Maria, com Cecilia Bartoli

Com menos de vinte anos, a romana Cecilia Bartoli já era uma celebridade — ela disse que nasceu cacarejando… Hoje, aos 53 anos, ela segue como uma das principais cantoras líricas em atividade e nos prova que uma cantora pode ao mesmo tempo cantar bem , ser inteligente, ter auto-ironia e agir sem grandes poses. Sua praia é principalmente as óperas de Mozart e Rossini, mas ela explora outros repertórios em seus discos individuais.

Mais ou menos a cada dois anos, Cecilia Bartoli lança um álbum solo onde canta árias escolhidas. O primeiro que conheci, o espetacular The Vivaldi Album (1999), era belíssimo. Depois ouvi o também excelente Opera Proibita (2005), inteiramente dedicado a Handel, Scarlatti e Caldara. Ela é um sucesso de público e estes trabalhos receberam Grammys e o o escambal. Gosto muito dela e, por isso, atirei-me de cabeça neste recém lançado Maria.

Aqui, novamente — como faz em todos os seus álbuns — ela apresenta nada menos do que oito árias nunca antes gravadas, incluindo uma bonita Se un mio desir…Cedi al duol da ópera Irene, cuja partitura completa não chegou a nossos dias. Esta mistura de pesquisa e highlights como Casta Diva tornam interessantes os álbuns desta cantora que só cria álbuns de primeira linha, como The Gluck Album e The Salieri Album.

Na minha opinião, as melhores faixas são as que tem música de Bellini. Ontem, ao ouvir o CD, fui conferir por três vezes a faixa que estava tocando e sempre era uma de Bellini. Não é o melhor de seus discos. Há umas coisas tirolesas um pouco enervantes, mas uma cantora como Bartoli sempre vale a pena ouvir.

Cecilia Bartoli — Maria

1. Irene: Se un mio desir…Cedi al duol (3:45)
Composer Giovanni Pacini (1796 – 1867)

2. Irene: Ira del ciel (2:25)
Composer Giovanni Pacini (1796 – 1867)

3. Ines de Castro: Cari giorni (4:09)
Composer Giuseppe Persiani (1799-1869)

4. Infelice, Op. 94 (12:19)
Composer Felix Mendelssohn (1809 – 1847)
Maxim Vengerov (Violin) <—– ATENÇÃO, FDP!

5. El poeta calculista: Yo que soy contrabandista (2:28)
Composer Manuel García (1775 – 1832)

6. La sonnambula: Ah, non credea mirarti.
Composer Vincenzo Bellini (1801 – 1835)

7. La sonnambula: Ah, non giunge
Composer Vincenzo Bellini (1801 – 1835)

8. Air à la tirolienne avec variations, Op. 118 (7:27)
Composer Johann Nepomuk Hummel (1778 – 1837)

9 La figlia dell’aria: E non lo vedo…Son regina (7:05)
Composer Manuel García (1775 – 1832)

10 La fille du régiment: Rataplan (2:28)
Composer Gaetano Donizetti (1797 – 1848)

11. Tancredi: Di tanti palpiti (3:20)
Composer Gioachino Rossini (1792 – 1868)

12. I puritani: Qui la voce sua soave…
Composer Vincenzo Bellini (1801 – 1835)

13. I puritani: Vien, diletto
Composer Vincenzo Bellini (1801 – 1835)

14. Clari: Come dolce a me favelli (4:38)
Composer Jacques Halévy (1799 – 1862)

15. Amelia, ovvero Otto anni di costanza: Scorrete, o lagrime (2:34)
Composer Lauro Rossi (1810 – 1885)

16. L’Elisir d’Amore: Prendi, per me sei libero (4:18)
Composer Gaetano Donizetti (1797 – 1848)

17. Norma: Casta diva (6:47)
Composer Vincenzo Bellini (1801 – 1835)

Mezzo-soprano Vocals – Cecilia Bartoli
Leader [Orchestra La Scintilla] – Ada Pesch
Conductor – Adam Fischer

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Essa canta pra cacete!

PQP

6 comments / Add your comment below

  1. Marco Aurélio-Goiânia-Go. Mais uma vez quero parabenizar por essa iniciativa de vcs. Isso tem sido BENÇÃO DE DEUS, gosto muito desses compositores q voces tem postado. E infelizmente em minha cidade não encontro muito material. Um abraço e se tiver mais CECÍLIA BARTOLI… rsrs

  2. Olá, parabéns pela postagem deste cd, estava com muita dificuldade em encontra-lo…quanto a Bartoli, sou fã de carteirinha, e a acompanho sua carreira desde os primeiros álbuns no antigo selo erato (que hj faz parte da warner) – gravações completas de óperas de Mozart, como Lucio Silla e Cosi fan tutte… Só lastimo que ela esteja forçando seu registro de mezzo, que era muito sólido, e encarando papéis de soprano de Bellini e Donizetti – o que vemos nesse CD. Quanto aos CDs de Gluck e Salieri, tenho os dois e gostaria de saber como fazer para partilha-los com vocês. Um abraço a todos.

    1. Também lastimo isso. Sabia que ela interpretou a Fiordiligi??? Aquilo é papel de soprano de verdade, e ela encarou. Tudo bem que ela é uma mezzo que vai para o agudo com alguma liberdade, mas tenho lá minhas dúvidas… Que eu saiba, só a Jessye Norman tem calibre para isso. Quando perguntei a um dos meus amigos se a Norman era soprano ou mezzo, ele respondeu, enlevado: “A Jessye Norman é O QUE ELA QUISER.”

      Pena que nossa amiga Bartoli grava para a Decca. Ô selo caro de doer!!

  3. Em umas tantas noites de inssónia passei nos canais da tvcabo e parei na RAIUNO e ..” arrepios “.. descobri “Cecilia Bartoli” a partir desse momento e pelo contato dela com o público, passei a ser mais um fã dela.
    Bem Haja “Cecilia Bartoli” pela sua grande voz e ao PQPAach, por mais este peça que vai enriqueçer a minha colecção.
    Muito obrigado pela qualidade P.Q.P.Bach e continuem assim ou sempre melhor.
    JMAbreu – Funchal Madeira

  4. Sempre acompanho este blog e fico muito grato pelas postagens dos diversos autores. Gostaria de propor ou pedir, se possível, postar a missa de requiem de Gaetano Donizetti. Aguardo e obrigado

  5. Mais uma vez, parabéns pela postagem… só a ária da Inês de Castro já valeria o CD…
    O que mais encanta na Bartoli é o trabalho de pesquisa, mais que CDs são Projetos Musicais… vide S. Petersburgo, Opera Proibita, Sacrificium…
    Obrigado

Deixe uma resposta