Ludwig van Beethoven (1770-1827) – As 32 Sonatas para piano – John O’Conor (4/9)

516E1xAO8ILNo quarto CD da série, volta-se para onde se começa: lá do começo.

As três sonatas do Op. 2, são obras em estrita sonata-forma, nos quatro movimentos protocolares, com um minueto/scherzo como terceiro movimento, etc. Não é à toa que foram dedicadas a Haydn, o mais famoso compositor da época, e que fora, brevemente, professor de Beethoven. São tão bem-acabadas que até mesmo o pancadinha Glenn Gould, notório sabotador das obras de Lud Van (quem escutou sua “Appassionata” sabe do que estou falando), declarou sua admiração por elas e fez gravações razoavelmente atentas à partitura e reverentes às intenções do compositor. Creio que elas se prestem muito bem ao estilo limpo de O’Conor, que não exagera nos contrastes dinâmicos, nem procura oportunidades de bravado onde elas pouco existem.

Em outras palavras: a turma do Lang Lang vai odiar.

LUDWIG VAN BEETHOVEN (1770-1827)

SONATAS PARA PIANO, VOL. IV – JOHN O’CONOR

Sonata no. 1 em Fá menor, Op. 2 no. 1

01 – Allegro
02 – Adagio
03 – Menuetto: Allegretto – Trio
04 – Prestissimo

Sonata no. 2 em Lá maior, Op. 2 no. 2

05 – Allegro vivace
06 – Largo appassionato
07 – Scherzo: Allegretto
08 – Rondo: Grazioso

Sonata no. 3 em Dó maior, Op. 2 no. 3

09 – Allegro con brio
10 – Adagio
11 – Scherzo: Allegro
12 – Allegro assai

John O’Conor, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

John O'Conor a sorrir, como suas interpretações do Op. 2 de Beethoven.
John O’Conor a sorrir, como suas interpretações do Op. 2 de Beethoven.

Vassily Genrikhovich

Deixe uma resposta