Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Symphony nº 9 in D Minor, op. 125 ‘Choral’ – Bloomstedt, Gewandhaus Leipzig Orchestra,

coverPensei muito no que postaria no último dia do ano. Diversas obras me vieram à cabeça, desde O Messias, de Handel, que não aparece por aqui há algum tempo, ou uma missa de Mozart ou Haydn, enfim … mas no final das contas optei pelo óbvio. O que desejamos no início do novo ano? Esperança, paz, amor … então, decidir ir de Beethoven, sua Nona Sinfonia, a obra prima máxima do gênial compositor.
Dentre as diversas versões que tenho, optei por esta bem recente, gravada agora mesmo em 2017, com o maestro Herbert Blomstedt, que apesar do nome é nascido nos Estados Unidos, e um dos maiores nomes da regência das últimas últimas décadas. E este senhor, do alto dos seus 90 anos, gravou esta esplêndida versão da Nona Sinfonia, e escolheu uma das mais melhores e mais antigas orquestras européias, a do Gewandhaus de Leipzig.

Deixo abaixo a tradução da letra do quarto movimento, conhecida como ‘Ode a Alegria’, do poeta alemã Schiller. Emprestei o texto original e sua tradução do site Euterpe.

Tradução da Nona Sinfonia de Beethoven

ODE À ALEGRIA
Friedrich von Schiller
O Freunde, nicht diese Töne!
Sondern lasst uns angenehmere anstimmen
und freudenvollere! (*)
Ó amigos, não esses sons!
Ao invés, cantemos algo mais agradável
e cheio de alegria! (*)
Freude, schöner Götterfunken
Tochter aus Elysium,
Wir betreten feuertrunken,
Himmlische, dein Heiligtum!
Deine Zauber binden wieder
Was die Mode streng geteilt;
Alle Menschen werden Brüder,
Wo dein sanfter Flügel weilt.
Alegria, bela centelha divina
filha do Elísio (paraíso),
Ébrios de fogo, nós entramos
em teu celestial santuário!
Tua magia reúne novamente
o que o costume rigorosamente dividiu;
Todos os homens serão irmãos,
onde tuas suaves asas repousam.
Wem der grosse Wurf gelungen,
Eines Freundes Freund zu sein;
Wer ein holdes Weib errungen,
Mische seinen Jubel ein!
Ja, wer auch nur eine Seele
Sein nennt auf dem Erdenrund!
Und wer’s nie gekonnt, der stehle
Weinend sich aus diesem Bund!
Aquele que conseguiu o grande lance
de ser amigo de um amigo;
Aquele que conquistou uma nobre mulher,
Deixem-no juntar-se ao nosso júbilo!
Sim, e também aquele que chame de sua
Apenas uma só alma no mundo.
Mas aquele que não conseguiu isso,
Deixem-no chorando sozinho.
Freude trinken alle Wesen
An den Brüsten der Natur;
Alle Guten, alle Bösen
Folgen ihrer Rosenspur.
Küsse gab sie uns und Reben,
Einen Freund, geprüft im Tod;
Wollust ward dem Wurm gegeben,
Und der Cherub steht vor Gott.
Todas as criaturas bebem alegria
no seio da natureza;
Todos os bons, todos os maus,
seguem seu rastro de rosas.
Beijos ela nos deu, e vinho,
e um amigo fiel até a morte;
Ao verme foi dado desejo,
E o anjo está diante de Deus.
Froh, wie seine Sonnen fliegen
Durch des Himmels prächt’gen Plan,
Laufet, Brüder, eure Bahn,
Freudig, wie ein Held zum Siegen.
Alegre, como seus sóis voam
através do glorioso plano celeste,
Correi, irmãos, por vossos caminhos,
Alegres, como um herói para a vitória.
Seid umschlungen, Millionen!
Diesen Kuss der ganzen Welt!
Brüder, über’m Sternenzelt
Muss ein lieber Vater wohnen.
Ihr stürzt nieder, Millionen?
Ahnest du den Schöpfer, Welt?
Such’ ihn über’m Sternenzelt!
Über Sternen muss er wohnen.
Sede abraçados, milhões!
Este beijo para todo o mundo!
Irmãos, acima das estrelas do céu
deve um bondoso Pai morar.
Vós estais prostrados, milhões?
Sentes teu Criador, mundo?
Procure-O acima das estrelas do céu,
Acima das estrelas Ele deve morar.

Ficam aqui os meus desejos de um Feliz 2018 para todos !!! Muita alegria, paz e felicidade para todos os nossos leitores – ouvintes … !!!

1 Symphony nº 9, in D Minor, op. 125, ‘Choral – Allegro ma non troppo e un poco
2 Scherzo Molto Vivace Presto Trio
03. Adagio molto cantabile Andante
4 Finale Presto Allegro assai

Simona Saturova
Mihovo Fujimora
Christian Elsner
Christian Gerharer
MDR Rundfunk Chor
Gewandhaus Chor
GewandhausKinderchor
Herbert Blomstedt – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

2 comments / Add your comment below

  1. Ótima escolha, PQP! Feliz ano novo! Faz tempo que não venho aqui no blog, dando uma olhada agora nas postagens desde Dezembro e pra ver se depois aproveito e baixo unas cositas…

    Abraço!

Deixe uma resposta