Anton Bruckner (1824-1896): Sinfonia No. 7 – Berliner Philharmoniker – Günter Wand – Post 4 de 5

Anton Bruckner

Sinfonia No. 7

Berliner Philharmoniker

Günter Wand

Em seus mais de trinta anos regendo a Orquestra Gürzenich, de Colônia, Günter Wand construiu um repertório de centenas de peças de diferentes períodos históricos, incluindo música contemporânea. No entanto, neste período ele regeu apenas quatro das nove sinfonias de Bruckner. A Sétima foi a primeira, em 1949. Wand não teve pressa para introduzir as obras de Bruckner em seu repertório, mas tornou-se uma absoluta referência com suas muitas apresentações pelo mundo e pelas inúmeras gravações que deixou.

Há três principais registros da Sétima Sinfonia, certamente uma das que tem maior sucesso com o público. Em janeiro de 1980 ele fez uma gravação em estúdio com a Kölner Rundfunk-Sinfonie-Orchester, que foi lançada em LP pela harmonia mundi/EMI e posteriormente em CD. Esta gravação faz parte do ciclo completo agora na RCA e está postada aqui no blog.

Ao tornar-se diretor principal da NDR-Sinfonieorchester em Hamburgo, registrou a Sétima Sinfonia novamente. Esta gravação foi feita ao vivo em 1992 e foi lançada pelo selo RCA.

A gravação desta postagem é com a poderosa Berliner Philharmoniker, feita também ao vivo em novembro de 1999 e atinge limites sônicos e técnicos ainda mais altos do que as gravações anteriores. Além disso, conta com a emoção e energia extra de todos os envolvidos, devido a ocasião. O respeito e a admiração da orquestra para com o venerando maestro ficaram evidentes quando esta lhe conferiu, durante o Festival de Berlim de 1996, a Hans-von-Bülow-Medaille. Esta medalha é dada apenas em raras ocasiões e deve ser vista como sinal de gratidão da orquestra para o maestro, devido a muitos anos de frutífera cooperação.

Hans-von-Bülow-Medaille

A principal virtude destas gravações feitas por Wand e a Berliner Philharmoniker está no fato de eles conseguirem revelar a grandeza da arquitetura destas peças, assim como sua profunda espiritualidade (estamos diante de algo que nos eleva), sem deixar que a música perca sua fluidez nem que sua texture torne-se demasiadamente densa. Não deixe de dançar no Scherzo e aproveite todos os momentos do poderoso Adagio.

Anton Bruckner (1824-1896)

Sinfonia No. 7 em mi maior

Originalfassung / Versão Original
  1. Allegro moderato
  2. Sehr feierlich und sehr langsam
  3. Sehr schnell
  4. Bewegt, doch nicht zu schnell

Berliner Philharmoniker

Günter Wand

Gravado ao vivo em novembro de 1999

Produção: Gerald Götze

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FLAC | 290 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

MP3 | 320 KBPS | 153 MB

Não espere mais, baixe o arquivo e arranje tempo de qualidade para ouvir uma obra prima gravada por um time maravilhoso, liderado por alguém com a experiência de uma vida preparando-se para este momento. Entre nesta onda bruckneriana que estamos proporcionando. Bandanas com o logo “❤ Bruckner” serão distribuídas posteriormente…

René Denon

10 comments / Add your comment below

  1. maravilhoso post!!! muito obrigado!!! aproveito aqui para lembrar a despedida de Bernard Haitink justamente com a 7ª de Bruckner. Não seria possivel, para celebrar esse grande maestro que é Haitink postar a integral das sinfonias de Shostakovich com ele? Agradeço penhorado de antemão.

    1. Olá, Bernardo!
      Realmente, temos visto as diversas justíssimas homenagens ao seu xará, Haitink! Obrigado pela sua encorajadora mensagem. Günter Wand nesta série de concertos destilou a experiência de toda uma longa vida, à frente desta espetacular orquestra. Isso certamente ajudou a caprichar no post. Há um mais vindo por aí, com a mighty 8!
      Quanto a sua (oportuna) solicitação, tratarei o tema com meus pares o mais breve possível!
      Forte abraço!
      RD

  2. Foi a primeira sinfonia que ouvi de Bruckner. Na descoberta, a versão de Harnoncourt (1999), a qual segue como companhia minha. Tenho a sensação de que a presente versão de Wand passará a me acompanhar também, como a nona da postagem anterior da série, e de que não são excludentes em suas diferenças — em termos concretos e prosaicos, mais ou menos 6 minutos. Grato! Esta série é magnífica.

    1. Olá, Luan!
      Acho que agora você tem uma boa chance. As Sinfonias No. 4 (já postada) e esta aqui, No. 7, costumam ser as que fazem mais sucesso com as pessoas. Acho o Scherzo desta Sinfonia uma ótima possibilidade de test drive (rs).
      Abração!
      RD

      1. Salve René!
        Eu curti, não amei, mas curti bastante. Como esperado o Scherzo é sensacional. Senti que a sinfonia tem momentos de grande beleza, mas aquilo que os conecta não me agradou taaanto assim. De qualquer forma, me deixou com vontade de ouvir mais. Em breve parto pra 4ª. Muito obrigado pelo post!

        Abraços,
        Luan S.

Deixe uma resposta