Projeto Acervo da Música Brasileira – Vol. 3/9 – Sábado Santo (Acervo PQPBach)

2rokyzd Projeto Acervo da Música Brasileira
Vol. III – Sábado Santo

Último dia da Quaresma e do Tríduo Pascal, o Sabbato Sancto possui cerimônias nitidamente estruturadas em torno de dois climas distintos: primeiramente, o caráter penitencial do Tempo da Paixão, especialmente da Semana Santa; a partir do Gloria da Missa, entretanto, cessam todas as manifestações de pesar e soam os sinos, que estavam em silêncio desde o Gloria da Missa de Quinta-feira Santa, iniciando-se a jubilosa solenidade preparatória da Páscoa, que celebra a Ressurreição. Como depois do Gloria canta-se o Alleluia, que não era pronunciado desde o início da Quaresma, este Sábado também é conhecido como de Aleluia.

A liturgia tridentina previa para esse dia, especialmente nas catedrais, o canto dos Ofícios Divinos, iniciando-se com as Matinas e Laudes (conjuntamente denominado Ofício de Trevas) e celebrando-se, depois da Nona e antes das Completas, um complexo cerimonial em torno da Missa e das Vésperas, iniciado pela Procissão do Fogo Novo.

Este volume está constituído de composições para as principais partes corais das Matinas, do Próprio da Missa (incluindo as cerimônias a ela anexas) e das Vésperas do Sábado Santo, com base em manuscritos musicais do Museu da Música de Mariana. (adaptado do encarte)

José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita é por muitos considerado o mais eminente dos compositores da “Escola Mineira”; cópias de suas obras foram conservadas em quase todos os arquivos musicais de Minas Gerais e de outros estados. Há inclusive registros do uso regular de algumas de suas obras em ofícios religiosos nas cidades de São João Del Rey e Prados. É patrono da cadeira nº 4 da Academia Brasileira de Música. Todas as obras conhecidas de Lobo de Mesquita são essencialmente vocais (solos ou coro), religiosas e em grande parte com acompanhamento orquestral.
(http://www.abmusica.org.br/patr04.htm)

José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita (Vila do Príncipe, 1746- Rio de Janeiro, 1805)
1. Matinas do Sábado Santo – 1. Primeiro Noturno – In pace in idipsum (Antífona I)
2. Matinas do Sábado Santo – 2. Primeiro Noturno – De Lamentatione Jeremiæ (Lição I)
3. Matinas do Sábado Santo – 3. Primeiro Noturno – Sicut ovis (Responsório I)
4. Matinas do Sábado Santo – 4. Primeiro Noturno – Jerusalem,surge  (Responsório II)
5. Matinas do Sábado Santo – 5. Primeiro Noturno – Plange quasi virgo (Responsório III)
6. Matinas do Sábado Santo – 6. Segundo Noturno – Ex Tractatu… Accedet homo (Lição IV)
7. Matinas do Sábado Santo – 7. Segundo Noturno – Recessit pastor noster (Responsório IV)
8. Matinas do Sábado Santo – 8. Segundo Noturno – O vos omnes (Responsório V)
9. Matinas do Sábado Santo – 9. Segundo Noturno – Ecce quomodo (Responsório VI)
10. Matinas do Sábado Santo – 10. Terceiro Noturno – De Epistola beati Pauli (Lição VII)
11. Matinas do Sábado Santo – 11. Terceiro Noturno – Astiterunt regis terræ (Responsório VII)
12. Matinas do Sábado Santo – 12. Terceiro Noturno – Æstimatus sum (Responsório VIII)
13. Matinas do Sábado Santo – 13. Terceiro Noturno – Sepulto Domino (Responsório IX)

Anônimo (Séc. XVIII) – Tractos, Missa e Vésperas do Sábado Santo
14. 1. Lições da Vigília Pascal – Cantemus Domino (Tracto I)
15. 2. Lições da Vigília Pascal – Vinea facta est (Tracto II)
16. 3. Lições da Vigília Pascal – Attende cælum (Tracto III)
17. 4. Benção da Fonte – Sicut cervus (Tracto IV)
18. 5. Missa da Vigília Pascal – Alleluia
19. 6. Missa da Vigília Pascal – Confitemini Domino (Versículo)
20. 7. Missa da Vigília Pascal – Laudate Dominum (Tracto)
21. 8. Missa da Vigília Pascal – Quoniam confirmata est (Versículo)
22. 9. Vésperas – Alleluia (Antífona)
23. 10. Vésperas – Laudate Dominum (Versículo I)
24. 11. Vésperas – Quoniam confirmata est (Versículo II)
25. 12. Vésperas – Gloria Patri (Doxologia: Parte I)
26. 13. Vésperas – Sicut erat (Doxologia: Parte II)
27. 14. Vésperas – Alleluia (Antífona)
28. 15. Vésperas – Vespere autem sabbati (Antífona do Magnificat)

