Sobre o Autor

pqp_bach_lsterneComo dizia Tolstói, as famílias infelizes são infelizes cada uma a sua maneira. A de Johann Sebastian Bach foi feliz até o nascimento do malfadado vigésimo primeiro filho, Peter Qualvoll Publizieren Bach. Wilhelm Friedmann, Johann Christian e Carl Philipp Emanuel detestavam o irmão que foi renegado pelo pai e ao qual não foi ensinado nada de útil. Então, como não criava nada, ele entregou-se à atividade de polinizar beleza pela blogosfera e suas margens.

P.Q.P. Bach faz questão de assegurar que não quer mal a ninguém e que este blog tem caráter estritamente cultural. Nosso propósito é o de difundir e compartilhar o prazer de ouvir boa música. Se, por algum motivo, alguém se sentir ofendido ou prejudicado com o conteúdo de algum post, avise-nos para que ele seja retirado. O site não hospeda arquivos de música e os links têm prazo de validade limitado. Aos que baixarem os arquivos sugerimos que, se gostarem do que ouviram, façam como P.Q.P. Bach: adquiram os álbuns em lojas ou sites especializados, caso não estejam fora de catálogo.

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!

213 ideias sobre “Sobre o Autor

  1. Olá!

    Eu estou iniciando um blog para a tentativa de ampliar o contato da população com a música erudita, trabalho este que vocês ja vem realizando de forma esplendida! Venho por meio desta mensagem pedir para que vocês me permitam usar alguns links de rapidshare para estar postando no meu blog mais sempre colocando a fonte de onde retirei o link. Se for possivel ficarei muito agradecido! Antes de finalizar esta mensagem gostaria de lhes parabenizar por um blog tão sensacional…Parabens pelo excelente trabalho!

    Aguardo resposta
    Muito obrigado pela atenção

        • Boa tarde! Antes de qualquer coisa, Parabéns pelo seu trabalho primoroso e nobre, gosto muito. Há muito tempo eu baixo as músicas que você disponibliza no blog, mas nos ultimos meses, não consigo mais baixar. Houve alguma mudança? Ainda é permitido baixar? Aguardo sua resposta. Obrigada.

          • Tá tudo normal… É claro que as postagens antigas têm posts com mo link expirado, mas isso acabará com o PQPShare.

          • Infeliz conjuntura atual, após somente dois meses de descoberta do site, após este há anos estar no ar, nada mais está acessível para download. Peço com imensa gentileza e reverência ao autor do site que continue a fazer algo para diminuir este vazio que se tornou a alta cultura brasileira. Mais sofrível torna-se a vida sem as audições das magníficas músicas colonial brasileira.

    • Ola, eu gostaria de contribuir com uploads, possuo um bom acervo de musicas, em especial de violao erudito. Teria algum interesse? nao preciso ser citado nosposts, so quero contribuir com esse site que ha muitos anos nos auxilia e contribuir com a divulgacao do violao classico.

  2. Olá, muito interessante e bem feito seu blog.
    Mas, você com certeza conhece de Karl-Birger Blomdahl a ópera Aniara, não? Pois é, procuro pra lá e pra cá, não acho na web. Acho, por outro lado, que Blomdahl é um cara injustamente esquecido.
    Não seria um bom post? Ligeti, também, não?
    E que tal John Adams? Abraços e parabéns!

  3. Descobri este blog por acaso e dou graças aos Deuses por o ter encontrado!
    Essa é boa, pedir desculpa por fazer um trabalho de enorme dimensão cultural?
    E não tenha medo, eu estou pedindo-lhe emprestados alguns dos seus discos, obra dos Deuses, ouvidos com a maior das cerimónias e numa absoluta solidão…

  4. Tive uma sensação dúbia nesse exato momento: senti-me honrado por ter no meu blog um comentário seu (o seu site eu visito, literalmente, todos os dias) e constrangido pela sua repreensão.

    O post já tem um link direto para a sua página, o que para mim já deixava claras as minhas referências, porém, se se sentir incomodado com o fato de colar os posts do seu blog, posso não fazê-los mais no futuro, ou, se concordar, continuar postando deixando links no início e no final, e citando textualmente a fonte.

    No mais, desculpe-me pelo incômodo e consternação, parabéns pelo seu blog. Sou músico, trabalho com música antiga, e suas postagens e álbuns disponibilizados são muito importantes para mim.

    [ ]’s
    Danilo

  5. Como descobri há pouco o site, meu pedido chega atrasado para o Natal, mas pode ser tratado como se fosse das liquidações pós-reveillon:
    Um Messias! Dos bons!! Permito-me chutar – lista grande para não facilitar desculpa:
    – Gardiner / English Baroque
    – Pinnock / English Concert
    – Christophers / The Sixteen
    – Suzuki / Bach Collegium Japan
    – Christie / Arts Florissants
    Ou então, Solti / Chcago. (que tem Kiri Te Kanawa…)
    Como não possuo *nenhuma* destas – e está difícil comprar no BR – vale qualquer uma!! Por favor!!!

    O site é surpreendente, ótimo. Só uma perguntinha – vocês mantêm relações com o primo PDQ Bach nos EUA?
    Abraços, Le Baron

  6. Parabéns pelo seu blog. A música necessita de pessoas como você para tentar preencher as grandes lacunas presentes em nosso país quanto à música erudita, na questão de conhecimento e apreciação, e a de divulgar os mesmos. Entro no site todos os dias, grandes obras que eu ainda não conhecia já fazem parte de meu acervo discográfico.
    Abraço,
    Dainer – músico flautista

  7. Ora, ora, não é que encontro um primo por aqui!
    Vasculhando a web após a minha entrada no universo da banda larga, eis que logo encontro um parente!
    Permita-me que eu me apresente (Darf ich mich vorstellen !!) Sou Cornelius Deophylius Felitio Bach, apenas um sobrinho meio distante do “Inigualável”.
    Dedico-me freneticamente a colecionar Música. Com “M” maiúsculo, bem entendido. Minha CDteca já ultrapassa os mil títulos, tudo devidamente ripado em MP3 de alta qualidade (192 kbps para cima). Poderia me lançar a uma empreitada como esta deste blog magnífico, mas ainda estou engatinhando neste universo da web 2.0. Não que eu seja um neófito em internet, mas dial-up não nos entusiasma a grandes pesquisas, além do essencial. É que vivo em um remoto e tranquilo recôndito do litoral brasileiro, onde a banda larga só chegou em dezembro último (2007). Mas sempre ligado ao que acontece no mundo da Música, não me descuido. Gostaria de poder contactar mais amiúde amigos que aqui compartilhem do mesmo interesse, e, se possível, eventualmente colaborar.
    Grande abraço
    C.D.F.Bach

  8. Olá, eu admiro sua iniciativa de fazer este blog, mas os comentário que li sobre as músicas são simplórios e meio debochados. Há julgamentos entre um compositor e outro, o que é triste, pois estamos falando de artistas de uma grandeza que não encontramos nos dias de hoje. Vocês estão falando da obra de gênios, o conhecimento musical dessas pessoas era maior que o de todos nós juntos. Você não pode falar das peças para baryton de Haydn como uma musiquinha simples e boba, MÚSICA SIMPLES NÃO É MÚSICA RUIM, ora, foi Haydn que escreveu, não eu e você. Uma coisa é ter GOSTO por um compositor ou outro, muito diferente é dizer categoricamente ” esse não se compara à aquele”. Fica parecendo Otto Maria Carpeaux!

    O curioso, Álvaro, é que os seres humanos mortais têm opinião e costumam julgar Picasso, Bach ou Shakespeare. Há preferências e estas são pessoais. E daí? Eu acho as peças de Haydn para Baryton de uma pobreza constrangedora. E daí? E daí que eu posso dar minha opinião e você sabe que esta será sempre pessoal. Se Carpeaux escreveu um livro chamado “História de Música Ocidental” e passou todo o tempo emitindo juízos de valor, o problema é dele. Para resolver esta questão basta que você imagine que nosso título é “Nós e a Música”. Vamos seguir emitindo opiniões, deletando comentários agressivos e emitindo opiniões pessoais. Somos irreverentes, iconoclastas, opiniáticos e chatos. Nossas opiniões têm o nosso tamanho. Quem as está valorizando demasiadamente é você.

    Abraço.

  9. Especialistas reconstroem rosto de Bach
    Plantão | Publicada em 28/02/2008 às 17h27m
    Reuters/Brasil Online
    Por Sylvia Westall

    BERLIM (Reuters) – Especialistas reconstruíram digitalmente o rosto de Johann Sebastian Bach e disseram que os resultados devem surpreender os fãs do compositor alemão do século 17.

    A imagem de um homem de porte robusto e cabelos brancos cortados rentes à cabeça foi criada a partir dos ossos de Bach e com a ajuda de modelagem computadorizada.

    Criado pela antropóloga forense escocesa Caroline Wilkinson, o novo rosto de Bach será exposto em março no museu Bachhaus, em Eisenach, cidade do leste da Alemanha em que Bach nasceu.

    Os retratos do compositor feitos no século 18 o mostram de forma muito diferente. “Para a maioria das pessoas, Bach é um senhor idoso de peruca. É uma imagem estilizada. Não temos nenhum retrato realista dele”, disse à Reuters o diretor do museu, Joerg Hansen.

    “Sabemos que ele foi um homem que se expressava fisicamente – que dançava, marcava o tempo com os pés quando tocava, que cantava. Era um homem muito dinâmico e, com essa reconstrução, é possível perceber isso.”

    Os ossos de Bach foram retirados do túmulo em 1894. Em 1908, foram usados por escultores para ajudá-los a moldar um busto dele.

    Mas o busto era baseado principalmente em um retrato dele, e críticos contemporâneos dizem que a escultura é tão imprecisa que poderia igualmente bem ser um retrato do compositor Handel.

    “Não é realmente tão importante assim saber qual era a aparência de Bach. Nós o amamos por sua música – essa é a razão pela qual as pessoas vêm ao museu. Mas elas também se interessam por Bach, o homem”, disse Hansen.

  10. Todos los internautas que gozamos con la música de calidad (que es intemporal) estamos en deuda con su dedicación constante a este blog repleto de clásicos, pero también de raras maravillas, acompañados siempre por el justo comentario. Únicamente echo de menos la presencia de Leo Ornstein, cuya obra, sobre todo la pianística, no ha sido divulgada como merece.

    Buena suerte y un saludo.

