Alfred Schnittke (1934-1998): Trio Sonata / Concerto para Viola

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Este é um CD que talvez agrade até os mais hostis à música contemporânea. Se a Trio Sonata ainda guarda um pouco de seriedade,o Concerto para Viola é puro bom humor. Yuri Bashmet, o intérprete, desenvolveu uma carreira de grande sucesso internacional como violista, mas depois, como tantos instrumentistas talentosos de sua geração fazem, passou a regente e até fundou uma orquestra. Ele nunca abandonou a viola, muitas vezes aparecendo em ambos os papéis no mesmo concerto, o de violista e o de regente. Por todo o seu talento, por tocar num instrumento de pouco repertório e por ser meio maluco, Bashmet foi cercado de controvérsia devido aos cancelamentos de última hora e mudanças bruscas em programas de concerto. No entanto, ele continua a ser indiscutivelmente o principal violista de nosso seu tempo.

Alfred Schnittke escreveu o seu Concerto para Viola em 1985, ano em que Mikhail Gorbachev assumiu o poder na União Soviética. A obra foi encomendada por Bashmet que a tocou pela primeira vez um ano depois, no Royal Concertgebouw de Amsterdam. A gravação que ora postamos é de 1991.

Schnittke: Trio Sonata / Concerto para Viola

Trio Sonata
1) Moderato [13:34]
2) Adagio [12:55]
Moscow Soloists
Yuri Bashmet, conductor

Viola Concerto
3) Largo; Allegro molto [5:07]
4) Allegro molto [12:47]
5) Largo [16:50]
Yuri Bashmet, viola
London Symphony Orchestra
Mstislav Rostropovich, conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Alfred Schnittke e sua esposa Irina, que era pianista
Alfred Schnittke e sua esposa Irina, que era pianista

PQP

8 comments / Add your comment below

  1. PQP, obrigado poe ter incluído o meu humilde blogger (www.oserdamusica.blogspot.com) na sua lista de links. Isso atesta a sua generosidade. Parabéns pelo P.Q.P Bach que está a cada dia melhor, com gravações espetaculares e que sempre geram aquela interjeição exclamativa: “Nossa! Ele postou isso!” Parabéns a você e à sua família extensa. Ótimas festas para você e seus irmãos Bach espalhados pelo Brasil. Um excelente 2010.

  2. Na verdade, eu deveria ter descoberto O Ser da Música antes, só que minha preguiça impediu. Pois eu baixei de lá os 24 Prelúdios e Fugas de Shosta! Ontem, ao escrever alguns posts para a semana, programei o CD triplo da Nikolayeva (sairá amanhã) e resolvi dar uma olhada na “fonte”. Gostei muito d`O Ser. Na primeira vez, só tinha ido lá baixar.

    Bons textos, bastante mais sérios que os nossos; bom gosto; boas gravações. A divulgação? Ora, não ganhamos um tostão, então para que vamos competir?

    Ademais, como diz meu irmão F.D.P., nesta época de música por atacado, estaremos ouvindo novidades até vermos nossos netos.

    Um excelente 2010 para ti também.

  3. O que incomodou muita gente ao longo da vida do compositor russo Alfred Schnittke foi o uso frequente de citações de outros compositores a quem também imitou e parodiou. Do conjunto de suas obras destacam-se as sinfonias, os concertos e sonatas para violino e a música de câmara. Em 1985 apos sérios problemas de saúde que o deixarou em estado de coma, teve vários anúncios da sua morte arquitetada, rreaparecendo apos sua recuperação, embora apenas parcialmente, o suficiente para voltar a compôr. Nova série de ataques terminariam com a sua morte em 3 de Agosto de 1998, em Hamburgo, cidade onde residia desde 1990. Grande expoente do mundo lirico classico.

  4. como representante do seleto grupo de amantes da viola e tocadores desse instrumento maravilhoso, devo agradecer pela postagem que representa muito para nós. aproveito a oportunidade tbm para cobrar, já q, nesse maravilhoso mundo de PQPBach, existem poucas gravaçoes do repertorio violistico. por favor poste mais,mais, mais, mais…

    obrigado

    super abraço
    valeu!!

  5. Agradeço muito a postagem, pois, como nosso amigo Diogouai, também sou amante e tocador de viola (muito amante e pouco tocador, devo confesar). Em geral a música do Século XX não me agrada, mas esse post é uma das exceções.
    Muito obrigado, PQP.

Deixe uma resposta