Anton Bruckner (1824-1896): Sinfonia Nº 7 / Richard Wagner (1813-1883): Marcha Funeral de Siegfried

Anton Bruckner (1824-1896): Sinfonia Nº 7 / Richard Wagner (1813-1883): Marcha Funeral de Siegfried

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Um disco realmente espetacular. É a única gravação que conheço da 7ª de Bruckner que pode ombrear com o registro de Bernard Haitink. Não é pouca coisa. A música é lindíssima, plenamente melodiosa e forte. Casualmente, a estreia desta sinfonia ocorreu em 30 de dezembro de 1884, em Leipzig, com a mesma Gewandhausorchester desta gravação. Durante a vida do compositor, a 7ª foi a mais elogiada de suas sinfonias. Ela ainda é considerada por muitos autores como a grande obra‑prima de Bruckner. O Adagio, escrito quando o compositor recebeu a notícia da morte de Wagner, é normalmente tido como o ponto culminante de toda a sua obra e um dos elogios fúnebres mais belos de todo o repertório orquestral. Diz a lenda que o tema do trompete do Scherzo foi cantado para Bruckner por um galo que o acordava todas as manhãs em Saint-Florian. Porém, na minha opinião, o principal movimento desta sinfonia é o primeiro — alta, elegante e dignamente lírico. A sinfonia termina com uma coda triunfante. Obrigatório ouvir.

Richard Wagner (1813-1883)

Götterdämmerung, WWV 86D / Act 3
1. Siegfried’s Funeral March 09:12

Anton Bruckner (1824-1896)

Symphony No.7 In E Major, WAB 107 – Ed. Haas
2. 1. Allegro moderato 21:41
3. 2. Adagio. Sehr feierlich und sehr langsam 23:07
4. 3. Scherzo. Sehr schnell – Trio. Etwas langsamer 09:43
5. 4. Finale. Bewegt, doch nicht schnell 13:04

Gewandhausorchester
Andris Nelsons, conductor

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Gordão talentoso, querido! Meu carola preferido!
Bruckner: gordão talentoso, querido! Meu carola preferido!

PQP

Antonio Vivaldi (1685-1752) – Vivaldi Sacred Music – CD 1, 2 e 3 de 10 – King´s Consort, Robert King,

Vol.01 - cda66769

NOVOS LINKS COM ARQUIVOS EM 320 KB/S !!

Considero esta espetacular coleção com a produção sacra de Vivaldi um item fundamental na discoteca de qualquer admirador do padre ruivo. É espetacular, volto a salientar. Os músicos do ‘The King´s Consort’, grupo dirigido pelo maestro inglês Robert King, estavam muito inspirados quando realizaram estas gravações.
Volto a salientar que estes CDs tem momentos sublimes, com solistas, corais e o próprio conjunto orquestral impecáveis, nos trazendo interpretações magníficas. É coisa para se guardar com carinho e ouvir á exaustão dezenas de vezes.
Vamos então ao que viemos, com os três primeiros cds, onde teremos a ‘Magnificat’, o ‘Dixit Dominus’ e uma de minhas obras favoritas de Vivaldi, ‘Lauda Jerusalem’.

CD 1

1 – 9  Magnificat, RV 610a
10 – Lauda Jerusalem (Psalm 147) RV. 609
11 – 13 – Kyrie, RV. 609
14 – 17 – Credo RV 591
18 – 27 Dixit Dominus (Psalm 110)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 2

1- 4 –  In furore giustissimae irae, RV 626
5 – 8 –  Longe mala, umbrae, terrores
9 – 12 – Clarae stellae, scintillate
13 – 16 – Canta in Prato, ride in monte
17 – 19 – Filiae Mestae Jerusalem
20 – 23 – Nulla in mundo pax sincera