  11. Olá, achei o blog por acaso, culturalmente fazes mais que muitos políticos de nosso Brasil, bela contribuição a divulgação da música excepcional de Bach, este espaço é um oasis diante do cãos cultural que atravessa a humanidade!!!

  12. Você conhece teu outro irmão, o P&Q Bach? Ele também é meio doido mas, como viveu antes da internet, se divertiu em brincar de compositor, misturando as melodias dos outros. Há uma salada de missa, outra salada com a Kleine Nachtmusik e outros. tenho isso em fita K7, mas posso passar para MP3.

  13. que fantástico! música erudita com um sabor irreverente e sem aquele respeito babaca de colocar o músico num pedestal só porque o coitado já morreu. é claro que estamos falando de compositores fantásticos, mas sem essa de achar que é pecado questionar a obra dos caras. afinal, quem nunca teve momentos de “baixa” no plano criativo que atire a primeira clave de sol! valeu, pqp! vc é tudo de bom!

  14. Nossa, quase tive um orgasmo quando encontrei o blog, tem muita coisa… mas eu queria fazer um pedido para você, parar de colocar os arquivos no rapidshare, ele é um saco, ainda mais pra mim que sou pobre e uso net discada =/ não da pra continuar, os downloads dão pau…. eu recomendaria a você usar esse site http://mihd.net/ é bem simples de colocar os arquivos e eles ainda dão o link direto =) ai da pra continuar….
    E ah, parabéns.

  15. Já imaginou viver num lugar onde NÃO EXISTE -sim, NÃO EXISTE MESMO – uma boa loja de musica?
    Pois é! Vivo aí! Para alguém que tem absoluta certeza que, tal como no cinema, nascemos com Banda Sonora incorporada, isso é tenebroso.
    Então só resta a internet e Almas enormes como você que partilha tão bondosamente a Musica!

    Nem imagina como lhe estou agradecido! E, parecendo redundante, entendi minha obrigação, agradecer… do fundo da Alma!

    Mandche

  16. Primeiro parabéns pelo Blog, é excelente!!! coisa de boa qualidade é dificel aparecer na internet ultimamente, mas além de comentário quero fazer um pedido, existe um CD chamado Maçonniques Musiques lançado pela EMI é comercializado na AMAZON, você tem este CD para postar ou sabe onde posso baixa-lo. Também estou procurando uma raridade um CD de Sibelius somente com musicas maçônicas, escritas para loja que ele era lotado. O tema musica maçonica muito me interessa! fico no aguardo um abraço e obrigado!

  17. Ulrich, muito obrigado!! qualquer material me serve, apesar de estar procurando o CD Maçonniques Musiques lançado pela EMI, é uma coletânia fantástica que além de Mozart e algumas de suas peças maçônicas tem Eric Satie, Michel Blavet, Naudot, Beethoven, Haydn, Henry Taskin, Clerambaut, etc… mesmo assim muito obrigado! pode mandar o seu também que eu vou ficar muito agradecido!

    Um
    Abraço!

    J. Amadeu

  18. Caros irmãos Bach;

    Estou envolvido em algo que tem me dado algum trabalho, e eu gostaria de receber algum auxílio de pessoas tão bem instruídas para esse tipo de coisa como vocês com certeza já provaram ser: estou interessado em acumular gravações das mais importantes obras de cada época e estilo, a fim de me orientar (e ajudar que outros se orientem) através da audição da música clássica. Estou ouvindo todo tipo de música nos últimos 2 anos (pouco tempo), e percebi ter uma preferência por música do século 20. Porém, não dá pra saber o que eu estou ouvindo do século 20 sem antes ter um entendimento maior do que se passou nos séculos passados.
    Muito do material que eu preciso eu encontrei no blog de vcs, porém gostaria de alguma orientação na lista que eu fiz. Caso queiram me ajudar, poderiam entrar em contato por e-mail?
    Obrigado.

  19. Expresso meus parabéns também pelo site. Demorou bastante para que ouvesse um desses, não é, pessoal?
    Fico feliz de adicionar o site no meu menu ‘Favoritos’. Abraços.

  20. Expresso meus parabéns também pelo site. Demorou bastante para que ouvesse um desses, não é, pessoal?
    Fico feliz em adicionar o site no meu menu ‘Favoritos’. Abraços.

  21. Meu Caro,

    Uma vez ouvi, no programa do Artur da Távola (i.m.) uma interpretação de músicas de JS Bach feita por uma cantora brasileira que trabalha na europa. Fui infeliz de não anotar o nome dela. Achei fantástica esta cantora, procuro até hoje e não consigo encontrar nada. Poderia o senhor, com sua bondade, me ajudar?

    Muito obrigado,
    Marcelo

  22. Prezado PQP,
    tenho um CD chamado Le Roi Danse, que é a trilha sonora de um filme de Gerard Corbiau sobre a vida de Lully. As musicas, principalmente do próprio Lully, são interpretadas pelo Musica Antiqua Köln. Interessa? Com se faz para postar alguma música para você?

  23. Família pós-Bach,

    uma curiosidade. Afinal, vocês filhos virtuais PQP, FDP, CDF, Clara Schumann são, na vida real, todos a mesma figura ou existe uma relação 1-1 entre estas figuras e seres vivos? Ou isto é um segredo d’ocês?

  24. Como amante da Musica Clássica desde menino só posso parabenizar iniciativas como a deste Blog para disseminar a Boa Música……….Sou particularmente um fã incondicional da Musica instrumental, principalmente piano que estudei por muitos anos. Assim, gostaria de saber se há possibilidade de postar a Gravação com a Deutsche Grammophon que o recém falecido Roberto Szidon fez das 19 Rapsódias Hungaras do Liszt em 1972. Foi um tremendo sucesso há época e, talvez a unica gravação que competia ( e compete) é a do Cziffra, ja devidamente postada neste Blog. Gosto muito de Liszt e em meu Blog coloquei algumas homenagens no ano que passou, ano de seu centenário de nascimento. Pena eu não ser muito ativa nas postagens do Blog……………… Abraços.

  25. Caro, P.Q.P.

    Gostaria de parabeniza-lo pelo excelente blog de música – o mais rico que encontrei até agora! Certos gêneros musicais não tem tanta divulgação quanto deveriam em rádios, televisão, etc. Portanto, a internet é fundamental para isso e o trabalho que está sendo feito aqui é fantástico! Espero que o continue para que possamos nos deleitar nesse universo de valor inestimável que é a música erudita.

    Abraços!

  26. Olá.
    Acompanho o site faz um tempo e devo a vcs bons momentos dos últimos 4 anos para cá. Obrigado, felicitações e todas as rasgações de seda que vcs quiserem!
    Estou procurando obras do Louis Andriessen e até agora não consegui achar nada.
    Enfim, há algum material com vcs lá no fundo da gaveta que poderia ser disponibilizado aqui no site? Caso não haja, vcs conhecem algum outro site para indicar, por favor?
    Novamente, muito obrigado.

  27. Olá, sempre curti o seu blog mas confesso que fiquei um pouco decepcionada com o uso da foto no topo. Não vi nenhuma citação do autor da obra… 🙁
    Eu tinha a referência do fotógrafo, infelizmente copiaram tanto a imagem que agora não encontro mais…

  28. Por favor, tem como disponibilizar a gravação do Réquiem de Mozart com o regente espanhol Rafael Fruhbeck de Burgos, que,na minha opinião,é a melhor já feita até hoje.
    Grato,

    José Eduardo

  29. Olá, adoro o site, sempre dou uma olhada e claro baixo as musicas….mas queria pedir um favorzão à vcs , tenho bastante musica clasica aqui, mas quase nenhuma com os nomes completos, queria saber se vcs tem um “catálogo” com os nomes completos das obras Ex: Concerto in B minor for violins and cello RV 580 Op. 3 N° 10 – I. Allegro…..nesse caso Vivaldi q estou arrumando no momento….mostra o Nome+Instrumentos+RV+Opus+N°+Andamento, será q vcs poderiam me ajudar?, pode ser em italiano tbm a lingua não importa na vdd!! Agradeço desde jah..Abraço

  30. PQP e demais, posso dar algumas sugestões?

    Acho que seria legal deslocar as colunas de comentários, posts recentes e listas de links para a esquerda, criando outra coluna e dividindo o espaço com a lista de compositores, como era no domínio antigo.
    Também eu acho que seria MUITO bom se o blog tivesse um espaço para comentários com o login do Facebook, assim como a opcao de dar like e tuitar cada post. Ficaria como nesse blog, por exemplo (eu acho legal ter as duas opções, comentário como facebook ou o tradicional):
    http://hbdia.com/wordpress/bobagem-internetica-do-dia/kony2012-e-a-prisao-do-seu-idealizador-por-que-isso-e-sim-prova-do-mal-carater-da-invisible-children/
    Sei que o SAC do blog não é exatamente uma prioridade, porem, para não desvirtuar o assunto dos posts, poderia ter uma parte só para pedidos ou sugestões de upload (poderia ficaria nessa linha do `inicio` e `sobre o autor`).
    Abraços.

  31. Olá PQP como posso contribuir com o blog? Montei um pequeno cd com algumas cantatas de Vivaldi a partir de vídeos do youtube, é uma penúria achar nos sites. Gostaria de lhe enviar uma cópia 😉

  32. Oi, sou flautista e me agradara se você fizer upload de Cds ou algum DVD de grandes flautistas Marcel Moyse, James Galway, Jean-Pierre Rampal, Altamiro Carrilho, Benedito Lacerda, Plauto Cruz, Hubert Laws ou outros. Ficarei grato com sua atenção

    att Lenin Bastos

  33. Saudações a todos. Sou um amante da música, aspirante a tenor, que mora numa cidade do interior da Bahia, infelizmente com poucas boas opções de entretenimento musical. Parabéns pelo blog, é a minha salvação. Tenho me enamorado pela música erudita brasileira e este blog e o Brazilian Concert Music tem sido meus guias. Estive lendo sobre Mozart, mais especificamente sobre seu inominável Requiem, e me atrevo aqui sugerindo uma ótima gravação para postagem: trata-se de uma gravação feita pela Slovak Philharmonic Orchestra and Chorus com regência de Zdenek Kosler, a melhor que chegou a meus ouvidos. É facilmente encontrada em torrent no Pitate Bay. Agradeço as postagens do filho de nosso senhor Bach e pretendo comentá-las sempre que puder 🙂

  34. Hoje tinha ido te procurar no facebook, para que pudesse curtir, compartilhar, e começar a receber as novidades, e me dei conta de que não tens uma página lá. Acredito que a criação de uma seria interessante para anunciar as novas publicações. Além disso, todo o conteúdo do blog seria disponibilizado para mais ouvidos…
    Espero com ansiedade pela criação da página e posso garantir que não serei o único a compartilhar praticamente tudo o que for postado, assim como a própria página.

  35. Olá!..Só ontem descobri o site. E fiquei encantada com os comnentários…e os posts de compositores que muito me apraz.Tenho um gde amigo que aprecia óperas desde criança e sabe cantar quase todas, daí que aprendi a apreciá-las.Vou baixar algumas…..e deleitar….Parabéns…

  36. Feliz, desde ontem, perambulo pelo blog!!….
    Imagino que agradecimento é lugar comum, mas não posso deixar de registrar o meu. Por gentileza, some aos frequentes elogios e congratulações, meu agradecimento, pela iniciativa genial.
    Adoro música de câmara e seguramente fiquei fascinada pelo volume e qualidade das postagens, – além dos pertinentes, didáticos e relevantes comentários sobre música clássica.
    Cheguei até aqui, procurando string quartets e composições para cello. Não estou conseguindo ir embora e a segunda-feira, daqui a pouco, baterá na minha porta, me intimando pra atividades, não tão agradáveis.
    Fecho a noite, ouvindo 2 cds, das suites para cello, de Bach, com Pablo Casals.

  37. Olá,
    Meu nome é Areia, sou baixista da banda Mundo Livre SA, como também contribuo com vários outros artistas como músico e produtor. Gostaria de saber se posso te enviar meu mais novo trabalho, que é um quarteto de música instrumental acústica chamado “Areia e Grupo de Música Aberta”, não sei se é o perfil que você trabalha, mas não custa tentar. Seria maravilhoso poder contar com você.
    Muito obrigado desde já.

    Areia
    (81)9688.5241
    http://soundcloud.com/musicareia
    http://www.youtube.com/user/musicareia

    • Olá, Areia, desculpe a demora na resposta de seu comentário. Como deves saber, o PQPBach tem vários colaboradores, sendo o próprio PQP o “líder” do grupo. Por isso é que ele centraliza o email do blog, pqpbach@gmail.com . Podes então mandar teu trabalho para esse email. Sempre postamos obras de compositores brasileiros que se propõem a postá-los aqui. Também é um orgulho para nós sermos reconhecidos como divulgadores de novos compositores.

  38. Ei ei, ótimo blog! Alívio para a alma e para os ouvidos (cansados de “ai, se eu te pego” dos aculturados trabalhando ao lado). Grata, Karla C.

  39. Antes de mais nada gostaria de parabenizá-lo por um trabalho tão maravilhoso como é o desse site. Que paixão, que dedicação por puro amor à boa musica. Muito obrigado por compartilhar sua sabedoria, suas experiencias e tanto material de inestimavel valor e infelizmente desprezado pelas gravadoras, medias, governo e o proprio povo.
    Como vejo que você tem acesso a um acervo que talvez esteja até fora de catálogo talvez você possa me ajudar a encontrar um LP que nao encontrei nem mesmo para comprar usado. É o “Carissimi – Oratorio: Dives Malus / Sheila Armstrong; Eva Csapo; Nigel Rogers; Ian Partridge; Kurt Widmer; Matthias Holle; Linde-Consort (Performer) – da EMI REFLEXE”. Aliás essa série era muito boa, não entendo porque nunca foi reeditada. Se você puder me ajudar a obter esse LP ou se foi lançado em CD e onde posso conseguir, fico-lhe ainda mais grato.
    Obrigado, Luiz Toscano

  40. Professor:
    muito obrigado pela partilha de tão belo e rico acervo. Se não me engano, “Jazz & Afins” também é mantido pelo senhor, não? Se não errei, o agradecimento e o elogio vão também para este segundo blog, excelente.
    Nesse caso – “Jazz & Afins” -, tenho uma pergunta: é possível trazer arquivos de outros blogs, transferindo-os para outros servidores? Se for possível – e como não sei como fazer -, peço-lhe um favor. Visite o blog http://www.sanjose72.com, que tem um excelente repertório, infelizmente hospedado no Fileserve e Filesonic, que apenas permitem download para sócios pagantes. Meu pedido é para que sejam ripados alguns arquivos ali existentes, principalmente do Agustin Lara, Chavela Vargas e Sérgio Endrigo,
    hospedando-os no Mediafire, que é de fácil manejo e de download rápido.
    Se houver possibilidade de atendimento ou de me ensinar a baixar nos servidores atuais daquele blog, peço contato através do meu mail.
    Obrigado e, mais uma vez, parabéns!
    Wander

  41. Estou estudando os preludios e fugas do kapustin e vi q vc tem a gravação do próprio mas o link está bloqueado…..vc poderia me enviar se puder….eu tenho a gravação dos estudos com ele e o hamelin ,,se vc quiser,também tenho os estudos do ligeti com o aimard…aguardo resposta,obrigado.

  42. No momento em que escrevo este comentário, estou a escutar o CD “Requiem” pelos The Tallis Scholars. É uma obra fantástica que reune o melhor da música polifónica ibérica, Tomas Luis de Victoria, Duarte Lobo, Manuel Cardoso e Alonso Lobo. Vivemos num momento particularmente difícil das sociedades europeias ocidentais, onde apenas é louvada a ganância do ter e onde a cultura é considerada um desperdício de verbas. Estas obras escritas por pessoas que viveram na transição dos séculos 16/17 garantem a minha paz de espírito e alguma sanidade mental, isto apesar de não ser crente mas apenas um curioso e admirador das culturas nascidas do fevor da fé… Este é o exemplo de uma obra retirada de um site ou blog como o teu! São pessoas como tu que nos dão o sentido de humanidade, pois é na partilha do belo que está aquilo que eu considero a essência do ser. O meu obrigado e um grande bem haja! Rui

  43. Bem-haja por este blogue que tanta música disponibliza.
    Permito-me chamar a atenção para um pormenor que aparentemente não terá muita importância. Trata-se da data das gravações. Não a data da edição, mas a da gravação. Isto vem a propósito da Variações Goldberg por Gustav Leonhardt. Gravou-as três vezes, em 1953, 1965 e 1976. Qual destas é que publicou?
    Os meus agradecimentos e sinceras felicitações pelo seu trabalho.

  44. Olá,
    em primeiro, gostaria de parabenizá-los pelo trabalho no PQP Bach.
    Em segundo, gostaria de indicar o link abaixo para download do disco do The Hilliard ensemble “Sumer Is Icumen In – Medieval English Songs”. Tenho me dedicado a estudar a história da música e achei este um disco muito interessante, em especial pela bela interpretação de Sumer is icumen in.

    http://www.mediafire.com/?4v6y8ula6bud751

    Por fim, gostaria de indicar para postagem no PQP Bach estas duas séries que, penso, ajudariam a quem, como eu, está iniciando seus estudos em música e história da música.
    A primeira, How Music Works, é do compositor britânico Howard Goodall e parece estar no Youtube legalmente, pelo que notei. Neste canal também está a série Great Dates.

    http://www.youtube.com/user/timegrinder

    A segunda é a clássica Young People’s Concerts de Leonard Bernstein. Pelo que percebi a série está completa e também foi disponibilizada legalmente, em razão do próprio nome do canal (artfullearning, um modelo educacional concebido por Bernstein).

    http://www.youtube.com/user/ArtfulLearning

    A transcrição das aulas desta última está disponível no site: http://www.leonardbernstein.com/ypc_scripts.htm

    Mais uma vez, parabéns. E obrigado desde já pela atenção.

  45. Olá,

    Sou um costumeiro ouvinte dos Cds postados aqui, e me surpreendi descobrindo que não há nenhum dedicado a Moskowski. O PQP não gosta de suas peças ou seus CDs são objetos de raridade? Estou muito interessado em conhecer melhor suas obras.

    Obrigado

    • Bernardo, reconheço minha ignorância em dizer que nunca ouvi falar em Moskovski. Mas claro que não respondo por outros colegas do blog.

      • Fdp, Pqp,
        Reconhecendo que não há canal mais tosco que este para que possamos nos comunicar-mos, a cada 2 meses, expresso minha vontade por algo mais dinâmico. Confesso que neste tempo Moskovski não passou de algumas noites mal dormidas porém cai profundamente por uma peça de Shostakovich, compositor o qual eu descobri realmente a pouco tempo com essa coisa, essa coisa meio Prokofiev. Vejo que vocês estão bem à frente do assunto, diga-me, o que é Shostakovich para vocês? E a diferença com Prokofiev?

        Abs!

  46. Só gostaria de deixar um comentário: quando a tendência na música digital é o formato FLAC, sem perda de qualidade, é uma pena que seja utilizado o MP3 em tão boa música.

    • Pedro, eu diria que é uma pena termos uma internet tão vagabunda no nosso país, que faz com que eu demore mais de uma hora para subir um arquivo de 120 mb para um servidor. Quando tivermos uma internet de primeiro mundo, aí sim poderemos satisfazer seu desejo. Lembro também que muitos de nossos leitores-ouvintes ainda se utilizam de internet discada, então imaginem o desespero deles se tiverem de baixar arquivos de 300 mb, gastando até 5 horas para baixar algo de gênero. É óbvio que ele vai desistir. Existem dezenas de blogs como o nosso que disponibilizam música em formatos como .flac e .ape. MAs todos, sem exceção, estão na Europa e Estados Unidos, onde a infra estrutura de telecomunicações não é precária como a nossa.

  47. Olá, não tenho site ou blog, mas aprecio música erudita tanto ocidental quando oriental, gostaria de saber de você conhece algum site ou blog semelhante ao seu em que eu possa baixar cds de música tradicional indiana ( estou procurando um músico chamado L. Subramaniam ). se souber de algum me avise no e-mail e parabéns pelo site, faz a todos nós mais felizes, nos dá paz de espírito, tranquilidade, vida e força no dia dia ouvir tantas músicas de qualidade!!

  48. Caríssimo: belíssimo trabalho , muitíssimo obrigado por compartilhá-lo , mas esta frase :”Volume bem alto, OK? A menos que vocês tenham vizinhos bregas armados ” me deixou horrorizado …tenho sempre algum tipo de aparelho sintonizado em algum tipo de música , mas acho deplorável quando extrapolam o limite do bom senso em termos de volume , como parece que está na moda , principalmente para impor gostos musicais de qualidade duvidosa como no caso dos funks , sertanejo universitário e outros tantos ; Então amigo , não é uma questão de ser careta , mas sim de respeitar a individualidade dos demais.Obrigado.

