O Mestre Esquecido, capítulo 6 (Beethoven – Sonatas Op. 53 “Waldstein” e Op. 109 – Antônio Guedes Barbosa)


R-5372603-1393932098-6504.jpegConvidamos os fãs do Mestre Esquecido a acompanharem o GRUPO “ANTÔNIO GUEDES BARBOSA” no Facebook.

Emergimos brevemente da latrina do Hades para saudá-los – olá, tudo bem, como vão? – e para publicar a contribuição de nosso leitor Raymond Pratt, que gentilmente nos alcançou uma ripagem em melhores condições que a nossa e, mais ainda, a disponibilizou em arquivos .flac, sem perdas.
Thank you once again, Mr. Pratt, for your priceless contribution!
E para o Hades voltamos. Mandarei postais!

Vassily

Nosso patrão PQP costuma usar a sensacional Sonata “Waldstein” como um “termômetro” para as interpretações das demais sonatas de Beethoven. Se um pianista convence na “Waldstein”, diz ele, convencerá nas demais sonatas.

Faz todo sentido, se levarmos em conta o brilho e expressividade dessa obra que nunca enfada, assim como as medonhas dificuldades técnicas que ela impõe ao solista. A interpretação de Barbosa é reminiscente daquela de Horowitz, de quem era amigo e fã incondicional. Já a Sonata Op. 109, escrita como que na “ressaca” na colossal “Hammerklavier”, com aquele início tão peculiar que nos dá a impressão de já estarmos no meio do movimento, é tão boa que nos faz lamentar que nosso Mestre Esquecido não tenha vivido o bastante para aventurar-se nas outras sonatas tardias do Ludovico.

Sobre a conversão de LP para Mp3, cabe uma breve nota: Barbosa preferiu executar attacca (sem pausas significativas entre um movimento e outro) não só os dois últimos movimentos da “Waldstein”, como também os dois primeiros do Op. 109. Em respeito a sua escolha, os movimentos tocados “attacca” foram postos juntos na mesma faixa.

Ludwig van BEETHOVEN (1770-1827)

Sonata para piano no. 21 em Dó maior, Op. 53, “Waldstein”

01 – Allegro con brio

02 – Introduzione: Adagio molto – Rondo: Allegretto moderato – Prestissimo

Sonata para piano no. 30 em Mi maior, Op. 109

03 – Vivace ma non troppo. Adagio espressivo – Prestissimo

04 – Gesangvoll, mit innigster Empfindung. Andante molto cantabile ed espressivo.

Antônio Guedes Barbosa, piano
(LP do selo Connoisseur Society, nunca lançado no Brasil)

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE (MP3)

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE (FLAC)

Além das gravações desta série que tão orgulhosamente lhes alcançamos, Barbosa já aparecera por aqui interpretando "Rios", de Almeida Prado, que lhe foi dedicada. Para acessar a postagem original do colega Itadakimasu, clique na imagem.
Além das gravações desta série que tão orgulhosamente lhes alcançamos, Barbosa já aparecera por aqui interpretando “Rios”, de Almeida Prado, que lhe foi dedicada. Para acessar a postagem original do colega Itadakimasu (sem as Bachianas Brasileiras no. 4, pois Villa-Lobos é proibido por aqui), clique na imagem.

 

Vassily Genrikhovich

8 comments / Add your comment below

  1. Obrigado !! Muito boa interpretação, e bem rara !

    Se possível, queria aproveitar pra divulgar pros amigos do PQP Bach uma comparação da Sonata Ao Luar / 3o. mov, com interpretação de 15 pianistas diferentes no intuito de demonstrar a diversidade de visões que podem haver de uma grande composição:

    https://www.youtube.com/watch?v=P4XNirul4fg

  2. Thank you. One of the great recordings of op.109. Deserves release on CD. Where are the master tapes? Could somebody do a cleaned-up lossless copy of this?
    Ray Pratt
    Bozeman, Montana, USA

    1. Dear Mr. Pratt,
      Thank you VERY MUCH for your priceless contribution!
      Most of Barbosa’s recordings are currently unavailable and are hard to come by. I’ve long been struggling to find, for example, a better source for the recording of Chopin’s Sonatas since my own (a battered long play) is full of surface noises. Let’s hope another fan of Barbosa will eventually be able to share it with us in the near future.
      Sincerely,
      Vassily

  3. Oi Vassily – quanto tempo!!! Muito obrigado pela magnifica postagem, e, veja, não é só você que está no Hades – alguns estão na parte pior da cloaca do Hades, aguardando tudo isso passar!
    abraços – manuel

  4. Particularmente impressionado com a clareza da Waldstein dele. É uma das minhas sonatas favoritas de Beethoven, e a interpretação de Antônio Guedes Barbosa é realmente das melhores!

Deixe uma resposta