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 3

1 – 11 Dixit Dominus (Psalm 110 ‘of Prague’), RV 595
12 – 14 – Domine ad adjuvandum me festina (Psalm 70)
15 – Credidi propter quod locutus sum (Psalm 116)
16 – 30 – Beatus vir, (Psalm 112)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Susan Gritton, Lisa Milne – Sopranos
Cartherine Denley – Contralto
Lynton Atkinson – Tenor
David Wilson- Johnsn – Bass
The Choristes and Choir of The King´s Consort
The King´s Consort
Robert King – Conductor

.: interlúdio :. John Coltrane & Frank Wess: Wheelin’ & Dealin’ (1957)

.: interlúdio :. John Coltrane & Frank Wess: Wheelin’ & Dealin’ (1957)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Certa vez, num bar, após um concerto daqueles gloriosos, estávamos num grupo de umas 15 pessoas, entre os músicos que se apresentaram e outras pessoas, todas bastante qualificadas do ponto de vista de formação, digamos assim. Uma delas, uma escritora chilena, pontificou:

Para identificarmos um mau caráter, basta observar como ele trata as crianças. Se ele as despreza ou humilha, não é incontestável, mas o cara tem boas possibilidades de ser um deles.

Até hoje, pude comprovar a lei. Parece ser verdadeira, ao menos na amostragem disponível a mim. Mas houve uma resposta paralela de um excepcional violoncelista uruguaio, infelizmente já falecido:

Concordo contigo, e adendo outra lei. Um cara pode não gostar de música erudita ou de jazz: OK. Um cara pode não gostar de eruditos, mas gostar de jazz: OK, até porque um dia ele chegará a nós de alguma forma. Um cara pode gostar de ambos: OK. Mas se o cara gostar de eruditos e não gostar de jazz, ele será ou racista ou da direita troglodita. Cuidem bem, não há erro.

Tinha esquecido desta declaração, mas lembrei dela ontem, quando ouvi três pessoas mal disfarçando seu racismo numa loja de CDs eruditos. Se denunciados, mesmo informalmente e de brincadeira, negariam. Mas, nossa, que nojo, que nojo. Será que o uruguaio tinha razão?

John Coltrane & Frank Wess: Wheelin’ & Dealin’ (1957)

01. Things Ain’t What They Used To Be
02. Wheelin’ (Take 2)
03. Wheelin’ (Take 1)
04. Robbins Nest
05. Dealin’ (Take 2)
06. Dealin’ (Take 1)

John Coltrane (tenor saxophone)
Frank Wess (tenor saxophone, flute)
Paul Quinichette (tenor saxophones)
Mal Waldron (piano)
Doug Watkins (bass)
Art Taylor (drums)

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Coltrane gênio!
Coltrane gênio!

PQP

Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Complete Masterpieces – CDs 45 a 50 – Piano Sonatas

81qUOSQaXZL._SL1500_Ao menos por um tempo não terei maiores problemas com o meu servidor de armazenamento, então continuo com o Mega. Esse foi o motivo pelo qual parei com minhas postagens por um tempo, principalmente com essa coleção de Beethoven e a de Música Sacra de Vivaldi, à qual retornarei com arquivos em melhor qualidade.
Vou trazer hoje então o restante dos volumes dedicados às sonatas para piano. Devido a um erro de digitação, coloquei o CD 45 na postagem anterior, mas na verdade ele entra aqui e agora.

CD 45

01. Piano Sonata No.16 in G Major Op.31 No.1 – Allegro vivace
02. Piano Sonata No.16 in G Major Op.31 No.1 – Adagio grazioso
03. Piano Sonata No.16 in G Major Op.31 No.1 – Rondo – Allegretto

Yukio Yokohama – Piano

04. Piano Sonata No.17 in D minor Op.31 No.2 ‘Der Sturm’ – Largo – Allegro
05. Piano Sonata No.17 in D minor Op.31 No.2 ‘Der Sturm’ – Adagio
06. Piano Sonata No.17 in D minor Op.31 No.2 ‘Der Sturm’ – Allegretto

