.: interlúdio:. Invisible Threads: John Surman, Nelson Ayres & Rob Waring

IM-PER-DÍ-VEL !!!

O último CD do extraordinário John Surman tinha sido Saltash Bells, de 2012, um álbum solo que foi considerado um de seus melhores trabalhos. Invisible Threads marca a estreia de um novo trio que inclui o pianista, arranjador e compositor brasileiro Nelson Ayres e o percussionista norte-americano Rob Waring (que mora na Noruega desde 1981). Surman (que também mora lá) conheceu Ayres enquanto eles trabalhavam no disco Fala de Bicho, de Marlui Miranda, no Brasil. Depois, eles tocaram alguns shows juntos. A dupla seguiu caminhos separados com a intenção de voltar. Enquanto compunha ideias para enviar ao pianista, Surman continuava ouvindo o toque de Waring em sua cabeça. Então enviou arquivos de som com suas ideias também para Waring. Estava formado o trio sem bateria. Gravaram rapidamente e, nossa!, o resultado vale a pena ouvir. 

O disco é de uma fineza só. Tranquilo e de belos temas, melodias e timbres.

Invisible Threads: John Surman, Nelson Ayres & Rob Waring

1. At First Sight (02:33)
2. Autumn Nocturne (06:52)
3. Within the Clouds (04:48)
4. Byndweed (05:11)
5. On Still Waters (04:45)
6. Another Reflection (01:33)
7. The Admiral (05:15)
8. Pitanga Pitomba (07:06)
9. Summer Song (05:22)
10. Concentric Circles (06:32)
11. Stoke Damerel (03:37)
12. Invisible Threads (05:39)

Personnel:
John Surman, soprano and baritone saxophones, bass clarinet
Nelson Ayres, piano
Rob Waring, vibraphone, marimba

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Waring, Ayres e Surman: mestres
Waring, Ayres e Surman: mestres

PQP

1 comment / Add your comment below

  1. Muitíssimo bom. Maravilhoso! Acostumados que estamos com a bateria, desta feita sem ela, nem sentimos falta.
    Muitissimo obrigado, É mais um Surman para a nossa alegria.
    Sem querer ser chato, pediria a Vossa Excelência Reverendíssima, postar também Madeleine Peyroux, a fantástica. Mas isso somente quando você estiver naqueles dias, isto é, no estado de graça!
    Obrigado e abraços.

Deixe uma resposta