J. S. Bach (1685-1750): A Arte da Fuga – BWV 1080 – New Century Saxophone Quartet


Como a arte da fuga não tem instrumentação definida, não é pecado eu dizer que eu acho essa a melhor gravação de A Arte da Fuga. Ainda gosto muito da versão para dois Pianos… Não sei dizer, qual das duas eu gosto mais. Eu sei que esta gravação é do cacete. Os caras são muito bons. Não deixam margem de erro nenhuma. Executam tudo ao pé da letra. Como Bach escreveu. O que mais me impressionou foi que o grupo não tentou puxar para o Jazz. Fizeram tudo Classudo como deve ser.

Essa gravação me lembrou a época que eu estava começando a tocar clarineta, pois tinha um exercício muito paracido com o Contrapunctus 12. Ainda assim o som do Saxofone tocando Bach me cativa. Sinto-me outra pessoa ouvindo isso. É isso aí. Uma boa Audição.

J. S. Bach – A Arte da Fuga – BWV 1080 – New Century Saxophone Quartet

1. Contrapunctus 1
2. Contrapunctus 2
3. Contrapunctus 3
4. Contrapunctus 4
5. Contrapunctus 5
6. Contrapunctus 13. Canon all Duodecima in Contrapunto alla Quinta
7. Contrapunctus 14. Canon all Decima. Contrapunto alla Terza
8. Contrapunctus 7
9. Contrapunctus 8
10. Contrapunctus 10
11. Contrapunctus 6
12. Contrapunctus 9
13. Contrapunctus 11
14. Contrapunctus 15. Canon per Augmentationem in Contrario Motu
15. Contrapunctus 12. Canon alla Ottava
16. Contrapunctus 16. Rectus
17. Contrapunctus 16. Inversus
18. Contrapunctus 19. Unfinished
19. Choral. Wenn wir in höchsten Nöthen sein

Performer: Michael Stephenson, soprano saxophone
Christopher Hemingway, alto saxophone
Stephen Pollock, tenor saxophone
Brad Hubbard, baritone saxophone

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Saxy Bach: porque eu toco de tudo, sem preconceitos

Saxy Bach: porque ele não teria preconceitos. Esta gravação é sensacional.

Gabriel Clarinet (revalidado por PQP)

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Goldberg Variations, BWV 988 – Ralph Kirkpatrick

79065Meu primeiro contato com a música de Bach se deu através de um LP da Archiv que continha as Variações Goldberg, e o executante era Ralph Kirpatrick. Este velho LP ainda faz parte de minha coleção, é um daqueles que tem valor sentimental, desde que me conheço por gente ele estava guardado em algum lugar. Não imagino como ele foi parar lá em casa, talvez meu irmão, que morava no Rio de Janeiro, o tenha trazido em alguma de suas visitas.
De qualquer forma, foi este velho LP que me mostrou a música de Bach, as suas inúmeras possibilidades, me mostrou como através de um tema se poderiam criar diversos outros temas.
Fiquei muito feliz quando dia destes consegui esse cd com o mesmo Kirkpatrick tocando as mesmas Goldberg. Dizem que a primeira impressão é a que fica, e concordo com isso. Ouvi muito esse LP na minha infância e adolescência. Ele me marcou profundamente.
Ralph Kirkpatrick foi também um importante musicólogo, biógrafo de Scarlatti, e foi o cara que organizou o catálogo da obras do mesmo Scarlatti.
Ah, de “brinde” os senhores ainda levam uma faixa com uma Fantasia Cromática e Fuga, além do Concerto Italiano BWV 971 E Quatro Duetos.
Excelente CD. E com certeza, ao menos para mim, IM-PER-DÍ-VEL!

1-32 Goldberg Variations, BWV 988
33-34 Chromatic Fantasy and Fugue, BWV 903
35-38 – Four Duets
39-41 – Italian Concerto, BWV 971

Ralph Kirkpatrick – Cembalo

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Kirkpatrick-Ralph-02

Ralph Kirkpatrick (1911-1984)

J. S. Bach (1685-1750): A Oferenda Musical, BWV 1079


IM-PER-DÍ-VEL !!!

Se alguém perguntar ao PQP quais são as dez obras musicais que ele mais ama, ele apontará vários autores, mas dentre as escolhas estarão certamente duas obras: A Oferenda Musical e as Variações Goldberg. São composições  de estrutura semelhante que para mim são muito caras e consoladoras. Jordi Savall tem sempre algo de bom a acrescentar e ele novamente faz isso nesta gravação impecável e mais à flor da pele que a maioria. Eu, se fosse você, prestaria muita atenção à Oferenda; talvez até me fizesse acompanhar de um bom vinho. Vale a pena, ô se vale.

J. S. Bach (1685-1750): A Oferenda Musical, BWV 1079

1. Thema Regium – Traverso Solo (Bach) 0:30
2. Ricercar A 3 – Clavecin (Bach) 6:25
3. Canon Perpetuus Super Thema Regium (7) (Bach) 2:28
4. Canon 1 A 2 (Cancrizans) – Clavecin (Bach) 1:55
5. Canon 2 A 2 Violini In Unisono (Bach) 1:34
6. Canon 3 A 2 Per Motum Contrarium (Bach) 2:06
7. Canon 4 (A) Per Augmentationem, Contrario Motu (Bach) 2:36
8. Ricercar A 6 – Clavecin (Bach) 8:48
9. Sonata Sopr’ll Soggetto Reale: Largo (Bach) 6:30
10. Sonata Sopr’ll Soggetto Reale: Allegro (Bach) 5:30
11. Sonata Sopr’ll Soggetto Reale: Andante (Bach) 3:21
12. Sonata Sopr’ll Soggetto Reale: Allegro (Bach) 2:53
13. Canon A 2 Quarendo Invenietis (9A) – Clavecin (Bach) 1:41
14. Canon A 2 Quarendo Invenietis (9B) – Clavecin (Bach) 1:08
15. Canon 5 A 2 Per Tonos “Ascendenteque Modulatione Ascendat Gloria Regis” (Bach) 3:30
16. Fuga Canonica In Epidiapente (6) (Bach) 2:20
17. Canon4 (B) Per Augmentationem, Contrario Motu (Bach) 3:07
18. Canon Perpetuus (Per Justi Intervali) (8) (Bach) 3:28
19. Canon A 4 (10) (Bach) 4:41
20. Ricercar A 6 – Ensemble (Bach) 7:15

Le Concert Des Nations
Jordi Savall

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Saval e seu Le Concert de Nations: talento assombroso

Savall e seu Le Concert de Nations: talento assombroso

PQP

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Sonaten und Partiten für Violine Solo – Nathan Milstein

51FAX13jLRLEste cd faz parte da coleção “The Originals”, da Deutsche Grammophon, o que por si só já é uma grande apresentação. Mas além disso, é um dos grandes momentos da história da indústria fonográfica. Um marco, sem dúvida.
Pegue um dos grandes nomes do violino do século XX, Nathan Milstein. Uma lenda a serviço da música. E o coloque em um estúdio para regravar as obras mais emblemáticas já compostas para o seu instrumento. Digamos que ele teria a difícil missão de ao menos realizar um feito tão notável quando o que realizara vinte anos antes, quando também encarara estes petardos, realizando uma das melhores gravações já realizadas destas obras. Para alguns, ele se superou, para outros, elas se equivalem. Não sei. Sinceramente, não consigo chegar a alguma conclusão.
Neste primeiro momento, trago então a versão de 1975, mais à frente trarei a versão de 1954.
Então, para seu deleite, Nathan Milstein estraçalhando as partitas e sonatas de Bach.

CD 1

01. J.S. Bach – Sonata No. 1 in G minor 1. Adagio
02. J.S. Bach – Sonata No. 1 in G minor 2. Fuga. Allegro
03. J.S. Bach – Sonata No. 1 in G minor 3. Siciliana
04. J.S. Bach – Sonata No. 1 in G minor 4. Presto
05. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 1. Allemanda
06. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 2. Double
07. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 3. Corrente
08. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 4. Double. Presto
09. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 5. Sarabande
10. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 6. Double
11. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 7. Tempo di Borea
12. J.S. Bach – Partita No. 1 in B minor 8. Double
13. J.S. Bach – Sonata No. 2 in A minor 1. Grave
14. J.S. Bach – Sonata No. 2 in A minor 2. Fuga
15. J.S. Bach – Sonata No. 2 in A minor 3. Andante
16. J.S. Bach – Sonata No. 2 in A minor 4. Allegro

CD 2

01. J.S. Bach – Partita No. 2 in D minor 1. Allemanda
02. J.S. Bach – Partita No. 2 in D minor 2. Corrente
03. J.S. Bach – Partita No. 2 in D minor 3. Sarabanda
04. J.S. Bach – Partita No. 2 in D minor 4. Giga
06. J.S. Bach – Sonata No. 3 in C major 1. Adagio
07. J.S. Bach – Sonata No. 3 in C major 2. Fuga
08. J.S. Bach – Sonata No. 3 in C major 3. Largo
09. J.S. Bach – Sonata No. 3 in C major 4. Allegro assai
10. J.S. Bach – Partita No. 3 in E major 1. Preludio
11. J.S. Bach – Partita No. 3 in E major 2. Loure
12. J.S. Bach – Partita No. 3 in E major 3. Gavotte en Rondeau
13. J.S. Bach – Partita No. 3 in E major 4. Menuet I
14. J.S. Bach – Partita No. 3 in E major 5. Menuet II – Menuet I da capo
15. J.S. Bach – Partita No. 3 in E major 6. Bourree
16. J.S. Bach – Partita No. 3 in E major 7. Gigue

CD 1 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 2 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

Johann Sebastian Bach (1685-1750): A Paixão Segundo São João – Gardiner


Esta postagem foi uma solicitação de um bom amigo do blog, Gilberto Agostinho, que nos acompanha praticamente desde o começo. Ele comentou com o próprio PQP que tinha ouvido a abertura desta obra nesta versão do Gardiner e ficou embasbacado e impressionado. E realmente é uma das melhores que já ouvi.

