Mendelssohn (1809-1847): Concerto para Violino, Op. 64 / Piano Trio No.1 / Sonata para Violino e Piano

IM-PER-DÍVEL !!!

Se o disco de Anne Sophie Mutter que apresentamos (isto é uma repostagem, gente) era uma merda, este é magnífico, sua audição soa exatamente como a violinista aparece na capa: linda, coleante, azul. Seu Concerto Op. 64 é absolutamente impecável e da mesma forma é o esplêndido Trio Nº 1, com seus dois belíssimos movimentos iniciais. O nível cai um pouco na Sonata, mas não por culpa da deusa — é que a Sonata é mais fraquinha mesmo. Mesmo com as 5000 gravações existentes do Op. 64 é difícil bater o registro destes dois monstros — Mutter e Masur. Baixe agora.

Mendelssohn (1809-1847): Concerto para Violino, Op.64 / Piano Trio No.1 / Sonata para Violino e Piano

Violin Concerto in E minor, Op. 64
01. 1. Allegro molto appassionato [12:19]
02. 2. Andante [7:15]
03. 3. Allegretto non troppo – Allegro molto vivace [6:15]
Anne-Sophie Mutter, violino
Gewandhausorchester Leipzig
Kurt Masur

Piano Trio No.1 in D minor, Op.49
04. 1. Molto allegro agitato [9:01]
05. 2. Andante con moto tranquillo [6:52]
06. 3. Scherzo (Leggiero e vivace) [3:38]
07. 4. Finale (Allegro assai appassionato) [8:10]
Anne-Sophie Mutter, violino
André Previn, piano
Lynn Harrell, violoncelo

Sonata para Violino e Piano in F major (1838) (without opus number)
08. 1. Allegro vivace [11:25]
09. 2. Adagio [7:14]
10. 3. Assai vivace [5:23]
Anne-Sophie Mutter, violino
André Previn, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Vingança completa sobre o nojento do PQP
Vingança completa sobre o nojento do PQP

PQP

15 comments / Add your comment below

  1. Que a violinista Anne-Sophie Mutter tem qualidade e um apelo erótico não há
    dúvida.Mas quando o violino começa a soar fico com a sensibilidade e virtuosismo de:
    Yehudi Menuhin
    Nathan Milstein
    Isaac Stern
    David Oistrakh
    Jascha Heifetz
    Grato. Abraço.Dirceu

  2. Mutter sempre se saiu melhor com Mozart, passando por Beethoven e Mendelsohn, até Bártok e Prokofiev. Seu apuro técnico melhorou muito desde a época da menina dos olhos de Karajan. Porém, acho ela muito “pop star”, querendo aparecer mais que suas próprias interpretações. Mullova, nesse sentido, não só é discreta como humilde, destacando-se pelas suas interpretações e não pela “gostosura fisica”. Possuo o CD duplo com a integral dos Concertos para Violino de Mozart desta empreitada atual dela e, embora não tido apreciado no inicio, depois de ouvir mais vezes e atentamente, percebi que são interpretações ótimas. Porém, se tiver de escolher entre esta interpretação de Mendesohn com outra de Accardo, Heifetz, Oistrakh ou Mullova, não penso duas vezes.

    1. Pois é Alex, tem muita gente boa para se citar neste concerto, além dos que você mencionou, poderia acrescentar também:
      Christian Ferras
      Zino Francescatti
      Arthur Grumiaux

  3. Ouvi este CD lendo trechos do ” Livro do Desassossego ” de Fernando Pessoa e a música se fundiu ao texto de uma forma inspiradora e comovente .Momento de felicidade.Grato.Um abraço do Dirceu.

    1. Don Jaritz :
      Por la Independencia Argentina, estaría bueno que
      precisamente, algún argentino forme su propio blog y no le tengamos que pedir a blogs extranjeros que suban algo por la Idep.Arg.
      Blogs como por ejemplo :
      P.Q.P. Bach
      O SER DA MUSICA
      RADIO ME LA SUDAS
      MI MUSICA CLASICA
      YAYO SALVA CLASICOS
      SENTIDOS
      BLOGGER MUSICAL
      OPERA Y MAS
      AFINA TUS OIDOS
      y muchos otros. . . . .

      Ahí tienes una buena cantidad de
      “blogs-latinos” y nosotros los argentinos,
      NO tenemos ni uno sólo..!!

      Jaritz : tengas una buena semana.-

Deixe uma resposta