Philip Glass (1937): The Photographer

just-500x500The Photographer é uma performance em três partes para mídia mista acompanhada de música — a peça é também às vezes referida como uma ópera de câmara. O libreto é baseado na vida e no julgamento do fotógrafo inglês do século XIX Eadweard Muybridge (1830-1904). Em 1874, morando em São Francisco, Muybridge descobriu que sua esposa tinha um amante, o Major Harry Larkyns. Em outubro de 1874, ele procurou Larkyns e disse, “Good evening, Major, my name is Muybridge and here is the answer to the letter you sent my wife” (Boa noite Major, meu nome é Muybridge e aqui está a resposta para a carta que você enviou para minha esposa). Então, matou o Major com um tiro de espingarda. Muybridge foi absolvido por este ser considerado “um homicídio justificável”. Encomendado pelo Festival da Holanda, a ópera foi montada pela primeira vez em 1982 no Palácio Real de Amsterdã.

A música de The Photographer é muito boa.

Um dos trabalhos de Muybridge
Um dos trabalhos de Muybridge

Philip Glass (1937): The Photographer

A1 ACT I: “A Gentleman’s Honor” (Vocal) Lead Vocals – Marlene VerPlanck 3:17
A2 ACT II 16:25
A3 “A Gentleman’s Honor” (Instrumental) 3:15
B ACT III 19:17

Chorus – Adrienne Albert, Betty Baisch, Dora Ohrenstein, Maeretha Stewart, Marlene VerPlanck, Mary Sue Berry, Rose Marie Jun
Flute, Soprano Saxophone, Baritone Saxophone, Alto Saxophone – Jack Kripl
French Horn – Bob Carlisle, Ron Sell
Keyboards, Piano, Synthesizer [Bass], Engineer, Conductor – Michael Riesman
Producer, Engineer – Kurt Munkacsi
Producer, Music By, Organ [Electric] – Philip Glass
Strings – Carol Pool, Jeanne Ingraham*, Jill Jaffe, Judy Geist, Lew Eley*, Maureen Gallagher, Ted Israel*
Strings, Concertmaster – Marin Alsop
Trombone – Alan Raph, Jim Pugh
Trumpet – Ed Carroll*, Lew Soloff
Violin – Paul Zukofsky

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Você quer um autógrafo?
Você quer um autógrafo?

PQP

3 comments / Add your comment below

  1. Eu vejo duas tragédias aqui: a primeira, um tiro de espingarda à queima roupa pra aliviar o pêso da galhada. A segunda, esta música dele que considero bem fraquinha. Com muita atenção, pegamos algum desafinado…
    Obrigado pela postagem.
    Gostaria de perguntar aos amigos do Blog se alguem já ouviu falar de um compositor classico chamado Doug Maxwell.
    Muito obrigado e abraços

  2. Eadweard Muybridge quiso demostrar con esa secuencia fotográfica tomada a gran velocidad (no era un film) que en algún momento el caballo que galopa tiene las cuatro patas en el aire.

  3. Julio, ontem eu reparei exatamente no que você diz. De fato o cavalo por um instante mantem as 4 patas no ar, mas não considero uma relação obrigatória e lógica entre esse evento e a música em si.
    abraços

Deixe uma resposta para Juliowolfgang Mozart Cancelar resposta