Gehard Oppitz – Piano

CD 46

01. Piano Sonata No.18 Op.31 No.3 in E-flat Major – Allegro
02. Piano Sonata No.18 Op.31 No.3 in E-flat Major – Scherzo – Allegretto vivace
03. Piano Sonata No.18 Op.31 No.3 in E-flat Major – Menuetto – Moderato e grazioso
04. Piano Sonata No.18 Op.31 No.3 in E-flat Major – Presto con fuoco
05. Piano Sonata No.19 Op.49 No.1 in G minor – Andante
06. Piano Sonata No.19 Op.49 No.1 in G minor – Rondo – Allegro
07. Piano Sonata No.20 Op.49 No.2 in G Major – Allegro ma non troppo
08. Piano Sonata No.20 Op.49 No.2 in G Major – Tempo di menuetto

Yukio Yokohama – Piano

09. Piano Sonata No.21 Op.53 in C Major ‘Waldstein’ – Allegro con brio
10. Piano Sonata No.21 Op.53 in C Major ‘Waldstein’ – Adagio molto
11. Piano Sonata No.21 Op.53 in C Major ‘Waldstein’ – Allegretto moderato

Vladimir Horowitz – Piano

CD 47

01. Piano Sonata No.22 in F Major Op.54 – In Tempo d’un menuetto
02. Piano Sonata No.22 in F Major Op.54 – Allegretto

Yukio Yokohama – Piano

03. Piano Sonata No.23 in F minor Op.57 ‘Appassionata’ – Allegro assai
04. Piano Sonata No.23 in F minor Op.57 ‘Appassionata’ – Andante con moto
05. Piano Sonata No.23 in F minor Op.57 ‘Appassionata’ – Allegro ma non troppo

Justus Frantz

06. Piano Sonata No.24 Op.78 ‘A Therese’ – Adagio cantabile – Allegro ma non troppo
07. Piano Sonata No.24 in F-sharp Major Op.78 ‘A Therese’ – Allegro vivace

Robert Casadesus – Piano

08. Piano Sonata No.25 in G Major Op.79 ‘Kuckuck’ – Presto alla tedesca
09. Piano Sonata No.25 in G Major Op.79 ‘Kuckuck’ – Andante
10. Piano Sonata No.25 in G Major Op.79 ‘Kuckuck’ – Vivace

Yukio Yokohama – Piano

CD 48

01. Piano Sonata No.26 Op.81a ‘Les Adieux’ – Das Lebewohl – Adagio – Allegro
02. Piano Sonata No.26 Op.81a ‘Les Adieux’ – Abwesenheit – Andante espressivo
03 Piano Sonata No.26 Op.81a ‘Les Adieux’ – Das Wiedersehen – Vivacissimo

Gerhard Oppitz

04. Piano Sonata No.27 – Mit Lebhaftigkeit und durchaus mit Empfindung und Ausdruck
05. Piano Sonata No.27 Op.90 – Nicht zu geschwind und sehr singbar vorgetragen
06. Piano Sonata No.28 Op.101 – Etwas lebhaft und mit der innigsten Empfindung
07. Piano Sonata No.28 in A Major Op.101 – Lebhaft, marschmabig (Vivace alla marcia)
08. Piano Sonata No.28 – Langsam und sehnsuchtsvoll (Adagio ma non troppo, con affetto)
09. Piano Sonata No.28 – Geschwinde, doch nicht zu sehr und mit Entschlossenheit(Allegro)

Charles Rosen – Piano

CD 49

01. Piano Sonata No.29 in B-flat Major Op.106 ‘Hammerklavier’ – Allegro
02. Piano Sonata No.29 Op.106 ‘Hammerklavier’ – Scherzo – Assai vivace
03. Piano Sonata No.29 – Adagio sostenuto – Appassionato e con molto sentimento
04. Piano Sonata No.29 Op.106 ‘Hammerklavier’ – Largo – Allegro risoluto

