Ñande reko arandu: Memória viva Guarani

261mgp2REALIZAÇÃO:
• COMUNIDADE SOLIDÁRIA / INTERLOCUÇÃO SÃO PAULO
• ASSOCIAÇÃO INDÍGENA TEMBIGUAI
• ASSOCIAÇÃO INDÍGENA DA ALDEIA MORRO DA SAUDADE
• ASSOCIAÇÃO INDÍGENA DA ALDEIA RIO SILVEIRA
• ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA INDÍGENA DO BRACUÍ-ACIBRA

Esse projeto é um projeto inédito, um projeto bonito. Porque, antes, nunca o índio teve participação. Então, uma coisa importante dessa gravação é que tem participação no projeto, os executores da gravação somos nós. A gente tem participação. Uma coisa interessante.

Quando a gente leva um branco na casa de reza parece que não dá para se concentrar. E, de repente, naquele dia da gravação, na casa de reza da Aldeia Boa Vista, tinha câmera, tinha gravador, microfone para gravar, tinha foto tirando, e, em nenhum momento, não se interferiu nem atrapalhou a parte do cântico, da concentração que a gente tem ali. Porque são escolhidos. As pessoas que são escolhidas estão ali. Então, a gravação foi excelente.

Agora, se Deus não quisesse, jamais isso estaria acontecendo. Jamais outras pessoas se interessariam por isso. Porque é isto. Veio a ordem do além. Para ser gravado, para ser mostrado, para os povos não índios acreditarem, para verem exatamente qual é a religião guarani. Onde a participação que a gente tem, que tivemos, foi o ponto de partida. Por que? Eu me lembro muito bem. Eu tinha este cântico do meu avô que cantava, sempre cantava e contava estória. Qual é o princípio, qual é a estória do mundo, qual a existência dos povos guarani, qual o religião do guarani.

Nós tínhamos o cântico guardado no fundo de cada um, na memória. É dificil você tornar ou voltar ao princípio, como era antes. Mas continua guarani. Mantém sua tradição, mantém sua própria língua. Entre os guarani conversamos em guarani, com as crianças, os adultos. A gente brinca em guarani. A nossa cultura é primordial, fundamental dentro da comunidade indígena.

Onde o guarani ficou um pouco fraco é devido à escravidão que aconteceu com os guarani. Porque o guarani não perdeu porque quis. O guarani nunca quis isto. Acho que os povos indígenas nunca pensaram: nós queremos um monte de pessoa estranha invadindo a nossa terra para a gente perder a nossa cultura. Nós não pedimos. Nunca nós invadimos. Houve até confronto. Então, o guarani tinha muita pressão, onde quase perdeu. Quase. Porque sem a sua cultura, sem a sua tradição, você completamente não é nada.

Através desta gravação, todos vamos saber para que é este cântico. Porque o cântico é do Guarani. Porque Deus deixou isto para o guarani. Todo mundo vai ficar sabendo disto. Porque surgiu daqui para todos os guarani que existem no mundo. Os Guarani vão criar uma aliança dentro de sua própria cultura.

(extraído do encarte)

Ñande Reko Arandu
Os Guaranis
01. Nhanerãmoi’i Karai Poty
02. Gwyrá Mi
03. Mãduvi’ju’i
04. Xekyvy’i
05. Nhanderuvixa Tenonde’i
06. Nhamandu
07. Mamo Teta Guireju
08. Oreru Orembo’e Katu
09. Oreyvy Peraa Va’ekue
10. Xondaro’i
11. Pave Jajerojy
12. Nhamandu Miri
13. Ka’aguy Nhandeu Ojapo Va’akue
14. Oreru Nhamandú Tupã
15. Xondaro

Memória Viva Guarani – 2000
Composições guaranis cantadas por crianças guaranis.

Um CD do acervo do musicólogo Prof. Paulo Castagna. Não tem preço !!!

Postagem dedicada ao Bisnaga pelo apoio prestado durante a minha ausência!

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 423,8 MB | HQ Scans 25,5 MB |

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
320 kbpm .mp3 – 225,2 MB – 1,2 h
powered by iTunes 10.7

Partituras e outros que tais? Clique aqui

Boa audição.

