Rubinstein plays Chopin – Cd 5 e 6 de 10 – Nocturnes – Arthur Rubinstein

FrontDei um tempo nessa coleção para os senhores melhor poderem apreciar o talento de Rubinstein, principalmente quando toca Chopin, seu compositor favorito.
Hoje estou trazendo os dois volumes com os Noturnos. Aos que não conhecem, informo que o que temos aqui são obras de profunda meditação, para serem apreciadas degustando um bom vinho, na frente de uma lareira, em uma noite bem fria. Rubinstein extrai o mais profundo sentimento de cada nota, e a expressa com tanta emotividade que muitas vezes pode nos levar às lágrimas, dependendo do quanto os senhores estejam suscetíveis á fortes emoções.
Chega de falar. Deixo os senhores com um dos maiores músicos de todos os tempos, e o mais importante intérprete de Chopin, Arthur Rubinstein, interpretando os nossos amados Noturnos.

CD 5

1 Nocturnes, Op. 9: No. 1 in B-Flat Minor
2 Nocturnes, Op. 9: No. 2 in E-Flat Major
3 Nocturnes, Op. 9: No. 3 in B
4 Nocturnes, Op. 15: No. 1 in F major
5 Nocturnes, Op. 15: No. 2 in F-Sharp
6 Nocturnes, Op. 15: No. 3 in G Minor
7 Nocturnes, Op. 27: No. 1 in C-Sharp Minor
8 Nocturnes, Op. 27: No. 2 in D-Flat
9 Nocturnes, Op. 32: No. 1 in B Major
10 Nocturnes, Op. 32: No. 2 in A-Flat

CD 6

1 Nocturnes, Op. 37: No. 1 in G Minor
2 Nocturnes, Op. 37: No. 2 in G
3 Nocturnes, Op. 48: No. 1 in C Minor
4 Nocturnes, Op. 48: No. 2 in F-Sharp Minor
5 Nocturnes, Op. 55: Nocturne in F Minor, No. 1
6 Nocturnes, Op. 55: No. 2 in E-flat
7 Nocturnes, Op. 62: No. 1 in B
8 Nocturnes, Op. 62: No. 2 in E
9 Nocturne No. 19 in E Minor, Op. 72 , No. 1

Arthur Rubinstein – Piano09

DOWNLOAD HERE – BAIXE AQUI

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

5 ideias sobre “Rubinstein plays Chopin – Cd 5 e 6 de 10 – Nocturnes – Arthur Rubinstein

    • Salve, Anderson!

      Deve ter havido algum engano na identificação automática das faixas, o que muitas vezes acontece quando se faz a “ripagem” dos CDs. A descrição feita por FDP Bach está correta, pois o Op. 27 corresponde a dois noturnos de Chopin publicados em 1837. O Op. 26, por sua vez, corresponde a duas polonaises: no. 1 em Dó sustenido menor e no. 2 em Mi bemol menor, também gravadas por Rubinstein.

      • Agradeço a gentileza da resposta ao Anderson,meu caro Vassily. Estou em uma correria tremenda no dia a dia e sem tempo para responder as muitas mensagens que nos são enviadas.

  1. FDP, a série esta muito boa, aguardando pra ouvir o que ainda vêm por ai.
    O opus 28, com seus 24 prelúdios, talvez seja a maior obra prima do polaco, escrito no período da viagem com sua amada George Sand. Coroa um dos períodos de maior inspiração do Chopin. O que acham?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *