Romanian Contemporary Music (Țăranu, Bentoiu, Niculescu) [Olympia]

A 2ª Sinfonia do Niculescu, nome do qual já falei um pouco em post anterior, constrói-se numa dicotomia fluência-ruptura. Numa primeira parte, a fluência nunca domina, o tom escuro e violento sobressai (ainda que com uma certa dose de sensualidade). Na segunda, por mais que o compositor pareça criar empecilhos, a fluência é irresistível, numa doçura crescente, aos poucos se definindo. Mais do que em sua terceira sinfonia, que é uma obra de certa maneira mais suja, mais plural, Niculescu parece aqui buscar a mais absoluta purificação expressiva nessa tentativa de depurar a peça de tudo que fuja a dicotomia.

A 5ª Sinfonia de Pascal Bentoiu, compositor nascido em 1927 (mesmo ano em que nasceu Niculescu) e ainda vivo, é uma síntese de vanguarda e tradição. O compositor, ao contrários dos outros grandes nomes de sua geração, sempre foi reticente com arroubos de vanguardismo e só aos poucos foi caminhando em direção a uma música abertamente experimental, já na década de 70, com peças como esta quinta sinfonia. Contudo, o experimentalismo neste caso é totalmente conciliado com uma melodia delicada que vai se ramificando e se transformando com um objetivo sempre expressivo, sempre humanista, nunca simplesmente técnico.

Ao contrário das duas outras peças, a 2ª Sinfonia de Cornel Țăranu é obra de um experimentalismo um pouco mais áspero. Mas ainda assim não perde de vista a questão da expressão. Transcrevo os comentários de um outro grande compositor romeno, Mihai Moldovan, sobre a peça:

A 2ª Sinfonia (“Aulódica”) fecha e abre ao mesmo tempo um novo ciclo estilístico, no qual – ao eliminar tudo que é supérfluo – a música atinge os picos da expressão. Reescutando a “doina” em sua forma primária, não alterada pelo tempo e pelo espaço, reescutando-a do interior, purificando-a até atingir a complexidade por uma economia notável de meios, o compositor realiza uma sinfonia de uma impressionante expressividade, página de referência da música romena contemporânea”.

Cornel Țăranu (1934- )

01 Sinfonia nº2 “Aulodica”

Orquestra Sinfônica de Cluj-Napoca
Emil Simon
, regente

Pascal Bentoiu (1927- )

02 Sinfonia nº5, op. 26

Orquestra da Rádio e Televisão Romena
Paul Popescu
, regente

Stefan Niculescu (1927-2008)

03 Sinfonia nº2 “Opus Dacicum”

Orquestra Filarmônica de Timisoara “Banatul”
Remus Georgescu
, regente

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Democrart, de Adriana Varejão
Democrart, de Adriana Varejão

itadakimasu

19 comments / Add your comment below

  1. Itadakimasu, fantástica a sua postagem. Tenho uma daquelas admirações inexplicáveis pela música romena. Pelo pouco que ouvi me apeteceu bastante. Conheço um pouco da obra do Enuscu. Outro dia ouvi um outro compositor romeno aqui em Brasília no Clássico de Todos os Tempos – programa no qual acho que você conhece. Era algo como “Porundescu” ou “Borundescu”. Desculpe, pois acho que a grafia ou a pronúncia está incorreta. Colhi o nome do artista pela pronúncia da apresentadora do programa. Era o dia da data Nacional da Romênia – 2 ou 3 de dezembro, se não estou enganado. Naquele dia o programa foi dedicado a Enescu e ao compositor que eu citei. Até hoje tenho tentando achar algo desse compositor. Como sei que você tem um conhecimento considerável da música romena, acredito que você possa me ajudar. Claro, a depender do fato de eu ter redigido corretamente o nome do artista.

    Abraços!

    Saudações musicais!

  2. Já tinha ouvido a Balada para Violino e Orquestra, até tenho em MP3 aqui no computador.
    O conheci pela rádio também, mas foi pela MEC FM daqui do Rio de Janeiro.

  3. Hi, Sensemaya!
    I think PQP will contact you, or will give you his email.
    While you wait, you can begin the upload, preferably at MegaUpload.

    I will be waiting your CD. 🙂

  4. Hi, Sensemaya! Good news you have! This is quite a fresh cd, I didn’t even know Kientzy had recorded Doina Rotaru. And there are many pieces I don’t know. I’m be anxiously waiting it.

    Carlinus, eu não tenho muita coisa do Porumbescu, mas já estou tratando de resolver isso. Não tenho um grande repertório de música romena anterior aos anos 50. Gosto muito de algumas coisas do Enescu, como aquela linda primeira suíte para orquestra (por ela dá para entender bem a veneração que compositores como o Niculescu e o Bentoiu tinham por ele). Qualquer hora posto a quinta sinfonia dele, que foi terminada pelo Pascal Bentoiu (grande especialista em Enescu) e que acho muito interessante. Outro compositor um pouco mais antigo do qual gosto muito é o Paul Constantinescu. Mas a música romena é muito rica, quanto mais pesquiso, mais animado fico.

    Gabriel, considero, do que eu conheço da obra do Bentoiu, a quinta sinfonia o pico de sua produção, que é, de qualquer forma cheia de pérolas. Ele tem uma obra bem pequena, pouco mais de 30 peças, mas é bem difícil consegui-las. Tão logo eu consiga converter os vinis, posto aqui os quartetos de cordas e a sinfonia nº1, que acho que vão te apetecer bastante.

  5. It seems I have to come to Brasil to teach Romanian Music.
    Regarding Porumbescu-the Ballad is wonderfull,something like wieniawski or Sarasate.I can share also …an operetta by him-arias and choruses.
    Paul Constantinescu has also very nice music,notable a splendid Christmas Oratorio.I can be the uploader for Romanian music on this blog…
    mui obrigado rodrigo,waitng for your mail

  6. Boa noite, itadakimasu.
    Infelizmente, desta vez não consegui baixar pelo mediafire; no álbum postado mês passado não tive o mesmo problema.
    Se você puder disponibilizar novamente pelo mega, fico agradecido. 🙂

    Grato por toda a sua contribuição.

  7. cvl, como você bem sabe, eu sinceramente considero que as sinfonias do Niculescu e do Bentoiu estão realmente entre as obras-primas da música clássica contemporânea. Por isso é uma tristeza que sejam tão pouco conhecidas. Espero que os posts aqui possam ajudar na divulgação dessas peças e encontrar mais gente que goste como a gente, hehe.

Deixe uma resposta