Charles Rosen – Piano

CD 50

01. Piano Sonata No.30 in E Major Op.109 – Vivace ma non troppo
02. Piano Sonata No.30 in E Major Op.109 – Prestissimo
03. Piano Sonata No.30 in E Major Op.109 – Andante molto cantabile ed espressivo
04. Piano Sonata No.31 in A-flat Major Op.110 – Moderato cantabile molto espressivo
05. Piano Sonata No.31 in A-flat Major Op.110 – Allegro molto
06. Piano Sonata No.31 Op.110 – Adagio ma non troppo – Fuga – Allegro ma non troppo
07. Piano Sonata No.32 Op.111 – Maestro – Allegro con brio ed appassionato
08. Piano Sonata No.32 Op.111 – Arietta – Adagio molto semplice e cantabile

Charles Rosen – Piano

CD 45 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 46 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 47 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 48 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 49 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 50 BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Manuel de Falla (1876-1946): El sombrero de tres picos / Amor brujo

Manuel de Falla (1876-1946): El sombrero de tres picos / Amor brujo

Não sou um apaixonado pelo nacionalismo espanhol, mas a qualidade deste CD me dobrou. Dutoit, ex-aluno de Ansermet, trouxe consigo o amor pelas nuances de seu mestre e realiza aqui um admirável trabalho. A sonoridade geral é encorpada, porém clara. Os solistas vocais de fala francesa mandam bala bem no espanhol. Se você estiver procurando os dois grandes balés de de Falla em um só disco, acaba de encontrar. Grande CD!

Manuel de Falla (1876-1946): O chapéu de três bicos + El amor Brujo

1. The Three Cornered Hat, Intro: Part I: Afternoon/Dance Of The Miller’s Wife/The Grapes – Colette Boky/Richard Hoenich
2. The Three Cornered Hat, Part II: The Neighbours’ Dance/The Miller’s Dance/The Corregidor’s… – Colette Boky/Richard Hoenich
3. Love, The Magician – Huguette Tourangeau

Colette Boky soprano
Richard Hoenich basson
Orchestre Symphonique de Montréal
Charles Dutoit

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Manuel de Falla mostra o esplendor de seu bigode para os pequepianos.
Manuel de Falla mostra o esplendor de seu bigode para os pequepianos.

PQP

Anton Bruckner (1824-1896): Sinfonia No. 3 em Ré menor (Sinfonia Wagner) (CD 1 de 12)

Anton Bruckner (1824-1896): Sinfonia No. 3 em Ré menor (Sinfonia Wagner) (CD 1 de 12)

Recado de PQP: IM-PER-Dí-VEL !!! 

Costumava achar que as obras-primas dentre as Sinfonias de Bruckner estavam entre as de numero 4 a 9, mas a 3ª também é extraordinária. É música grandiosa e difícil, que vale todo o investimento cerebral que você fizer para ouvi-la. Celibidache esmerilha. Mas passemos a palavra ao Carlinus.

Passei muito tempo alimentando o intento de iniciar uma integral com as sinfonias de Anton Bruckner. A princípio a tarefa me pareceu difícil, estava com preguiça. Hoje, após ter tomado a resolução de forma intempestiva, resolvi-me pela condução de Sergiu Celibidache. E por quê? Primeiro, porque as sinfonias de Bruckner são trabalhos densos, enormes; repletas de um espírito de onipotência. Após ouvirmos Bruckner ficamos com aquela sensação de que fomos visitados por um evento ascético,  divino. Segundo, gosto da condução de Celibidache. Ainda não ouvi a caixa com os 12 CDs, mas acredito que um Bruckner denso, enorme, sendo conduzido por um Celibidache, deve resultar num casamento interessante. Então está justificado o porquê de minha escolha. Curiosamente, a caixa com 12 CDs começa pela Sinfonia No. 3, também conhecida como Sinfonia Wagner. O trabalho é do ano de 1873. Não deixe de ouvir, de apreciar este extraordinário post. Bom deleite!