Como sou fã do Gardiner e de seu English Baroque Soloists e do espetacular Monteverdi Choir sempre estou atrás das gravações deles. Já tenho esse St John´s Passion há algum tempo, e ontem, por acaso, arrumando alguns cds, ele me passou pelas mãos. No dia seguinte, o PQP pergunta se alguém tinha. Coincidência ou destino?

Bem, Gilberto, ai tens a Paixão Segundo João do Gardiner, para poderes curtir no final de semana. Não sei onde moras, mas aqui no sul o tempo virou novamente e há previsão de neve no interior do meu estado. Um vento muito forte está batendo, em alguns locais está até sendo classificado como tempestade tropical devido a violência, próximo dos 150 km/h. Coisa de louco. Ou seja, no meu caso, nada como ficar em casa, embaixo das cobertas, com um bom livro, um bom vinho, e claro, Bach para esquentar.

PQPBach viajou, está em São Paulo, onde a estas horas deve estar trocando idéias com os colegas Ranulfus e Avicenna e discutindo o destino do blog.

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – St John Passion – Gardiner

1. No.1 Chorus: “Herr, unser Herrscher”
2. No. 2 Evangelista, Jesus, Chorus: “Jesus ging mit seinen Juengern ..” – “Jesum von Nazareth” – “Jesus spricht zu ihnen” – “Jesum von Nazareth” – “Jesus antwortete”
3. No.3 Choral: “O große Lieb, o Lieb ohn’ alle Maße”
4. No.4 Evangelist, Jesus: “Auf daß das Wort erfüllet würde”
5. No.5 Choral: “Dein Will gescheh, Herr Gott zugleich”
6. No. 6 Evangelist:” Die Schar aber”
7. No.7 Aria (Alt): “Von den Stricken meiner Sünden”
8. No.8 Evangelist: “Simon Petrus aber folgete Jesu nach”
9. No.9 Aria(Sopran): Ich folge dir gleichfalls”
10.No.10 Evangelist, Ancilla, Petrus, Jesus, Servus: “Derselbige Jünger war dem Hohenpriester bekannt”
11.No.11 Choral: “Wer hat dich so geschlagen”
12.No.12 Evangelist, Chorus, Evangelist, Petrus, Servus: ” Und Hannas sandte ihn gebunden ”
13.No.13 Aria (Tenor): “Ach mein Sinn”
14.No.14 Choral: “Petrus, der nicht denkt zurück”

Part Two

15.No.15 Choral: “Christus, der uns selig macht”
16.No.16 Evangelist, Pilatus, Chorus: ” Da führeten sie Jesum ”
17.No.17 Choral: “Ach großer König, groß zu allen Zeiten”
18.No.18 Evangelist, Pilatus, Jesus, Chorus, Evangelist: “Da sprach Pilatus zu ihnen”
19.No.19 Arioso (Baß): “Betrachte, meine Seele”
20.No.20 Aria (Tenor): ” Erwäge, wie sein blutgefärbter Rücken”

CD 2

1.No.21 Evangelist, Pilatus, Jesus, Chorus: ” Und die Kriegsknechte flochten ”
2.No.22 Choral: “Durch dein Gefängnis, Gottes Sohn”
3.No.23 Evangelist, Pilatus, Chorus: ” Die Juden aber schrieen und sprachen ”
4.No.24 Aria (Baß) – Chor: “Eilt ihr angefochtnen Seelen”
5.No.25 Evangelist, Chorus, Pilatus: ” Allda kreuzigten sie ihn ”
6.No.26 Choral: “In meines Herzens Grunde”
7.No.27 Evangelist, Chorus, Evangelist: ” Die Kriegsknechte aber ”
8.No.28 Choral: ” Er nahm alles wohl in acht”
9.No.29 Evangelist, Jesus: ” Und von Stund an ”
10.No.30 Aria (Alt): ” Es ist vollbracht ”
11.No.31 Evangelist: ” Und neigte das Haupt und verschied ”
12.No.32 Aria (baß) – Chorus: ” Mein teurer Heiland ”
13.No.33 Evangelist: ” Und siehe da ”
14.No.34 Arioso (Tenor): ” Mein Herz, indem die ganze Welt ”
15.No.35 Aria (soprano): ” Zerfließe, mein Herz ”
16.No.36 Evangelist: “Die Juden aber”
17.No.37 Choral:” O hilf, Christe, Gottes Sohn”
18.No.38 Evangelist: “Darnach bat Pilatum”
19.No.39 Chorus: “Ruht wohl, ihr heiligen Gebeine”
20.No.40 Choral: “Ach Herr, laß dein lieb Engelein”

Antony Rolfe Johnson – Evangelist – Tenor
Stephen Varcoe – Jesus – Bass
Cornelius Hauptman – Pilates and bass arias
Monteverdi Choir
The English Baroque Soloists
John Elliot Gardiner – Director

CD 1 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
CD 2 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Gardiner: Enormes registros e grandes doses de compreensão de Bach

Gardiner: enormes registros e grandes doses de compreensão de Bach

FDPBach

Johann Sebastian Bach (1685 – 1750): Sonatas & Partitas para Violino Solo


IM-PER-DÍ-VEL !!!

Vamos abrir os trabalhos em 2013 com a estupenda violinista russa Alina Ibragimova interpretando as Sonatas e Partitas para Violino Solo de meu pai. Música insondável, de profunda sutileza, virtuosismo impressionante e beleza arquitetônica, estas peças tem um grau de abstração inteiramente adequada para que o cérebro possa renascer depois da ressaca de ontem à noite. Inacreditável interpretação da jovem russa e gravação monumental da Hyperion. Tudo do bom e do melhor pra gente desintoxicar.

Intermezzo: aqui, Alina fala sobre o melhor país do mundo para a música:

Johann Sebastian Bach (1685 – 1750): Sonatas & Partitas para Violino Solo

CD 1:
Sonata No 1 in G minor, BWV10011
1) Adagio [4'32]
2) Fuga. Allegro [5'04]3
3) Siciliana [3'29]
4) Presto [3'18]
Partita No 1 in B minor, BWV10025
5) Allemanda [5'11]
6) Double [2'27]
7) Corrente [3'27]
8) Double [3'18]
9)Sarabande [3'36]
10) Double [3'34]
11) Tempo di borea [3'18]
12) Double [3'08]
Sonata No 2 in A minor, BWV100313
13) Grave [4'34]
14) Fuga [7'46]
15) Andante [5'34]
16) Allegro [5'28]

CD2:
Partita No 2 in D minor, BWV10041
1) Allemanda [5'17]
2) Corrente [2'26]
3) Sarabanda [4'19]
4) Giga [3'26]
5) Ciaccona [14'10]
Sonata No 3 in C major, BWV10056
6) Adagio [4'11]
7) Fuga [10'39]
8) Largo [3'20]
9) Allegro assai [4'19]
Partita No 3 in E major, BWV100610
10) Preludio [3'14]
11) Loure [4'10]
12) Gavotte en rondeau [2'59]
13) Menuet 1 – Menuet 2 [4'58]
14) Bourrée [1'16]
15) Gigue [1'40]

Alina Ibragimova, violino

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Pasmem, Alina Ibragimova nasceu em 1985!

Pasmem, Alina Ibragimova nasceu em 1985!

PQP

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – Flute Sonatas – Hewitt, Oliva

folderQue Angela Hewitt é uma das maiores intérpretes de Bach da atualidade ninguém mais discute. Nosso mentor, PQPBach, a referencia com todo o louvor. E com razão. A moça tem um talento que impressiona e que só se confirma a cada cd lançado. Artista exclusiva do selo Hyperion, gravou a obra completa de papai Bach para teclado, e agora junta forças com o excelente flautista Andrea Oliva para gravarem as maravilhosas sonatas para Flauta do gênio de Leipzig. Em outras palavras, um cd absolutamente IM-PER-DÍ-VEL. Lembro de ter trazido ainda nos primórdios do PQPBach uma gravação histórica destas mesmas sonatas com o grande Auréle Nicolet acompanhado por Karl Richter, e esta foi uma das postagens de maior sucesso até hoje. Ainda nos tempos em que usávamos o Rapidshare, o número de downloads passou dos 3000, na última vez que olhei, antes que aqueles links fossem apagados.

