Jan Dismas Zelenka (1679-1745) / Johann Georg Pisendel (1687-1755): Concertos

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Os conhecedores de música barroca são, normalmente, apaixonados por Zelenka. Sua obra concertística, assim como a sacra, são de primeira linha. Aqui, neste esplêndido CD da Deutsche Harmonia Mundi, ele vem acompanhado de Pisendel, um ótimo escudeiro. Aliás, todas as gravações da Orquestra Barroca de Freiburg devem ser adquiridas, nem que fosse para exclusiva fruição timbrística. Os caras têm um som inigualável. Confira!

Jan Dismas Zelenka (Louňovice pod Blaníkem, atual República Checa, 16 de outubro de 1679 – Dresda, 22 de dezembro de 1745) foi um compositor barroco boêmio. Ainda não se conhece muito a respeito de sua infância e juventude. Provavelmente foi seu pai, professor e organista desta cidade, quem o introduziu no mundo da música. Pensa-se que pode ter recebido uma educação musical em um colégio jesuíta de Praga, o famoso chamado Clementinum. Em 1709 foi contrabaixista da capela do Conde J. L. von Hartig em Praga em em 1710 da Capela Real Saxônica de Dresden. De 1715 a 1719 estudou com Johann Joseph Fux em Viena e com Antonio Lotti e Alessandro Scarlatti na Itália. Em 1719 fixou residência definitiva em Dresden, onde foi nomeado em 1721 vice-mestre de capela na corte de Augusto II da Polônia, convertendo-se em auxiliar do compositor Johann David Heinichen. Em 1729 recebe o cargo de diretor de música da igreja. Permaneceu nesta cidade até sua morte, em 1745. Jamais casou-se e nem teve filhos.

Johann Georg Pisendel (5 de janeiro de 1688 – 25 de novembro de 1755) foi um músico, violinista e compositor barroco alemão que, por muitos anos, liderou a Orquestra da Corte em Dresden, então o melhor conjunto instrumental da Europa. Pisendel nasceu em Cadolzburg, uma pequena cidade perto de Nuremberg, onde seu pai Simon Pisendel era o cantor e organista. Aos nove anos, tornou-se menino de coro na capela da corte de Ansbach. O diretor musical foi o virtuoso cantor Francesco Antonio Pistocchi e o mestre de concertos foi o célebre violinista e compositor Giuseppe Torelli. Pensa-se que Pisendel estudou o violino com Torelli. Depois que sua voz mudou, Pisendel passou a tocar violino na Orquestra da Corte, mas, em 1709, deixou Dresden para Leipzig para continuar seus estudos musicais.

Desta forma, o que os liga é Dresden.

Jan Dismas Zelenka (1679-1745) e Johann Georg Pisendel (1687-1755): Concertos

1. Zelenka: Hipocondrie A 7 Concertanti/A Major, Zwv 187 – Allegro

2. Pisendel: Concerto In D Major – Vivace
3. Pisendel: Concerto In D Major – Andante
4. Pisendel: Concerto In D Major – Allegro

5. Zelenka: Concerto For Oboe And Strings In G Major Zwv 186 – Allegro
6. Zelenka: Concerto For Oboe And Strings In G Major, Zwv 186 – Allegro
7. Zelenka: Concerto For Oboe And Strings In G Major – Allegro

8. Pisendel: Sonata For Oboe And Strings In C Minor – Largo
9. Pisendel: Sonata For Oboe And Strings In C Minor – Allegro

10. Zelenka: Concerto For Oboe, Basson & Strings, Zwv 189 – Movement 1
11. Zelenka: Concerto For Oboe, Basson & Strins Zwv 189 – Andante
12. Zelenka: Concerto For Oboe, Basson & Strins Zwv 189 – Capriccio
13. Zelenka: Concerto For Oboe, Basson & Strins Zwv 189 – Aria De Capriccio
14. Zelenka: Concerto For Oboe, Basson & Strins Zwv 189 – Minuet I & Ii

Freiburger Barockorchester
dir. Gottfried von der Goltz

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Freiburger Barockorchester com Gottfried von der Goltz: sabem quem é ele?

PQP

12 comments / Add your comment below

  1. Prezados amigos,eu não conhecia tais peças. Mas a minha ignorância foi desfeita por vocês. Muito obrigado. Trata-se de verdadeiras obras primas, sem sombra de dúvida.Saudações,Ranieri Carli.

  2. Meu amigo, foi lindo este presente. Quase não me contive. (Aliás, enxuguei algumas). Sou sensível a tão grata e carinhosa forma de gentileza. Não vou esquecer nunca.Meu abraço.

  3. A melhor obra e o melhor disco de Zelenka que conheço, e que aconselho vivamente a ouvir é um Cd da Deutsche Harmonia Mundi, Missa dei Filii de Frieder Bernius, com a Tafelmusic e o Kammerchor de Stuttgart. Um verdadeiro Must.

Deixe uma resposta