  49. Olá, conheço o blog a 2 anos e acho uma joia rara, sempre venho aqui em busca de boa música, mas sinto falta de um ambiente legal para debater sobre música erudita, postar dúvidas, curiosidades, pedidos, sugestões etc.

    O que vcs acham de criar um forum de música erudita associado ao blog P.Q.P Bach? seria sensacional um local específico para o debate sobre música separado em eras e seus respectivos compositores, interpretes, história por trás das composições, biografia dos compositores etc

  50. Cara, eu conheci seu site, mal vi o que tinha, talves só um unico link e joguei pro favoritos, pra depois de 1 mes rever, e no terceiro dia teve inicio uma maratona de downloads que se estende a agora, simplesmente foi uma revigorada achar tantas coisas do classico ao jazz num lugar só, tua iniciativa é dmais e seu acervo é incrivel, só qeria dizer isso, serio msmo cara.
    Um salvador, parabens.

  51. Ei, PQP, a velocidade da nossa internet tem melhorado, acho que bem menos gente hoje tem internet discada. Please please, acho que já é hora de liberar uma qualidade de gravação melhor que mp3, a diferença é altíssima…pelo menos para o material do Paulo Castagna, coisas raras, não comerciais, não compráveis e não reeditáveis. Coisas maravilhosas que infelizmente a gente não vai conseguir comprar e ter em boa qualidade.Pense a respeito, é uma pena não ouvirmos isso em flac. Na verdade adoraria ter o blog todo em flac, todas essas maravilhosas postagens merecem essa consideração. O som é outra coisa, tem peso, profundidade, a diferença é gritante…

  52. Olá, PQP
    Peço que repensem algumas dessas postagens, feitas sempre em mp3. Sei que a qualidade é boazinha, e quem quiser perfeição que compre o cd. Sei também da terrível internet que nós temos, lenta e cara. Concordo com tudo, nunca reclamei disso. Ainda tenho parte de meu humilde acervo em mp3 de 128 bitrate, realmente ruim, mas são resquícios de um tempo de falta de espaço em HD aliado à internet discada.

    Considero uma pena o acervo do Paulo Castagna (por exemplo), com coisas raras, não-comerciais, material que não será relançado com certeza e que imagino ser impossível de se obter pelas vias comerciais, esse material maravilhoso seja disponibilizado em mp3.

    Tenho baixado várias coisas em flac, não há comparação. Sonoridade com peso e profundidade, parece mesmo que o cara está tocando do nosso lado. Bem diferente do mp3, mesmo com 320 de bitrate.

    Sei que o blog todo é mp3, que voce mora afastado de grandes centros e portanto tem internet ruim e demora para ‘upar’ as postagens pela lentidão. Mas nossa internet está melhorando, acho que vai melhorar ainda mais (espero!!). Cada vez menos gente tem internet discada, a competição nesse mercado telefone-tv-internet tem aumentado.

    Peço para liberar uma qualidade melhor para algumas coisas, aquelas inexistentes para compra e se o colaborador que está postando mora em local com internet mais rápida, ou seja, não vai ser nenhum martírio.

    Como no caso desse material de Brasil colonial e império. Não peço para repostar, ia dar trabalho, mas penso daqui para frente, e se for possível para Avicenna, Bisnaga, para quem quiser e puder. Seria maravilhoso.

    Independente do que voces decidirem, continuarei fã do blog e assídua frequentadora (ainda que estarei viajando a próxima semana inteira, ou seja, não tão assídua).

    Grande abraço, Vivelo

  53. Bom dia PQP!

    Já andei muito procurando gravações do virtuoso fagotista Maurice Allard, que tocava com fagote francês. Você bem que poderia postar uns discos dele, que eu vou morrer de alegria. Obrigado e parabéns pelo trabalho!

  54. PQP! Acabei de descobrir o sítio! Que maravilha! Parabéns! Por acaso vc sabe onde posso encontrar uma foto (foto?), uma gravura de JS Bach? É que quero imprimi-la, emoldurar e colocar na sala. (queria mesmo era um busto …).
    Abç.,
    Augusto

  55. Olá, PQP!

    Primeiramente, apelo pro cliché e agradeço pelo seu conteúdo. Eu sempre fui um pesquisador de música popular mas por algum motivo parece que a música popular já me mostrou o que tinha que me mostrar – pelo menos por um tempo. Por isso ultimamente tenho procurado estudar a música de concerto, como diria o Marlos Nobre. Tenho uma dúvida que só alguém que conheça de verdade sobre a tal música de concerto poderia me esclarecer. Ando pesquisando sem sucesso algo, dentro dessa música que você disponibiliza, algo que fosse análogo ao que existe no jazz, algo capaz de exprimir algum tipo de erotismo ou sensualidade – como em Chet Baker. Será que você possui alguma indicação?

    Desde já duplamente agradecido.

    Abraços.

  56. PQP Bach

    estou procurando uma gravação da ópera O Profeta de Giacomo Meyerbeer, não sei se existe, se puderes me ajudar agradeço

    Moroni, abraços

  57. ola tudo então eu gostaria de sabe se vc tem resumidamente um algum conteudo do romantismo e seus principais compositores que fale em partes sobre a opera romântica, as sinfonias, os Lieds, o piano romântico, e a musica para orquestra por favor precismo muito disso o mas rápido possível ….
    grata ….

  58. Olá, caro PQP Bach, gostaria de saber se você tem algo do grande pianista e compositor Charles-Valentin Alkan. Não encontrei no blog, perdoe-me se já houver e eu não tenha encontrado.

  59. Parabéns pelo blog! muito acervo para download! : ) gostei das informações que tem em cada arquivo postado; mto bom mesmo!!

    Gostaria de pedir uma sugestão de player de qualidade; que reproduz exatamente aquilo que o musico queria que você ouvisse; se alguem puder ajudar eu agradeço.

    Att.

    Rafael

  60. Gostaria que fossem escritas matérias sobre a música em si (harmonia, composição, instrumentos), para que os iniciantes, como eu, possam entender e expandir a experiência músical. pode ser um post tipo “música clássica for dummies”. Parabéns pelo site e pelo humor nas postagens, que é essencial para o sucesso do blog!

  61. Prezado,

    Esta é uma pergunta pessoal:

    Qual é para ti a melhor versão da 6ª sinfonia do Beethoven?

    Li que a do Rattle é muito boa mas não ouvi.

    Estou a ‘baixar’ o ciclo completo das 9 sinfonias com a Filarmónica de Viena. Se quiseres posso enviar-to mas não sei como. Podes dar-me o teu email que eu tentarei por WeTranfer. O meu email é p2r_p4r@yahoo.com

    Abraço
    rui

  62. Acabei de ouvir o ciclo das sinfonias de Beethoven pelo Jos Van Immerseel com a orquestra Anima Eterna, com instrumentos da época – period instruments – Não se espere nada tipo Karajan ou Bernstein. Mas eu achei sublime. Quem quiser peça que eu envio por email. Acho que vale a pena. Meu email p2r_p4r@yahoo.com

    • Agradeço a oferta, rui, tenho essa gravação do Immerseel é ela é realmente impressionante. Qualquer hora destas a posto, para contrapor com estas versões peso pesados a que estamos acostumados. Seus concertos de Beethoven, com o próprio Immerseel tocando, também são de primeira. Lembrando que postamos há algum tempo atrás os concertos de piano de Mozart com o mesmo Immerseel e seu conjunto anima Mundi, que foram um dos campeões de downloads daqui do PQP;

  63. P.Q.P. Bach

    estou com a ópera “O Profeta” de Giacomo Meyerbeer ( 3 cds) gostaria de contribuir, já que tanto recebi. e cds de música chilena do do século XX e um album que não é propriamente clássica mas é muito bom, achei em um sebo de Madri, da peruana Chabuca Granda ( la flor de la canela, fina estampa) ela mesmo interpretando (2 cds) e vários cds da Maria Lúcia Godoy, como devo fazer para disponibilizar, aguardo

  64. Semana passada descobri que o primeiro marido de minha bisavó chamava-se Mazarino de Azevedo Lima (nome artístico de Mazarino Lima), falecido em 22/Dez/1900. Também descobri em jornais antigos 45 composições dele, de diversos estilos, mas principalmente polcas.
    Movida pela curiosidade venho procurando na internet qualquer uma destas composições, e tive a grata surpresa de encontrar uma delas aqui: “Chegou! Chegou?”, no disco “Qvadro Cervante”, e estou escrevendo para agradecer!
    Muito obrigada por este presente!

  65. Oi! Quero me juntar a esse monte de gente que parabeniza voces. Eu tambem devo muito da minha recente paixao pela musica classica a esse site.

    Mas escrevo por um motivo mais prozaico. Desde que conheci o site passei a ir a concertos e operas, e sempre encontrei aqui o repertorio das apresentacoes para ouvir antes. Agora vim morar nos Estados Unidos e na proxima semana irei assistir a opera Don Giovanni. Voces nao teriam ai uma gravacao? Eu procurei no site e nao encontrei.

    Mais uma vez, muito obrigado e parabens!

    Forte abraco,
    Marcelo

  66. Prezado,

    Começo por lhe desejar um bom natal e um grande e feliz ano novo.

    Já corri ‘ceca e meca’ e não consigo encontrar a 5ª sinfonia de Beethoven pelo Vladimir Ashkenazy com a Philharmonia Orchestra. Por acaso tem-la? Pode arranjá-la? Desde já agradeço.

    Abraço desde Lisboa

    rui

  67. Caro PQP Bach, sou um melomano e quando nao localizo a composicao que quero, recorro a seu site e sempre consigo garimpar. Assisti a uma ária da ópera em 5 atos Antigonae de Carl Orff no youtube e me encantei com a atmosfera, orquestração, tudo. Nao consigo achar em lugar algum uma gravacao com o Sir Georg Solti regendo. Recorro a você, pois sei que um dia irei encontrar essa gravacao. Se possivel, poderia postar essa ópera? Abracos.

