Pyotr Goncharov (1888-1970), Alexei Lvov (1798-1970), Pavel Chesnokov (1877-1944), Alexander Grechaninov (1864-1956), Piotr Ilyich Tchaikovsky (1840-1893) e Dimitry Bortnyansky (1751-1825) – Baixo Profundo da Velha Rússia

SHOW DE BOLA !!!

Tem na Amazon: aqui.

Pessoal, se vocês gostaram dos graves emanados do Panitchida do Chesnokov (aqui), entrarão em verdadeiro êxtase com as notas de baixíssima frequência desse coro russo! Os solistas parecem verdadeiros apitos de navio (póóóóóóóóó)!

Não é porque falo nesse tom jocoso, caros ouvintes, que isso desmereça esse conjunto de canções. Há vários trechos que são de arrepiar, de tremer as colunas das igrejas ortodoxas!

Fenomenal! Ouça! Ouça! Deleite-se!

Palhinha: Ouça a segunda faixa, We bow down before Your Cross:

Basso Profondo fron Old Russia

Anônimo séc. XVIII
01. Verily, He is worthy
Pyotr Goncharov (1888-1970)
02. We bow down before Your Cross
Alexei Fydorovich Lvov (1798-1970)
03. Standing by the Cross
Anônimo séc. XV
04. We Hymn Thee
Pavel Chesnokov (1877-1944)
05. Blessed is the man, Op. 37/2
06. Do not cast me off in the time of old age (Ne otverzhi mene vo vremya starosti)
Alexander Tikhonovich Grechaninov (1864-1956)
07. Liturgia Domestica for soloists, chorus & orchestra, Op. 79: The litany of supplication
Grigory Smirnov (arr.)
08. Anathema
Anônimo de Kiev
09. Ethernal Memory
10. (*deu pau: perdemos a faixa 10*)
Piotr Ilyich Tchaikovsky (1840-1893)
11. Song Of Penitence For Russia
Alexander Tikhonovich Grechaninov (1864-1956)
12. Lord of my days
Alexei Fydorovich Lvov (1798-1970)
13. God save the Tsar
Dimitry Stepanovich Bortnyansky (1751-1825)
14. Great and Glorious Is the God of Zion (Kol’ slaven nash)
Anônimo, texto de Nikolai Alekseevich Nekrasov (1821-1878)
15. The Twelve Brigands (Dvenadsat’ razboynikov)
Anônimo, texto de Alexander Pushkin (1799-1837)
16. Oleg the wise

Viktor Kroutchenkov (faixas 6 e 16)
Boris Tchepikov (faixas 6, 7, 15 e 16)
Yuri Wishniakov (faixas 1, 6 e 16)
Protodiácono Andrey Papkov (faixas 8, 9 e 10)
The Ortodox singers
Grigory Smirnov, regente
Rússia, 2004

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE – PQPShare 113Mb

Sabe aquela coisa de fazer um comentário? Eu ainda gosto. Pode comentar, pessoal!

Puuutz! Fui deixar a barbona como os russos fazem, acabei ficando a cara do Brahms!

Bisnaga

Gostou deste texto? Então ajude a divulgar!