José Joaquim Emerico Lobo de Mesquita (Vila do Príncipe, 1746- Rio de Janeiro, 1805)
29. Magnificat – 1. Magnificat anima mea. Cantochão
30. Magnificat – 2. Et exsultavit. Andante non tanto
31. Magnificat – 3. Quia respexit humilitatem. Cantochão
32. Magnificat – 4. Quia fecit mihi magna. (Sem indicação de tempo)
33. Magnificat – 5. Et misericordia. Cantochão
34. Magnificat – 6. Fecit potentiam. (Sem indicação de tempo)
35. Magnificat – 7. Deposuit potentes. Cantochão
36. Magnificat – 8. Esurientes. (Sem indicação de tempo)
37. Magnificat – 9. Suscepit Israel. Cantochão
38. Magnificat – 10. Sicut locutus est. Andante
39. Magnificat – 11. Gloria Patri. (Doxologia: Parte I). Cantochão
40. Magnificat – 12. Sicut erat. (Doxologia: Parte II). Allegro
Anônimo (Séc. XVIII)

41. Antífona do Magnificat – Vespere autem sabbati. Andante

Conjunto Calíope
Júlio Moretzsohn, regente
Museu da Música de Mariana – 2002
Projeto Acervo da Música Brasileira – Vol. III – Sábado Santo
.
acervo-1

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 405,5 MB | HQ Scans 12,2 MB |

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 167.6 MB – 1,1 hrs
powered by iTunes 9.0

 

 

Boa audição!

_ e la nave va ...

_ e la nave va …

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avicenna

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

10 ideias sobre “Projeto Acervo da Música Brasileira – Vol. 3/9 – Sábado Santo (Acervo PQPBach)

  1. Olá!!! 14 de setembro – Exaltação da Santa Cruz
    Acabo de chegar da Solene Missa Cantada na Igreja do Senhor Bom Jesus, aqui em Ouro Preto. Não consegui falar com o maestro do coral Francisco Gomes da Rocha, pra saber o compositor da missa. Foi muito bonita. Quando tiver a informação escrevo aqui.
    Maravilhoso post heim Avicenna!!!!!! Semana passada estive no Museu da Música em Mariana e fiquei sabendo que vai haver um reedição dessa coleção. Aviso tb quando sair…
    Apenas uma correção: A quaresma termina no Domingo de Ramos e não no Sábado Santo. Um grande abraço a todos e ótima semana….

    • Jorge Tadeu, vasculhei a internet e existem defensores do Sábado Santo e do Domingo de Ramos para o término da quaresma. Encontrei em http://www.veritatis.com.br/article/4164:

      “A Quaresma começa na Quarta-feira de Cinzas e prolonga-se até a Missa da Quinta-feira Santa na Ceia do Senhor, exclusive. Portanto, com a Missa na Ceia do Senhor começa o Sacro Tríduo Pascal, que liga a Quaresma ao Tempo da Páscoa. Se dividirmos o Ano Litúrgico romano em cinco períodos (Tempo Comum, Advento, Natal, Quaresma e Páscoa), o Tríduo se encaixaria ainda na Quaresma. Todavia, por ser uma estação litúrgica privilegiada, as Normas para o Ano Litúrgico e o Calendário, bem com todos os livros litúrgicos do rito romano, consideram o Tríduo Pascal uma espécie de tempo próprio.

      Veja-se, então que, de maneira alguma, o Domingo de Ramos encerra a Quaresma. Uma divisão mais larga dos tempos litúrgicos, ela continua até o Sábado Santo, inclusive, começando, na Solene Vigília Pascal o Tempo da Páscoa. E uma divisão mais estrita, considera a estação do Tríduo – que, na divisão mais larga, é parte do tempo quaresmal – um tempo específico. A Semana Santa, em qualquer caso, é ainda Quaresma, sendo seu último ato, conforme os livros litúrgicos, a Missa da Quinta-feira Santa no Crisma, celebrada exclusivamente na Catedral.”

      Um abraço e obrigado!

      • olá!!! Um jeito fácil de resolver isso é contar 40 dias desde a quarta feira de cinzas e ver onde acaba.
        Entretanto, fui pesquisar com com um Bispo que mora aqui em Ouro Preto, Dom Francisco Barroso, bispo emérito de Oliveira, MG, que me disse que há um decreto do papa Paulo VI estendendo a quaresma até a missa do Lava Pés na quinta feira Santa..

        “De toda forma a quaresma é um período especial de preparação para a grande festa da Ressurreição do Senhor!!!!” Disse-me ele.

        é isso aí!!!!!!!

        Um abraço!!!!

  2. Avicenna, você já pensou em ir numa dessas missas tridentinas? A origem do ritual dessa missa remonta aos anos 600… No youtube tem uns vídeos também (se quiser, pode procurar por “tridentine mass”).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *