History of the Sacred Music vol 05/06: The Polyphonic Mass from the Middle Ages to the Renaissance- (c.1300-c.1600)

cd5Harmonia Mundi: História da Música Sacra
vol 05/06: A missa polifônica, da Idade Média à Renascença (c.1300-c.1600)

Repostagem para incluir a versão em  FLAC do CD # 5, gentilmente cedida pelo nosso estimado ouvinte Wagner Matos Ribeiro. Não tem preço !!!

A Missa era a forma musical mais importante para os compositores da Ars Nova e Renascença.

Durante a Idade Média, a música tinha evoluído da monodia gregoriana para a polifonia vocal e instrumental. Em termos modernos, diríamos que a missa era o contexto onde os compositores aplicavam mais significativamente os seus esforços criativos. Algumas missas caracterizavam-se por usarem um tema base – o cantus firmus – geralmente tomado de empréstimo, e que funcionava como uma espécie de viga melódica sobre a qual se construía o edifício polifônico.

A fonte podia ser sagrada ou profana; depois era isorritmicamente tornada irreconhecível e colocada, com o texto litúrgico, nas vozes interiores (tenor e alto) ao longo da missa, unificando assim as várias partes: Kyrie, Gloria, Credo, Sanctus & Agnus Dei.

Guillaume Dufay, um dos primeiros grandes mestres franco-flamengos, foi pioneiro no uso decanções populares em missas de cantus firmus, como a missa L’Homme Armé, obra que sobreviveu através de livros iluminados. Mas cinqüenta anos de pois, já na era da música impressa, Josquin Desprez – “o príncipe dos compositores” – inovou a tradição, alargando o cantus firmus às outras vozes, em missas como L’Homme Armé, publicada em 1502 pelo editor Petrucci de Veneza.

O Renascimento trouxe uma expressiva evolução tanto para a música sacra quanto para a secular. Na música sacra os compositores concentravam seus esforços em missas e motetos. As melodias do Canto Gregoriano tinham-se constituído no material básico das primeiras composições polifônicas das missas, porém Guillaume Dufay (c. 1400-1474) e outros usaram canções seculares com a mesma finalidade.

Músicos dos Países Baixos dominaram o cenário musical europeu durante a segunda metade do séc. XV. O estilo polifônico estabelecido por Johannes Ockeghem (1425-1495) e Josquin des Près (1440-1521) ampliou a dimensão sonora e persistiu até o início do séc. XVI; gradualmente, porém, diversos estilos e formas nacionais começaram a surgir. Na Alemanha, o coral luterano estabeleceu suas raízes, enquanto na Inglaterra o hino (o equivalente protestante do moteto latino) assumiu seu lugar na liturgia da Igreja Anglicana.

CD06_FRONTA missa polifônica alcançou seu apogeu através da obra de três grandes compositores: o italiano Giovanni Palestrina (1525-1584), o espanhol Luis de Victoria (1548-1611) e o flamengo Orlando de Lassus (1532-1594). Em Veneza, um estilo multicoral mais rebuscado foi desenvolvido por Andrea Gabrieli (1510-1586) e seu sobrinho e aluno Giovanni Gabrieli (1557-1612).

Giovani Pierluigi da Palestrinha indica os rumos da música na Igreja Católica, organizando e simplificando o contraponto. No ambiente da Contra Reforma, Palestrina foi incumbido de escrever uma música que buscasse uma maior compreensão do texto litúrgico
(http://www.dellisola.com.br/musica/MISSA.pdf)

Palhinha: ouça a integral de Messe “La Bataille”

History of the Sacred Music vol. 05: The Polyphonic Mass from the Middle Ages to the Renaissance (c.1300-c.1600)-1
Guillaume de Machaut (sometimes spelled Machault) (France, c.1300-April 1377)
Estonian Philharmonic Chamber Choir, Maestro Paul Hillier
01. Messe de Notre Dame – 1. Kyrie
02. Messe de Notre Dame – 2. Gloria
03. Messe de Notre Dame – 3. Credo
04. Messe de Notre Dame – 4. Sanctus
05. Messe de Notre Dame – 5. Agnus Dei
06. Messe de Notre Dame – 6. Ite, missa est
Josquin Desprez (Franco-Flemish, c.1450 to 1455 – 1521)
Ensemble Clément Janequin & Dominique Visse (countertenor)
07. Missa Pange lingua – 1. Kyrie
08. Missa Pange lingua – 2. Gloria
09. Missa Pange lingua – 3. Credo
10. Missa Pange lingua – 4. O Salutaris
11. Missa Pange lingua – 5. Agnus
Clément Janequin (France, c.1485 – 1558)
Ensemble Clément Janequin & Dominique Visse (countertenor)
12. Messe “La Bataille” – 1. Kyrie
13. Messe “La Bataille” – 2. Gloria
14. Messe “La Bataille” – 3. Credo
15. Messe “La Bataille” – 4. Sanctus
16. Messe “La Bataille” – 5. Agnus Dei

History of the Sacred Music vol. 05: The Polyphonic Mass from the Middle Ages to the Renaissance-1 – 2009

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 309,0 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps | 155,4 MB

powered by iTunes 12.2.3 | 1 h 09 min

History of the Sacred Music vol. 06: The Polyphonic Mass from the Middle Ages to the Renaissance (c.1300-c.1600) – 2
Orlande de Lassus (also Orlandus Lassus, Orlando di Lasso, Roland de Lassus, or Roland Delattre) (Franco-Flemish, 1532/1530-1594)
Huelgas-Ensemble. Maestro Paul Van Nevel
01. Missa ‘Tous les regretz’ – 1. Kyrie
02. Missa ‘Tous les regretz’ – 2. Gloria
03. Missa ‘Tous les regretz’ – 3. Credo
04. Missa ‘Tous les regretz’ – 4. Sanctus
Giovanni Pierluigi da Palestrina (Italy,1525-1594)
La Chapelle Royale & Ensemble Organum. Maestro Philippe Herreweghe
06. Missa ‘Viri Galilaei’ – 1. Kyrie
07. Missa ‘Viri Galilaei’ – 2. Gloria
08. Missa ‘Viri Galilaei’ – 3. Credo
09. Missa ‘Viri Galilaei’ – 4. Sanctus
10. Missa ‘Viri Galilaei’ – 5. Benedictus
11. Missa ‘Viri Galilaei’ – 6. Agnus Dei – I
12. Missa ‘Viri Galilaei’ – 7. Agnus Dei – II
William Byrd (England, 1540 – 1623)
Pro Arte Singers. Maestro Paul Hillier
13. Mass for 4 Voices – 1. Kyrie
14. Mass for 4 Voices – 2. Gloria
15. Mass for 4 Voices – 3. Credo
16. Mass for 4 Voices – 4. Sanctus
17. Mass for 4 Voices – 5. Benedictus
18. Mass for 4 Voices – 6. Agnus Dei

History of the Sacred Music vol. 06: The Polyphonic Mass from the Middle Ages to the Renaissance (c.1300-c.1600) – 2

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC | 289,5 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps | 151,5 MB

powered by iTunes 12.2.3 | 1 h 10 min

Encarte e letras dos 30 CDs – AQUI – HERE

Boa audição.

 

e8mr6q

 

 

 

.

.

Avicenna, com um empurrão do FDP!

6 comments / Add your comment below

  1. Ave, Avicenna!
    Você acredita em coincidências? Eu não só acredito como acho que há algo mais do que apenas coincidências. Sabe como é, universo sincrônico, as coisas acontecem juntas… Bom, isso é papo para outro blog…
    Eu tenho prestado atenção nas postagens das missas renascentistas. O disco (continuo chamando essas unidades musicais assim, desde que passaram de LPs para CDs e agora se apresentam como arquivos) que mais gostei foi o da missa “Ave maris stella” com o Weser-Renaissance Bremen, regido pelo Manfred Cordes. Bom, lá estava eu no centro de Niterói e passei pela livraria de usados que também tem uns CDs usados (muito usados…). Aquilo é uma verdadeira bagunça, tudo misturado. Sem contar que, às vezes, achamos um disco interessante, e ao abrir a capa, ou o disco sumiu ou lá se encontra outro disco, muito outro, entende?
    Bom, mesmo assim, achei uma preciosidade: um disco de banca, daquelas coleções que a Salvat (?) editava. Um Des Près com pedigree. As missas Pange lingua e La sol fá ré mi, interpretadas pelo Tallis Scholars, regidos por Peter Philips. É isso coincidência? Bom, tome de missa Pange lingua.
    Seja lá como for, achei que você precisava saber.
    Já baixei o arquivo de hoje. Agora é achar tempo para ouvir tudo.
    Canta, minha língua
    Este mistério do corpo glorioso,
    E do sangue precioso…
    Abraços!
    PS: Você tem essa gravação? Acho que sim, pois isso não deve ser nem figurinha carimbada. De qualquer forma, tenho o arquivo flac que ripei do CD.

    1. Ave, Mário!
      Outra coincidência aconteceu comigo há uns 5 anos quando visitava uma antiga prisão em Natal, RN, hoje transformada em um Mercado de Artes. Entrei numa lojinha que mais parecia uma loja de armarinhos e me deparei com um CD largado numa prateleira, debaixo de uns panos: era a Missa de Alcaçuz de Danilo Guanais com o Madrigal da UFRN e Orquestra, Maestro André Oliveira. OURO PURO!!!!!!

      Tenho as missas Pange lingua e La sol fá ré mi, interpretadas pelo Tallis Scholars, mas em mp3. Se você puder me enviar a versão em flac será maravilhoso.

      Meu email é avicenna@uol.com.br.

      Um grande abraço,

      Avicenna

Deixe uma resposta