Então, toda a genialidade na Bach nas mãos de sua principal intérprete da atualidade, Angela Hewitt acompanhando o talento de Andrea Oliva na flauta. Deleitem-se, mortais…

01 Sonata In E Flat, BWV 1031 – 1. Allegro Moderato
02 Sonata In E Flat, BWV 1031 – 2. Siciliano
03 Sonata In E Flat, BWV 1031 – 3. Allegro
04 Sonata In G Minor, BWV 1020 – 1. Allegro
05 Sonata In G Minor, BWV 1020 – 2. Adagio
06 Sonata In G Minor, BWV 1020 – 3. Allegro
07 Sonata In C, BWV 1033 – 1. Andante
08 Sonata In C, BWV 1033 – 2. Allegro
09 Sonata In C, BWV 1033 – 3. Adagio
10 Sonata In C, BWV 1033 – 4. Menuetto I & II
11 Sonata In E Minor, BWV 1034 – 1. Adagio Ma Non Tanto
12 Sonata In E Minor, BWV 1034 – 2. Allegro
13 Sonata In E Minor, BWV 1034 – 3. Andante
14 Sonata In E Minor, BWV 1034 – 4. Allegro
15 Sonata In E, BWV 1035 – 1. Adagio Ma Non Tanto
16 Sonata In E, BWV 1035 – 2. Allegro
17 Sonata In E, BWV 1035 – 3. Siciliano
18 Sonata In E, BWV 1035 – 4. Allegro Assai
19 Sonata In B Minor, BWV 1030 – 1. Andante
20 Sonata In B Minor, BWV 1030 – 2. Largo & Dolce
21 Sonata In B Minor, BWV 1030 – 3. Presto; Allegro

Angela Hewitt – Piano
Andrea Oliva – Flauta

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
FDPBach

HewittOliva

Angela Hewitt e Andrea Oliva – Uma dupla e tanto

 

J.S. Bach (1685-1750): Cantata do Café e dos Camponeses

Esplêndido CD com Emma Kirkby — musa ruiva preferencial de FDP Bach — em grande forma. Junto com ela e também na ponta dos cascos, a Academy of Ancient Music sob a direção de Christopher Hogwood. Um disco já antiguinho, mas delicioso com as duas Cantatas profanas mais famosas de nosso pai. Se você ouvir bem, sairá cantarolando as melodias por todo o fim-de-semana. Elas grudam, viu?

J.S. Bach (1685-1750): Cantata do Café e dos Camponeses

1. “Coffee Cantata” BWV211 – Schweigt stille, plaudert nicht…Hat man nicht mit seinen Kindern 4:10
2. “Coffee Cantata” BWV211 – Ei! wie schmeckt der Coffee susse 5:08
3. “Coffee Cantata” BWV211 – Mädchen, die von harten Sinnen 3:49
4. “Coffee Cantata” BWV211 – Heute noch 7:06 Album Only
5. “Coffee Cantata” BWV211 – Die Katze lässt das Mausen nicht 4:24

6. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 1. Ouverture The Academy of Ancient Music 2:10
7. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 2-3. Mer hahn en neue Oberkeet…Nu, Mieke, gib dein Guschel immer her 1:18
8. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 4-5 Ach es schmeckt doch gar zu gut 1:20
9. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 6-7. Ach, Herr Schösser, geht nicht gar zu schlimm 1:34
10. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 8-9. Unser trefflicher, lieber Kammerherr 2:06
11. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 10-11: Das ist galant, es spricht niemand 1:51
12. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 12-13. Fünfzig Taler bares Geld 1:08
13. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 14-15: Klein-Zsocher müsse so zart und süße 5:51
14. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 16-17: Es nehme zehntausend Dukaten 0:58
15. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 18-19: Gib, Schöne, viel Söhne 0:48
16. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 20-21: Dein Wachstum sei feste 5:57
17. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 22. Arie: Und daß ihr’s alle wißt 1:12
18. Mer hahn en neue Oberkeet Cantata, BWV 212 “Peasant Cantata” – 24. Chor (Duetto): Wir gehn nun, wo der Dudelsack 1:04

Emma Kirkby
David Thomas
Academy of Ancient Music
Christopher Hogwood

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Esses aí não conseguem mais parar de tomar café nem de cantar. Vicia.

Esses aí não conseguem mais parar de tomar café. Nem de cantar. É que vicia.

PQP

In Memory Of… Classics for Funerals (Sugestões de Repertório para seu Velório)


Este álbum duplo que me caiu nas mãos é algo bastante original. In Memory Of… Classics for Funerals é uma série de highlights lentos, tristes e pouco barulhentos. A respeitada gravadora Chandos resolver perder o pudor e chamou a coletânea de Clássicos para Funerais, ou seja, se algum familiar seu morrer e você quiser colocar uma música culta e digna em honra a seu morto, aí está! Lembrem do PQP quando ouvirem a trilha no velório, por favor. É o mínimo.

A primeira faixa do disco, a Marcha Fúnebre de Chopin é tocada com orquestra e isso me incomodou. Depois, o nível da coisa sobe muito e o morto pode seguir de forma decorosa para o vazio. Há belas lembranças de obras que não relaciono com a morte — como se fizéssemos alguma coisa neste mundo que não tivesse relação com a morte! –, mas que agora, sei lá, talvez passe a relacionar. Apesar de ser uma incrível colcha de retalhos, misturando, épocas e gêneros, gostei de ouvir o disco de mais de 150 minutos.

Boa morte a todos! Coloquem música no lugar do padre! Basta de recaídas religiosas na hora da morte! É de péssimo gosto!

In Memory Of… Classics for Funerals (Sugestões de Repertório para seu Velório)

1.Frédéric Chopin Piano Sonata No. 2 in B flat minor, Op. 35, CT. 202 : Funeral March 7:05
2.Giuseppe Verdi Requiem Mass, for soloists, chorus & orchestra (Manzoni Requiem) : Agnus Dei 5:23
3.Johann Sebastian Bach Komm, süsser Tod, for voice & continuo (Schemelli Gesangbuch No. 868), BWV 478 (BC F227) 5:07
4.Gabriel Fauré Requiem, for 2 solo voices, chorus, organ & orchestra, Op. 48 : Pie Jesu 3:24
5.Edward Elgar Enigma Variations, for orchestra, Op. 36 : Nimrod 3:31
6.George Frederick Handel Messiah, oratorio, HWV 56 : I know that my redeemer liveth 6:01
7.Johann Sebastian Bach Concerto for 2 violins, strings & continuo in D minor (“Double”), BWV 1043 : Largo 6:56
8.Gabriel Fauré Pavane, for orchestra & chorus ad lib in F sharp minor, Op. 50 6:24
9.Sergey Rachmaninov Vocalise, transcription for orchestra, Op. 34/14 4:29
10.Henry Purcell Dido and Aeneas, opera, Z. 626 : When I am laid in earth 3:26
11.Jules Massenet Thaïs, opera in 3 acts : Méditation 4:51
12.Maurice Ravel Pavane pour une infante défunte, for piano (or orchestra) 6:25
13.Percy Grainger Irish Tune from County Derry (Londonderry Air), folk song for string orchestra with 2 horns ad lib. (BFMS 15) 4:22
14.Samuel Barber Adagio for strings (or string quartet; arr. from 2nd mvt. of String Quartet), Op. 11 8:25
15.Wolfgang Amadeus Mozart Requiem for soloists, chorus, and orchestra, K. 626 : Introitus 5:20
16.Jules Massenet La Vierge, sacred legend in 4 acts : Le dernier sommeil de la Vierge 3:31
17.César Franck Panis angelicus for tenor, organ, harp, cello & bass 3:47
18.Gustav Mahler Adagietto, for orchestra (from the Symphony No. 5) 10:51
19.George Frederick Handel Saul, oratorio, HWV 53 : Dead March 5:20
20.Johann Sebastian Bach St. John Passion (Johannespassion), BWV 245 (BC D2) : Ruht wohl, ihr heiligen Gebeine 6:56
21.Arvo Pärt Cantus in Memory of Benjamin Britten, for string orchestra & bell 6:18
22.Gabriel Fauré Requiem, for 2 solo voices, chorus, organ & orchestra, Op. 48 : Agnus Dei 5:49
23.William Walton Henry V, film score : Touch her soft lips and part 1:37
24.Edvard Grieg Peer Gynt Suite for orchestra (or piano or piano, 4 hands) No. 1, Op. 46 : Death of Åse 4:11
25.Johann Sebastian Bach Cantata No. 147, “Herz und Mund und Tat und Leben,” BWV 147 (BC A174) : Jesu, Joy of Man’s Desiring 3:02
26.Edward Elgar Sursum Corda, elévation for brass, organ, strings & 2 timpani in B flat major, Op. 11 7:11
27.Ludwig van Beethoven Symphony No. 3 in E flat major (“Eroica”), Op. 55 : Marcia funebre 15:05

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

O Sétimo Selo, de Ingmar Bergman: joguinho de xadrez com a morte

O Sétimo Selo, de Ingmar Bergman: joguinho de xadrez com a morte

PQP

Johann Sebastian Bach (1685-1750): As 6 Suítes para Violoncelo Solo

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Na terça-feira, recebi uma ligação de um companheiro de PQP Bach. Era um finíssimo e inusitado pedido de desculpas. É que este amigo me enviara um e-mail meio sem jeito. A mensagem não fizera grandes estragos neste que vos escreve, até porque eu concordara com seu conteúdo e tratara de esquecer o tom. No telefonema, o amigo dizia que errara e que gostaria de desculpar-se. Bonito, né? E o que isso tem a ver com o CD de Gastinel? A rigor, nada; no âmbito pessoal, tudo. Lembro como o Dr. Herbert Caro dizia que não conseguia dormir após tomar uma atitude intempestiva. Ele simplesmente sufocava se não pedisse perdão. E lembro como ele me deu de presente minha primeira gravação destas suítes, pelo simples fato de que uma pessoa que não as conhece é como um saco vazio. “Como tu parrras em pé sem conhecer as Suítes?”. (Uma pessoa que não sabe pedir perdão também é um saco vazio, em minha opinião). Mais do que uma livre-associação, a bela atitude do amigo do PQP ficou associada a Gastinel. Nossa memória é assim, não é?

