Anton Bruckner (1824-1896): Sinfonia Nº 4 “Romântica”

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Abbado faleceu aos 80 anos, em Bologna, no dia 20 de janeiro de 2014, tendo seu corpo sido enterrado na Suíça. Um ano depois, em seu tributo, a orquestra “Filarmonica della Scala” (Milão) interpretou o movimento lento da Terceira Sinfonia de Beethoven (Marcia funebre) para um teatro vazio, apresentado a uma multidão que lotou a praça em frente à casa de ópera e transmitido ao vivo pelo site do La Scala. Mas isso tudo é saudade. Esta gravação de Bruckner faz parte dos seus últimos trabalhos. E é uma coisa de louco. Esta sinfonia é uma de minha obras prediletas desde sempre e Abbado só a valorizou. Ouvi emocionado de princípio a fim. É algo muito inspirador.

Anton Bruckner (1824-1896): Sinfonia Nº 4 “Romântica”

Symphony No. 4 In E Flat Major “Romantic” (Edition: Robert Haas)
1 I. Bewegt, Nicht Zu Schnell
2 II. Andante Quasi Allegretto
3 III. Scherzo: Bewegt – Trio: Nicht Zu Schnell, Keinesfalls Schleppend
4 IV. Finale: Bewegt, Doch Nicht Zu Schnell

Lucerne Festival Orchestra
Claudio Abbado

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Abbado, velhinho e com tudo
Abbado, velhinho e com tudo

PQP

4 comments / Add your comment below

  1. Obrigado pela postagem. Eu tenho o CD da Nona Sinfonia de Bruckner, também com a Orquestra do Festival de Lucerne regida pelo Abbado em 2013. Gosto muito.
    Para mim é surpreendente que músicos dos quais me lembro como jovens, como Pollini, Argerich, Abbado, comparados com os músicos de gerações anteriores, como Karajan, Kempff, Gilels, já estejam agora relativamente idosos ou mesmo que já se foram, como o caso do Abbado.
    Mas, talvez não… O tempo voa…

  2. Coincidentemente ainda hoje recebi um email do site medici.tv que comenta sobre uma apresentação do Abbado da quinta sinfonia do mesmo Bruckner. O crítico elogia muito e diz que foi uma das mais emocionantes que já ouviu

  3. Ouvi o primeiro movimento desta gravação comparando com a gravação do próprio Abbado regendo a Filarmônica de Berlim, disco gravado pela DG. Esta última gravação me pareceu bem mais intensa, mais febril (esta é a palavra que me ocorre). Imagino que esta gravação tenha sido feita ao vivo. Fico pensando em mais uma outra gravação com circunstâncias parecidas, a da (novamente) Filarmônica de Berlim, agora com o Günther Wand na regência, lançada pela RCA. O quero dizer com “circunstâncias parecidas” é o fato dos regentes já term feito outros (ótimas) gravações da sinfonia em estúdio, mas a ocasião de interpretar a obra com público presente, senso de ocasião, com um pouquinho de ar de despedida. Quantas oportunidades mais eles teriam para reinterpretar a obra.
    De qualquer forma, é excelente que tenhamos a oportunidade de ouvir essas gravações… Obrigado mais uma vez pela postagem. Espero poder ouvir também a gravação da quinta sinfonia n gravação que foi mencionada!
    Forte abraço!
    Feriado prolongado combina com as sinfonias de Bruckner!

  4. Pra mim Abbado era o cara. Acho que é meu maestro favorito. Qualquer coisa que eu veja pra comprar ou baixar com o nome “Claudio Abbado” eu baixo ou, se tiver com o verdinho, compro.

Deixe uma resposta