2jbuq83

 

 

.

.

.

..

.

Avicenna

20 comments / Add your comment below

  1. quero agradecer para esta e também para as outras postagens que nos permite, aqui em Itália, conhecer e disfrutar de estos genros de música tão interessantes e tão difícil de encontrar na Europa…! obrigado por ter enrequecido todos nos !

  2. Lindo, Avicenna! E só coisa rara! Agradeço também a postagem menos compactada, e voce ter o dobro do trabalho. Veja se o povo baixa esse aif (me disseram que não é lossless) e se não for popular, esqueça isso! Fiquei com dor na consciencia de ficar dando mais trabalho ao que já é trabalhoso, ainda mais se a sua internet é meio chatinha, como vimos há pouco tempo. E eu não falo noem mais uma palavra sobre isso.

  3. Prezada Vivelo,

    Obrigado pelo incentivo!
    Arquivos .aif são ‘lossless’. Veja abaixo:

    .aiff stands for “Audio Interchange File Format.” AIFF is a file format designed to store audio data. It was developed by Apple Computer, but is based on Electronic Arts’ IFF (Interchange File Format), a container format originally used on Amiga systems.

    A standard AIFF file contains 2 channels of uncompressed stereo audio with a sample size of 16 bits, recorded at a sampling rate of 44.1 kilohertz. This is also known as “CD-quality audio,” since CDs use the same audio specifications. AIFF audio takes up just over 10MB per minute of audio, which means a 4 minute song saved as an AIFF will require just over 40MB of disk space. This is nearly identical to a .WAV file (which uses the same sample size and sampling rate as an AIFF file. However, it is about ten times the size of a similar MP3 file recorded at 128 kbps, or five times the size of an MP3 file recorded at 256 kbps.

    Since compressed and uncompressed audio files sound nearly the same, most digital audio distributed over the Internet is saved in a compressed format, such as an .MP3 or .M4A file. This makes downloading audio from websites or the iTunes Store much faster and more efficient. However, AIFF files are still commonly used for audio recording, since it is important to save the original audio data in an uncompressed format. By working AIFF files, audio engineers can ensure that the sound quality is maintained throughout the mixing and mastering process. Once the final version of a song or other audio project is saved, it can then be exported in a compressed format.

    NOTE: While the standard AIFF format does not support compressed audio data, Apple developed a variation of the AIFF format, called AIFF-C, which supports audio compression. This format is also based on the original IFF format, but includes extra space in the file structure to define the type of the compression. Therefore, the AIFF-C format can store audio generated from multiple compression algorithms.

    File extensions: .AIF, .AIFF, .AIFC

    1. Quando você tem um arquivo FLAC, há a necessidade de descompactá-lo em arquivos .wav ou .aif. Ambos ‘lossless’.

      Porém, sempre que descompactamos um arquivo de áudio digital, ou mesmo quando salvamos de um CD para o computador, o som ainda não fica perfeito ao original. É como se o som saísse do fundo da caixa de som.

      Para fazer com que o som saia da frente da caixa de som, como se você estivesse mais perto da orquestra e coro, torna-se necessário utilizar um editor de áudio, tipo Audacity (http://audacity.sourceforge.net/), excelente e grátis. Joga-se cada faixa no Audacity e aplica-se o filtro “Normalize” (http://wiki.audacityteam.org/wiki/Amplify_and_Normalize). As ondas de som se abrem ao máximo sem perderem nenhuma qualidade.

      Aí então, nunca mais a sua vida será a mesma!

      Um grande abraço!

      Avicenna

  4. Sou visitante do pqp há muito muito tempo e fiquei encantada com a proposta do CD mas, infelizmente, não consegui baixá-lo. O Rapidshare o classificou como ilegal.

    Estudo cinema e estou pesquisando músicas em guarani e clássicas do Paraguai… imagina minha emoção quando vi o “Memória viva guarani”!… rsrs

    Poderiam disponibilizar outra forma de download, por favor?