  68. Parabéns pelo seu blog. Apesar de algumas críticas negativas sobre suas opiniões e eventuais ironias, isso não é um problema. A propósito, ironia é uma praia visitada na música clássica por muitos músicos. São notórios os exemplos de Les Luthiers e de P.D.Q. Bach, que curiosamente usa uma sigla, como você. Conheça-o aqui: http://www.schickele.com/pdqbio.htm

  69. Olá ! Antes de mais nada gostaria de dar os parabéns pela iniciativa em criar esse blog ! Coisa infelizmente rara na produção de sites brasileira…
    Bem, eu cheguei aqui por acaso, devido a um arquivo que baixei de um site de hospedagem de arquivos e cujo endereçamento me trouxe. O fato é que baixei um arquivo em formato .rar chamado Dvorak for two, mas quando tento descompactar aparece a necessidade de uma senha. Poderia dizer qual é ?
    Agradeço antecipadamente,

    Andre

  70. Ola PQP Bach, Gosto muito do su Blog, já que sou um aficcionado por Musica Classica em especial por OBras Orquestradas, Concertos e obras para piano.
    Procurei no Blog se existe uma gravação do Prokofiev da obra Sarcasmos, vc poderia postar. Obrigado e saúde aos nossos ouvidos em tempos de “Sertanojo”

  71. Serei eternamente grato por sua generosidade em partilhar tanta beleza. E abusando de tal virtude, venho pedir, se possível, a revalidação de três arquivos: Buxtehude – La Capricciosa, Sweelick – obras para órgão e Schubert com Brendel – a Wanderer e Sonata em Bb. Reitero minha gratidão e desejo-lhe felicidades.

      • Bem, chorar no pé do caboclo não é desonra, assim, se fosse possível, aqueles arquivos de motetes de Johann Christopher Bach (o tio querido) e o de Arrau tocando a Apassionatta, da antiga série de vinís da Phillips… . Lamento a lamúria, que fazer?

  72. Pingback: J. S. Bach (1685-1750): Missa em Si Menor, BWV 232 (amanhã, 21 de março / 328 anos do nascimento de nosso pai) | P.Q.P. Bach

  73. ASCENSÃO E QUEDA DA MELOMANIA
    Caros,
    Escrevi este pequeno texto no falecido blog de meu amigo Ticiano, o “Mentes Musicias”, mas como ele está congelado, repliquei por aqui.
    Estive bastante ocupado esses últimos 3 anos, e durante todo esse tempo muita coisa mudou no mundo. Quando eu saí, existia ainda uma coisa chamada Loja de Discos, e agora que eu volto, essa coisa hoje não existe mais. Hoje o mundo é do download e do e-commerce. Ok.
    Nunca fui a favor da pirataria, sei que todo o resultado artístico, em música, cinema ou literatura, foi obtido com muito trabalho, e merecem ser pagos. Não convém, na minha opinião, punir o artista por uma eventual divergência de opiniões em relação ao sistema comercial que as gravadoras impõem, seja ele justo ou injusto, é o que temos.
    Mas agora a questão é mais complexa: antes, era dada a opção: ou fazer download ou ir a uma loja comprar um disco. Hoje não existe a segunda opção.
    Os downloads oferecidos são aviltantes: nenhum consumidor de música erudita aceitaria em condições mentais saudáveis pagar o mesmo preço de um CD por um MP3 a 256Kbps. Nestas condições, o máximo que eu pagaria seria 1/8 do valor do CD. Mas a opção de baixar em 320 kbps ou em arquivo sem perda (lossless) nem existe na maioria dos casos.
    Comprar um CD então é uma aventura. Tentei comprar por várias vezes a caixa com as 4 sinfonias de Brahms com Karl Böhm. Tudo que consegui foi a Saraiva demorar quase 2 meses para me dizer que o produto não tinha sido encontrado, e meu dinheiro, devolvido.
    Ora, mas temos a Amazon! que exige que vc tenha cartão de crédito internacional… coisa que não tenho, e pelo jeito que anda a taxa de anuidade e os juros dos cartões, não faço questão de ter.
    Eu pergunto: que fazer?
    Sugestão: voltar à época da fita k7, em que gravávamos para nossos amigos a partir do LP que eles não tinham. A razão de perda de qualidade é a mesma de um LP para o K7 e do CD para o MP3, razão pela qual, se há 30 anos isso era permitido, não vejo motivo para não ser agora.
    Por conta disso, agradeço a iniciativa de nosso companheiro PQP, e faço questão de unir nossas forças disponibilizando meu modesto catálogo de CDs, cuja listagem completa pode ser conferida nos links:
    Arquivo xlsx:
    https://docs.google.com/file/d/0B5Me8RYsczEXR2ZUNnNjQzNLQ1E/edit?usp=sharing
    Arquivo PDF direto do iTunes:
    https://docs.google.com/file/d/0B5Me8RYsczEXQW45QzZCc2NkcHM/edit?usp=sharing
    Entrem em contato através do Blog
    http://polyphonya.blogspot.com.br/
    abraços

  74. Prezados,
    Na codificação da página da Fantasia para 2 pianos de Chick Corea, há um link para o download de um Flash Player falso (é na verdade um vírus).
    Procurem o link “http://50.22.91.159/br/flashplayer” no final da codificação desta página. Ele deve ser removido,do contrário toda vez que a página é carregada, ela é redirecionada para esse arquivo falso.

  75. Boa tarde,
    Meu nome é Sophi, trabalho no departamento de divulgação da Juruá Editora e gostaria de lhe fazer uma proposta de parceria. Caso tenha interesse em saber mais detalhes, peço a gentileza de que entre em contato no e-mail divulgacao@jurua.com.br.
    Agradeço a atenção.

  76. Caro (a) mantenedor (a) do PQP Bach

    Abaixo vai meu agradecimento por manter esse blog. Agradecimento em forma da história da música em minha vida.

    Estimulado a ler, me lembro de ir, ainda garotinho, década de 70, ir com minha mãe à livraria comprar um livrinho de “estória”, eu lia tudo que aparecia: mesmo que não entendesse o que significava, ainda assim eu lia; com uns 6 ou 7 anos eu me lembro de ler os cadernos do meu tio que estava no “ginásio”, em particular lembro-me de ter lido um trabalho sobre “fósseis”, a ilustração era feita à mão livre usando canetas BIC nas cores azul, vermelho e verde.

    A música tinha reprodução difícil e só havia LP’s com custo alto e eu não tinha acesso livre a eles. Ganhei um toca-discos verde, portátil, da Sonata, com alguns disquinhos coloridos de “estória” infantil, mas eu queria escutar aqueles discos pretos que não me deixavam colocar as mãos; aqueles eram discos de MPB de época, Fado e congêneres, hoje sei que de “clássicos” nada havia. E assim a música ficou meio que latente, suprimida mesmo, em mim.

    Não sei onde escutei, imagino que na televisão, uma música “mágica”, que me encantou de um jeito que seus acordes não me saiam da cabeça. Lembro de cantarolar o um pequeno trecho dessa música linda, em uma língua da qual nada entendia, e dela não sabia nem o nome. Essa música era tão intensa, rica em sons que expandiam em minha mente, eu me sentia tão bem quando lembrava dela, e eu tinha sede de escutá-la novamente: recordo-me de ter cantarolado para algumas pessoas o único trechinho que eu sabia, na esperança de alguém me dizer o nome, mas não tive êxito. A única palavra mais clara que “saia” no cantarolar era “Aleluia”, e pelo ritmo, ninguém soube me dizer. Nessa época eu tinha entre 7 e 8 anos pois recordo-me de ter feito a Primeira Comunhão sem dela nada saber. Cheguei a perguntar à professora de Catecismo, mas ela disse não saber do eu falava. Se a palavra central era “Aleluia” imaginei que alguém na Igreja me diria que de se tratava, mas os esforços foram em vão. Na época já havia fitas K7, mas eu não tinha nem toca fitas em casa.

    Quando eu tinha 12 anos de idade, era 1985, assisti na TV um filme chamado “O enigma da Pirâmide” e, em uma certa cena do filme, uma música “toucou” e eu fiquei abalado. O que era aquilo? Que música era aquela que jamais houvera escutado, mas que me causava tanta emoção?! Ninguém soube me dizer nada sobre aquele som.

    Tudo que eu sabia daquelas duas músicas era que provavelmente aquilo era “música clássica” e nada mais, até que em 1995 a revista Caras lançou uma coletânea de música clássica em CD’s, e eu mesmo sem ter um “toca CD’s” comprava as revistas só pra poder conseguir os CD’s onde poderia estar o que eu tanto procurava. Quando um bom tempo depois comprei um aparelho para escutar os CD’s, finalmente descobri qual era aquela primeira música que me encantou, era o Coro de Aleluia, do Messias, de Handel. Chorei como uma criança ao escutar aquela música que houvera habitado em minha lembrança por tantos anos. Escutei aquilo por dezenas de vezes. Descobri que havia sutis diferenças na mesma peça se tocada por diferentes orquestras; é que “Aleluia” veio gravada nos CD’s 2 e 8 da coletânea Caras: sob a direção de Von Cammus pela Orquestra da Rádio de Berlim e pela orquestra de Praga, por Randell Gork-Choken.

    Reconheci algumas outras coisas das quais não sabia o nome como a “Privavera” de Vivaldi, “Danúbio Azul” de Strauss, “chegada dos convidados” e “Cavalgada das Valquírias” de Wagner e a “Dança Germânica op33” de Schubert, entre outras coisas. Só tempos depois fui me dando conta que eu “re”conhecia aqueles sons por eu, em busca das canções da infância, ter passado a prestar atenção em trilhas sonoras de filmes e tudo mais que aparecia na TV, única fonte de informação na época. Em 1999 uma loja de CD’s, do interior de MG onde morava, fez uma “banca de ofertas” daquilo que estava “encalhado” e eu comprei da Deutsche Grammophon um CD do Ravel com seu fabuloso “Bolero”.

    Mas, só em 2001 quando tive acesso à internet, eu consegui descobrir a segunda música da infância; aquela do filme “o enigma da pirâmide”, e aquela música mágica era parte de uma obra maior que me inebriou e que tornou-se um “amor”. A música do filme era um trecho de “O fortuna” de Carmina Burana, do Orff. Procurei a história da obra e descobri que a origem dessa obra de Orff eram os manuscritos medievais: e, quando conheci as músicas antigas e medievais eu me apaixonei de modo febril e crônico e, desde então, não parei mais de baixar músicas. E, quando em 2004 consegui entrar pra universidade, o conhecimento de história, sociologia e tudo mais adquirido de modo intuitivo na internet foi tomando forma através de um estudo mais sistematizado me abriu definitivamente os sentidos para uma face do mundo que eu só imaginava existir.

    Escrevi esse relato como uma forma de dizer que a pessoa que mantém esse blog presta um grande serviço à humanidade e aos “espíritos” que nela habitam na forma de pessoas que, apesar de não terem tido esse conhecimento posto em seu processo educacional, ainda assim, têm a chance de conhecer obras fabulosas como as aqui postadas.