Johann Sebastian Bach (1685-1750): As 6 Suítes para Violoncelo Solo

CD 1

1. Suite No. 1 in G major, BWV 1007: 1. Prélude
2. Suite No. 1 in G major, BWV 1007: 2. Allemande
3. Suite No. 1 in G major, BWV 1007: 3. Courante
4. Suite No. 1 in G major, BWV 1007: 4. Sarabande
5. Suite No. 1 in G major, BWV 1007: 5. Menuets 1 & 2
6. Suite No. 1 in G major, BWV 1007: 6. Gigue

7. Suite No. 2 in D minor, BWV 1008: 1. Prélude
8. Suite No. 2 in D minor, BWV 1008: 2. Allemande
9. Suite No. 2 in D minor, BWV 1008: 3. Courante
10. Suite No. 2 in D minor, BWV 1008: 4. Sarabande
11. Suite No. 2 in D minor, BWV 1008: 5. Menuets 1 & 2
12. Suite No. 2 in D minor, BWV 1008: 6. Gigue

13. Suite No. 3 in C major, BWV 1009: 1. Prélude
14. Suite No. 3 in C major, BWV 1009: 2. Allemande
15. Suite No. 3 in C major, BWV 1009: 3. Courante
16. Suite No. 3 in C major, BWV 1009: 4. Sarabande
17. Suite No. 3 in C major, BWV 1009: 5. Bourrées 1 & 2
18. Suite No. 3 in C major, BWV 1009: 6. Gigue

CD 2

1. Suite No. 4 in E flat major, BWV 1010: 1. Prélude
2. Suite No. 4 in E flat major, BWV 1010: 2. Allemande
3. Suite No. 4 in E flat major, BWV 1010: 3. Courante
4. Suite No. 4 in E flat major, BWV 1010: 4. Sarabande
5. Suite No. 4 in E flat major, BWV 1010: 5. Bourrées 1 & 2
6. Suite No. 4 in E flat major, BWV 1010: 6. Gigue

7. Suite No. 5 in C minor, BWV 1011: 1. Prélude
8. Suite No. 5 in C minor, BWV 1011: 2. Allemande
9. Suite No. 5 in C minor, BWV 1011: 3. Courante
10. Suite No. 5 in C minor, BWV 1011: 4. Sarabande
11. Suite No. 5 in C minor, BWV 1011: 5. Gavottes 1 & 2
12. Suite No. 5 in C minor, BWV 1011: 6. Gigue

13. Suite No. 6 in D major, BWV 1012: 1. Prélude
14. Suite No. 6 in D major, BWV 1012: 2. Allemande
15. Suite No. 6 in D major, BWV 1012: 3. Courante
16. Suite No. 6 in D major, BWV 1012: 4. Sarabande
17. Suite No. 6 in D major, BWV 1012: 5. Gavottes 1 & 2
18. Suite No. 6 in D major, BWV 1012: 6. Gigue

Anne Gastinel, violoncelo

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Anne Gastinel

Anne Gastinel: esqueci de dizer que sua versão é muito, mas muito visceral (e boa)

PQP

Kuhnau (1660-1722), Reincken (c.1633-1722), Scheidemann (c.1595-1663), J.S. Bach (1685-1750), Boehm (1661-1733), Handel (1685-1759), J.C.Bach (1735-1782), Frescobaldi (1583-1643), Turini (c.1589-1656), Caccini (1551-1618), D.Scarlatti (1685-1757): The Gustav Leonhardt Edition (CDs 19, 20 e 21 de 21)


IM-PER-DÍ-VEL !!!

Mais uma série finalizada. Agora, é voltar ao Bach 2000 e a tantas otras cositas.

CD 19:

Johann Kuhnau

Musicalische Vorstellung Einiger Biblischer Historien
Musical Depiction Of Certain Biblical Stories
Representation Musicale De Quelques Histoires Bibliques

01-04. Sonata No. 4: Der Todtkrancke Und Wieder Gesunde Hiskias
Hezekiah is Mortally ill And Restored To Health
Ezechias Moribond Et Recouvrant La Sante

05-12. Sonata No. 5: Der Heylanb Israelis, Gideon
Gideon, The Saviour Of Israel – Gedeon, Le Sauveur D’Israel
13-18. Sonata No. 6: Jacobs Tod Und Begraebniss
The Death And Burial Of Jacob – La Mort Et Les Funerailles De Jacob

Gustav Leonhardt, organ / harpsichord / narration

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 20:

Johann Adam Reincken
01. An Den Wasserfluessen Babylon

Heinrich Scheidemann
02. Praeambulum In D Minor

Johann Sebastian Bach
03. Prelude & Fugue In D Minor, BWV 539

Georg Boehm
04-07. Suite No. 6 In E Flat Major
08-11. Suite No. 8 In F Minor
12-14. Suite No. 9 In F Minor

George Frideric Handel
15-19. Suite No. 8 In F Minor

Johann Christian Bach
20-22. Sonata In D Major, Op. 5 No. 2

Gustav Leonhardt, organ / harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 21:

Girolamo Frescobaldi
01. Toccata Settima
02. Toccata Undecima In C Major
03. Canzona Terza
04. Toccata In G Major
05. Fantasia Sesta Sopra Doi Soggetti
06-10. 5 Galliards

Francesco Turini
11. Sonata In A Minor

Giulio Caccini arr. Peter Philips
12. Amarilli Mia Bella

Biagio Marini
13. Balletto Secondo A Tre & A Quattro

Domenico Scarlatti
14. Sonata in A minor, Kk 3 (Presto)
15. Sonata in D minor, Kk 52 (Andante moderato)
16. Sonata in E major, Kk 215 (Andante)
17. Sonata in E major, Kk 216 (Allegro)

Leonhardt-Consort / Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

É assim que se toca, viram?

É assim que se toca, viram?

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

PQP

J. S. Bach (1685-1750) e Jean-Joseph Cassanéa de Mondonville (1711-1772): The Gustav Leonhardt Edition (CDs 7, 8 e 9 de 21)


IM-PER-DÍ-VEL !!!

Comentar alguma coisa? Mas para quê?

J. S. Bach (1685-1750): The Gustav Leonhardt Edition (CDs 7, 8 e 9 de 21)

CD 7: Johann Sebastian Bach

Violin Sonata No. 4 In C Minor, BWV 1017
01. I Siciliano: Largo
02. II Allegro
03. III Adagio
04. IV Allegro

Violin Sonata No. 5 In F Minor, BWV 1018
05. I Largo
06. II Allegro
07. III Adagio
08. IV Vivace

Violin Sonata No. 6 In G Major, BWV 1019
09. I Allegro
10. II Largo
11. III Allegro
12. IV Adagio
13. V Allegro

Lars Fryden, violin
Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 8: Johann Sebastian Bach

01. Prelude in F major. BWV 927
02. Quodlibet, BWV 524
03. Prelude in E Major, BWV 937
04. Prelude In G Minor, BWV 929
05. Erbauliche Gedanken Eines Tobackrauchers, BWV 515a
06. Prelude In D Minor, BWV 940
07. Canon A 2 Perpetuus, BWV 1075
08. Canon Super Fa Mi A 7 Post Tempus Musicum, BWV 1078
09. Prelude In D Major, BWV 925
10. Gib Dich Zufrieden Und Sei Stille, BWV 511
11. Canon A 4 Perpetuus, BWV 1073
12. Canone Doppio Sopr’il Soggetto, BWV 1077
13. O Herzensangst, O Bangigkeit und Zagen!, BWV 400
14. Nicht So Traurig, Nicht So Sehr, BWV 384
15. Dir, Dir Jehova, Will Ich Singen. BWV 452
16. Prelude In C Major, BWV 939
17. Fugue In C Major, BWV 952
18. Was Betruebst Du Dich, Mein Herze, BWV 423
19. Vergiss Mein Nicht, Mein Allerliebster Gott, BWV 505
20-22. Wer Nur Den Lieben Gott Laest Walten, BWV 691, 434 & 690
23-28. Capriccio Sopra La Lontananza Del Suo Fratello Dilettissimo, BWV 992
29-30. Prelude & Fugue: In A Minor, BWV 895
31-33. Suite In F Minor, BWV 823
34-35. Prelude & Fughetta In D Minor, BWV 899

Agnes Giebel, soprano – Marie Luise Gilles, alto
Bert van t’Hoff, tenor – Peter Christoph Runge, bass
Anner Bylsma, cello
Leonhardt-Consort / Gustav Leonhardt, harpsichord / organ

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 9: Jean-Joseph Cassanéa de Mondonville

Pieces De Clavesin En Sonates

Sonata No. 1 in G Minor
01. I Overture
02. II Aria
03. III Giga

Sonata No. 2 in F Major
04. I Allegro
05. II Aria
06. III Giga

Sonata No. 3 in B flat Major
07. I Allegro
08. II Aria
09. III Allegro

Sonata No. 4 in C Major
10. I Allegro
11. II Aria
12. III Giga

Sonata No. 5 in G Major
13. I Allegro
14. II Aria
15. III Allegro

Sonata No.6 in A Major
16. I Concerto
17. II Larghetto
18. III Giga

Lars Fryden, violin
Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

O mestre afinando seu instrumento. Ele tocava afinado, diferentemente de tanta gente no Brasil...

O mestre afinando seu instrumento. Ele tocava afinado, diferentemente de tanta gente no Brasil…

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

PQP

J. S. Bach (1685-1750): The Gustav Leonhardt Edition (CDs 4, 5 e 6 de 21)


IM-PER-DÍ-VEL !!!

Comentar alguma coisa? Mas para quê?