    Abraços e abraços

  5. Sou visitante do pqp há muito muito tempo e imagina a emoção que eu, estudante de cinema pesquisando músicas em guarani, senti quando li “Memória viva guarani”… rs. Mas, infelizmente, não consegui baixar a obra. O Rapidshare o classificou como ilegal… há como disponibilizar outra forma de download, por favor?

    Abraços e abraços

    Nina

    1. Querida Nininha,

      Os 3 links desta postagem já foram transferios para o novo servidor PQPShare e todos estão funcionando maravilhosamente!
      Você pode tentar de novo?

      Obrigadinho!

      Avicenninha

  6. Grande Avicenna! Excelente o PQPShare! O dos Xavantes abriu perfeito e sem demoras…gratíssimo! Agora, e este aqui? Poderiamos tê-lo no SharePQP tbm?
    Aguardo e desde já…agradeçO!!

    1. Os 3 links dessa postagem, dOtruk, já estão no PQPShare.
      Se você clicar no link para download e não der resultado, por gentileza, dê uns 15 min e tente de novo.

      Me avise se ficou OK.

      Um abraço,

      Avicenna

      1. Perfeito Avicenna!! Agora só falta o “Brésil: Amérindiens d’Amazonie: Asurini et Araras” adentrar o PqPshare…sem querer pedir demais já pedindo…pode ser? E outra: como eu reacesso essas repostagens?
        GratO!

        1. dOtruk,

          O “Brésil: Amérindiens d’Amazonie: Asurini et Araras” também já está com os 3 links no PQPShare.

          Se você clicar no link para download e não der resultado, por gentileza, dê uns 15 min e tente de novo.

          Para acessar essas postagens, vá em “Música indígena” na lista ao lado direito, na parte de cima.

          Me avise se ficou OK!

          Um abraço,

          Avicenna

  7. AvicenninhaAvicenninha…vc ainda vive nessa Oquinha/Tabinha? Pergunto porque seu nome está sem linkinho…hehe

    Mas é o seguinte…faz quase 3 anos que deixei as parcas e mal traçadas do post acima…agora volto aqui com uma jóia de CD triplo, que me caiu do céu, e logo pensei que cairia muito bem no diretório “música indígena” deste nosso tão adorável quanto necessário espaço. O problema é “PARA ONDE POSSO ENVIAR COLABORAÇÕES AO PQP?” OU NÃO É POSSÍVEL? Já perguntei isso em resposta ao post do Jorge Antunes “No se mata la justiça”, mas não obtive retorno…daí acabei deixando novo link para a obra do Jorge, nos coments sobre a mesma…que foi o que resolvi fazer com este “pOnte entre pOvos”, sobre “minuciosárdua” pesquisa liderada/organizada por Marlui Miranda, e lançada pelo Selo SESC em 2006.

    Seguem infos sobre a obra (no final informo a fonte…) + o link do MEGA pro download da mesma…bLz? Se os senhores quiserem/puderem reverberar este discaçO num tópico novoficial…o povo deste planeta, certo estou, ficará mui agradecido. bLz? Abs!

    xxxx

    Ponte entre Povos –
    A música dos índios e a música erudita no Amapá/Brasil
    gravado por índios: Palikur, Wayana, Apalai, Tiriyó e Katxuyana
    local: Amapá e Pará

    Lista de músicas:

    Disco 1 (Ponte entre Povos)
    01.Purupuru ruweny
    02.Eine Kleine Nachtmusik (Mozart)
    03.Minueto em Lá Maior (Boccherini)
    04.Kanawa oremi (canto da canoa de bebida)
    05.Enmehïr Yosokahtohu (música da madrugada)
    06.Tukutxi yoremuru katohu (música do beija-flor)
    07.Aramteman wakarepka (turé da garça)
    08.Wahsarehweyo – waxri kaiweye (a montanha do vagalume)
    09.Kurara ruweny (flauta de pã e flauta de casca de tracajá)
    10.Luëime – Flauta de Pã e voz
    11. Kapau jetpe – Turékoka

    Disco 2 (Palikur – Relembrar)
    01.Teira pa karo, eg kabimane karu (a arara gritando)
    02.Wakahgo – Wakar gahawkri (o avô das garças)
    03.Wanahwanah pohko (a gaivota do mar)
    04.Aramteman wakarepka (turé da garça)
    05.Kuruwey – Amuwe ke kurube (brilham como as borboletas)
    06.Marahkaiye – Kawokwine marakye kaine (onça maracá dançando)
    07.Korowa parawano – kuruwa parauhokwano (caranguejos do mar)
    08.Weyo mohro – Kamu amuwe (o sol brilha)
    09.Weyo – Kamu (o sol)
    10.Mekohro Kayeparo – Atiwi avurine pakir (negro cuidando do porco)
    11.Mekahro marahkayo – Atiwi kaine wawahmna (negro dançando maracá)
    12.Wasarehweyo – Waxri kaiweye (montanha do vagalume)
    13.Kwekeyomeh – Kwekwepka (dança dos papagaios)

    Disco 3 (Cantos do Tumucumaque)
    01.Maipulipkë ëlemi (canto da antazinha namorada)
    02.Maipuli ëlemi (canto da anta)
    03.Ulukue ëlemi (canto do pássaro rolinho)
    04.Maipuli ëlemi (canto da anta)
    05.Mula mula ëlemi (canto da garça mura mura)
    06.Mukauhpa oremi (canto do macau)
    07.Taamoko oremi (canto do taamoko)
    08.Kanawa oremi (canto da canoa de bebida)
    09.Makuariti oremi (canto do Uirapuru)
    10.Lueimë (flauta de pã)
    11.Kapau jetpë
    12.Kapau jetpë, puupu Iuen
    13.Kapau jetpë, puupu Iuen
    14.Puru Puru ruweny
    15.Ruweimo, Puru Puru Ruweny, aruko
    16.Tukutxi yoremuru katohu (canto do beija-flor)
    17.Yarami eremi kue (canto da mandioca)
    18.Parurun sororün (canto da banana comprida)
    19.Künoro erempato (canto da arara vermelha)
    20.Wui kuhto eremi (canto da mandioca)
    21.Marakina Pïro wiriki katohu (a arara maracanã)
    22.Wanana eremi (canto do camaleão)
    23.Tëëfa eremi (canto do tambor)
    24.Ma wikuyae tëëfa wëto
    25.Enmehir Yosokahtohu (música da madrugada)
    26.Kapai eremi (canto do tatu-canastra) (ESTA FAIXA NÃO VEIO NO ARQUIVO QUE BAIXEI…)

    Para saber mais sobre as canções:

    Esse disco triplo é outro projeto que só merece elogios a todos os envolvidos. Com a organização da pesquisadora e intérprete de música indígena Marlui Miranda, reuniram-se músicos indígenas das etnias Palikur, Wayana, Apalaí, Tiriyó e Katxuyana; e músicos da Escola de Música Walkíria Lima, do Amapá. Gravaram-se as experiências desse encontro, entre dois universos musicais tão diferentes, e registraram-se algumas músicas tradicionais dos povos indígenas envolvidos.

    O projeto teve ainda o apoio do Governo do Estado do Amapá, da APITU (Associação dos Povos Indígenas do Tumucumaque), a APIO (Associação dos Povos Indígenas do Oiapoque) e do SESC.

    O primeiro disco é o registro do encontro entre os músicos indígenas e não-índios e os outros dois são as gravações originais de cantos tradicionais de cada povo. Foi publicado ainda um livro explicando o contexto de cada canção e centenas de fotos e desenhos das culturas envolvidas.

    Marlui Miranda escreveu sobre esse projeto:

    “Ponte entre Povos foi realizado com um propósito de criação e interação artística, uma interação entre músicos, sem sons indígenas sampleados ou efeitos técnicos: tudo foi gravado ao vivo, no estúdio, discutido e aprovado no ato da gravação entre os participantes.”

    [Fonte: http://www.iande.art.br/musica/ponteentrepovos.htm ]

    xxxx

    LINK DO MEGA (nascido ontem! 09.03.17)…
    https://mega.nz/#!sJhiQQRY!q1-8P731IgL-6aPEk7EjDos0cSyi1vCVoG99I7eJZtc

Deixe uma resposta