    Att
    Renato S.

  77. Olá, estou lançando um projeto com um amigo maestro de executar a obra Missa 3 em Fá de Anton Bruckner em São Paulo.

    É um trabalho longo, com previsão entre 4 – 6 meses. E que foi orçada em torno de 25mil reais.

    Vamos lançar a arrecadação de fundos para o projeto no site http://www.catarse.me/

    Gostaria de uma parceria do Blog, para colocar uma publicidade neste blog que é uma grande referencia da musica erudita no Brasil, para que interessados possam contribuir.

    Aguardo retorno por email.
    Obrigado.

  78. Olá, caro PQP!

    Despois de muito enchel-os, o pessoal do duckduckgo, concorrente do Google que respeita privacidade @ http://duckduckgo.com, collocou üa palavra-chave para buscar aqui no blog directo delles. Veja: https://lmddgtfy.net/?q=!pqpbach+lully ou entre em http://duckduckgo.com et busque por ‘glenn gould’ mais a palavra-chave ‘!pqpbach’, ie, ‘glenn gould !pqpbach’.

    Divulgue no blog, por favor! Poderia dar üa olhada no duckduckgo e postar suas impressões, ou posso me dispor a fazer hum textinho no FDS que vem. Que acha?

  79. Caro P.Q.P.,

    Adoro seu blog e adoro seu nome. Muito erudito por sinal.

    Veja bem, iniciei um site de música mas que é um pouco diferente. Ele é simplesmente a minha coleção musica completa, nua e crua. Direta para ouvir ou baixar. Nada de Rapidshare ou links que expiram. Tem de tudo: clássico, pop, jazz, MPB, MIB.

    Gostaria de te pedir para incluir um link no seu blogroll, se achar conveniente. Seria para “K7 Digital” no endereço http://digitalk7.com/mus/

    Aproveito para te indicar algumas coisas eruditas extraordinárias que não achei na sua coleção. Os arquivos M4A em grande parte são ALAC (lossless, similar ao FLAC só que mais compatível):

    ENSEMBLE KAPSBERGER, imperdível:
    http://digitalk7.com/mus/Classical/Ensemble%20Kapsberger%20-%20Alfabeto/?title=RW5zZW1ibGUgS2Fwc2Jlcmdlcg==&notes_before=TyBFbnNlbWJsZSBLYXBzYmVyZ2VyIGdyYXZvdSBzb21lbnRlIGVzdGUgw6FsYnVtIHF1ZSDDqSB1bWEgZGFzIG1haW9yZXMgZGVzY29iZXJ0YXMgbXVzaWNhaXMgcXVlIGZpeiBuYSB2aWRhLiBFbGVzIGNvbnNlZ3VpcmFtIGNvbXBvciBjb250cmEtYmFpeG8gY29tIHZpb2xhIGRhIGdhbWJhIGUgb3V0cm9zIGluc3RydW1lbnRvcyBkZSDDqXBvY2EgKHRpcG8gZG8gc8OpY3VsbyBYVklJKSBlIGRvY2VzIHZvemVzIGZlbWluaW5hcy4gTyByZXN1bHRhZG8gdGVtIHJpdG1vLCBsaXJpc21vLCBvcmlnaW5hbGlkYWRlIGUgw6kgZ2VuaWFsLiANCg0KTWFzIG7Do28gc2UgZW5nYW5lOiBhcGVzYXIgZG9zIGluc3RydW1lbnRvcyBhbnRpZ29zLCBvIEVuc2VtYmxlIEthcHNiZXJnZXIgZmF6IG3DunNpY2EgZXh0cmFvcmRpbmFyaWFtZW50ZSBtb2Rlcm5hLiBJbS1wZXItZMOtLXZlbC4gQ29tZWNlIGNvbSBhcyBmYWl4YXMgZW0gZXZpZMOqbmNpYSBubyBsaW5rLg==&highlight=Miw2&

    Um ótimo músico brasileiro jovem com suas transcrições de impressionistas para violão. Ouça o Doctor Gradus:
    http://digitalk7.com/mus/Classical/Diogo_Carvalho_-_Impressionism/

    Ótima execução do Dixit Dominus de Handel:
    http://digitalk7.com/mus/Classical/George%20Frideric%20Handel/1978%20•%20Dixit%20Dominus%20(feat.%20conductor∶%20John%20Eliot%20Gardiner)/

    A mistureba oriental-ocidental antiga do Hespèrion XX:
    http://digitalk7.com/mus/Classical/Hespèrion%20XX/

    Béla Fleck é um ó-ti-mo banjista e este é um álbum erudito com parcerias ilustres. Escute o Debussy marcado em amarelo:
    http://digitalk7.com/mus/Jazz,%20Fusion%20etc/Béla%20Fleck/2001%20•%20Perpetual%20Motion/?title=QsOpbGEgRmxlY2sgdG9jYW5kbyBlcnVkaXRv&highlight=Mw==&

    Claude Bolling compõe sonatas e suites lindíssimas misturando Jazz e Clássico. Comece com a Suite for Flute and Jazz Piano Trio:
    http://digitalk7.com/mus/Jazz,%20Fusion%20etc/Claude%20Bolling/

    Rolf Lislevand e sua nova música antiga:
    http://digitalk7.com/mus/Classical/Rolf%20Lislevand/

    Um trio de violões clássicos que conheci nas ruas de Barcelona:
    http://digitalk7.com/mus/Classical/Tr%C3%ADo%20Gótico/

    Wynton Marsallis e seu potente trompete num álbum erudito:
    http://digitalk7.com/mus/Classical/Wynton%20Marsalis/1998%20Classic%20Wynton/

    Perdoe-me se algumas dessas indicações lhe soarem repetitivas ou se ferirem o seu gosto. Adoro os clássicos originais mas admiro também o fusion aos quais eles tem sido submetidos ultimamente.

    Boa ouvida e obrigado por compartilhar !

  80. Hola amigo:
    Desde Bariloche Argentina, le mando un abrazo y agradecimiento por este trabajo casi de apostolado que Ud. realiza.
    Desde mi programa de Radio “Claves de la música” que se emite los viernes de 21 23 por http://www.fmbariloche/radio online no puedo más que agradecer y reconocer su trabajo y esfuerzo de amante de la música.
    Un saludo enorme
    Adrián

    • Hola, Adriano, fico feliz em saber que nosso blog ultrapassa as fronteiras e chega ao extremo sul das Américas. Tenho uma ligação particular com Bariloche, uma irmã é casada com um argentino, e apesar dele ser nascido em Rosário, viveu muitos anos em Bariloche. Quando casaram foram viver aí neste paraíso terreno, mas eram os tempos Alfonsín e a economia não andava muito boa das pernas, por este motivo vieram embora para o Brasil, onde vivem até hoje. Vou colocar sua rádio na minha lista de favoritos, e sempre que possível vou ouvi-la. Um abraço, FDPBach.

  81. Querido QP Bach, moro no Rio de Janeiro e sou um fã regular (diário) do seu blog. Sou muito grato ao seu esforço e também ao dos outros participantes deste blog, pois através do seu dedicado trabalho tenho conseguido acesso a obras musicais de tão alto nível, que certamente de outro modo dificilmente conseguiria.
    Assim, gostaria de dar a minha humilde contribuição a este blog, enviando um CD que comprei na última semana, quando de minha viagem aos EUA (New York), para vistar amigos, que é a gravação realizada por Marc-André Hamelin, das obras do fantástico compositor russo Nicolai Kapustin (http://www.amazon.com/Nikolai-Kapustin-Piano-Music-N/dp/B00026W640/ref=sr_1_sc_1?ie=UTF8&qid=1382098400&sr=8-1-spell&keywords=hamelin+-+kapstin), que é um verdadeiro tesouro de interpretação, na interseção entre o piano moderno (jazz) e o piano clássico.
    Desse modo, soliciito que vc me indique como devo fazer o upload das faixas, lembrando que nao tenho cópia digitalizada da capa do CD.

    Um forte abraço e um bom fim de semana

  82. [tentei postar esse comment no “Desabafo” do FDP Bach, mas fui impedido. Vai aqui mesmo]. Vocês se tornaram fundamentais para a dinâmica e para o aprendizado musical de uma cacetada de gente, na qual me incluo, eu que quase nunca escrevo, que quase não tenho como contribuir, mas que muito linko, recomendo e propago um dos melhores lugares da internet, este remanescente ainda áureo da áurea época dos blogs. Obrigado por haverem.

  83. Podes revalidar o link de Prokofiev , Ivan, o Terrível com a narração de Christopher Plummer?
    Ouvi esta obra no radio pela primeira vez há alguns anos e não consegi tira-la da cabeça, é incrível!!
    Adoraria ouvi-la novamente, mas não encontro em lugar algum!
    Parabéns pela qualidade blog!

  84. Eu gostaria de contribuir com este magnífico site, dando acesso a obras que talvez sejam de interesse. Como posso fazer? Mando links por e-mail para algum endereço de vocês? Obrigado, um abraço e parabéns pelo brilhante e utilíssimo trabalho.

  85. Parabéns pelo excelente trabalho. Gostaria de sugerir a republicação do link para o excelente disco ‘The Kennedy Experience’ de Dr. Nigel Kennedy.

  86. Meus caros amigos do PQP
    Ao fim destes anos a sacar (devem ser mais de 4) toda a boa música que Vcs têm colocado aqui para todos os melómanos do mundo (e arredores), me sinto hoje, com a vontade e a obrigação de vos agradecer, todo o V/ esforço, dedicação e bom gosto, nas V/ escolhas.
    A música é muito importante para mim, e agora que estou a trabalhar na Argélia, a 1500 km da minha terra (Porto-Portugal), uma forma insubstituível de ligação espiritual, numa cultura tão diferente da nossa, como a argelina.
    As V/ justas críticas a todos aqueles que, como eu, permaneciam por trás da cortina, sem comentar e elogiar o V/ dedicação em prole dos criadores da grande música, desabaram hoje sobre mim, e fizeram com que eu tivesse um rebate de consciência.
    As minhas desculpas por isso, e a minha vénia e agradecimento a V/ e ao V/ trabalho de enorme qualidade.
    Um grande abraço
    Eurico

  87. Sou degustador deste site desde os idos de 2008.
    Mas somente hj tive coragem de fazer um pedido.
    Nao sou profundo conhecedor de musica erudita, mas gostaria muito de uma sugestão para Concerto grosso de Vivaldi.
    Pode me ajudar?

