A Quatro Mãos: Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Obra completa para duo – Duo Clavier – Jörg Demus – Norman Shetler

1163076A obra de Beethoven para duo pianístico não é lá grandes coisas, e a única obra de mais músculo neste disco -a transcrição, feita pelo próprio Beethoven, da Grande Fuga para quarteto de cordas em Si bemol maior – era justamente seu ponto mais fraco: o Duo Clavier, de interpretações corretas para todas as mornas obras anteriores, errava a mão ao dar à mais iracunda obra de Beethoven uma leitura staccato e mezzo piano que aplacava quase toda sua fúria. Felizmente, ao preparar o CD para postagem, percebi que ele estava irremediavelmente danificado na última faixa, e resolvi o problema (e salvei a postagem) transplantando um MP3 que já tinha há mais tempo, em que Jörg Demus e Norman Shetler dão à obra-prima uma leitura mais digna de sua estatura.

Esses arranjos para duo pianístico eram um recurso importante para divulgação e execução doméstica de obras que, antes de surgirem gravações fonográficas, só poderiam ser ouvidas nas salas de concerto. Sempre que escuto esta transcrição, fico imaginando quais foram os motivos que levaram Beethoven, já gravemente enfermo, a fazê-la, uma vez que ele próprio considerara a Grande Fuga longa e complicada demais para ser o final de seu Quarteto Op. 130, preferindo publicá-la em separado como Op. 133. Se lembrarmos que o escândalo causado por sua primeira audição levou muitos críticos a considerarem-na prova cabal da surdez e demência do compositor, imagino que as primeiras edições da obra (e deste arranjo) tenham encalhado integralmente. E, por mais que a versão pianística, sem os ataques furiosos e a sonoridade pungente das cordas, seja algo mais branda que a original, ainda hoje, quase dois séculos depois de sua publicação, a mais visionária das obras de Beethoven soa-nos tão moderna e radical como, provavelmente, sempre soará.

L. v. BEETHOVEN – PIANO FOUR HANDS – THE COMPLETE WORKS

01 – Oito Variações sobre um Tema do Conde Waldstein, WoO 67

Sonata em Ré maior, Op. 6
02 – Allegro molto
03 – Rondo: moderato

04 – Seis Variações em Ré maior sobre “Ich denke dein”, WoO 74

Três Marchas, Op. 45
05 – no. 1 em Dó maior: Allegro non troppo
06 – no. 2 em Mi bemol maior: Vivace
07 – no. 3 em Ré maior: Vivace

Duo Clavier
Mauro Landi
e Paolo Dirani, piano

08 – Grande Fuga em Si bemol maior, Op. 134

Jörg Demus e Norman Shetler, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

iPobre Ludwig!
iPobre Ludwig!

Vassily Genrikhovich

2 comments / Add your comment below

  1. Tudo está esclarecido! Não há mais dúvidas sobre a razão de Beethoven não ter sido reconhecido como um gênio do piano à quatro mãos…
    Fraquinho, o disco…
    Se lembrarmos então do disco com peças de Mozart e Schubert interpretadas por Radu Lupu e Murray Perahia…
    De qualquer forma, a postagem indica o que devemos evitar…
    Abraços

Deixe uma resposta