J. S. Bach (1685-1750): The Gustav Leonhardt Edition (CDs 4, 5 e 6 de 21)

CD 4: Johann Sebastian Bach

Goldberg Variations (Aria with Diverse Variations), BWV 988
01. I Aria
02. II Variation 1
03. III Variation 2
04. IV Variation 3 (Canone All’ Unisono)
05. V Variation 4
06. VI Variation 5
07. VII Variation 6 (Canone Alla Seconda)
08. VIII Variation 7 (Al tempo Di Giga)
09. IX Variation 8
10. X Variation 9 (Canone Alla Terza)
11. XI Variation 10 (Fughetta)
12. XII Variation 11
13. XIII Variation 12 (Canone Alla Quarta)
14. XIV Variation 13
15. XV Variation 14
16. XVI Variation 15 (Canone Alla Quinta)
17. XVII Variation 16 (Ouverture)
18. XVIII Variation 17
19. XIX Variation 18 (Canone Alla Sesta)
20. XX Variation 19
21. XXI Variation 20
22. XXII Variation 21 Ccanone Alla Settima)
23. XXIII Variation 22 (Alla Breve)
24. XXIV Variation 23
25. XXV Variation 24 (Canone All’ Ottava)
26. XXVI Variation 25 (Adagio)
27. XXVII Variation 26
28. XXVIII Variation 27 (Canone Alla Nona)
29. XXIX Variation 28
30. XXX Variation 29
31. XXXI Variation 30 (Quodlibet)
32. XXXII Aria Da Capo

Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 5: Johann Sebastian Bach

Chromatic Fantasia & Fugue In D Minor, BWV 903
01. I Fantasia
02. II Recitativo
03. III Fuga

Sonata In D Minor, BWV 964
04. I Adagio
05. II Fuga: Allegro
06. III Andante
07. Allegro

Toccata In G Major, BWV 916
08. I [Presto]
09. II Adagio
10. III Allegro

Suite In E Minor, BWV 996
11. I Praeludio: Passagio- Presto
12. II Allemande
13. III Courante
14. IV Sarabande
15. V Bourree
16. VI Gigue

Sonata In G Major
17. I Adagio, BWV 968
18. II Fuga: Alla Breve
19. III Largo
20. IV Allegro Assai

(II-IV Reconstructed By Leonhardt After Sonata For Violin, BWV 1005)
Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 6: Johann Sebastian Bach

Violin Sonata No. 1 In B Minor, BWV 1014
01. I Adagio
02. II Allegro
03. III Andante
04. IV Allegro

Violin Sonata No. 2 In A Major, BWV 1015
05. I [Dolce]
06. II Allegro Assai
07. III Andante Un Poco
08. IV Presto

Violin Sonata No. 3 In E Major, BWV 1016
09. I Adagio
10. II Allegro
11. III Adagio Ma Non Tanto
12. IV Allegro

Lars Fryden, violin
Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Já está baixando?

Já está baixando?

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

PQP

J. S. Bach (1685-1750): The Gustav Leonhardt Edition (CDs 1, 2 e 3 de 21)


IM-PER-DÍ-VEL !!!

Comentar alguma coisa? Mas para quê?

J. S. Bach (1685-1750): The Gustav Leonhardt Edition (CDs 1, 2 e 3 de 21)

CD 1: Johann Sebastian Bach

Concerto For Flute, Violin & Harpsichord In A Minor, BWV 1044
01. I Allegro
02. II Adagio Ma Non Tanto E Dolce
03. III Alla Breve

Concerto For Harpsichord In E Major, BWV 1053
04. I [Allegro]
05. II Ciciliano
06. III Allegro

Concerto For Harpsichord In D Major, BWV 1054
07. I [Allegro]
08. II Adagio E Sempre
09. III Allegro

Concerto For Harpsichord In A Major, BWV 1055
10. I Allegro
11. II Larghetto
12. III Allegro Ma Non Tanto

Frans Brueggen, flute – Marie Leonhardt, violin (BWV 1044)
Leonhardt-Consort / Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

CD 2: Johann Sebastian Bach

Concerto For Harpsichord In F Minor, BWV 1056
01. I [Allegro]
02. II Largo
03. III Presto

Concerto For Harpsichord & Two Recorders In F Major, BWV 1057
04. I [Allegro]
05. II Andante
06. III Allegro Assai

Concerto For Harpsichord In G Minor, BWV 1058
07. I [Allegro]
08. II Andante
09. III Allegro Assai

Concerto For Harpsichord & Oboe In D Minor, BWV 1059
10. I [Allegro]
11. II [Adagio]
12. III [Presto]

Concerto For Two Harpsichords In C Minor, BWV 1060
13. I Allegro
14. II Largo Ovvero Adagio
15. III Allegro

Eduard Mueller, harpsichord (BWV 1060)
Leonhardt-Consort / Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

CD 3: Johann Sebastian Bach

Concerto For Two Harpsichords In C Major, BWV 1061
01. I [Allegro]
02. II Adagio Ovvero Largo (Quartetto Tacet)
03. III Fuga Vivace

Concerto For Two Harpsichords In C Minor, BWV 1062
04. I [Allegro]
05. II Andante E Piano
06. III Allegro Assai

Concerto For Three Harpsichords In D Minor, BWV 1063
07. I [Allegro]
08. II Alla Siciliana
09. III Allegro

Concerto For Three Harpsichords In C Major, BWV 1064
10. I Allegro
11. II Adagio
12. III Allegro

Concerto For Four Harpsichords In A Minor, BWV 1065
13. I [Allegro]
14. II Largo
15. III Allegro

Eduard Mueller, harpsichord (BWV 1060, 1062, 1065)
Anneke Uittenbosch, harpsichord (BWV 1061, 1063, 1064, 1065)
Alan Curtis, harpsichord (BWV 1063, 1064)
Janny Van Wering, harpsichord (BWV 1065)
Leonhardt-Consort / Gustav Leonhardt, harpsichord

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Esse tocava!

Esse tocava!

Apoie os bons artistas, compre sua música!

PQP

Johann Sebastian Bach (1685-1750): Bach Concertos – Janine Jansen – Janine Jansen & Friends

Janine Jansen-CoverboxEstou aproveitando as minhas férias para colocar em dia as minhas audições, que estavam bem atrasadas, assim como encarar a pilha de livros que estão aguardando sua vez, e essa pilha também está grande. Então, fazendo um backup no meu computador, reencontrei esse cd delicioso com os concertos para violino  de Bach, que todos adoramos, com certeza, em uma versão bem intimista de Janine Jansen, uma das melhores violinistas da atualidade. Além dos concertos para violino Jansen também toca as belíssimas Sonatas para Violino e Cravo, de nº 3 e 4.
Jansen juntou amigos e formou um conjunto que chamou carinhosamente de Janine Jansen & Friends e gravou essas obras primas de Bach. Parece que a moça tem força entre os produtores da DECCA, sua gravadora. Sua interpretação é clara, límpida, graças ao seu Stradivarius “Barrere”, um daqueles perfeitos instrumentos que não tem preço, sua sonoridade beira a perfeição, com o perdão da redundância.
E não é só isso: os senhores levarão também um cd bônus, com a mesma Janine Jansen tocando O Trio Sonata in G maior, BWV 1039.
Me apropriando das palavras de nosso ausente colega Carlinus, espero que tenham uma boa audição. Eu vou continuar o meu hercúleo trabalho de colocar em dia minhas audições atrasadas e encarar a pilha dos livros que aguardam sua vez de serem lidos.

01 – J.S.Bach-Violin Concerto No.2 In E,BWV 1042.1.Allegro
02 – J.S.Bach-Violin Concerto No.2 In E,BWV 1042.2.Adagio
03 – J.S.Bach-Violin Concerto No.2 In E,BWV 1042.3.Allegro Assai
04 – J.S.Bach-Violin Concerto No.1 In A Minor,BWV 1041.1.(Allegro Moderato)
05 – J.S.Bach-Violin Concerto No.1 In A Minor,BWV 1041.2.Andante
06 – J.S.Bach-Violin Concerto No.1 In A Minor,BWV 1041.3.Allegro Assai
07 – J.S.Bach-Concerto In C Minor For Violin And Oboe BWV1060.1.Allegro
08 – J.S.Bach-Concerto In C Minor For Violin And Oboe BWV1060.2.Adagio
09 – J.S.Bach-Concerto In C Minor For Violin And Oboe BWV1060.3.Allegro
10 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.3 In E,BWV 1016.1.Adagio
11 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.3 In E,BWV 1016.2.Allegro
12 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.3 In E,BWV 1016.3.Adagio Ma Non Tanto
13 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.3 In E,BWV 1016.4.Allegro
14 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.4 In C Minor,BWV 1017.1.Siciliano (Largo)
15 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.4 In C Minor,BWV 1017.2.Allegro
16 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.4 In C Minor,BWV 1017.3.Adagio
17 – J.S.Bach-Sonata For Violin And Harpsichord No.4 In C Minor,BWV 1017.4.Allegro

CD Bônus

01 – J.S.Bach-Trio Sonata In G Major BWV 1039.1.Adagio
02 – J.S.Bach-Trio Sonata In G Major BWV 1039.2.Allegro Ma Non Presto
03 – J.S.Bach-Trio Sonata In G Major BWV 1039.3.Adagio E Piano
04 – J.S.Bach-Trio Sonata In G Major BWV 1039.4.Presto

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

Janine-Jansen

Janine Jansen – talento e beleza a serviço da música

J. S. Bach (1685-1750): Variações Goldberg

Ragna Schirmer tenta uma gravação  mais poética das Goldberg neste CD duplo. E ela obtém momentos sublimes, totalmente diferentes do habitual. Esquecida de Gould, a pianista devaneia placidamente sobre a obra de variações que PQP Bach mais aprecia. Está longe de ser a melhor versão das Goldberg, mas é um registro profundo, reflexivo, pessoal e bonito. Foi muito bom vir ao trabalho com esta gravação nos ouvidos hoje pela manhã. Impossível caminhar rapidamente, tudo para não perturbar a moça.