  88. Prezados Senhor,

    Foi com imensa satisfação que descobri, quase por acaso, seu blog na semana passada e, desde então, estou percorrendo os posts anteriores e baixando discos da mais alta qualidade e acrescidos dos importantes comentários seus.
    Talvez não possa imaginar a alegria deste aqui, que foi ao seu primeiro concerto aos cinco anos de idade e que nunca mais parou de ouvir Música Clássica, ao vivo e em gravações (tenho, agora, 65 anos), ao abrir, pela primeira vez, seu blog!
    No precário panorama cultural brasileiro, iniciativas como a sua são dignas do mais alto reconhecimento, dado o abnegado trabalho do senhor para realizar os posts e manter tal blog, que respira qualidade por todos os poros.
    Resta-me, pois, penhoradamente agradecer-lhe por estar me propiciando momentos da mais intensa alegria, neste contato com a Música dos grandes mestres. Um exemplo disto foi poder ouvir, pela primeira vez, o belo Concerto Nº2, para Violino e Orquestra, de Max Bruch (eu só conhecia o de Nº1) e ainda ter para ouvir o de Nº3 e mais duas obras deste compositor, na brilhante interpretação do Salvatore Accardo.

    Um grande e cordial abraço, com a minha mais sincera gratidão,

    Nilton Maia

    • Basta clicar no link onde está escrito BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE. Postagens mais antigas estão com links inativos, que na medida do possível serão devidamente reativados.

  89. Merci beaucoup ! Tant de découvertes, tant de plaisir…
    Muito obrigado por este blog, para este trabalho, por essa paixão que você transmite 🙂

  90. Infeliz conjuntura atual, após somente dois meses de descoberta do site, após este há anos estar no ar, nada mais está acessível para download. Peço com imensa gentileza e reverência ao autor do site que continue a fazer algo para diminuir este vazio que se tornou a alta cultura brasileira. Mais sofrível torna-se a vida sem as audições das magníficas músicas colonial brasileira.

  91. Por favor!!! Os três primeiros CDs (1, 2 e 3 de 9) não estão mais disponíveis no RapidShare.
    ludwig-van-beethoven-1770-1827-integral-dos-quartetos-de-cordas

    No mais, obrigado pelo PQPBach! É parada obrigatória!

  92. Parabéns!!! Raro é um blog ou uma página que transmite esta qualidade de músicas e peças além de comentários a respeito da obra. Neste momento em que a musica popular brasileira anda capenga de compositores e a música instrumental brasileira, (de excelente qualidade) caminha ainda sem espaços na mídia e nos centros culturais nada melhor que pesquiar, baixar e ouvir a musica do período colonial e/ou imperial de grandes composiores. Mais uma vez Parabéns pelo seu trabalho.Vez ou outra é requisitada uma SENHA como nos cds 11 e 12, intitulado The Debussy Edition – Mélodies – CDs 11 e 12. Gostaria de saber como ter acesso a esta SENHA. Grato, Guedes

  93. Muito obrigado pelo site.
    Ostuvo buscando a obra il Guarany de Carlos Gomes e na Europa todas eran muito cara. aqui encontrei da baixar esta e muita mais.
    Muito obrigado mismo.
    Pena que alguns CD nao existem mais e nao consigo Baixar otra musica classica brasileira contemporanea.
    Eu moro na Holanda, so Italiano e casado com uma brasileira. par mi e um prazer conocer mais da musica classica brasileira. Espero de encontra novidade, gostaria saber mais sobra as musica lirica brasileira depois de carlos Gomes.
    Saludos da uma fria Holanda

  94. Prezado PQPBach, bom dia!
    Tenho inúmeras gravações que baixei no .torrent e gostaria de compartilhar com o público, como um box do Carl Orff com 10 gravações de suas óperas como Antigonae, Die Mond, Oedipus Rex… o oratório Nagasaki, de Alfred Schnittke (obra esta estreada somente nos anos 2000, composta à época como conclusão do curso de composição)… Além de demais outros, como as integrais das sinfonias no Prokofiev pelo extraordinário Rozhdestvensky e um box de 17GB de todas as composições de Tchaikovsky. Infelizmente não seu como compartilhar.
    Agradeço ao site que possui pela oportunidade em disponibilizar 500 anos de música!

  95. Boa tarde, meu caro sr. administrador do “P.Q.P. Bach”,
    Ontem, embora já tenho ciência do que ocorreu, tentei baixar a magnífica Obra para Piano de W. A. Mozart, sob a interpretação de Maria João Pires. Não obtive êxito! Vejo que o link foi “retirado” do sítio/blog.
    Peço ao sr. a gentileza, de disponibilizar-nos tal obra, se assim for possível
    Muito obrigado.
    Bom Domingo e bom feriado de Tiradentes.
    roberto

  96. Parabéns pelo BLOG!
    Se me permite, vou lhe sugerir que poste novamente o link do Álbum Miguel Proença – Coletânea Piano Brasileiro – 2006 O Link do Rapidsahre foi desativado.

    Um grande abraços

  97. Belissímo site. Parabéns!
    Tentei baixar o Domenico Scarlatti (1685-1757) – Sonatas para Cravo, imagina se não Posted on 20 de August de 2008 by pqpbach, mas o Google indica como não disponível.
    Realmente estava precisando baixar Domenico Scarlatti +Sonatas para Cravo, Trevor Pinnock +Sonata KK. 380 em Mi Maior + Sonata KK. 381
    Tem alguma dica?
    Aproveito para convidá-lo as conhecer o nosso blog: http://rogeriocerqueiraleite.com.br/categorias/musica/
    Abraços

  98. Peter:
    Tengo grabaciones de música napolitana y de otras partes de Italia de los siglos XVII y XVIII interpretada por Marco Beasley que quiero compartir contigo y los seguidores de este blog. El formato es mp3 192 kbps. Está alojada en Mediafire. Quiero enviártela, si es tu deseo, para que la incluyas en algún post.
    Te agradezco toda la música que has compartido, me permitió conocer autores y obras a las que nunca hubiera podido acceder.
    Um abraço.
    Alejandro

    agbuono58@yahoo.com.ar

  99. Companheiro PQP.

    Um deleite este teu blog. Infelizmente não consigo acesso as primeiras caixas do Bach 2000, nem a nenhuma postagem no rapidshare. Musica de altíssima qualidade ao dispor de qualquer um. Um grande serviço aos amantes da boa música. Agradecimentos é muito pouco mas é o que posso fazer. Obrigado.
    P.S. Teu pai é “fodastico”.

  100. Aqui é um lugar muito bom para estar. Seu trabalho merece todo respeito e admiração. Agradeço muito pelas postagens e por tudo que tenho aprendido aqui. Desejo contribuir com o site, se for possível e minha contribuição relevante. Tenho um LP do Studium Musicae “As Cruzadas” – um grupo de música medieval de Curitiba, na época dirigido pelo flautista Flávio Stein. Desejo saber qual a melhor forma (software) de converter o vinil em digital para que possa enviá-lo a você. Aguardo, se possível a resposta por email.

  101. Boa tarde,

    Parabéns pelo blog primeiramente. Queria saber se voces conhecem locais na Internet onde eu encontre música eletroacústica e eletrônica em geral, parece que os blogueiros não gostam mesmo de tal estilo ou pelo menos os blogs mais conhecidos aí sobre música clássica nunca têm nada do gênero.

    Fiz faculdade de música e na ocasião peguei um CD do pessoal do Laboratório de Música e Tecnologia lá da Escola de Música, que compunham e gravaram obras  inspiradas em compositores como Pierre Schaeffer e Stockhausen e achei interessante o trabalho, mas depois não soube de mais nada a respeito…

    Obrigado e cumprimentos.

    • Oi, Cleverson, quem postou muita música eletrônica há uns anos atrás foi o Avaxhome. Não sei se os links ainda estão ativos, mas dá uma olhadinha lá.

  102. Primeiramente, gratidão eterna a esse site!
    O trabalho que vocês fazem é incrível!! Continuem firme!
    Isso dito, aqui que é o tal do SAC? Se for, gostaria de pedir, se não fosse incômodo, mesmo, se vocês poderiam revalidar o link para a liturgia de São João Crisóstomo, de Tchaikovsky!

    Muito obrigado!

  103. Parabéns para você PQP, muita saúde, muita paz e muito dinheiro. Obrigado por sua disposição de postar essas maravilhas da música.

  104. Parabéns pelo trabalho. Seu blog e a melhor forma para conhecermos músicas e músicos nesse imenso universo das artes.
    Gostaria de pedir gentilmente a revalidação dos links do anel de Wagner na gravação de 68.
    Danke.

  105. How do I get a logon for the download site? I’ve enjoyed this site verymuch and you’ve expanded my library significantly by work I’d not know from elsewhere.

  106. Nossa! Hoje é dia Mundial da Musica….pois então viva a musica erudita! Viva os grandes compositores! Viva os grandes interpretes! Viva Johann Sebastian Bach, fonte inesgotavel de beleza e inteligencia! Viva todos os que amam a Boa Musica Classica, Anderson lembrou bem. Digamos com Beethoven: Seid umschlungen milionen, diesen Kuss der ganzen Welt!
    manuel

  107. Oi, adorei este site, conteúdo excelente. Uma sugestão: cria uma página no facebook para compartilhar as matérias deste site. Assim torna a divulgação mais ampla, pois merece…

  108. Parabéns pelo trabalho Família Bach pelo excelente trabalho. Afinal o que seria das flores sem os insetos tão indignificantes para espalhar o seu polem ? Sou fã do trabalho de vcs , aos 30 e agora aos 40. Parabéns pelo PQP Share.

  109. Gostariade aproveitar esse espaçoe fazer um apelo.Por favor, alguém que possua os arquivosdos Quartetos de Cordado Bela Bartòkexecutado pelo Juilliard String Quartet nos anos 1963…por favor eu imploro, quem possuir esses arquivos pode entrar emcontato comigo? Eu preciso muiito dessaversão que é melhor ja feita desses quartetos. Desde ja agradeço e peço desculpas se invadi erroneamente esse espaço.

  110. Olá, galera, estive aqui algumas vezes e baixei Carlos Gomes. Gostaria de disponibilizar 10gb de espaço para vocês linkarem alguns arquivos. Sei que é pouco, poi esta conta é gratuita, mas ajuda. Alguns links daqui estão indisponíveis. Caso a ajuda sirva, me respondam pelo meu email que eu fornecerei a conta e a senha. abraço.

