No. 3 in G Major, BWV 1048: I. [ ]
9 Concerto No. 3 in G Major, BWV 1048: Concerto No. 3 in G Major, BWV 1048: II. Allegro

Jeanne Lemon – Violins & Music Director
Ab Koster – Horn
Derek Conrod – Horn
John Abberger – Oboe
Washington McClain – Oboe
Marie-France Richard – Oboe
Michael McCraw – Basson
Crispian Steele-Perkins – Trumpet
Marion Verbruggen – Recorder
Tafelmusik Baroque Orchestra

Disc 2
1 Concerto No. 4 in G Major, BWV 1049: Concerto No. 4 in G Major, BWV 1049: I. Allegro
2 Concerto No. 4 in G Major, BWV 1049: Concerto No. 4 in G Major, BWV 1049: II. Andante
3 Concerto No. 4 in G Major, BWV 1049: Concerto No. 4 in G Major, BWV 1049: III. Presto
4 Concerto No. 5 in D Major, BWV 1050: Concerto No. 5 in D Major, BWV 1050: I. Allegro
5 Concerto No. 5 in D Major, BWV 1050: Concerto No. 5 in D Major, BWV 1050: II. Affettuoso
6 Concerto No. 5 in D Major, BWV 1050: Concerto No. 5 in D Major, BWV 1050: III. Allegro
7 Concerto No. 6 in B-Flat Major, BWV 1051: Concerto No. 6 in B-Flat Major, BWV 1051: I. [ ]
8 Concerto No. 6 in B-Flat Major, BWV 1051: Concerto No. 6 in B-Flat Major, BWV 1051: II. Adagio ma non tanto
9 Concerto No. 6 in B-Flat Major, BWV 1051: Concerto No. 6 in B-Flat Major, BWV 1051: III. Allegro

Jeanne Lemon – Violins & Music Director
Stephen Marvin – Viola
Marion Verbruggen – Recorder
Alison Melville – Recorder
Marten Root – Transverse Flute
Charlotte Nediger – Harpsichord
Tafelmusik Baroque Orchestra

BAIXE AQUI – D0WNLOAD HERE

Orchestra-shot
De que planeta vem estes músicos do Tafelmusik?

8 comments / Add your comment below

  1. Thanks a lot, I didn’t know Tafelmusik had
    recorded the Brandeburgs; I love this music
    group. What a treat! (and thanks for 320).
    Cheers Daniel, from Spain…

  2. Essa gravação é realmente muito boa. Lembro outras gravações de referência – a do Collegium aureum (impossível esquecer o impacto que essa gravação causou quando foi lançada, uma das primeiras com instrumentos de época) e uma bem mais moderna, a do Le Concert des Nations com Jordi Savall.

  3. O Tafelmusik tem mesmo aquele vigor extra que faz música de qualquer época ser música JOVEM… sem que isso signifique desleixada! Pelo contrário, com a mais absoluta precisão. Eu os conheci no documentário The Black Mozart, sobre o Chevalier de Saint-George, que tem no YouTube e está incorporado numa das minhas postagens desse compositor aqui no PQP. Os minutos de abertura, com o Tafelmusik tocando, já valem o documentário inteiro!

    E agora quero ouvi-los em Bach – ebaaaa!!!!

Deixe uma resposta para RN Cancelar resposta