As Goldberg consistem de uma belíssima ária, sucedida de trinta variações, seguidas pela repetição da ária. As Variações foram escritas, provavelmente, por volta de 1741 para o Conde Hermann Karl von Keyserling. Sua finalidade era a de curar a insônia do Conde e tal intenção já está clara na encomenda feita a Bach. Elas foram interpretadas para o conde por seu jovem e talentoso cravista Johann Gottlieb Goldberg, a quem elas foram dedicadas.

As Variações Goldberg eram tidas no passado como um exercício técnico árido e aborrecido. Hoje, entretanto, o conteúdo e a abrangência emocional da obra tem sido reconhecido e se tornou a peça favorita de muitos ouvintes de música erudita. As variações são largamente executadas e gravadas e têm sido objeto de muitos artigos, livros e estudos analíticos.

J. S. Bach (1685-1750): Variações Goldberg

1. Goldberg Vars, BWV988: Aria
2. Goldberg Vars, BWV988: Var 1
3. Goldberg Vars, BWV988: Var 2
4. Goldberg Vars, BWV988: Var 3
5. Goldberg Vars, BWV988: Var 4
6. Goldberg Vars, BWV988: Var 5
7. Goldberg Vars, BWV988: Var 6
8. Goldberg Vars, BWV988: Var 7
9. Goldberg Vars, BWV988: Var 8
10. Goldberg Vars, BWV988: Var 9
11. Goldberg Vars, BWV988: Var 10
12. Goldberg Vars, BWV988: Var 11
13. Goldberg Vars, BWV988: Var 12
14. Goldberg Vars, BWV988: Var 13
15. Goldberg Vars, BWV988: Var 14
16. Goldberg Vars, BWV988: Var 15
Disc: 2
1. Goldberg Vars, BWV988: Var 16
2. Goldberg Vars, BWV988: Var 17
3. Goldberg Vars, BWV988: Var 18
4. Goldberg Vars, BWV988: Var 19
5. Goldberg Vars, BWV988: Var 20
6. Goldberg Vars, BWV988: Var 21
7. Goldberg Vars, BWV988: Var 22
8. Goldberg Vars, BWV988: Var 23
9. Goldberg Vars, BWV988: Var 24
10. Goldberg Vars, BWV988: Var 25
11. Goldberg Vars, BWV988: Var 26
12. Goldberg Vars, BWV988: Var 27
13. Goldberg Vars, BWV988: Var 28
14. Goldberg Vars, BWV988: Var 29
15. Goldberg Vars, BWV988: Var 30
16. Goldberg Vars, BWV988: Aria Da Capo

Ragna Schirmer, piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Ragna Schirmer em seus anos jovens, época desta gravação

Ragna Schirmer em seus anos jovens, época desta gravação

PQP

J. S. Bach (1685-1750): Great Organ Works

IM-PER-DÍ-VEL !!!

A música para órgão é cada vez menos tocada. É óbvio: considerando-se as grandes proporções do instrumento e o fato de poucas salas de concerto ostentarem um desses monstros, tornam-se cada vez mais raros os concertos. Se a coisa vai melhor na Europa, nosso continente vai de mal a pior.

Por outro lado, uma das partes mais importantes do repertório bachiano foi escrita justamente para o órgão. Bach passava boa parte de suas horas noturnas improvisando (e compondo) ao instrumento. A liberdade que ele tinha nesta área pode ser espreitada ouvindo-se a Passacaglia BWV 582 e o Prelúdio e Fuga BWV 552, presentes nesta coletânea, para não falar na Tocata e Fuga em Ré Menor BWV 565. O homem era um maluco ao órgão. Peter Hurford — que gravou toda a obra de Bach para órgão em 17 CDs — faz uma arrebatadora seleção do melhor nestes dois CDs da Decca.

Se fosse você, não daria as costas para a riquíssima música para órgão. De Bach e de outros compositores

Se fosse você, não daria as costas para a riquíssima música para órgão. De Bach e de outros compositores. Já ouviram a música de Messiaen e Franck para o instrumento? Na foto, Peter Hurford em casa.

J. S. Bach (1685-1750): Great Organ Works

CD1:

1. J.S. Bach: Toccata and Fugue in D minor, BWV 565 9:17
2. J.S. Bach: Herzlich tut mich verlangen, BWV 727 2:19
3. J.S. Bach: Wachet auf, ruft uns die Stimme, BWV 645 (‘Sleepers, awake’) 5:11
4. J.S. Bach: Prelude (Fantasy) and Fugue in G minor, BWV 542 – “Great” 12:00
5. J.S. Bach: Liebster Jesu, wir sind hier, BWV 730 1:54
6. J.S. Bach: Passacaglia in C minor, BWV 582 12:53
7. J.S. Bach: Prelude and Fugue in E flat, BWV 552 15:48
8. J.S. Bach: Nun komm, der Heiden Heiland, BWV 659 5:00
9. J.S. Bach: Prelude (Fantasy) and Fugue in C minor, BWV 537 8:24

CD2:
1. J.S. Bach: Toccata, Adagio and Fugue in C, BWV 564 15:45
2. J.S. Bach: “In dulci jubilo”, BWV 729 2:36
3. J.S. Bach: Prelude and Fugue in A minor, BWV 543 10:30
4. J.S. Bach: Fantasia in G, BWV 572 7:50
5. J.S. Bach: Prelude and Fugue in D major, BWV 532 11:30
6. J.S. Bach: Nun freut euch, liebe Christen g’mein, BWV 734 2:00
7. J.S. Bach: Wo soll ich fliehen hin, BWV 694 3:02
8. J.S. Bach: Fantasia in C minor, BWV 562 5:59
9. J.S. Bach: Toccata and Fugue in D minor, BWV 538 “Dorian” 13:49

Peter Hurford, órgão

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

jhjhjh

Peter Hurford dando um concertinho intimista em sua sala

PQP

J.S.Bach: a São Mateus por Karl Richter (1958) – Passio Secundum Matthæum

S.Mateus, Richter, 1958

Postado originalmente em 12.09.2010, com o título J.S.Bach: a São Mateus por Karl Richter e com Fischer-Dieskau: uma Paixão das antigas (mais devocional que romântica). Republicado em maio de 2012 como parte das homenagens ao barítono máximo Dietrich Fischer-Dieskau quando do seu falecimento, e mais uma vez na Semana Santa de 2014 por um membro da equipe que é especialmente fã desta realização da obra e do texto de apresentação que se segue.

. . . . . . . . . .

Já faz várias semanas que o Avicenna preparou cuidadosamente os arquivos para esta postagem, convidando-me honrosamente a mais uma parceria no texto… e eu venho vergonhosamente adiando mais do que seria aceitável!

A razão é que tanto eu quanto o Avicenna não acharíamos graça em fazer esta postagem em particular sem um texto consideravelmente substancioso acompanhando-a – e já contei pra vocês que a saúde vem me impedindo de me jogar muito a fundo em atividades de tecelagem verbal.

Mas a vontade também é forte, e aí decidi que não deixaria a coisa passar deste penúltimo domingo de inverno. Aí vai, então: não é pra ser um tratado, mas também não deixará de tocar em duas ou três áreas que nos instigam em especial.

A ABORDAGEM DE KARL RICHTER (1926-1981) A J.S.BACH (1685-1750): É lugar-comum dizer que Richter foi um dos últimos a empregar uma abordagem “romântica” em Bach, numa época em Harnoncourt e tantos outros já haviam partido para a abordagem “histórica”, que se caracteriza basicamente por: (a) uso de instrumentos construídos na época, ou construídos hoje segundo modelos da época; (b) sobretudo nas obras sacras, emprego das vozes de contratenores homens no lugar da de contraltos mulheres, e de meninos antes da mudança de voz no lugar de sopranos mulheres; (c) tamanho menor dos grupos instrumentais e corais; (d) tempos mais acelerados (i.é, velocidade), articulação e agógica mais dinâmicas (jogo de ligado x destacado, fraseado, irregularidades expressivas no tempo etc).

Richter de fato não usou nada disso: usou instrumentos modernos, mulheres solistas, grupos consideravelmente volumosos… porém seus tempos não são só lentos: são sobretudo rigorosamente regulares - como de metrônomo ou relógio do princípio ao fim de cada trecho.

Isso me faz perguntar sobre a adequação de chamar “romântica” a sua abordagem… se o que talvez mais caracterize o romantismo seja o rubato, ou seja: um determinado tipo de irregularização expressiva do tempo. Em Richter inexistem tanto a “inegalité” e a agógica barrocas quanto o rubato, e nesse sentido eu chamaria sua abordagem de “classicista”, não de romântica.

Mas além disso Richter era filho de pastor luterano, e sua formação se deu fundamentalmente no espaço eclesiástico – diferente de regentes como um Klemperer, de quem também se diz ter abordado a São Mateus “romanticamente”. Minha impressão é que Richter foi mostrar no teatro o que se fazia nas igrejas… e isso embasaria o clima litúrgico e devocional que parecemos encontrar aqui, em contraste com abordagens mais teatrais, operísticas e/ou “de concerto”.

ALGUNS DESTAQUES DA REALIZAÇÃO E DA OBRA: Antes de mais nada, o coro – ou melhor: os coros (a obra inteira é composta para 2 coros a quatro vozes, 2 orquestras e 2 conjuntos de solistas, que se respondiam da frente e dos fundos da igreja, e ainda uma nona voz coral: um grupo de meninos em uníssono, que intervém somente nas faixas 1 e 35). Impressionam nesta realização a textura veludosa, a precisão e a qualidade expressiva das massas corais, quer nos COROS (peças livres) quer nos CORAIS (nome para “hinos” na tradição luterana).

Segundo, a participação do que foi talvez o melhor barítono do século 20: Dietrich Fischer-Dieskau (28.05.1925-18.05.2012). Destaque para os dois pares recitativo-e-ária que são as faixas 65-66 e 74-75. Para mim só essas quatro faixas já justificariam a preservação desta gravação e nossa atenção a ela!

Falar das diferentes árias maravilhosas da São Mateus é um assunto infinito em que não quero entrar – mas por afinidades pessoais não quero deixar de chamar atenção para o dueto soprano-alto com coro quase no final da primeira parte (faixa 33), e para a ária Aus Liebe (‘É por amor…’ – faixa 58) – esta especificamente porque para mim é um inegável CHORO – quero dizer no sentido musical brasileiro da palavra - com os volteios sentimentais da flauta apoiados (?) em acordes flutuantes de 2 oboés e um corne inglês mais ou menos na mesma tessitura de um cavaquinho, sem baixo nenhum. Como diria o filho do véio: IM-PER-DÍ-VEL!

SOBRE A RELAÇÃO COM O TEXTO: Hoje o interesse pela música de Bach é mais freqüente entre pessoas intelectualizadas… e justo entre essas não é freqüente conseguirem levar a sério o enredo e os sentidos teológicos que essa música se propõe a ilustrar. Surge daí com freqüência uma proposta de audição assim: “a composição musical é maravilhosa, mas os textos são uma baboseira superada que é melhor a gente nem ficar sabendo”.

Por um lado considero perfeitamente válido que para apreciar esta música ninguém precise acreditar que estaria condenado a assar no inferno pela eternidade caso Jesus não tivesse se disposto a sofrer para apaziguar um Deus-Pai capaz de determinar isso… Mas por outro lado acho que há uma inegável perda de experiência estética quando não nos dispomos a experimentar como é sentir isso - no mínimo do mesmo modo como nos dispomos a sentir os terrores e esperanças dos gregos ou dos indianos diante dos seus deuses e heróis, quando vamos conhecer a Ilíada ou o Mahabhárata.

Para mim o bonito dos tempos pós-modernos é justamente isso: o convívio entre múltiplas formas diferentes de experimentar a mesma coisa, formas muitas vezes incompatíves mas que nem por isso precisam incorrer na infantilidade de lutar para suprimir umas às outras. No caso: há gente que irá ouvir só pela música; alguns pela música e pelo mito entendido como fantasia; outros pelo mito entendido como verdade sagrada; outros ainda por nostalgia em relação aos seus queridos passados que cultivavam essa forma de religiosidade – etc. etc. etc.

Minha forma pessoal, se alguém se interessar em saber, eu classificaria como um tanto antropológica: entendo como essência do mythos cristão a admissão, por parte do ser humano, de um descompasso ou insuficiência de sua parte frente a uma ordem maior – e quem diz que isso se refere a um velho barbudo que diz que você não pode pensar no que tem por baixo da saia ou calça da/do coleguinha da escola, ou duvidar de que a mãe de Jesus era virgem ou coisas assim? A realidade da destruição ambiental do planeta, ou das crianças lançadas à fome por conta de disputas de poder-pelo-poder, não são amostras de que o ser humano realmente pisa na bola frente àquilo que ele mesmo é capaz de conceber como o bom e o desejável? E será assim tão ridículo dispor-se a deixar ressoar em cada um de nós o que é o sofrimento de um outro que tem raiz em atos nossos? E ainda: aspirar por que essa compreensão respeitosa do sofrimento do outro, e admissão de culpa, gere um desejo de superação das nossas insuficiências em questão – um desejo tal que se torne força capacitadora de uma tal superação?…

Essa é, no humilde ver de Ranulfus, uma tradução antropológica do mythos cristão – e não tenho dúvidas de que era com esse magma de emoções que Bach trabalhava, independente de se com pura intuição ou com maior ou menor dose de consciência. E quem se dispõe a empreender uma viagem através de imagens simbólicas desse drama fundamental da admissão de culpa e aspiração por redenção, com certeza irá extrair de Bach uma experiência estética ainda muito mais profunda que aquele que diz “a música é divina, os textos são pura baboseira”.

Foi assim que eu entendi o impulso que o colega Avicenna teve de não postar esta obra sem colocar à disposição o texto com tradução em português (mesmo se não há nenhuma poeticamente satisfatória!), bem como os títulos das faixas em português: contribuições para uma experiência mais integral desses “Autos de Mysterio” que são as Paixões de Bach -

… experiência para quê a atitude menos teatral e mais litúrgico-devocional adotada por Karl Richter talvez possa ser uma contribuição, apesar de todas as suas infidelidades musicológicas.

J.S. Bach: PASSIO SECUNDUM MATTHÆUM, BWV 244

1.ª das gravações dirigidas por Karl Richter: 1958, Herkules-Saal, München
Münchener Bach-Chor & Münchener Chorknaben (diretor do coro: Fritz Rothschuh)
Münchener Bach-Orchester
Tenor [Evangelista, árias]: Ernst Haefliger
Baixo [Jesus]: Kieth Engen
Soprano [árias]: Irmgard Seefried
Soprano [1.ª criada; esposa de Pilatos]: Antonia Fahberg
Contralto [árias, 2.ª criada]: Hertha Töpper
Baixo [árias]: Dietrich Fischer-Dieskau
Baixo [Judas, Pedro, Pilatos, Sumo Sacerdote]: Max Proebstl

LISTA DAS FAIXAS

Jesus ungido em Betânia (São Mateus 26: 1-13)
01 Vinde, filhas, auxilia-me no pranto (Kommt, ihr Töchter)
02 Quando Jesus terminou estas palavras (Da Jesus diese Rede vollendet hatte)
03 Amado Jesus (Herzliebster Jesu)
04 Então se reuniram em conselho (Da versammleten sich die Hohenpriester)
05 Que não seja em dia de festa (Ja nicht auf das Fest)
06 Estando Jesus em Betânia (Da nun Jesus war zu Bethanien)
07 Para que este desperdício (Wozu dienet dieser Unrat)
08 Os advertindo, Jesus os falou assim: (Da das Jesus merkete, sprach er zu ihnen)
09 Tu! Salvador bem amado! (Du lieber Heiland du)
10 Contrição e arrependimento (Buss’ und Reu’)

Última Ceia (São Mateus 26: 14-35):
11 Então um dos doze (Da ging hin der Zwölfen einer)
12 Sangra, querido coração! (Blute nur, du liebes Herz)
13 Então no dia dos primeiros ázimos (Aber am ersten Tage der süssen Brot)
14 Onde quer que façamos (Wo willst du, dass wir dir bereiten)
15 Ele os disse ide a cidade (Er sprach-Gehet hin & Rez (Ev)-Und sie wurden)
16 Sou eu. Deveria expiá-lo (Ich bin’s, ich sollte büssen)
17 Ele os respondeu (Er antwortete und sprach)
18 Apesar de que meu coração (Wiewohl mein Herz in Tränen schwimmt)
19 Quero entregar-te meu coração (Ich will dir mein Herze schenken)
20 E tendo proclamado o hino de ação de graças (Und da sie den Lobgesang gesprochen hatten)
21 Reconhece-me, meu Guardião (Erkenne mich, mein Hüter)
22 Porém Pedro, respondendo, lhe disse (Petrus aber antwortete)
23 Quero permanecer aqui junto de Ti (Ich will hier bei dir stehen)

No monte das Oliveiras (São Mateus 26: 36-56):
24 Então marchou Jesus com eles (Da kam Jesus mit ihnen zu einem Hofe)
25 Oh, dor! Como treme seu coração angustiado (O Schmerz & Chor-Was ist die Ursach’)
26 Quero velar ao lado do meu Jesus (Ich will bei meinem Jesu wachen & Chor-So schlafen unsre)
27 Avançou alguns passos (Und ging hin ein wenig)
28 O salvador cai de joelhos (Der Heiland fällt vor seinem Vater nieder)
29 Com prazer queria eu levar sua cruz (Gerne will ich mich bequemen)
30 E ao retornar até onde estavam seus (Und er kam zu seinen Jüngern)
31 Que se cumpra sempre a vontade de meu Senhor (Was mein Gott will, das g’scheh allzeit)
32 E retornando, os encontrou novamente (Und er kam und fand sie aber schlafend)
33 Assim meu Jesus é preso (So ist mein Jesus nun gefangen)
34 E eis que um dos que estavam com Jesus (Und siehe, einer aus denen)
35 Oh homem! Chora teu grande pecado (O Mensch, bewein dein Sünde gross)

Falso Testemunho (São Mateus 26: 57-63):
36 Ah! Meu bom Jesus já não está aqui! (Ach, nun ist mein Jesus hin!)
37 Os que prenderam a Jesus o conduziram (Die aber Jesum gegriffen hatten)
38 O mundo me julgou cruelmente (Mir hat die Welt trüglich gericht’t)
39 Apesar de tê-lo tentado com numerosos testemunhos falsos (Und wiewohl viel falsche Zeugen)
40 Meu Jesus guarda silêncio ante as calúnias (Mein Jesus schweigt zu falschen Lügen stille)
41 Paciência! Se línguas mentirosas me ofenderem (Geduld! Wenn mich falsche Zungen Stechen)