  111. Por gentileza, corrijam o feed RSS dos comentários, do contrário não tenho como acompanhar e saber se houve respostas para comentários que faço.

    Agradecido.

  112. Será que vocês têm/teriam como disponibilizar o seguinte álbum?: Canções, Vilancicos e Motetes Portugueses, pelo Huelgas Ensemble, de 1994? É um álbum com um repertório maravilhoso! Obrigado! 🙂

  113. Ola PQP,

    is there any chance you can repair the file from post “Música Antiga com Jordi Savall e o Hesperion XX: Folias & Canarios” Publicado em 16 de janeiro de 2016 por pqpbach
    Obrigado! 🙂

  114. Caro P.Q.Bach. No arquivo dedicado a Arel Ramirez são referidas duas interpretações da Misa Criolla; a de José Carreras e a de Mercedes Sosa. A primeira é comercial; nem me dou ao trabalho de a ouvir: a obra, no dizer do autor, não foi feita para ser berrada por cantores de ópera. A segunda será mais autêntica, mas a verdadeiramente genuina é a de Zamba Quipildor, um cantor popular de origem índia com voz excepcional que o próprio Ariel Ramirez encontrou nas suas viagens pela Argentina e escolheu para interpretar a obra. Antes do sucesso comercial desta.
    Em 1984 eu próprio participei no coro que fez a primeira e única apresentação da Misa Criolla em Coimbra, Portugal, com o próprio Ariel Ramirez e Zamba Quipildor, então no máximo das suas capacidades vocais, como solista. Foi inolvidável! A propósito disso informo que acabei de colocar na internet no site : https://we.tl/8Us07M5oqS
    onde estrá disponivel para download durante cerca de uma semana,
    uma compilação da extarordinária gravação da Misa Criolla com Zamba Quipildor, e de algumas peças de Ariel Ramirez e de Zamba Quilipdor, que fiz em homenagem a Ariel quando ele morreu. Acrescentei ainda uma excepcional interpretação de “El Paraná en una Zamba” (peça que me impressionou muito mais do que a própria Misa Criolla! Repare-se no magnifico diálogo entre o piano de Ariel e a voz de Quipildor.) e as próprias palavras de Ariel Ramirez que não deixam margem para dúvida acerca da interpretação que ele considerava mais autêntica: a de Quipildor. As gravações do concerto em Coimbra são péssimas mas tanto a interpretação de “El Paraná en una Zamba” como as palavras de Ramirez merecem ser conhecidas.
    Juntei um texto que fiz contando aquilo que consegui descobrir sobre a comovente origem da Misa Criolla e também vale a pena conhecer.

  115. Saudações. Primeiro, parabéns pelo blog – é enriquecedor de várias formas. Muito obrigado mesmo – ótima música acompanhada de instrutivos textos. Contudo, percebo que não és um entusiasta da música moderna e contemporânea – digo, se comparada à sua predileção pelos românticos, p. ex. Saberia indicar um blog no mesmo formato que o seu que se dedique à Moderna e à Contemporânea? Juro que, após a indicação, não deixarei de companhar o seu.
    Sinceros abraços.

  116. Parabens pelo blog. Acompanho sempre. Estou na França fazendo Pos Doutoramento. Se voce gosta de hip hop, precisa escutar Slam Frances. Tem um cantor/poeta Grand Corp Malade que é muito bom.

  117. Caríssimos, quem dentre os administradores ou assíduos frequentadores deste espaço, saberia me dizer em que disco (componente deste acervo ou não) eu encontro o “Exultate Deo” de Bach?

    Grato pela atenção!

      • Grato ao PQP e ao Igor, porém vejam como a coisa se deu:

        Bruno Jatobá Descaves, compartilhou no face uma foto do Coral da Pro-Arte feita em 1976, durante a apresentação deles num concurso do JB na Sala Cecilia Meirelles. A foto veio acompanhada do texto abaixo:

        [coral pro arte cantando na sala cecília Meireles com regencia de Jaques Morelenbaum
        — com Jaques Morelenbaum, Lucia Morelenbaum, Ricardo Medeiros, Muri Costa, Rogerio Medeiros, Daniela Thomas, Inez Schachter, Lia Gandelman, Norma Jzorup, Muri Costa, Leticia Tandeta Tartarotti, Edu Morelenbaum, Terezinha Costa, Lúcia Guimarães, Inês Scherter, Norma Gjorup, Lidia Becker, Laura Gasparian, Maria Gasparian, Dayse Szajnbrum, Cecilia Volchan, Ronald Valle, Paulo Becker, Edu Morelenbaum, José Leon, Ricardo Medeiros, Lucia Morelenbaum, Veronica Sabino, Veronica Falcão, Rogerio Medeiros, Christina Ribeiro, José Leon Zylberstajn, Cristina Ribeiro, Heloisa Madeira, Carlos Alberto, Daniela Thomas, Paula Morelenbaum, Zé Rodrigo, Paulo Malaguti Pauleira, Edith Maretzki Soares, Alain Pierre e Junno Homrich.]

        Aí o próprio Bruno comentou na foto:

        Bruno Jatobá Descaves Jaquinho e pessoal que tal fazermos uma “reprise” 40 anos mais tarde? Exultate Deo?
        21 de abril de 2012 às 23:51

        Noutro lado…Jaques Morelenbaum (que criou/regeu o Coral Pro-Arte, compartilhou a foto sob o texto a seguir:

        Jaques Morelenbaum compartilhou a foto de Bruno Jatobá Descaves.
        20 de abril de 2012 ·
        (20/10/1976) Jornal do Brasil, RJ – Edino Krieger, sobre o V Concurso de Corais do JB – “… Coral da Pro-Arte, regente J. Morelenbaum – sem dúvida, o conjunto que apresentou uma reunião de qualidades mais estável nas provas. O conjunto tem uma segurança de ritmo e de afinação, uma garra e um poder de comunicação realmente notáveis. E um modo sempre musical de frasear, de sentir o ritmo e as harmonias. Musicalmente perfeito no Canto Menor com Final Heróico, de Esther Scliar, fez também o spiritual mais convincente e bem realizado de todos…”

        Aí neste compartilhamento surgiu dentre outros, o seguinte comentário de Junno Homrich [um de seus integrantes]:

        Junno Homrich Inesquecível para todos que participaram.Muitas amizades e talentos continuam começaram e continuam até hoje. Uma cena engraçada foi , que para esquentarmos as vozes , bebemos conhaque num botequim ao lado da Sala Cecília Meirelçes e depois fizemos massagem s em fila indiana uns nas costas dos outros … e entramos no palco inspirados com o Jaques Morelenbaum regendo.Yes indeed!
        21 de abril de 2012 às 07:54

        Ora, eu, fã assumidamente roxo e louco de pedra desde os meus 14 anos [hoje to com 47…] pelo saudoso grupo vocal Céu da Boca, tinha de meter minha colher e assim, (baseado em detalhes dos 2 comentários e do texto do compartilhamento…) o fiz, sapecando os 3 posts abaixo…[notem que o terceiro eu tive de suprimir o link que havia colocado, que foi do Exultate Deo de Scarlatti (que eu por sinal julgo dificílimo..) e o retirei justamente porque Jaquinho Morelenbaum disse que o Exultate que o coro cantava era um de Bach! Daí revirei o youtube e parte da net atrás do referido…e nada! Aí resolvi queimar o último cartucho perguntando aqui…no terreiro dos Bachmanólogos…é isso.

        Markut Dotruk Segundo Junno Homrich, o concerto desta foto começou [não necessariamente sob este mesmo arranjo…] com esta: https://soundcloud.com/markutinho/yes-indeed
        20 de novembro às 19:37

        Markut Dotruk …e segundo o maestro Edino Krieger, o coro tbm executou esta: https://soundcloud.com/mark…/canto-menor-com-final-heroico

        Markut Dotruk No mais…quem guardou o programa deste concurso hein? Se alguém achar algum por ai eu quero! hehe. Por ora, eu enquanto platéia, sou altamente favorável a um revival! E se o Jatobá sacou um “Exultate” da cartola, porque não, né mesmo? Tenho certeza que vai sair muito mais tesudo que qualquer outro que alguém consiga encontrar na web, porque tendo em vista o que o coro cantava ser de Bach [como bem disse Jaquinho aqui embaixo…] já tirei o de Scarlatti que havia sapecado aqui…e tbm me tiro de campo, porque…eu não consegui achar unzinho sequer! Alguém achando por favor, poste que eu to doido pra conhecer!
        Ontem às 01:14 ·

        Jaques Morelenbaum o Exultate Deo que cantamos era de J. S. Bach…
        20 de novembro às 21:27

        xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

        Vejam se vcs conseguem ver a dita foto + comentários, através deste link:
        https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2333474292383&set=a.1610110128731.2089920.1115558818&type=3&theater

        Ou a vejam num de meus flickrs…aqui: https://flic.kr/p/Ph8P4A

  118. Olá, talvez vcs se interessem por essa dica. É uma banda de rock belga, mas parece um conjunto de câmara, contando com fagote, clarineta, violino e cello, além dos instrumentos de rock; no site dos caras tah escrito “if Stravinsky had a rock band it would sound like this”. Caso não conheçam e se interessem, fika dika =)

    https://www.youtube.com/watch?v=Vwjce5wcu4Y

  119. Gostaria de agradecer ao Putatalho a dica sobre o Univers Zero, que eu não conhecia. Gostei muito. Recomendações deste tipo podem ter um valor inestimável para os que frequentam este (excelente, incomparável) site.

  120. Olá, muito obrigada pela generosidade em compartilhar
    e pela sensibilidade de seu trabalho.
    descobri o blog ontem e estou com o coração vibrando desde então!
    abraço

  121. Boa tarde, meu caro. Sou muito fã do seu site, que nos proporciona várias obras que não teríamos acesso, de forma fácil.
    Sobre comprar os cds originais, infelizmente se tornou muito difícil. As taxas de importação estão caríssimas. Tentei comprar alguns cds da Magdalena Kozena pelo site da Amazon e eu teria que pagar 200 dólares só de imposto.

    Peço, por gentileza, que poste novamente os links dos cds mais antigos desta soprano, que estão expirados.

    W. A. Mozart (1756-1791): Árias

    Lamento – Obras de Minha Família

    Agradeço, por tudo.

    Quem puder me indicar sites brasileiros, que eu possa adquirir obras originais da Magdalena Kozena e do Philippe Jarousseky, eu seria grato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *