Cesar Frank (1822-1890) – Sonate pour Violin & Piano, Gabriel Fauré (1845-1924) – Sonate pour Violin & Piano, Eduard Lalo (1823-1892) – Symphonie Espagnole – Christian Ferras, Pierre Barbizet

slipcasefrontEste CD faz parte de  uma coleção da gravadora EMI intitulada “Les Introuvables”. Como o meu conhecimento da língua francesa é precário, recorri a meus colegas colaboradores daqui do PQPBach. O monge Ranulfus, ainda em retiro espiritual em uma paradisíaca praia do litoral brasileiro, tradutor da bela língua durante muitos anos, e o russo naturalizado gaúcho (ou seria o contrário?) Vassily Grienrikovich  (sim, ele está voltando, depois de alguns anos meditando, em viagens pela África e pela Europa do Leste e também por alguns rincões distantes do nosso país) me ofereceram então uma bela opção para a tradução desta palavra que não teria similar em português: Inencontráveis. Interessante levando em consideração a proposta da EMI: gravações raras, pouco ou talvez nunca comercializadas. “Tesouros” poderia ser uma opção, mas esta palavra pode ter outras possibilidades de entendimento. Por isso então fico com ‘Inencontráveis’ .

Enfim, este CD traz algumas pérolas discográficas deste grande violinista francês que suicidou-se antes de completar os cinquenta anos de idade.

Começa com a Sonata de Cesar Frank, uma joia do romantismo, talvez a principal obra deste compositor. Em seguida, temos outra pérola, a Sonata de Gabriel Fauré, para concluir com a “Symphonie Espagnole” de Lalo. Ou seja, um repertório basicamente francês.

Espero que os senhores apreciem. Eu gostei muito, principalmente da Sonata de Frank, uma das mais belas e intensas interpretações que já ouvi.

01 – Sonate pour violon & piano en la majeur – 1. Allegretto ben moderato
02 – Sonate pour violon & piano en la majeur – 2. Allegro
03 – Sonate pour violon & piano en la majeur – 3. Recitativo-Fantasia
04 – Sonate pour violon & piano en la majeur – 4. Allegretto poco mosso
05 – Sonate pour violon & piano no.1 en la majeur, Op.13 – 1. Allegro molto
06 – Sonate pour violon & piano no.1 en la majeur, Op.13 – 2. Andante
07 – Sonate pour violon & piano no.1 en la majeur, Op.13 – 3. Allegro vivo
08 – Sonate pour violon & piano no.1 en la majeur, Op.13 – 4. Allegro quasi presto

Christian Ferras – Violin
Pierre Barbizet – Piano

09 – Symphonie espagnole pour violon & orchestre en re mineur, Op.21 – 1. Allegro
10 – Symphonie espagnole pour violon & orchestre en re mineur, Op.21 – 2. Scherzan
11 – Symphonie espagnole pour violon & orchestre en re mineur, Op.21 – 3. Andante
12 – Symphonie espagnole pour violon & orchestre en re mineur, Op.21 – 4. Rondo (allegro)

Christian Ferras – Violin
Philharmonia Orchestra
Walter Süskind – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Christian Ferras
Christian Ferras

5 comments / Add your comment below

  1. Olá!
    Observações interessantes sobre a palavra “introuvable”. Estranho não haver uma palavra no português que a traduza. Qual seria a origem dessa palavra, latim? A tradução pelo Google é “difícil de encontrar”, que é uma boa descrição do disco. Aliás, adoro as sonatas e baixarei o disco já, já…
    Voltando a palavra introuvable, não consigo deixar de pensar na palavra “improvável”, mas que ainda não é exatamente… bom, deixa para lá.
    Obrigado pela postagem.
    Abraços!

      1. Mario Olivero, creio que a ideia seja essa mesmo que vc colocou, mas com a sutileza de que é por acaso. trouvable é encontrar por acaso, creio eu. trouve = invenire (lat). in venire… que vem (por acaso). do mesmo modo que uma in vençao (eureka). nao sou nenhum literato e posso estar escrevendo alguma besteira, mas acho que é isso. 🙂

Deixe uma resposta