Jesus ante Caifás e Pilatos (São Mateus 26: 63-75; 27: 1-14):
42 O Sumo Pontífice o respondeu dizendo (Und der Hohepriester antwortete)
43 Então começaram a cuspir-lhe no rosto (Da speieten sie aus)
44 Quem te golpeia assim (Wer hat dich so geschlagen)
45 Pedro estava sentado fora (Petrus aber saß draussen)
46 Então se pôs a maldizer e a jurar (Da hub er an, sich zu verfluchen)
47 Tem piedade de mim, Meu Deus (Erbarme dich, mein Gott)
48 Ainda que me separe de Ti (Bin ich gleich von dir gewichen)
49 Pela manhã, todos os príncipes (Des Morgens abre)
50 Então ele lançou as moedas de prata no templo (Und er warf die Silberlinge)
51 Devolva-me o Meu Jesus! (Gebt mir meinen Jesum wieder!)
52 E depois de terem discutido (Sie hielten aber einen Rat)
53 Dirige teu caminho (Befiehl du deine Wege)

Entrega e Flagelação (São Mateus 27: 15-30):
54 Durante a festa era costume que o governador (Auf das Fest aber hatte der Landpfleger Gewohnheit)
55 Que incompreensível é este castigo! (Wie wunderbarlich ist doch diese Strafe!)
56 O governador replicou (Der Landpfleger sagte)
57 Ele fez o bem a todos (Er hat uns allen wohlgetan)
58 Por amor quer morrer meu Salvador (Aus Liebe will mein Heiland)
59 Porém eles, elevando a voz, gritavam (Sie schrieen aber noch mehr)
60 Piedade. Senhor! (Erbarm’ es Gott!)
61 Se as lágrimas do meu rosto (Können Tränen meiner Wangen)
62 Então os soldados do governador tomaram a Jesus (Da nahmen die Kriegsknechte)
63 Oh, cabeça lacerada e ferida (O Haupt voll Blut und Wunden)

A Crucificação (São Mateus 27: 31-54):
64 E depois de tê-lo humilhado (Und da sie ihn verspottet hatten)
65 Sim, ditosa a hora em que a carne e o sangue humanos (Ja! freilich will in uns das Fleisch und Blut)
66 Vem, doce cruz (Komm, süsses Kreuz)
67 E então chegaram ao lugar chamado Gólgota (Und da sie an die Stätte kamen)
68 Até os mesmos bandidos que haviam sido crucificados (Desgleichen schmäheten ihn auch die Mörder)
69 Ah, Gólgota (Ach, Golgatha)
70 Veja, Jesus estende sua mão (Sehet, Jesus hat die Hand)
71 E desde a hora sexta até a hora nona (Und von der sechsten Stunde)
72 Quando eu tiver que partir (Wenn ich einmal soll scheiden)
73 E eis que o véu do templo (Und siehe da)

O enterro (São Mateus 27: 55-66):
73b Estavam também ali, um pouco afastadas (Und es waren viel Weiber da)
74 Ao entardecer, quando refrescou (Am Abend, da es kühle war)
75 Purifica-te, Meu coração (Mache dich, mein Herze, rein)
76 José tomou o corpo e o envolveu em um lençol (Und Joseph nahm den Leib)
77 Agora o Senhor descansa (Nun ist der Herr zur Ruh gebracht)
78 Chorando nos prostramos ante teu sepulcro (Wir setzen uns mit Tränen nieder)

OPÇÕES DE DOWLOAD:

NOVO LINK EM NOVO SERVER: arquivo único 503 MB

. . . . . . . Baixe aqui – download here

POSTAGEM ORIGINAL: 5 arquivos (100+100+100+100+28):

Parte 1Parte 2Parte 3Parte 4Parte 5

É NECESSÁRIO BAIXAR TODOS PARA DESCOMPACTAR

TEXTO (original alemão + português)

Encarte/booklet da edição em vinil: incluído em PDF no download

Tradução um pouco menos ruim que a do encarte:

http://www.bach-cantatas.com/Texts/BWV244-Por2.htm

Monge Ranulfus: texto & inspiração

Avicenna: digitalização, layout & mouse conductor

J. S. Bach (1685-1750): Concertos para Flauta

Um bom disco. Um daqueles concertos reconstruídos, o quinto de Brandemburgo e a Abertura Nº 2, com sua Badinerie de todos os celulares. O cravista inventa bastante na cadenza do 5º brandemburguês… É um pouco decepcionante para quem ama aquele solo, mas OK, é domingo, não vamos nos exaltar. É engraçado como ficou bonito e atlético — à exceção de sublime Andante — o concerto reconstruído a partir de três Cantatas. Vale a pena baixar, sim.

J. S. Bach (1685-1750): Concertos para Flauta

1 Flute Concerto in B Minor (reconstructed by F. Zimei): I. [Allegro] (after Non sa che sia dolore, BWV 209: Sinfonia) 5:52
2 Flute Concerto in B Minor (reconstructed by F. Zimei): II. [Andante] (after Durchlauchtster Leopold, BWV 173a: Aria: Guldner Sonnen frohe Stunden) 9:03
3 Flute Concerto in B Minor (reconstructed by F. Zimei): III. [Allegro] (after Vereinigte Zwietracht der wechselnden Saiten, BWV207: Aria: Augustus’ Namenstages Schimmer) 3:34

4 Concerto in D Major, BWV 1050a, “Brandenburg Concerto No. 5, early version”: I. Allegro 7:33
5 Concerto in D Major, BWV 1050a, “Brandenburg Concerto No. 5, early version”: II. Adagio 1:28
6 Concerto in D Major, BWV 1050a, “Brandenburg Concerto No. 5, early version”: III. Allegro 5:07

7 Overture (Suite) No. 2 in B Minor, BWV 1067: I. Ouverture 10:16
8 Overture (Suite) No. 2 in B Minor, BWV 1067: II. Rondeau 1:46
9 Overture (Suite) No. 2 in B Minor, BWV 1067: III. Sarabande 3:00
10 Overture (Suite) No. 2 in B Minor, BWV 1067: IV. Bourree I-II 2:09
11 Overture (Suite) No. 2 in B Minor, BWV 1067: V. Polonaise – Double 3:53
12 Overture (Suite) No. 2 in B Minor, BWV 1067: VI. Menuet 1:18
13 Overture (Suite) No. 2 in B Minor, BWV 1067: VII. Badinerie 1:27

Ensemble Aurora
Enrico Gatti, maestro di concerto

Marcello Gatti, traverso

Enrico Gatti, violin
Rossella Croce, violin
Joanna Huszcza, viola
Judith-Maria Olofsson, cello
Riccardo Coelati, violone
Michele Barchi, harpsichord

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Ô, Marcello, dá uma chamada neste cravista, aê.

Ô, Marcello, dá uma chamada nesse cravista, aê.

PQP

Johann Sebastian Bach (1685-1750) – The Works for the Lute – Lutz Kirchhoff

Front (1)

Estou envolvido com questões pessoais, além de estar me preparando para mais um concurso público, por mais umas três semanas, por este motivo vou continuar um tanto quanto afastado do PQPBach. Vou agendar o maior número possível de postagens, mas é pouco provável que responda a questionamentos ou solicitações que venham a ser feitos neste meio tempo.
Dois cds absolutamente perfeitos é o que vos trago nesta postagem. A interpretação do alaúdista Lutz Kirchhoff beira a perfeição, e creio que seja a versão a ser batida ou igualada para este repertório, caso existisse uma competição. A coleção VIVARTE do selo Sony prima pela qualidade de suas gravações e seus intérpretes são renomados dentro do universo da música barroca e do período clássico, com ênfase nas interpretações com instrumentos de época.

Então, sem mais delongas, vamos ao que interessa: a obra de Bach interpretada por um mestre do alaúde.

CD1
01 – Suite in G minor BWV 995 – 1. Prelude
02 – Suite in G minor BWV 995 – 2. Allemande
03 – Suite in G minor BWV 995 – 3. Courante
04 – Suite in G minor BWV 995 – 4. Sarabande
05 – Suite in G minor BWV 995 – 5. Gavotte I
06 – Suite in G minor BWV 995 – 7. Gigue
07 – Fuge in G minor BWV 1000
08 – Suite in E minor BWV 996 – 1. Praeludio – Passaggio – Presto
09 – Suite in E minor BWV 996 – 2. Allemande
10 – Suite in E minor BWV 996 – 3. Courante
11 – Suite in E minor BWV 996 – 4. Sarabande
12 – Suite in E minor BWV 996 – 5. Bourrée
13 – Suite in E minor BWV 996 – 6. Gigue
14 – Preludium, Fuge and Allegro BWV 998 – 1. Prelude
15 – Preludium, Fuge and Allegro BWV 998 – 2. Fuga

CD 1 - BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

CD 2

01 – Partita for Lute in C minor BWV.997 – 1. Prelude
02 – Partita for Lute in C minor BWV.997 – 2. Fuga
03 – Partita for Lute in C minor BWV.997 – 3. Sarabande
04 – Partita for Lute in C minor BWV.997 – 4. Gigue
05 – Partita for Lute in C minor BWV.997 – 5. Double
06 – Prelude for Lute in C minor BWV.999
07 – Suite for Lute in E major BWV.1006 – 1. Prelude
08 – Suite for Lute in E major BWV.1006 – 2. Loure
09 – Suite for Lute in E major BWV.1006 – 3. Gavotte en Rondeau
10 – Suite for Lute in E major BWV.1006 – 4. Menuet I
11 – Suite for Lute in E major BWV.1006 – 5. Menuet II
12 – Suite for Lute in E major BWV.1006 – 6. Bourrée
13 – Suite for Lute in E major BWV.1006 – 7. Gigue

 CD 2 – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Lutz Kirchhof – Theorbo & Baroque Lute

2011-02-06_Lutz Kirchhof

Lutz Kirchhof toca muito esse antepassado do nosso violão.

IM.0627_zp

Esse é o tal do theorbo lute. Ainda mais esquisito, não acham?