Anton Bruckner (1824-1896) – Sinfonia No. 3 em Ré menor – “Sinfonia Wagner”

01 – I. Mehr langsam. Misterioso
02 – II. Adagio, bewegt, quasi Andante
03 – III. Ziemlich schnell
04 – IV. Allegro
05 – Applaudissements

Version: 1888/89
Edition: Leopold Nowak

Münchner Philharmoniker
Sergiu Celibidache, regente

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Celibidache: gênio, gênio, gênio, gênio
Celibidache: gênio, gênio, gênio, gênio

Carlinus

Carl Nielsen (1865–1931): Integral das Sinfonias – Sinfonias Nº 4 e Nº 6 (final)

Carl Nielsen (1865–1931): Integral das Sinfonias – Sinfonias Nº 4 e Nº 6 (final)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Ai, os discos de Karajan…! Grandes gravações, grandes fracassos, o cara não se contentava com nada comum! Mediocridade não era com ele. A primeira vez que vi a Inextinguível à venda foi num lançamento da DG sob a batuta do HvK. A capa era tão espetacular, com um sol vermelho no horizonte, mais arco-íris e silhueta de montanhas e aquele enorme Inextinguishable de lado a lado com o nome do regente em letras um pouco menores, que era impossível não comprar. Mas que bosta de disco! Como ele teve a coragem de gravar aquilo? Mas tudo muda nesta gravação da Chandos.

Não é a minha sinfonia preferida de Nielsen. Esta 4ª, escrita em 1916, me parece dotada de um senso de estilo um tanto vacilante, apesar de vários bons momentos. De indiscutível mesmo, há o quarto movimento, absolutamente arrebatador nesta gravação e mesmo com Karajan. É obra desigual, em minha opinião.

Já a 6ª Sinfonia, “Simples”, escrita às portas da morte, é sensacional. Cheia de sarcasmo, antecipa em poucos anos o que faria Dmitri Shostakovich em seus momentos de humor mais dantesco. A intenção de Nielsen, em muitos momentos, parece ser a de chocar. Ele anuncia que fará, a gente fica meio na dúvida, mas ele faz até mais do que se espera. Sempre dou risadas quando volto a ouvi-la após algum tempo. O tema de abertura não pode ser mais Shosta e Nielsen não estava brincando quando chamou o segundo movimento de Humoreske. Mais: Nielsen devia estar dando barrigadas de riso quando criou o Thema med Variationer, que acaba com um fagote meio incerto, sei lá. Há casos assim: o sujeito está doente, sabe que vai morrer e solta a franga. Novamente, o trabalho da orquestra escocesa faz jus tanto a gritos de Bravo! quanto aos melhores uísques.

Baita CD!

Carl Nielsen (1865 – 1931): Integral das Sinfonias – Sinfonias Nº 4 e Nº 6 (final)

Symphony No. 4, ‘Det Uundslukkelige’, ‘The inextinguishable’, Op. 29 (FS 76)
1. I Allegro
2. II Poco allegretto
3. III Poco adagio quasi andante
4. IV Allegro – glorioso – Tempo giusto

Symphony No. 6, ‘Sinfonia semplice’ Op. 116 (FS 116)
5. I Tempo giusto – Allegro passionato – Lento, ma non troppo – Tempo 1 (giusto)
6. II Humoreske. Allegretto
7. III Proposta Seria. Adagio
8. IV Thema med Variationer. Allegro – Tema: Allegretto un poco – Variations I-IX – Fanfare

Royal Scottish National Orchestra
Bryden Thomson

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

E daí se eu gosto do meu cabelo pra cima?
E daí se eu gosto do meu cabelo pra cima?

PQP

200 Anos de Música em Versailles – Uma viagem ao coração do Barroco Francês – CD5/20: Os “prazeres” de Versailles durante o reinado de Luis XIV: Concertos e Sinfonias para o Rei.

front

200 Anos de Música em Versailles
Uma viagem ao coração do Barroco Francês

CD5/20: Os “prazeres” de Versailles durante o reinado de Luis XIV: Concertos e Sinfonias para o Rei.

