Heinrich Schütz (Alemanha, 1585-1672): Musicalische Exequien – Vox Luminis, dir. Lionel Meunier – 2012

Musicalische Exequien

Heinrich Schütz
Alemanha, 1585-1672

Vox Luminis
dir. Lionel Meunier

2012

 

Heinrich Schütz, considerado um dos 10 melhores compositores barroco segundo a revista britânica Gramophone. (https://www.gramophone.co.uk/feature/top-10-baroque-composers). Musicalische Exequien, considerada uma de suas obras primas, pela mesma publicação. Abaixo, os comentários da Gramophone sobre esta obra:

Se você ainda não percebeu que o Musicalische Exequien – a sequência fúnebre de 30 minutos que Schütz compôs em 1636 para o Príncipe Heinrich Posthumus von Reuss – é uma obra-prima, então este disco deve, de alguma forma, convencê-lo. Schütz tirou seus textos do próprio Reuss, ou mais especificamente dos trechos bíblicos que ele ordenou que fossem inscritos em seu sarcófago densamente decorado, de modo que não tem exatamente a mesma conotação pessoal como o trabalho com o qual é freqüentemente comparado, o Réquiem Alemão de Brahms. Nem se baseia nos mesmos recursos, sendo escrito para um pequeno conjunto de vozes com acompanhamento contínuo simples, mas a habilidade e refinamento com que Schütz manipula passagens de solo e tutti, e a profundidade e precisão emocional de sua resposta ao texto, resultam em algo não menos profundo e não menos tocante em sua visão totalmente luterana da morte como libertação bem-vinda das dores do mundo no cuidado amoroso de Deus. Ouvindo a pungente conclusão de Nunc dimittis, é preciso imaginar se a morte alguma vez pareceu mais nobre ou sublime.

As 12 vozes do grupo belga Vox Luminis depositaram sua fé no foco tonal e em texturas docemente balanceadas. Embora se espere um certo frescor, o canto deles produz música de beleza íntima e dolorosa. O som gravado, suavemente ressonante, é perfeito. Esta grande obra é precedida por outros temas funerários de Schütz, incluindo mais dois cenários do Nunc dimittis e um sincero memorial do músico ao compositor Schein. Nas mãos de Vox Luminis, até mesmo os quatro versos do coral uníssono de Lutero, Mit Fried und Freud, sensibilizam o coração. Um disco maravilhoso.

Heinrich Schütz
01. Herr, nun lassest du deinen Diener in Friede Fahen, SWV 432
02. Ich bin die Auferstehung und das Leben, SWV 464
03. Herr, nun lassest du deinen Diener in Friede fahen, SWV 433
04. Das ist je gewisslich wahr, SWV 277
05. Wir glauben all an einen Gott
06. Mit Fried und Freud fahr ich dahin

Musicalische Exequien, SWV 279
07. Concert in Form einer teutschen Begrabnis-Missa: Nacket bin ich
08. Concert in Form einer teutschen Begrabnis-Missa: Also hat Gott die Welt geliebt

09. Herr, wenn ich nur dich habe, SWV 280
10. Herr, nun lassest du deinen Diener in Friede fahren, SWV 281

Schütz: Musicalische Exequien
Vox Luminis
dir. Lionel Meunier
2012

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 
XLD RIP | FLAC | 516 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 
MP3 | 320 KBPS | 133 MB

powered by iTunes 12.8.2 | 56 min

Por gentileza, quando tiver problemas para descompactar arquivos com mais de 256 caracteres, para Windows, tente o 7-ZIP, em https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ e para Mac, tente o Keka, em http://www.kekaosx.com/pt/, para descompactar, ambos gratuitos.

If you have trouble unzipping files longer than 256 characters, for Windows, please try 7-ZIP, at https://sourceforge.net/projects/sevenzip/ and for Mac, try Keka, at http://www.kekaosx.com/, to unzip, both at no cost.

Boa audição!

 

 

 

 

Avicenna

2 comments / Add your comment below

  1. Caríssimo Avicenna!

    Não conhecia obra e compositor e fiquei surpreso com a beleza da coisa toda!

    Há tempos não agradecia por tua contribuições! Valeu demais

    Abraço

    1. Obrigado pela presença, Thiago.
      Schütz foi um compositor pré-Bach muito importante, mas pouco reconhecido atualmente.

      Um grande abraço e volte sempre!

      Avicenna

      PS _ Olhe o que acabo de retirar da Wikipedia: “Heinrich Schütz foi um músico e compositor alemão. É geralmente considerado o mais importante compositor alemão antes de Johann Sebastian Bach e também considerado um dos mais importantes compositores do século XVII junto com Claudio Monteverdi”

Deixe uma resposta