Em 1683, Luís XIV introduziu os “soirées d’appartement” em Versalhes: três noites por semana, jogos e música para o entretenimento dos cortesãos. No Mars Salon, onde as atividades musicais aconteciam, os virtuosos músicos do rei eram ouvidos, incluindo os Couperins, d’Anglebert, Marais, Hotteterre, La Barre e outros. Compostos no final do reinado de Luis XIV, os Concerts royaux de Francois Couperin estão entre as obras mais refinadas e mais pessoais já apresentadas na corte do Rei Sol. Em sua velhice, Luis XIV os ouvia todos os dias para alegrar sua solidão.

Em dias especiais, quando havia celebrações de algum tipo em Versalhes, o protocolo da corte exigia que a orquestra de câmara de Luís XIV, a 24 Violons du Roi, tocasse durante a Ceia do Rei, em uma sala conhecida como Antichambre du Grand Couvert. Ali, durante três quartos de hora (a duração da refeição), a orquestra tocava peças instrumentais, com o Surintendant de la Musique de la Chambre marcando o compasso. Estas Symphonies pour le Souper du Roi eram de fato suítes de dança, com as danças tiradas de óperas que estavam então na moda e organizadas para a ocasião. Mas alguns músicos, incluindo Lalande e Jean-Baptiste Lully (filho), compuseram peças especialmente para esse fim.

back

200 Anos de Música em Versailles
Concertos e Sinfonias para o Rei.

François Couperin (France, 1668 -1733)
01. Premier Concert royal  1. Prelude
02. Premier Concert royal  2. Allemande
03. Premier Concert royal  3. Sarabande
04. Premier Concert royal  4. Gavotte
05. Premier Concert royal  5. Gigue
06. Premier Concert royal  6. Menuet
07. Deuxième Concert royal  1. Prelude
08. Deuxième Concert royal  2. Allemande fugue
09. Deuxième Concert royal  3. Air tendre
10. Deuxième Concert royal  4. Air contre-fugue
11. Deuxième Concert royal  5. Echos
Les Folies Françoises, Patrick Coën-Akenine, violon et dir.

Michel Richard de Lalande (France, 1657-1726)
12. Symphonies pour les Soupers du Roi  1. Ouverture
13. Symphonies pour les Soupers du Roi  2. Prelude
14. Symphonies pour les Soupers du Roi  3. Marche des Candiots
15. Symphonies pour les Soupers du Roi  4. Air des Candiots
16. Symphonies pour les Soupers du Roi  5. Air des Combattants
17. Symphonies pour les Soupers du Roi  6. Chaconne
18. Symphonies pour les Soupers du Roi  7. Air d’Ancelade
Jean-Baptiste Lully Fils (França, 1665-1743)
19. Concert donné au souper du Roi 1. Ouverture
20. Concert donné au souper du Roi 2. Sarabande
21. Concert donné au souper du Roi 3. Bourree
22. Concert donné au souper du Roi 4. Quatrième Air en suite
23. Concert donné au souper du Roi 5. Loure
24. Concert donné au souper du Roi 6. Premier et deuxième Rigaudon
25. Concert donné au souper du Roi 7. Grand Air en suite
26. Concert donné au souper du Roi 8. Rondeau en suite
27. Concert donné au souper du Roi 9. Grand Air en fanfare
28. Concert donné au souper du Roi 10. Passacaille
Musica Florea. Marek Štrynel, dir.

200 Anos de Música em Versailles
CD5/20: Os “prazeres” de Versailles durante o reinado de Luis XIV: Concertos e Sinfonias para o Rei. – 2007

box frontCD 5/20 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 357 MB

CD 5/20 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 | 320 kbps | 137 MB

Encarte/Scans – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – HD, 190 MB, para a edição toda.

powered by iTunes 12.7.4 | 59 min 59 seg

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar.

When you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip.

.Boa audição.

Avicenna